Por Tulio Magalhães

Publicado em 10 de março de 2020. | Atualizado em 31 de julho de 2020


A velocidade do site é um fator importante em uma estratégia de SEO, pois impacta os resultados de pesquisa no Google. Veja o que fazer para medir a velocidade da página e garantir um bom desempenho.

A velocidade do site é um dos fatores que interferem no posicionamento da página nos motores de busca. Por ser algo tão importante para a estratégia de SEO, é preciso acompanhar de perto todas as variáveis que podem alterar esse valor, como o tamanho das imagens e os arquivos carregados enquanto o usuário acessa o site.

Outro fator que impacta a velocidade de carregamento da página é a forma como o site foi desenvolvido, ou seja, a falta de otimização nos códigos. Por isso, é importante utilizar ferramentas de desenvolvimento que tenham a preocupação de garantir uma resposta rápida ao usuário como o WordPress.

Para que você saiba como garantir um bom desempenho, acompanhe neste post os seguintes tópicos:

  • Por que a velocidade do site é importante?
  • O que interfere na velocidade do site?
  • Quais as ferramentas utilizadas para medir a velocidade do site?
  • Como aumentar a velocidade do site?

Quer ter um site otimizado? Vamos lá!

Por que a velocidade do site é importante?

Conforme o levantamento feito na pesquisa Google/SOASTA Research, 2017, o tempo de carregamento ideal para uma página é de até 3s. Nesse cenário, o índice de bounce rate, que é a taxa de rejeição da página pelo usuário, corresponde a 32%. Já se o tempo variar entre 1s e 10s, a chance de que ele desista da espera passa para 123%.

Uma taxa de abandono elevada pode comprometer toda uma estratégia de marketing digital e prejudicar os negócios. Em uma loja virtual, por exemplo, esses indicadores podem representar prejuízos financeiros, pois cada usuário que desiste de esperar a página carregar pode ser um comprador a menos na loja.

O que interfere na velocidade do site?

Quando um usuário digita uma URL em qualquer dispositivo, é feita uma requisição no servidor para que aquela página seja carregada. Nesse momento, todos os arquivos HTML, JavaScript, CSS e imagens necessárias para a exibição do conteúdo são enviados do servidor de origem para o dispositivo de acesso.

Quanto maiores forem esses arquivos e imagens, maior será o tempo necessário para que a página seja completamente carregada no dispositivo de acesso. Por isso, é importante medir a performance do site para identificar quais pontos necessitam de mais atenção.

Os códigos mal feitos também são um problema para o carregamento das páginas. Um exemplo são as tags sem o fechamento adequado ou a abertura de diversas conexões para o acesso ao banco de dados em uma única seção ou, ainda, o carregamento de informações desnecessárias. Todos esses fatores ajudam a diminuir a performance do site e a prejudicar o rankeamento no Google.

LEIA TAMBÉM
👉Aprenda a instalar WordPress para criar o site ou blog da sua empresa
👉 Como fazer meu site WordPress aparecer no Google? Descubra em 8 passos
👉 Crie um blog para o seu negócio usando o Rock Stage

Quais as ferramentas utilizadas para medir a velocidade do site?

Existem várias ferramentas na internet que ajudam a testar a velocidade de carregamento da página. Em cada uma delas, basta informar a URL da página correspondente e obter um relatório completo com o tempo gasto e os principais problemas encontrados. Entre as informações apresentadas, é possível conferir:

  • tempo até que a página seja completamente carregada;
  • análise das requisições feitas durante o carregamento;
  • o que pode ser feito para melhorar;
  • o que já está feito de forma correta.

A resultado da análise de velocidade contribui para a resolução dos problemas encontrados. Confira, a seguir, algumas das principais ferramentas para monitorar a velocidade do site.

Page Speed Insight

O Page Speed Insight é uma ferramenta desenvolvida pelo Google e oferece a avaliação para o site em dispositivo mobile e desktop. O resultado da análise de velocidade varia de 0 a 100, com três classificações por cores:

  • vermelho: lento e com pontuação de 0 a 49;
  • amarelo: médio e os pontos entre 50 e 89;
  • verde: rápido e com pontuação entre 90 e 100.

A ferramenta mostra os problemas encontrados na avaliação e sugere práticas para resolver cada um. Além disso, mostra em quais critérios o site foi bem avaliado.

Pingdom Website Speed Test

O Pingdom permite avaliar a performance da página a partir de diferentes localizações espalhadas pelo mundo. O resultado mostra a pontuação sobre a performance, o tamanho da página, o tempo para carregar e a quantidade de requisições efetuadas.

Powered by Rock Convert

O relatório também apresenta quais foram os response codes encontrados durante a avaliação, ou seja, são os códigos de status HTTP que ocorrem no servidor. Dessa forma, é fácil identificar, por exemplo, erros de redirecionamentos, requisições que apresentaram erro de servidor etc.

GTmetrix

O GTmetrix é uma excelente ferramenta e traz uma série de avaliações detalhadas sobre a performance da página. Ela faz uma dupla avaliação da velocidade: uma com os critérios utilizados pela PageSpeed Insight, do Google, e a outra com base no YSlow, que usa critérios definidos pelo Yahoo.

A página de resultados traz o detalhamento de cada critério, além da pontuação e a indicação de ações necessárias para resolver o problema. Há ainda a versão paga da ferramenta, que oferece ainda mais recursos, como a monitoração de várias URLs e muito mais.

WebPagetest

Outra ferramenta completa é a WebPagetest. O resultado da análise é bem detalhado e apresenta a contagem do tempo desde o carregamento do primeiro byte até que a página esteja completa. A avaliação mostra a performance de cada requisição e apresenta até qual foi o consumo de CPU para executar cada requisição.

Web Page Analyzer

A ferramenta Web Page Analyzer apresenta uma avaliação de todas as requisições feitas pela página, bem como o tempo de download para cada tipo de opol00bjeto carregado. Na análise, oferece as recomendações necessárias para garantir a otimização do site.

WebSite Speed Test

O WebSite Speed Test oferece a possibilidade de simular o acesso à página em diferentes localizações. Na avaliação de performance, é possível analisar o desempenho a partir de diferentes locais; já na análise de velocidade, o relatório é mais detalhado e apresenta o total de requisições efetuadas e avaliação de cada uma delas.

GeekFlare

A ferramenta GeekFlare oferece a possibilidade de análise de desktop e dispositivo mobile. O relatório gerado apresenta o tempo que a página levou para ser carregada e quanto tempo levou até carregar o primeiro byte, além de apresentar prints de tela em diversos momentos do carregamento.

O relatório é bem detalhado e, além de detalhar a análise feita, traz sugestões de melhorias. No relatório de auditoria, por exemplo, a ferramenta mostra se o site utiliza alguma biblioteca JavaScript desatualizada e o grau de risco que isso representa. Dessa forma, é possível avaliar a vulnerabilidade na página.

GiftOfSpeed

O GiftOfSpeed oferece a possibilidade de avaliar o site em diferentes localidades e apresenta a pontuação correspondente a cada uma. O relatório traz informações sobre os maiores tempos gastos com requisições internas e externas, o que permite uma boa avaliação, principalmente sobre as solicitações em outros servidores.

BatchSpeed

A ferramenta BatchSpeed faz uma avaliação de velocidade tanto para dispositivos mobile quanto para desktop. A vantagem dessa ferramenta é a análise de todas as URLs existentes a partir da URL informada. Dessa forma, pode-se obter uma boa avaliação de performance de todo o site e conferir as sugestões apontadas para cada uma delas.

Dareboost

O Dareboost permite a simulação de carregamento do site a partir de diferentes localizações. O relatório apresentado é bem detalhado e traz análises sobre cada requisição efetuada pela página, em que é possível observar quais são mais demoradas.

As sugestões apresentadas contam com exemplos, além de apontar problemas como duplicidade de código em arquivos de estilo (CSS) e mostrar as tags HTML em que os elementos não estejam preenchidos da maneira correta.

Como aumentar a velocidade do site?

Todas as ferramentas apresentadas no tópico anterior oferecem uma série de sugestões de boas práticas que são utilizadas para garantir a boa performance do site. Entretanto, elas devem ser observadas sempreque um site for criado, ou seja, de maneira preventiva. Confira algumas práticas para garantir um carregamento rápido da página:

  • faça a otimização das imagens que serão utilizadas no site; existem diversos plugins para WordPress que ajudam nessa tarefa;
  • utilize CSS para criar botões e efeitos decorativos em vez de utilizar imagens, pois os arquivos de folha de estilo são menores e mais fáceis de personalizar;
  • utilize ferramentas para compressão de arquivos JavaScript, CSS, HTML e imagens para reduzir o tamanho e ganhar velocidade;
  • evite o uso de redirecionamento de páginas e garanta que todos os arquivos necessários estejam no local indicado para evitar erros de arquivos não encontrados;
  • confira o código para garantir que as tags estejam completas e fechadas corretamente, além de verificar se não há espaços em branco e textos ocultos.

Analisar a velocidade do site é essencial para identificar e corrigir diferentes fatores que impactam a performance e o rankeamento. Para isso, utilize as diversas ferramentas disponíveis na internet e pratique as boas práticas durante o desenvolvimento e a manutenção de sites.

Gostou do nosso conteúdo sobre performance? Então, confira neste post como identificar e resolver um problema no certificado de segurança do site!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *