O que é gestão de produtos e por que ela é tão importante para a sua empresa

A gestão de produtos cuida de um dos ativos mais importantes das empresas. Os produtos são a forma como elas entregam valor ao mercado e se conectam aos consumidores. Por isso, precisam ser bem gerenciados para ter mais sucesso. A seguir, entenda a importância dessa área para o seu negócio.

gestão de produtos

Quando você compra um celular ou utiliza um software no seu trabalho, consegue imaginar quantas pessoas estão envolvidas no desenvolvimento desses produtos? Nas empresas, é a gestão de produtos e todas as suas estratégias que criam essa experiência para você. 

A gestão de produtos lida com a essência de uma empresa. Afinal, é em torno dos produtos que a empresa trabalha suas estratégias de marketing e vendas, são eles que movimentam o caixa do negócio e que promovem a relação da marca com os consumidores. Sem um produto, a empresa não tem o que entregar ao mercado.

Pensando nisso, criamos este artigo para orientar você sobre a gestão de produtos, o que é e por que essa área de negócio é tão importante para o desempenho no mercado. Acompanhe agora para saber tudo!

    Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

    Não se preocupe, não fazemos spam.

    O que é gestão de produtos?

    Gestão de produtos é a área de negócio que gerencia os produtos em todas as etapas do seu ciclo de vida, desde a sua concepção e desenvolvimento até a sua retirada do mercado, tendo sempre como foco a experiência do cliente.

    É importante esclarecer que essa área engloba não apenas os produtos físicos, mas também serviços, softwares, infoprodutos — ou seja, tudo aquilo que as empresas produzem e entregam ao mercado como resultado do seu trabalho.

    O objetivo da gestão de produtos é fazer a voz dos consumidores ser ouvida, de maneira que a empresa crie produtos que atendam necessidades e entreguem valor ao mercado. Isso vale não só para o lançamento de produtos, mas para a gestão do todo o seu ciclo de vida.

    Para isso, essa área de negócio requer um entendimento completo sobre o comportamento, as necessidades e os interesses dos consumidores.

    A gestão de produtos é uma área multidisciplinar, geralmente liderada por um gerente de produto ou Product Manager.

    Entre os profissionais envolvidos, estão engenheiros de produto ou de software, designers, analistas de teste (QA ou Quality Assurance), além de profissionais de marketing de produto, que lidam com o posicionamento, a precificação e outros aspectos da sua presença no mercado.

    Para que serve a gestão de produtos?

    A gestão de produtos serve para que a empresa entregue valor ao mercado e obtenha retorno financeiro com isso.

    A intenção é garantir que as necessidades dos clientes sejam atendidas e que o produto se mantenha relevante, enquanto gera retorno e lucratividade para a empresa e a mantém na direção dos seus objetivos.

    Para isso, a gestão de produtos deve ser capaz de analisar o mercado, entender suas demandas e responder às mudanças. Note que, no cenário da era digital, as mudanças de mercado e de comportamento do consumidor são cada vez mais constantes e, portanto, exigem respostas ágeis dos gestores de produtos.

    Além disso, a equipe deve definir processos e sistemas que garantam a qualidade dos seus produtos, de acordo com as expectativas dos clientes e os aspectos técnicos do desenvolvimento.

    Por que a gestão de produtos é importante?

    A gestão de produtos é essencial para o sucesso da empresa. A seguir, vamos entender melhor quais benefícios essa atividade traz:

    Alinha oferta com necessidades do mercado

    Um dos principais objetivos da gestão de produtos é alinhar o desenvolvimento e as estratégias de produtos com as necessidades do mercado.

    Dessa forma, a empresa produz e entrega aquilo que realmente tem demanda entre os consumidores. Os produtos conseguem resolver problemas e necessidades das pessoas e tem mais sucesso no mercado.

    Melhora a experiência do cliente

    A gestão de produtos melhora o seu desenvolvimento. Ao longo das etapas de criação, a empresa considera as expectativas, os comportamentos e os interesses dos consumidores e usuários, de modo que o produto conquiste a satisfação do cliente.

    Com isso, a experiência do consumidor com o produto contribui para o seu relacionamento com a marca. Na gestão de um portfólio de produtos, a empresa pode manter essa relação próxima e positiva com os consumidores mesmo com o declínio de um dos seus produtos.

    Melhora a alocação de recursos

    A gestão de produtos ajuda a organizar a área, definir prioridades e identificar oportunidades. Com essa orientação, você consegue perceber em quais estratégias deve investir mais para trazer mais retorno ao negócio, sem correr tantos riscos.

    Ao longo do ciclo de vida do produto, por exemplo, você pode perceber em quais momentos é necessário investir mais em marketing e vendas e quando é possível reduzir os investimentos.

    Otimiza e agiliza as entregas

    A organização da gestão de produtos ajuda a otimizar as entregas das equipes. Quando os objetivos, os procedimentos, os processos e as ferramentas estão definidos em uma área de negócio, os colaboradores sabem quais caminhos devem seguir.

    Dessa forma, é possível realizar entregas mais ágeis, na velocidade que o mercado atual exige das empresas. Esse é um dos requisitos, aliás, para entrar na transformação digital.

    Melhora as estratégias de vendas

    Em qualquer empresa, as estratégias de vendas são essenciais. Afinal, são elas que fazem os produtos chegarem às mãos dos consumidores.

    Quando a área de gestão de produtos existe em uma empresa, as estratégias de vendas tendem a ser mais consolidadas e efetivas, a partir da definição de processos. Além disso, o conhecimento sobre o público é importante para alinhar os argumentos de vendas às necessidades dos consumidores e, assim, criar conexão com eles na hora da venda.

    Quais são as atividades da gestão de produtos?

    A gestão de produtos acontece de formas diferentes em cada empresa. Depende do tamanho do negócio, do tipo de produto que vende (produtos físicos, serviços, softwares etc.), do perfil de cliente (consumidores ou empresas) e ainda de outros aspectos.

    A metodologia é também um desses aspectos que determina como a gestão de produtos acontece. No modelo em cascata (Waterfall), as atividades acontecem de forma linear. Mas, nas metodologias ágeis, muito adotadas nas empresas de TI, a abordagem é não-linear e iterativa, o que torna a gestão mais flexível e agiliza as respostas ao mercado.

    Assim, em ciclos curtos de trabalho, a visão do mercado não aparece apenas no início do trabalho, mas em todo o processo de gestão do produto, por exemplo. O marketing, da mesma forma, está presente em todo o processo, já que os lançamentos e atualizações são mais constantes. 

    Agora, vamos entender quais são as principais atividades que a gestão de produtos envolve, independentemente do tipo de empresa, perfil de cliente e metodologia. Conheça:

    Pesquisa de mercado

    A gestão de produtos depende de um conhecimento profundo sobre o mercado. É preciso entender o público, as suas necessidades, a atuação dos concorrentes e o nicho que você pode atingir. Assim, é possível criar produtos e estratégias mais alinhados ao mercado.

    A pesquisa pode ser realizada de várias formas e em diferentes momentos. Você pode realizar entrevistas, colher feedbacks e fazer pesquisas de satisfação depois da experiência do cliente com o produto.

    Como dissemos, nas metodologias ágeis, pesquisas com os consumidores tendem a ser mais constantes para avaliar a experiência do usuário com o produto.

    Desenvolvimento de produto

    O desenvolvimento é uma das etapas mais importantes da gestão de produtos. Esse é o momento de desenvolver aquilo que você vai entregar ao mercado, para criar a melhor experiência ao usuário e conquistar a satisfação e a fidelidade do cliente.

    No desenvolvimento de produtos, existem algumas etapas para transformar grandes ideias em produtos de valor para o mercado. São elas:

    1. Ideação: levantamento de ideias de produtos com base no mercado. 
    2. Conceituação: definição do conceito de produto, o que é e qual valor entrega.
    3. Requisitos: especificações de atributos que o produto deve ter.
    4. Design: criação do projeto do produto.
    5. Prototipagem: criação de um protótipo ou Mínimo Produto Viável para teste.
    6. Teste: teste e validação do protótipo ou MVP.
    7. Aprendizado: análise dos feedbacks dos usuários.
    8. Lançamento: divulgação e colocação do produto no mercado.

    Ao longo desse processo, o desenvolvimento do produto pode voltar algumas etapas. Por exemplo, quando o aprendizado mostra que é preciso ajustar o produto, pode-se lançar novamente o MVP, mas com melhorias apontadas nos feedbacks. E, assim, segue-se um processo iterativo de melhorias contínuas até chegar ao produto ideal.

    Se você deseja criar um site, por exemplo, pode passar por essas etapas para desenvolver a melhor experiência para o seu visitante. O Stage pode ajudar você nessa tarefa, com uma hospedagem segura, eficiente e otimizada para os seus negócios.

    Marketing de produto

    O marketing é um dos pilares da gestão de produtos. O marketing de produto se refere às atividades do marketing tático relacionadas aos produtos, de maneira que eles transmitam o posicionamento da marca junto ao público-alvo da empresa.

    Essa atividade se preocupa com a percepção do consumidor sobre os atributos tangíveis e intangíveis dos produtos, que devem se alinhar à imagem e aos valores que a marca quer transmitir.

    Um dos principais atributos é o preço. O marketing de produto se preocupa com a precificação, não apenas com o propósito de gerar lucratividade para o negócio, mas também de transmitir o posicionamento da marca e atingir seu público-alvo por meio do preço.

    Outro aspecto importante do marketing de produto é a distribuição. Sua colocação no mercado também depende de uma boa escolha de canais de distribuição e vendas, ou seja, como o produto vai chegar até o consumidor.

    No lançamento do produto, o marketing é essencial para despertar a demanda do mercado e transmitir o valor que a marca deseja entregar. Mas o marketing de produto deve acompanhar o item em todo o seu ciclo de vida, a fim de manter a conexão com os consumidores em todas as suas fases.

    Gestão do ciclo de vida de produto

    O ciclo de vida do produto se refere às fases pelas quais ele passa ao longo da sua existência no mercado. Passa pela Introdução, Crescimento, Maturidade e Declínio, quando deve ser tirado de circulação ou substituído por uma nova solução.

    A gestão do ciclo de vida, portanto, analisa o momento do produto no mercado e define as melhores estratégias de marketing e vendas. No Crescimento, por exemplo, a divulgação do produto tende a ser intensificada para gerar mais vendas e bater os concorrentes.

    Além disso, a gestão do ciclo de vida ajuda a gerenciar o portfólio de produtos da marca. Quando um produto entra em Declínio, por exemplo, pode ser o momento de retirá-lo de linha e intensificar o marketing de outro item para equilibrar as finanças do negócio.

    gestão de produtos

    Como fazer a gestão de produtos?

    Trouxemos aqui algumas dicas de como fazer a gestão de produtos na sua empresa de forma mais efetiva. Confira:

    Conheça seu público

    A gestão de produtos começa e termina com os consumidores ou usuários do produto. Você precisa conhecê-los bem, porque é para eles que você está criando todas as estratégias de produto.

    Portanto, utilize pesquisas e ferramentas para conhecer o seu público. Entrevistas, questionários, observações e pesquisas de satisfação são algumas formas de conhecer melhor as pessoas.

    É importante também desenvolver a empatia com o público, para entender a sua realidade e as necessidades que o seu produto pode resolver. Essa é uma habilidade essencial para quem quer trabalhar na área de gestão de produto.

    Valide a ideia de produto

    Uma boa ideia nem sempre é uma ideia viável. Você pode achar que teve um insight incrível, mas talvez o mercado não precise da solução que você inventou.

    Por isso, um novo produto precisa ser validado antes de mobilizar estratégias e investimentos. Isso acontece no desenvolvimento do produto, na etapa de lançamento do MVP, que serve para validar a qualidade da experiência do cliente e a viabilidade econômica.

    Defina uma metodologia

    A gestão de produtos, assim como outras áreas de gestão, é mais eficiente quando você tem uma metodologia definida. Os colaboradores compreendem o fluxo de trabalho e o seu papel ao longo dos processos.

    Atualmente muitas empresas estão adotando as metodologias ágeis, como Scrum e Lean, que se baseiam em ciclos curtos de trabalho e iterações constantes. Mas você também pode trabalhar com Waterfall, OKRs e outros modelos.

    Vá além dos atributos funcionais

    Muitas empresas ainda focam o marketing de produto nos seus atributos funcionais. As características e funcionalidades dos produtos são essenciais para a tomada de decisão dos consumidores. Porém, os atributos intangíveis, que se referem aos benefícios emocionais e afetivos que os produtos entregam, também são importantes.

    Eles despertam uma conexão mais profunda com os consumidores e são uma oportunidade de diferenciação, já que são mais difíceis de serem copiados pelos concorrentes. Por isso, o marketing deve ir além dos atributos funcionais e explorar o emocional, o afetivo, a experiência que o produto proporciona.

    Escolha canais estratégicos de vendas

    A distribuição em canais de vendas é um dos pontos estratégicos da gestão de produtos. Essa definição é o que faz os seus produtos chegarem aos clientes da melhor maneira. 

    Lojas físicas, lojas virtuais, franquias, marketplaces, redes sociais e outros diversos canais podem fazer parte do plano de marketing de produto. O importante é definir canais que os seus clientes usem e que proporcionem praticidade a eles, além de um bom retorno em vendas e lucratividade para o negócio.

    A gestão de produtos é uma atividade essencial das empresas. Nem todas têm uma área estruturada para isso, mas ela pode ser o diferencial para o seu negócio gerenciar os produtos com eficiência, oferecer a melhor experiência aos clientes e encontrar melhores oportunidades de mercado. Agora, aproveite para baixar o nosso ebook Como fazer outras empresas venderem o meu produto, que vai ajudar você a transformar outros negócios em grandes aliados de vendas.

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Posts Relacionados

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!