Descubra como tornar seus processos mais ágeis com Quick Wins

As Quick Wins são soluções de baixa complexidade, baixo investimento e alto custo-benefício. Com elas, é possível observar uma otimização nos seus processos internos em um espaço de tempo bem curto, o que representa uma forma interessante de impactar seus resultados imediatos.

Quick Wins

    Se fosse possível observar as atividades da empresa com uma lupa, veríamos uma infinidade de pequenas ações que, juntas, definem os resultados que podem ser alcançados. Sendo assim, a otimização desses processos internos é o grande objetivo dos gestores, já que se trata do caminho mais curto para o sucesso.

    Imagine, por exemplo, tudo o que envolve uma estratégia de Marketing de Conteúdo. É preciso atrair a persona, convertê-la em lead, implementar um fluxo de nutrição e, finalmente, finalizar a venda. Muita coisa, não é? Quanto mais rápido cada uma dessas etapas for concretizada, melhores serão os resultados da companhia.

    É mais ou menos essa a ideia por trás da Quick Wins, uma abordagem extremamente simples e com alto custo-benefício que pode agilizar os processos que integram o cotidiano de sua companhia. Quer saber mais sobre ela e conhecer alguns exemplos práticos? Neste artigo, você vai descobrir:

    Continue a leitura e confira!

    O que é o conceito de Quick Wins?

    Nada melhor para compreender um conceito como esse do que entender o seu significado em português. Quick Wins, traduzido literalmente, pode ser entendido como “Vitórias Rápidas”, o que já dá uma ideia do que está por trás dessa abordagem.

    A ideia é acelerar os processos internos da companhia de modo que eles gerem resultados mais positivos em um curto espaço de tempo. Essa aceleração se dá por pequenas e simples mudanças pontuais, que não devem envolver nenhum tipo de risco e devem solucionar diretamente um problema identificado.

    Uma Quick Win, portanto, pode ser entendida como uma solução de baixa complexidade, pouco custo e com resultados praticamente imediatos. Naturalmente, conhecer as características e necessidades do seu negócio é requisito básico para identificar as brechas para esse tipo de otimização.

    Muitas vezes, o procedimento adotado pela companhia pode estar desatualizado ou simplesmente ser complexo demais. Nesses casos, a simples eliminação de uma das etapas envolvidas no processo pode acelerar sua conclusão sem alterar sua eficiência. Esse é apenas um exemplo de Quick Wins.

    Quais são os principais exemplos de Quick Wins?

    Nesse ponto, já está claro que as Quick Wins são ações de fácil implementação que otimizam o desenvolvimento de algum processo. Então, imagine os procedimentos aplicados em sua empresa e comece a questionar o que poderia ser feito para encurtar o caminho até a obtenção dos resultados.

    Pense, por exemplo, na sua estratégia de Marketing Digital. Como é a atual eficiência do seu website? Qual é o tempo médio de permanência de visitantes e qual é a taxa de conversão? Se a resposta para essas perguntas não for satisfatória para o seu empreendimento, é hora de encontrar soluções.

    Realize testes relacionados ao desempenho de suas páginas e garanta que o tempo de carregamento não espante os visitantes. Para isso, você pode excluir imagens pesadas demais, trocar de servidor ou realizar ajustes no javascript. Essas medidas vão criar um impacto imediato na experiência dos visitantes, logo, são Quick Wins.

    Para facilitar seu entendimento, vamos listar alguns outros exemplos de medidas que podem ser consideradas Quick Wins na otimização de sua estratégia. Acompanhe!

    Implementação de um modelo analítico

    Como você já sabe, entender as principais necessidades de sua empresa é fundamental para encontrar o espaço para as Quick Wins. Acontece que, dependendo do tamanho e complexidade do empreendimento, pode ser difícil visualizar sua totalidade e compreender suas peculiaridades.

    Portanto, vale a pena investir no uso de um modelo analítico pré-determinado. A implementação de uma análise PEST, por exemplo, permite um conhecimento completo sobre os fatores externos que influenciam a empresa. Simples, de baixo custo e eficiente, o uso dessa ferramenta pode representar uma otimização rápida em sua estratégia.

    Atualização de landing page

    Se você tem uma estratégia de Marketing de Conteúdo avançada, certamente já conta com landing pages. Essas páginas oferecem um conteúdo de interesse do visitante em troca de seus dados de contato, a fim de transformá-lo em lead. Contudo, pode ser que sua landing page não esteja tão convincente.

    Em vez de insistir em mais do mesmo, pode ser uma boa opção atualizar toda a landing page. Um design simples e responsivo, acompanhado de um texto mais chamativo, pode impulsionar rapidamente sua geração de leads, representando uma Quick Win para a empresa.

    Otimização de público-alvo em anúncios digitais

    Seus anúncios digitais não estão alcançando uma taxa de conversão satisfatória? Pode ser que o problema esteja em sua segmentação. Ferramentas como o Google Ads permitem que você direcione suas campanhas para o público que mais se encaixa na sua definição de persona.

    Portanto, se a campanha não está performando de forma adequada, teste novas configurações de público-alvo. A extensão da faixa-etária ou a inclusão de novas regiões geográficas podem finalmente possibilitar o alcance à audiência que você deseja.

    Atualização de texto e palavras-chave em anúncios digitais

    Além da segmentação, a eficiência dos anúncios digitais depende do texto que os acompanham e das palavras-chave utilizadas. Portanto, certifique-se de que sua campanha passa uma mensagem clara e convincente e, se não for o caso, tome medidas para tornar o texto mais atrativo.

    Já as palavras-chave devem ser atualizadas com certa frequência. Sua importância é relacionada ao volume de pessoas que demonstram interesse no termo, o que pode variar. Utilize ferramentas como o SEMrush para encontrar as melhores palavras-chave do momento.

    Você pode se interessar por estes outros conteúdos sobre gestão e produtividade!
    Matriz RICE: o que é e como usá-la na priorização de projetos
    Priorização de Projetos: conheça os 6 melhores métodos
    Análise SWOT ou Matriz FOFA: o que é, como fazer e modelo grátis!
    5W2H: o que é, vantagens e como aplicar no seu negócio

    Otimização de conteúdos já publicados no blog

    Você já sabe que o blog é um dos canais mais importantes para uma estratégia de conteúdo, não é? A produção de materiais pertinentes à persona otimiza o tráfego do website e ajuda a consolidar sua marca como autoridade na internet. Porém, o que fazer com posts antigos que já não são mais tão relevantes?

    Tome um tempo para analisar as postagens mais antigas do blog e implemente medidas de otimização. Pode ser que os elementos de SEO de alguns dos posts não sejam adequados às mais recentes atualizações do algoritmo do Google. Em outros casos, o próprio texto pode precisar de mudanças para refletir o cenário atual.

    Atualizar ou simplesmente excluir esses conteúdos é uma forma simples e eficiente de manter a relevância do seu domínio.

    Ajuste de layouts

    Quando foi a última vez que você alterou os layouts do seu website? Layouts responsivos são fundamentais para a experiência do consumidor e, portanto, têm impacto direto nos resultados do empreendimento. Dito isso, analise que mudanças podem ser feitas para otimizar o design de suas páginas.

    Se você utiliza uma CMS como o WordPress ou o Wix, bastam alguns cliques para configurar o layout e torná-lo mais acessível para dispositivos mobile. Essa medida vai aumentar o tempo de permanência de visitantes e aumentar suas oportunidades de negócio, representando, então, uma Quick Win.

    Integração de ferramentas à estratégia

    Já mencionamos o uso da SEMrush para você encontrar as melhores palavras-chave para sua estratégia. Em si, a utilização de ferramentas que possibilitam a otimização de sua abordagem já é uma Quick Win, desde que se trate de um programa simples e com alto custo-benefício.

    Pegue como exemplo os editores de foto online. Esses softwares permitem que você qualifique as imagens utilizadas em sua estratégia e torne-as mais atrativas para o consumidor. Trata-se, portanto, de uma solução de baixa complexidade que traz resultados positivos em um curto espaço de tempo.

    Como implementar Quick Wins em sua empresa?

    Para implementar com sucesso a ideia de Quick Wins em sua empresa, é preciso evitar alguns erros comuns. Para começar, não se sobrecarregue. Tentar solucionar muitos problemas de uma só vez pode resultar em falhas que vão afetar a confiança e credibilidade da estratégia. Por isso, foque em uma coisa de cada vez.

    Fora isso, buscar Quick Wins sem ter como ponto central a cultura da empresa é certeza de fracasso. Apenas ao entender as características do negócio você será capaz de identificar os processos que podem ser otimizados. Dito isso, vamos listar alguns passos importantes no desenvolvimento dessa abordagem.

    Identifique o problema

    A identificação de um problema pode ser feita por meio de um modelo analítico, como a análise SWOT. Independentemente da ferramenta, o importante é que você reúna as cabeças pensantes da sua equipe e realize um brainstorming para encontrar os pontos que precisam ser melhorados.

    Nesse processo, é fundamental estabelecer prioridades, já que não é benéfico trabalhar em muitas soluções de uma vez. Para começar, você pode priorizar apenas um departamento ou um elemento da estratégia.

    Registre informações e estabeleça prazos

    Quando identificar o que precisa ser otimizado, registre as informações referentes ao problema. Se a questão é o baixo índice de acessos ao website, por exemplo, tenha anotado o número de visitantes e o período de tempo referente a essa análise. Esses dados serão importantes para avaliar as medidas tomadas.

    Além disso, estabeleça prazos para que as soluções sejam encontradas e implementadas. Isso vai ajudar sua equipe a se organizar de forma mais eficiente, sem comprometer a produtividade.

    Encontre possíveis soluções

    Mais uma vez, se faz necessário um brainstorming, dessa vez para encontrar soluções. É importante que os participantes da reunião tenham em mente quais são suas metas e seus prazos antes de iniciar a busca por otimizações.

    Ademais, é preciso que o foco seja em resoluções simples, de rápido efeito e pouco custo de implementação. Se não for assim, não será uma Quick Win.

    Aplique as mudanças propostas e mensure os resultados

    Quando houver um consenso sobre o que deve ser feito para alcançar uma Quick Win, ponha a mão na massa. Mais importante do que aplicar as mudanças, porém, é mensurar seus resultados.

    Compare os frutos no período pós-alterações com os dados registrados no início do processo. Se um impacto positivo for notado, parabéns, trata-se de uma Quick Win.

    As Quick Wins são soluções simples que produzem efeitos rápidos e positivos para o seu empreendimento. Encontrá-las e implementá-las pode ser o diferencial necessário para mudar o patamar do seu negócio, tudo isso sem qualquer imposição de grande investimento.

    Agora que você entende o que são as Quick Wins, que tal seguir aprendendo sobre a otimização dos processos internos de sua empresa? Neste artigo, apresentamos a Matriz de Eisenhower, muito útil para trabalhar a produtividade das equipes. Confira!

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Posts Relacionados

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!