Afinal, marketing de afiliados é furada? Descubra a resposta agora!

Para impedir que as ações de marketing de afiliados sejam uma furada, elas devem contribuir com o trabalho de produtores e afiliados, simplificando todos os processos. Assim, a estratégia pode ser bastante interessante para pessoas e organizações dos mais diversos setores, pois essa é uma forma de venda bastante lucrativa para todas as partes envolvidas no processo. No entanto, requer alguns cuidados!

marketing de afiliados é furada

Quem busca renda extra na internet já se perguntou se marketing de afiliados é furada, não é mesmo? Se esse é o seu caso, saiba que nessa forma de trabalho, existem prós e contras que devem ser analisados com critério na hora de mergulhar de cabeça nesse tipo de atividade.

De toda forma, o marketing de afiliados segue uma tendência do trabalho online, e é atrelado ao marketing digital, sendo uma fonte de renda que pode ser considerada. Para tanto, é importante que você saiba trabalhar com as ferramentas disponíveis e tenha um conhecimento mínimo sobre esse mercado.

Para ajudar você a saber se marketing para afiliados é furada, preparamos este artigo. Nele, você vai aprender:

  • O que é afiliado digital?
  • Marketing digital x marketing de afiliado: quais as diferenças?
  • Como funciona o marketing de afiliados?
  • Afinal, marketing de afiliado é furada?

O que é afiliado digital?

Um afiliado digital trabalha com um sistema que une dois extremos do processo de vendas: produtor de conteúdo e afiliado, que nada mais é do que um vendedor. Para que essas atividades sejam possíveis, todo o processo é intermediado por uma plataforma, responsável por abrigar os infoprodutos, criar os links de divulgação e entregar as comissões para os vendedores de forma segura.

A plataforma também é responsável por ajudar tanto produtores quanto afiliados a aumentar o desempenho de suas vendas. Todas as ações devem acontecer de modo a contribuir com o trabalho das partes envolvidas, simplificando os processos.

Assim, o modelo de marketing de afiliados pode ser bastante interessante para pessoas e organizações dos mais diversos setores. Isso porque muitos profissionais enxergam nele uma forma de empreender e conquistar renda extra, em uma jornada de trabalho mais flexível.

Marketing digital x marketing de afiliado: quais as diferenças?

Com a transformação digital, o marketing digital surgiu como uma ferramenta para regular e estudar as novas relações dos consumidores com a ação de compras online. Para isso, faz a aplicação de técnicas capazes de conceder mais visibilidade para empresas e seus produtos e serviços, por meio de interações no ambiente virtual.

Contudo, as pessoas têm confundido o marketing digital com o marketing de afiliados, tendo uma visão equivocada dessas estratégias. É possível entender que o marketing digital tem uma função mais ampla, podendo trabalhar em diversas áreas do marketing, dentre elas, o mercado de afiliados.

Logo, é possível compreender que o marketing digital dá origem a diversas vertentes para se trabalhar a divulgação de uma marca ou produto. O marketing de afiliados é um braço, ou uma tendência do marketing digital.

 Separamos aqui alguns artigos que também podem interessar:

Como funciona o marketing de afiliados?

No marketing de afiliados, de forma resumida, o afiliado expõe os produtos de um produtor parceiro. Em troca dos esforços de divulgação e vendas, o produtor o remunera com uma comissão.

Para que os pagamentos sejam feitos de forma correta, as plataformas digitais nas quais os conteúdos ficam abrigados geram links únicos, que os afiliados passam a divulgar com os anúncios de seus produtores parceiros. Dessa forma, o afiliado consegue receber pelas vendas realizadas.

 Quem pode ser um afiliado digital?

Qualquer empresa ou pessoa maior de 18 anos pode ser um afiliado digital. Isso porque não é preciso fazer um grande investimento inicial, e também não é necessário ter conhecimento técnico elevado. Em grande parte dos casos, a única exigência é que as pessoas estejam abertas a aprender.

Dessa forma, o afiliado estará mais propenso a conseguir fazer um bom trabalho, gerando resultados satisfatórios para os parceiros produtores de conteúdo. Também é indicado escolher um material para venda que esteja alinhado com as habilidades e conhecimentos do afiliado. Dessa forma, as chances de sucesso são elevadas.

Como funciona a relação entre produtor e afiliado?

De forma resumida, o criador de conteúdo, ou seja, o produtor, é o responsável por fazer a formulação do produto. Também é ele quem define o preço e a comissão que será paga ao afiliado, além do fornecimento do conteúdo.

Nesse caso, ele pode ser acessado via nuvem ou pode ser enviado. O suporte ao cliente após a compra também é de responsabilidade do produtor de conteúdo.

Já o afiliado é o responsável por fazer a divulgação do produto, e é a ponte entre o cliente e o produtor. De modo geral, a função do afiliado é somente apresentar o produto ao cliente.

Como escolher o produto adequado para se afiliar?

Com a crescente demanda por infoprodutos, em especial, no período da pandemia do novo coronavírus, existem diversos produtos para serem divulgados por afiliados. Portanto, escolher o mais adequado para se afiliar pode não ser uma tarefa tão fácil. Contudo, algumas dicas podem ajudar você a se decidir. Acompanhe!

  • confira se a plataforma que abriga o produto é confiável;
  • analise as possibilidades de divulgação e veja se elas funcionarão para o produto em questão;
  • trabalhe com produtos em que você acredita;
  • pesquise se a empresa que desenvolve o produto tem qualificações e um suporte adequado para afiliados;
  • procure trabalhar com produtos de um nicho de mercado ao qual você já tem afinidade e conhecimento.

Tenha em mente que a sua credibilidade pessoal estará em jogo, pois o comprador acreditará na sua indicação para fazer a compra do produto em questão.

Afinal, marketing de afiliado é furada?

A resposta para essa pergunta é: depende. Isso porque você precisa analisar muito bem os prós e os contras de investir tempo e energia nesse tipo de trabalho, além de ter atenção à reputação das plataformas e checar a credibilidade dos produtores. Você também vai precisar ter um conhecimento mínimo sobre marketing digital para conseguir alcançar mais pessoas.

Isso sem falar que, para aumentar os seus resultados, pode ser preciso investir um valor mínimo em anúncios no Google para alcançar o público-alvo do produto. É sempre bom ficar de olho em pessoas oportunistas, ou seja, que oferecem dinheiro rápido e fácil, e de repente somem.

Por isso, vale a pena reforçar que é preciso checar a reputação de produtores e plataformas. Isso porque dinheiro fácil não existe, seja na internet, seja no meio offline. É preciso dedicação e persistência para se alcançar resultados satisfatórios de maneira honesta. Portanto, se você não tiver disposição a estudar o mercado e empregar tempo e energia para conseguir resultados, o marketing de afiliados pode ser uma furada.

Mas, se você quiser encarar o desafio e trabalhar com essa estratégia, é necessário aprender sobre divulgação, que requer certo investimento. Isso não é necessariamente obrigatório, mas se você deseja alcançar um bom faturamento, precisará dispor de alguma quantia, em especial, no começo das atividades. Para isso, além do Google Ads, você também pode apostar em campanhas patrocinadas no Facebook Ads, a fim de alcançar um público maior. 

Dessa forma, para quem está em busca de renda e com o orçamento apertado, esse pode ser um empecilho para continuar nessa atividade, já que o retorno não é, necessariamente, garantido. Além disso, é preciso ter em mente que o diferencial de uma pessoa que consegue grandes ganhos financeiros com o marketing de afiliados é o conhecimento.

Nesse sentido, vale reforçar que você precisará dedicar tempo para os estudos. Logo, trabalhar com marketing de afiliados vai muito além de se cadastrar em plataformas como Monetizze ou na Hotmart. É preciso se dedicar e encarar essa atividade como uma profissão para que os resultados sejam efetivos.

Como vimos ao longo desta leitura, o marketing de afiliados pode valer a pena. Para isso, você precisa ter disposição para dedicar o seu tempo e estudar as possibilidades do mercado do produto que você deseja comercializar, o que exige bastante emprenho.

Com o passar do tempo e a consolidação das suas atividades, as estratégias tendem a se tornar bem mais interessantes, já que, quanto mais você investir, maior a chance de obter lucros. Do contrário, o marketing de afiliados é uma furada para você.

Se você gostou do conteúdo, confira também o nosso guia completo de Marketing Digital!

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Posts Relacionados

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!