Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 17 de setembro de 2020. | Atualizado em 17 de setembro de 2020


No WordPress.com, os planos oferecem uma maneira simplificada de criar um site ou blog para a sua empresa. Existe uma opção gratuita, bem como os pacotes Pessoal, Premium, Negócios e E-commerce. Cada um deles tem vantagens, mas a plataforma também apresenta limitações que você deve levar em conta.

Se você decidiu usar o WordPress para montar o site do seu negócio, saiba que essa foi uma escolha acertada. Não é à toa que esse CMS (Content Management System) detém 63,6% do mercado de gerenciadores de conteúdo, o que corresponde a 38,4% de toda a internet.

Acontece que escolher um plano de hospedagem costuma ser uma etapa confusa, por conta da variedade de empresas e planos espalhados pela internet.

No WordPress.com, os planos são variados e oferecem recursos de acordo com as necessidades da empresa. Mas, antes de contratar uma das opções oferecidas, é preciso fazer uma análise cuidadosa e entender se ela realmente vai atender àquilo de que você precisa.

Neste post, vamos ajudar você a decidir se o WordPress.com vale a pena para o seu negócio. Por isso, continue a leitura! Vamos abordar os seguintes tópicos:

Quais planos o WordPress.com oferece?

O WordPress.com oferece cinco planos. Vamos começar falando sobre os recursos que cada um deles apresenta.

Gratuito

Sim, o WordPress.com tem um plano gratuito. Naturalmente, ele é bem limitado, de modo que a maioria das funcionalidades oferecidas pelos outros planos não está disponível nele.

Quando você cria um blog com o plano gratuito, ele vem com os recursos essenciais do plugin Jetpack. Também é interessante o fato de esse plano oferecer um certificado SSL pré-instalado.

Entretanto, o plano gratuito não permite que o cliente use um domínio próprio. Assim, o endereço do site sai no formato: nomedosite.wordpress.com. E, além de a empresa não oferecer suporte, há inserção de publicidade do WordPress.com no blog. Quanto ao espaço de armazenamento, é de 3GB.

Pessoal

No plano pessoal, existem alguns recursos a mais em comparação com o gratuito. Por exemplo, com ele, é possível usar um domínio personalizado, no formato nomedosite.com. Inclusive, esse domínio é gratuito por um ano.

Também há suporte básico por email e até por chat ao vivo. Outra vantagem é poder excluir do blog a publicidade do WordPress.

Além disso, o plano pessoal oferece um recurso de conteúdo exclusivo para assinantes. Com ele, é possível restringir parte do conteúdo, disponibilizando-o apenas a clientes que pagam uma mensalidade. Por fim, o armazenamento é de 6GB.

Premium

No plano premium, alguns recursos interessantes são liberados. Por exemplo, com ele, o cliente tem acesso a temas premium, o que inclui templates desenvolvidos exclusivamente para empresas.

Outra vantagem é o acesso integral ao CSS, o que permite fazer personalizações avançadas. Isso é ótimo, porque nem sempre um template consegue fazer um site ou blog ficar exatamente como o proprietário gostaria.

Por exemplo, talvez seja melhor aumentar ou diminuir o tamanho da fonte do texto e dos títulos. Pode ser preciso mudar algumas cores e a posição de certos elementos. Nesse sentido, a possibilidade de alterar o CSS é uma vantagem.

Também é possível aceitar pagamentos com PayPal no site criado e trabalhar com WordAds, que é o sistema de anúncios do WordPress.com.

Esse plano oferece integração ao Google Analytics, o que é essencial para entender o desempenho do blog. Quanto ao armazenamento, é de 13GB.

Negócios

Esse plano visa atender às necessidades das empresas, já que é mais robusto que os anteriores. Para começar, o espaço de armazenamento é de 200GB.

Powered by Rock Convert

Outra característica interessante é o suporte prioritário, que funciona 24 horas por dia e até aos finais de semana. Ele também oferece ferramentas de SEO, o que realmente faz falta nos planos anteriores.

E-commerce

Um e-commerce requer uma infraestrutura muito boa. Por isso, esse plano oferece recursos que não estão disponíveis nos outros. Por exemplo, com ele, você tem acesso a sessões personalizadas de suporte com especialistas.

Também é possível aceitar pagamentos de clientes localizados em mais de 60 países. Não há limite para a quantidade de produtos cadastrados e você pode integrar sua loja virtual às principais transportadoras.

Esse plano oferece até mesmo ferramentas de marketing voltadas para o e-commerce. No caso do armazenamento, é o mesmo que o do plano Negócios: 200GB.

Qual é a diferença entre WordPress.com e WordPress.org?

Até aqui, você já entendeu as características de cada plano do WordPress.com. Mas é importante não confundir essa plataforma com o WordPress.org, ok?

Quando falamos em WordPress, estamos nos referindo a um CMS open source, ou seja, um software, que funciona em um servidor. Uma maneira de usá-lo é por meio do WordPress.com, que oferece hospedagem, domínio e, claro, o software.

Mas existe outra forma de usar o CMS: contratar uma hospedagem da sua preferência e usar o WordPress nela. É nesse caso que nós usamos a expressão WordPress.org. Quer ver um exemplo?

Você tem a opção de contratar o Stage para ser sua hospedagem. Seu site ou blog vai funcionar no WordPress, e não terá nada a ver com o WordPress.com, a não ser o fato de as duas opções usarem o mesmo software, entendeu?

Quais são os prós e os contras do WordPress.com?

Entre os prós do WordPress.com, podemos citar:

  • facilidade de uso — mesmo pessoas sem conhecimento técnico avançado são capazes de criar um site e personalizá-lo nessa plataforma;
  • backup automático — os planos mais caros oferecem o recurso de backup automático;
  • acesso a plugins — é possível instalar plugins para complementar as funcionalidades do site, o que está disponível nos planos Negócios e E-commerce;
  • uso de código personalizado — a partir do plano Premium, é possível fazer edições no código do site para personalizá-lo de maneira mais avançada.

Entretanto, é importante ter em mente que a plataforma também tem limitações. Veja alguns contras:

  • anúncios do WordPress no plano gratuito — a plataforma insere anúncios no blog quando o cliente opta pelo plano gratuito. Existem hospedagens gratuitas que não fazem isso;
  • impossibilidade de monetizar o site com anúncios — uma das maneiras de gerar renda com um site é inserir anúncios do Google AdSense, mas os planos Gratuito e Pessoal não oferecem a possibilidade de fazer isso. Nos outros, é possível aderir apenas ao WordAds, sistema de anúncios em que você divide a renda com a plataforma;
  • limitação no uso de plugins — os três primeiros planos já vêm com alguns plugins, mas você não pode instalar outros. Essa função só está disponível para os dois planos mais caros;
  • restrição de acesso a métricas — integração com o Google Analytics e ferramentas de SEO só estão disponíveis a partir do plano Premium. Assim, quem opta pelos planos Gratuito ou Pessoal simplesmente não tem como acompanhar as métricas do site, o que faz muita falta;
  • créditos do WordPress.com — os sites construídos na plataforma exibem um link com o texto “Powered by WordPress.com”. Para removê-lo, é preciso aderir ao pacote Negócios.

Será que o WordPress.com vale a pena?

Agora vem a grande questão: será que o WordPress.com vale a pena? Ou seria melhor recorrer ao WordPress.org, que está disponível em vários serviços de hospedagem?

Bem, você viu que o WordPress.com apresenta várias limitações. Mas elas não existem no WordPress.org, ou seja, optar por esta segunda opção significa poder fazer praticamente qualquer coisa no blog ou site. Com ela, você pode, por exemplo, instalar plugins, inserir anúncios e montar uma loja virtual.

É claro, o WordPress.com pode ser útil para quem não se importa com essas limitações. Geralmente, esse é o caso de pessoas que montam blogs pessoais como hobby.

Uma empresa, por outro lado, precisa de flexibilidade e liberdade para construir seu site da maneira como achar melhor. Nesse sentido, uma hospedagem que ofereça o WordPress.org é a melhor opção, como é o caso do Rock Stage.

Stage e WordPress.org

No Stage, basta escolher um que esteja de acordo com as necessidades do seu negócio.

No WordPress.com, os planos são variados e podem atender às necessidades de diversas empresas. Entretanto, é preciso ter em mente que eles oferecem muitas limitações. Por isso, é essencial comparar várias hospedagens para encontrar a ideal.

Por isso, aproveite para testar agora mesmo o Stage e veja como é bom aproveitar todo o poder do WordPress.org!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *