Afinal de contas, o que torna um site ruim? Descubra agora

Um site ruim chegou a esse estágio por conta de características prejudiciais ao seu desempenho e navegação. Conhecer esses detalhes é importante para propor correções ou até mesmo começar um bom projeto a partir do zero.

site ruim

    Já parou para pensar que sua marca pode ter um site ruim? Calma, não estamos dizendo que de fato é. A questão é que muitas pessoas e empresas não entendem quais são os parâmetros utilizados para classificar a qualidade de páginas na web. Com isso, perdem a oportunidade de atrair mais pessoas e de ter mais visibilidade online.

    Bons sites são construídos com o preenchimento de requisitos dos mais diversos campos. É importante se preocupar com visual, desempenho, recursos e funcionalidade durante a navegação. Se essas questões não são preenchidas, dificilmente as empresas conseguem os resultados que esperam.

    Portanto, se você quer analisar seu site para propor ajustes, ou até mesmo vai começar a construí-lo e deseja não errar, este post vai ser de grande ajuda. Mostraremos quais são os fatores que tornam um site ruim.

    Falaremos sobre estes aspectos:

      Acompanhe e saiba mais!

      Tem pouco ou nenhum conteúdo

      Conteúdo é importante para que sites consigam construir autoridade dentro de um segmento de mercado. É por isso que tantas empresas têm investido em Marketing de Conteúdo ao longo dos últimos anos.

      A ideia é falar sobre temas variados, associados à atividade comercial principal e, dessa forma, mostrar que a empresa é capaz de prestar bons serviços ou vender produtos de qualidade.

      Sites com bastante conteúdo dão uma resposta muito positiva ao Google. Os mecanismos de monitoramento da plataforma, os famosos algoritmos, classificam melhor os sites que são ricos em informação e têm bastante links.

      Ou seja, quanto mais movimentado e rico em valor for um site, melhor ele é visto pelo Google, o que resulta em melhor posição em páginas de resultados de pesquisas.

      Além de trazer autoridade, o Marketing de Conteúdo também tem influência positiva na receita da empresa.

      Blogs associados a sites de empresas têm o potencial de captar mais tráfego, ou seja, pessoas que se interessam por esses conteúdos. Depois disso, fica mais fácil transformar essas pessoas em clientes da empresa. É um ciclo que nunca termina!

      Demora para carregar

      Já visitou um site que demora muito para carregar? É realmente irritante e prejudica toda a experiência. Por mais que esse atraso seja mínimo, o usuário sente o impacto e já não avalia a qualidade do site da mesma forma.

      Se levarmos em conta que o carregamento do site é a primeira experiência que o consumidor tem quando acessa, então tudo já começa ruim a partir daí.

      Hoje, o tempo médio de carregamento de uma página da internet é de três segundos. Esse deve ser o número de objetivo que toda empresa deve ter como base.

      É claro que ficar abaixo disso é ótimo e agrega ainda mais valor. No entanto, sites ruins, geralmente, excedem esses três segundos de carregamento e, se você quiser passar longe dessas páginas, precisa garantir um bom funcionamento.

      O carregamento lento pode ter vários motivos, entre eles:

      • imagens não otimizadas;
      • recursos em excesso nas páginas;
      • formato de carregamento inadequado;
      • falta de uso de AMPs;
      • tempo de resposta do servidor alto.

      Você deve investir em práticas importantes para reduzir esse tempo de carregamento e evitar que seu site seja considerado ruim e acabe penalizado dentro dos parâmetros de SEO.

      Falta de informações de contato

      Com tantas opções de empresas na internet nos dias atuais, se você não posiciona da maneira certa, provavelmente perderá clientes para concorrentes.

      Usuários querem informações quando fazem buscas por determinada marca na internet. Ou seja, um site ruim também é aquele que não apresenta dados de contato da empresa para os usuários que acessam uma página.

      As informações de contato são consideradas fundamentais. Sem elas, como confiar na integridade da marca e fazer negócio com ela?

      Usuários que chegam a um site e não conseguem visualizar dados simples de contato como e-mail, redes sociais, telefone e outros canais, certamente não vão sentir a segurança necessária para fazer negócio.

      O próprio Google já deixou claro que as informações de contato têm peso importante na classificação de confiabilidade de um site na web, sobretudo em e-commerces e outras páginas que trazem assuntos de finanças ou saúde.

      Ou seja, se você não disponibiliza essas informações de maneira destacada, clara e acessível, certamente será penalizado em seu rankeamento.

      Não existe organização

      A hierarquia de informações é um dos pilares de um bom site, o que significa que um site ruim, certamente, não segue essa recomendação.

      Tudo que um site apresenta de conteúdo, menus e recursos precisa estar visualmente organizado para o usuário. Isso passa por dar maior destaque a menus, títulos, subtítulos e informações de acordo com o seu nível de importância na tela.

      Pode parecer um detalhe, mas está diretamente relacionada à experiência de navegação.

      Se o usuário entra em um site que não organiza todos os seus itens, será mais difícil encontrar uma informação desejada, acessar uma página de produto ou uma parte qualquer do site. Isso gera maior tempo para que usuários façam ações simples que desejavam.

      Uma das piores consequências de um site desorganizado é a taxa de rejeição. Se o usuário visita o site e não encontra o que deseja, ele abandona essa página sem realizar nenhuma ação.

      Além de esse cenário ser ruim para o engajamento, já que uma pessoa ficou insatisfeita com o ambiente, ainda há consequências diretas para o rankeamento do site.

      Tem design desagradável ao usuário

      Uma boa experiência de navegação em um site também passa por um ambiente agradável para quem acessa uma página. O design tem papel fundamental na hora de proporcionar isso, mas o trabalho não se resume apenas ao aspecto visual.

      Um bom design também está relacionado à navegação e às funcionalidades. Para isso, o design precisa ser pensado com base em UX.

      Sites de qualidade são sempre pensados a partir de pessoas, mais especificamente, pessoas que vão acessá-los.

      Ter essa mentalidade é importante para garantir páginas que sejam confortáveis em toda a experiência. Assim, um bom design deve:

      • dispor informações de maneira organizada e clara;
      • se preocupar com a hierarquia de informações;
      • criar um ambiente que respeite a identidade visual da marca;
      • criar layouts modernos e que sejam convidativos para a navegação;
      • garantir uma funcionalidade completa e fluída do site.

      Demora para responder

      O tempo de resposta é um fator importante em um site e está relacionado a qualquer interação que usuários fazem dentro de uma página.

      Se esse tempo é alto, a experiência fica”travada”, muito mais lenta do que o normal. Aqui, estamos falando de uma questão diferente do carregamento de página, mas que também abrange esse ponto.

      Por exemplo, se você clica em um botão dentro do site, a resposta de entendimento da ação que o usuário fez pode ser muito lenta, ou seja, o servidor demora a mostrar que entendeu esse clique.

      O problema é quando isso acontece e qualquer ação realizada dentro do site. A navegação tende a ficar muito lenta e tornar aquele momento até mesmo confuso para os visitantes.

      Para reduzir o tempo de resposta do servidor e evitar ter um site ruim você pode:

      • usar temas leves no site;
      • evitar usar muitos plugins;
      • recorrer a servidores com disco SSD;
      • usar uma rede CDN.

      Não possui otimização para celular

      Um site ruim, com certeza, vai ter problemas em ser carregado em um celular de última geração.

      Pode parecer estranho um smartphone não apresentar um bom desempenho em determinada página, mas entenda: se trata apenas de um problema do site. Mais especificamente, ele não é responsivo e não foi construído dentro de uma diretriz de mobile friendly.

      Sites responsivos são aqueles capazes de redimensionar páginas da internet para que elas se encaixem em telas menores, como de smartphones e de tablets.

      Assim, os usuários não perdem, visualmente, nenhuma informação, imagem ou o que quer que seja. É possível visualizar o site inteiro, sem que nada seja deixado de fora por causa do tipo de tela.

      Enquanto isso, mobile friendly é um conceito de desenvolvimento que garante que os sites, além de se encaixarem em todas as telas, também não percam nenhuma funcionalidade. Assim, botões, zoom e qualquer outro recurso é devidamente aplicado também em telas mobile.

      Não é seguro

      Por fim, sites ruins também não são seguros! Uma das priores questões envolvidas na experiência de navegação é acessar uma página da internet e não sentir que seus dados estarão protegidos.

      O problema é ainda pior quando você nem mesmo consegue perceber isso. Nesses momentos, seus dados podem ficar expostos, perdidos e isso ter consequências mais graves no futuro.

      Hoje, as empresas precisam estar atentas às legislações vigentes sobre o compromisso necessário com a preservação de informações de usuários. As leis que afetam os sites brasileiros são a LGPD e a GDPR. Portanto, além de ser ruim para a experiência do usuário, sites não seguros podem ser também perigosos.

      Para evitar problemas, antes de tudo, estabeleça políticas de tratamento de dados de terceiros.

      Assim, nenhum dos gestores do site vai falhar na hora de lidar com informações confidenciais. Além disso, opte por certificados SSL e invista em recursos de criptografia.

      Um site ruim, cedo ou tarde, será percebido por usuários. E esse é o menor dos problemas, uma vez que, quando isso acontece, certamente a página já foi penalizada pelo Google. Portanto, é importante ficar atento aos pontos citados neste post para fazer os devidos ajustes e melhorias.

      Agora que você sabe como não ter um site ruim, se você precisa de uma hospedagem WordPress segura e qualificada para seu site, certamente o Stage é uma ótima opção. Conheça mais sobre os serviços!

      Compartilhe
      facebook
      linkedin
      twitter
      mail

      Inscreva-se em nosso blog

      Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

      Posts Relacionados

      Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

      Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!