Pesquisa indica que usuários não estão satisfeitos com os resultados do Google. Como isso afeta o SEO?

usuários não estão satisfeitos com os resultados do Google

Uma nova pesquisa feita pela SEMRush indicou que boa parte dos usuários que fazem pesquisa no Google não estão satisfeitos com os resultados do buscador, precisando refinar mais suas consultas para encontrar o que estão realmente procurando.

A pesquisa do SEMRush observou que:

  • “…Muitos usuários não estão satisfeitos com os resultados da primeira SERP e precisam refinar suas consultas.”
  • “…27,6% das pesquisas eventualmente passam por algum tipo de refinamento de consulta…”
  • “…Quase 30% das pessoas estão ampliando suas pesquisas de alguma forma. Esses 30% não estão alterando os comprimentos de seus termos de pesquisa, o que pode significar que elas não estão refinando sua próxima consulta porque os resultados iniciais estavam muito longe do esperado.”

Esse último tópico reforça o por que um tweet de insatisfação com os resultados de pesquisa do Google, se tornou viral em outubro na rede do passarinho. No tweet, a usuária Emily Velasco, compara a pesquisa do Google com um shopping vazio e morto, tendo mais de 60 mil curtidas e centenas de respostas em apoio ao seu protesto.

Muitos dos usuários do Twitter também concordam que o buscador do Google está forçando a interpretação errada da consulta da pesquisa fazendo com que eles precisem refinar mais de uma vez suas pesquisas na plataforma. “Não deveríamos nos esforçar tanto para fazer um mecanismo de pesquisa fornecer resultados úteis”, diz a usuária Emily na conta conta do Twitter.

O que o Google está fazendo para melhorar a experiências de suas pesquisas?

Em resposta a essa série de reclamações, Danny Sullivan, um dos engenheiros que trabalham para a Pesquisa do Google, escreveu que gostaria que as pessoas achem a SERP’s do Google útil e espera que se sintam à vontade em compartilhar pesquisas que as decepcionaram para que a equipe do Google possa analisar e entender como fazer melhorias na pesquisa geral. Além disso, Sullivan compartilhou um artigo com as melhorias que sua equipe fez recentemente na pesquisa do Google. 

No artigo, Danny Sullivan sugere que o Google já estava atento aos feedbacks negativos dos usuários com relação a pesquisa no buscador e mostra que a empresa já está trabalhando nas melhorias para facilitar a localização de conteúdo útil “feito por e para pessoas”, de acordo com a própria fala dele.

Sullivan complementa dizendo que, “Este trabalho de classificação se une a um esforço semelhante relacionado à classificação de conteúdo de revisão de produtos de melhor qualidade […] Juntos, esses lançamentos fazem parte de um esforço mais amplo e contínuo para reduzir conteúdo de baixa qualidade e facilitar a localização de conteúdo autêntico e útil na Pesquisa.”

Mas esse problema é apenas culpa do Google ou os profissionais de SEO também tem sua parcela de responsabilidade?

Uma percepção comum dos criadores de conteúdo é que o Google tende a classificar o conteúdo, mas não as ideias produzidas por pessoas reais, como deixa claro esse artigo do SEJ.

Uma parte dessa parcela de culpa é colocada na indústria de SEO por produzir conteúdos escrito por escritores generalistas e não por especialistas. Como é o caso da estratégia Skyscraper onde é feita uma pesquisa por tópicos de conteúdos escritos por concorrentes para reescrever o conteúdo de uma forma “melhorada”. 

Essas estratégias incentivam que não especialistas escrevam o conteúdo apenas pensando em atingir um rankeamento melhor em SEO, fazendo com que as pessoas percebam que aqueles conteúdos não foram criados para realmente ajudá-los em suas dúvidas. 

Como usuária assídua da pesquisa do Google, admito que está sendo bem mais trabalhoso encontrar o resultado que eu gostaria durante minhas pesquisas. Muitas vezes é necessário mais de 3 refinamentos para encontrar o resultado ideal. Mesmo com o Google de olho nesse problema e investindo em melhorar a performance de um dos seus recursos mais famosos, está sendo muito desanimador fazer pesquisas na plataforma. 

Assim, para os profissionais de SEO e Marketing Digital, pessoas insatisfeitas com a pesquisa do Google podem indicar que em um futuro próximo usuários começarão a procurar em outros lugares para suas consultas, o que significa mais mecanismos para otimizar.

De todo modo, o Google é um dos players mais respeitados e confiáveis desse mercado. Vamos continuar de olho nas melhorias que a plataforma vai operar nas próximas semanas!

Quer continuar atualizado com as melhores práticas de Marketing? Então se inscreva na The Beat, o boletim interativo da Rock Content. Lá, você encontrará todas as tendências que importam no cenário do Marketing Digital. Vejo você lá!

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Posts Relacionados

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!