Por Victor Vinal

Publicado em 24 de dezembro de 2018. | Atualizado em 17 de janeiro de 2020


Implementar as metodologias ágeis é o primeiro passo para sua empresa ganhar uma posição de destaque em um mercado tão concorrido. Entenda o seu conceito e seus principais métodos para aplicar da melhor forma ao seu negócio!

Garantir uma entrega coerente em relação aos objetivos definidos e com uma execução bem-feita é o principal desafio de qualquer projeto. Pensando em maneiras de facilitar esse processo, foram criadas as metodologias ágeis.

Essa metodologia busca um alinhamento melhor entre a equipe, de forma a transmitir mensagens mais claras, mantendo os esforços em busca do objetivo final. Para garantir essa otimização dos processos, e aumentar a eficiência da sua empresa, algumas práticas são utilizadas.

Confira neste post os 4 principais modelos dessa metodologia e como eles funcionam!

As metodologias ágeis

Estamos passando pela quarta revolução industrial, conhecida como a indústria 4.0, que é marcada por uma maior interação entre processos humanos e robóticos. Todos esses processos demandam um prazo para implementação reduzido e existe uma tolerância muito menor para erros.

As empresas, então, precisaram evoluir em busca de processos mais eficientes. Dessa forma, as metodologias ágeis chegaram com o intuito de resolver processos organizados em etapas de produção muito longas, problemas com definição de entregas, comunicações pobres entre as equipes e o desalinhamento de informações entre o time interno e os clientes.

Desenvolver métodos inteligentes foi a melhor solução para desenvolver uma execução correta das ações, de forma que o objetivo final da empresa seja atendido no prazo estipulado. Essa metodologia busca simplificar a maneira em que os projetos são executados, impactando positivamente no resultado final.

Os modelos mais tradicionais são compostos por processos longos e com objetivos definidos, porém, sem muitos detalhes sobre os caminhos recomendados para atingi-los. As metodologias ágeis contam com uma proposta de processos mais curtos, com entregas em menor espaço de tempo, focando principalmente na melhoria e no alinhamento da equipe.

Dessa maneira, a identificação de falhas se tornou mais fácil, gerando uma flexibilidade da forma de trabalhar de cada um.

Cada colaborador consegue realizar a mesma ação de maneiras diferentes, definindo qual o melhor caminho para construir um resultado positivo.

As metodologias ágeis se baseiam em 4 pilares:

  1. comunicação — indivíduos e interações são mais que processos e ferramentas;
  2. praticidade — softwares em funcionamento são mais que documentação abrangente;
  3. alinhamento de expectativas e colaborações — a colaboração com o cliente é mais que a negociação de contratos;
  4. adaptabilidade e flexibilidade — responder a mudanças é mais que seguir um plano.

As vantagens de utilizar métodos ágeis

A realização frequente de testes no processo garante uma efetividade maior do sistema e isso traz algumas vantagens em relação às abordagens tradicionais. Veja como alguns fatores são aprimorados com as metodologias ágeis.

Velocidade nas entregas

Existe uma maior agilidade e eficiência na execução dos processos e, consequentemente, nas entregas do projeto, tendo em vista que o cliente consegue acompanhar e validar o projeto em várias etapas. Dessa maneira, se ocorrer algum erro na solução, ele é facilmente identificado e apenas a etapa com falha precisa ser corrigida.

Esse é um ótimo método que aumenta a transparência dos processos, diminui o prazo estipulado para a entrega, reduz custos de produção e gera economia de recursos.

Qualidade do serviço

Como a interação entre a empresa e o cliente é maior, períodos de teste e validação podem ser realizados, aumentando assim a qualidade do produto final e garantindo a satisfação e a fidelização do cliente.

Independência e produtividade

As equipes de produção não precisam mais se preocupar com processos burocráticos, já que a simplificação desses procedimentos garante que todos os esforços sejam voltados para a criação de uma solução mais completa.

Além disso, os membros da equipe têm uma independência muito maior, podendo buscar alternativas para solucionar problemas e erros de forma mais efetiva.

Personalização

Com uma maior interação entre empresa e cliente, os clientes podem enviar sugestões, fazendo com que o time responsável pense em soluções antes de o projeto ser concluído.

Dessa maneira, existe uma maior personalização da solução oferecida. Isso é importante, pois garante que o seu produto ou serviço satisfaça a todas as dores do cliente.

Os principais métodos ágeis

Após entender o conceito das metodologias ágeis e suas vantagens, é vital que você conheça seus principais tipos para avaliar qual o melhor para a sua empresa.

1. Scrum

O Scrum é uma das formas de utilizar métodos ágeis em seus projetos e tem como principal objetivo auxiliar na gestão e no desenvolvimento de projetos que tenham um prazo curto de entrega.

Ele é um dos métodos mais populares e é comumente confundido com o conceito da metodologia em si.

É vital que você entenda todos os pontos positivos e negativos da sua equipe, além de cada integrante ter seu papel e atuação muito bem definidos. Para garantir o sucesso desse método, é necessário que exista um representante do cliente na sua equipe, de forma que ele crie listas de prioridades para garantir que a entrega apresente um bom resultado.

Essa metodologia permite que as empresas criem soluções inovadores para o mercado, fazendo com que haja um aumento da competitividade. Esse método existe devido à necessidade de oferecer agilidade em projetos de alta complexidade e urgência de entrega.

Na prática, o Scrum funciona criando ciclos, conhecidos como sprints, que são os intervalos de tempo para o desenvolvimento de cada etapa. Ao final de cada etapa, existe uma revisão do produto para validação. É só depois disso que a equipe inicia o próximo sprint.

2. Lean

O método Lean foi difundido no cenário das startups e é indicado para projetos reduzidos e mais objetivos. Seu foco principal é identificar e eliminar de forma eficiente os desperdícios dentro de uma organização ou na realização de algum projeto.

Dessa forma, existe uma redução de custos, diminuição na complexidade das tarefas realizadas — o que resulta em melhora nas entregas — aumento de produtividade da equipe e um melhor compartilhamento de informações.

Esse método é indicado para a validação de ideias e hipóteses e é constituído por três passos:

  1. construir;
  2. medir;
  3. aprender.
Você pode se interessar por estes outros conteúdos sobre gestão e produtividade!

👉 Matriz de Esforço X Impacto: o que é e como aplicá-la no dia a dia

👉 Lean Innovation Management: o que é e como aplicar esse método?

👉 Matriz RICE: o que é e como usá-la na priorização de projetos

👉 Matriz de Eisenhower: saiba como priorizar as suas tarefas

👉 Matriz GUT: saiba o que é, para que serve e como montar a sua


3. Kanban

O método Kanban é composto por checklists e oferece uma ótima visão de todo o projeto que está sendo desenvolvido. Ele é um dos métodos mais ágeis e simples utilizados atualmente.

Essa metodologia ganhou posição de destaque nos últimos anos por ser uma maneira de realizar o gerenciamento de projetos, com um poder de adaptação para qualquer tipo de negócio.

O principal objetivo desse método é buscar a evolução e não a revolução, permitindo que a organização dos processos seja feita de uma forma visual.

É preciso criar um quadro e dividi-lo da seguinte forma:

  • To Do — atividades que precisam ser realizadas;
  • Doing — atividades que estão sendo realizadas;
  • Done — atividades que já foram finalizadas, avaliadas e aprovadas pela equipe.

Acompanhar essa lista de atividades é vital para o bom funcionamento do método, de forma que todos os integrantes da equipe atualizem os dados inseridos constantemente.

Ele também mantém um ritmo sustentável de produção, evitando gargalos e atrasos no processo.

4. Smart

A metodologia Smart é reconhecida por ser uma boa alternativa para criar objetos realistas e possíveis de serem atingidos por sua empresa. Ele se baseia em cinco princípios que são indicados pelas letras do seu nome.

  1. S — que se refere a specific, significa que sua meta deve ser bem específica e atingir um ponto de cada vez, diminuindo o risco de interpretações equivocadas;
  2. M — que se refere a measurable, significa que a sua meta deve ser mensurável, já que objetivos numéricos e exatos são a melhor forma de provar a eficiência do processo;
  3. A — que se refere a attainable, significa que as metas estabelecidas devem desafiar o time, ao mesmo tempo em que são alcançáveis;
  4. R — que se refere a relevant, significa que as metas estabelecidas devem ser relevantes para o resultado final da empresa ou do processo;
  5. T — que se refere a time-related, significa que é preciso definir um prazo limite para a entrega do projeto, de forma que o time trabalhe com maior foco e efetividade.

A preparação para a implementação

Antes de implementar as metodologias ágeis apresentadas, é preciso que você faça uma análise completa da sua empresa, de forma a identificar os pontos positivos e negativos do processo como um todo.

Para realizar esse procedimento, o método mais utilizado é a análise SWOT, que é uma sigla para Forças (Strenghts), Fraquezas (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats). Essa análise é comumente conhecida como análise FOFA.

Ela é vital para traçar um planejamento estratégico para empresas ou para novos projetos. Assim, é realizado um diagnóstico completo para identificar oportunidades de melhoria e definir planos de ação. Dessa forma, os responsáveis pela empresa contam com um embasamento para formular estratégias de gestão e marketing com maior segurança.

Visto que a análise SWOT é útil ao implementar as metodologias ágeis, leia também o artigo em que ajudamos você a fazer uma análise estratégica do seu negócio!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *