Relações Públicas e Marketing de Conteúdo: como juntá-los como parte da sua estratégia?

Atualizado: 12/02/2021
Relações Públicas e Marketing de Conteúdo: como juntá-los como parte da sua estratégia?

Precisando de conteúdo para sua empresa? Encontre os melhores escritores em WriterAccess!

Relações Públicas e Marketing de Conteúdo: duas ferramentas diferentes que buscam atingir os mesmos objetivos. Afinal de contas ambas querem atrair e fidelizar clientes e consumidores.

A relação entre o público e a informação

Com o crescimento e fortalecimento da internet a interação social através da grande rede passou a ser um formato quase que padrão para muitos planos de marketing e comunicação.

Blogs corporativos deixaram de ser obscuros e pouco acessados. Hoje, eles aparecem nas primeiras páginas do Google.

Não acredita? Digite “marketing de conteúdo no Google” e se surpreenda com os resultados.

E nesse universo – que poderia significar o fim do RP – é o diferencial para atrair um público interessado e um conteúdo de primeira. Então respondendo a pergunta do título: sim, vale a pena juntar Relações Públicas e Marketing de Conteúdo.

Como? Basta continuar a leitura para descobrir.

Marketing de conteúdo – menina dos olhos

Entre redes sociais, relatórios do Analytics e pesquisas de mercado, a busca pelo conteúdo de valor – ou, dependendo da campanha, viral – é uma tendência forte numa era de conexão constante em casa, no trabalho e até mesmo no bolso.

Antes um privilégio, o acesso à internet tornou-se lugar comum. Basta observar as placas de wi-fi em shoppings, praças e até mesmo em estradas.

Um telefone celular – do tipo smartphone – recebe e-mails, avisa sobre a movimentação no Facebook, compartilha conteúdos (vídeos, textos, sons e imagens), coloca pessoas de estados e países diferentes em contato ao vivo e – muitas vezes – de graça.

É incrível pensar que, no início, o foco do aparelho era a realização de apenas ligações telefônicas.

Em um mundo tão fortemente conectado, o conteúdo passou a ser palavra-chave para planos de marketing que utilizam a internet como canal.

Afinal, qual empresa que não deseja ter um espaço nas mentes de consumidores constantemente bombardeados por informações? E qual a melhor forma senão utilizar esse boom digital?

O Marketing de Conteúdo existe para atrair cliques para materiais que respondam aos anseios e necessidades do público-alvo. O que querem e precisam saber para atrair consumidores e fortalecer a sua marca.

Relações Públicas – foco na nova era digital

Mas a importância não está no clique passageiro, aquele feito por engano e rejeitado por não responder à questão do visitante. É necessário estabelecer um vínculo de confiança junto ao público.

O RP existe exatamente para criar esse canal entre empresa e público, usando a comunicação para uma interação com o mínimo de ruídos. O objetivo dele é não apenas falar de um produto ou serviço, mas conhecer seus consumidores e a filosofia da organização para fortalecer a imagem projetada.

E no universo digital manter a credibilidade de uma marca exige um esforço constante. Afinal, a opinião pública continua existindo e a propagação de uma opinião ou experiência acontece de forma muito mais rápida do que se pode imaginar.

A união faz a força

Ao invés de pensar, então, na morte da figura do Relações Públicas, o interessante é propor um casamento entre ele e o Marketing de Conteúdo. Afinal de contas, ambos têm um interesse em comum: a boa percepção do cliente acerca de uma determinada marca.

A visão do RP – a marca perante a opinião pública – somada à do Marketing de Conteúdo – promoção de produtos e serviços a partir da divulgação de informações na rede – permite uma visão holística que aumenta as chances de sucesso de qualquer campanha.

Para compreender a fundo os fatores de sucesso dessa união, separamos o que consideramos os três principais pilares estratégicos para uma boa e próspera relação. São eles:

1. Credibilidade Corporativa

Não adianta. O público precisa conhecer e confiar. Esses dois verbos são diferenciais para clicar – ou não – em um e-mail ou link. Acreditar ou não em uma informação sem fundamento. Basta pensar nas marcas com as quais você possui uma relação: o pneu para o seu carro, o carrinho de bebê do seu filho, os alimentos que te sustentam. Basta ver qualquer uma dessas marcas tão próximas da sua vida envolvidas em alguma postagem com teor negativo para que o alarme soe.

E o nível de confiança nessa marca certamente fará você optar por uma das possibilidades a seguir: desconsiderar a informação, pesquisar a fundo para descobrir a veracidade do que foi contado ou abandonar a marca.

Uma dica preciosa é estabelecer e alimentar relações de confiança e respeito não apenas com os consumidores e prospects, mas também com editores de conteúdo da sua área que poderão abraçar o que a sua marca tem a oferecer e ajudá-lo a contar e propagar as suas informações junto ao público.

2. Brand Awareness

o conteúdo, por si só, não basta para se sustentar. É preciso educar a si mesmo, a sua equipe e ao público-alvo a fim de evitar lançar produtos, serviços e/ou informações que possam causar danos temporários ou permanentes nessa relação entre público e marca.

Para gerar interesse é preciso ser interessante. E isso significa reconhecer as falhas e os defeitos, para trabalhar neles a fim de criar algo criativo, condizente coma  sua realidade de mercado e atrativo para o consumidor.

Portanto, é necessário aproveitar os seus recursos para produzir conteúdos que estejam de acordo com a imagem que a empresa deseja e precisa criar e estabelecer junto ao seu público, gerando interesse e novos leads.

3. Foco no público

E, por último, mas menos importante, está o estabelecimento da compreensão do que o público quer saber, o que ele precisa saber e como essa informação será oferecida.

O tempo de vender benefícios e utilidades de um serviço ficou para trás. Hoje, o importante é inserir essas qualidades na resolução de questões do cotidiano do seu público. Portanto, é necessário oferecer ideias, possibilidades e cases que corroborem os benefícios. Aproveitar-se do que está em voga para lançar perguntas e respostas.

A união entre Marketing de Conteúdo e RP faz com que as empresas possam distinguir o que é verdadeiramente relevante, ajudando a reconhecer o conteúdo de qualidade e as melhores formas de propagá-lo. Ambos devem trabalhar juntos para reconhecer quais pontos devem ser trabalhados para melhorar – sempre! – o relacionamento entre público e marca.

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail

CONTEÚDO CRIADO POR HUMANOS

Encontre os melhores freelancers de conteúdo no WriterAccess.

CONTEÚDO CRIADO POR HUMANOS

Encontre os melhores freelancers de conteúdo em WriterAccess.

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Compre conteúdo de alta qualidade com a WriterAccess.

Tenha acesso a mais de 15.000 freelancers especializados em redação, edição, tradução, design e muito mais, prontos para serem contratados.

Fale com um especialista e amplie seus resultados de marketing.

A Rock Content oferece soluções para produção de conteúdo de alta qualidade, aumento do tráfego orgânico e conversões, e construção de experiências interativas que transformarão os resultados da sua empresa ou agência. Vamos conversar.