Problemas de SEO: como planejar uma auditoria de conteúdo

Aprenda como planejar uma auditoria e identificar os erros de SEO que uma empresa está cometendo na produção de conteúdo para web.

Problemas de SEO: como planejar uma auditoria de conteúdo

São centenas de fatores que contribuem para o ranqueamento de conteúdos no Google. E, a cada ano, surgem novas atualizações, com múltiplas adaptações tomando forma. É importante ficar de olhe nisso se você trabalha como especialista em SEO (Searching Engine Optimization).

O esforço visa propor melhorias nas estratégias de seus clientes para o bom ranqueamento no mecanismo de busca e o Google está em contínua mudança para valorizar a experiência do usuário e abrir cada vez menos espaço para as práticas sujas de black hat SEO.

Se você acompanha essa movimentação, deveria se preocupar com a auditoria de conteúdo. Essa é a uma maneira inteligente de “organizar a casa”, ou seja, identificar tudo que pode ser descartado, reutilizado ou reparado no site ou no blog de uma empresa.

Neste post, vamos explicar mais sobre a importância desse processo e como você pode planejar uma auditoria do zero. Confira!

Por que auditar conteúdos? Qual é a importância?

A auditoria de conteúdo servepara mapear todos os possíveis erros de SEO que uma empresa está cometendo nos seus materiais produzidos para ranqueamento em mecanismos de busca: blogposts, infográficos, landing pages etc.

O processo em si não oferece necessariamente as soluções, uma vez que o foco está na identificação de pontos positivos negativos. A auditoria proporciona uma análise abrangente sobre o que está acontecendo no site a partir de determinados critérios.

É a partir desse diagnóstico que os pontos de melhoria podem ser propostos, sem o risco de colocar em práticas mudanças desnecessárias ou prejudiciais para os resultados do site.

Vale ressaltar que a auditoria de conteúdo pode ser parte da auditoria de SEO maior, uma avaliação de todos os possíveis erros de SEO em um site, nos seus conteúdos e nas demais estruturas que contribuem para o ranqueamento em mecanismos de busca.

A partir de uma auditoria de conteúdo, você pode encontrar as melhores maneiras de garantir que os materiais produzidos no blog de uma empresa estejam rastreados e indexados corretamente, e ofereçam a melhor experiência para os seus usuários.

O que analisar? Confira um checklist de SEO!

Quando falamos sobre a auditoria de conteúdos de um site ou blog, podemos numerar os fatores que não podem fugir de qualquer análise. Anote aí:

  • indexação de páginas ao mecanismo de busca;
  • crawl budget (rastreamento do mecanismo de busca);
  • conteúdos duplicados;
  • otimização de meta tags;
  • palavras-chave mal empregadas;
  • link building;
  • imagens quebradas;
  • título;
  • experiência mobile;
  • Erros de HTML;
  • velocidade do site;

Esses são os principais pontos que podem ser avaliados em uma auditoria de conteúdo.

Quais ferramentas podem ajudar nesse processo?

Deu para perceber que a auditoria de conteúdo é um processo bastante técnico, certo? Na melhor das hipóteses, as etapas podem levar alguns dias até que sejam concluídas. Isso, na verdade, se você decidir não usar uma ferramenta especializada.

Neste conteúdo, vamos citar três exemplos.

SEMRush

O SEMRush oferece a sua própria ferramenta de auditoria para analisar mais de 120 aspectos de SEO on-page, desde conteúdos duplicados e links quebrados até análises mais profundas de indexação de páginas, implementação de HTTPS, SEO internacional etc.

A ferramenta é oferecida na versão gratuita e em versões pagas. Dependendo de qual você usar, será possível analisar um número determinado de páginas por mês.

  • Free: 100 páginas;
  • Pro: 100 mil páginas;
  • Guru: 300 mil páginas;
  • Business: 1 milhão de páginas.

O número de páginas não analisadas não é acumulativo. Isso significa que a quantidade permitida passa por um reset a cada mês. O primeiro passo é fazer seu cadastro de login na plataforma.

Para saber mais, você pode conferir a página principal da ferramenta de auditoria da SEMRush.

Ubersuggest

Se você já ouviu falar do Neil Patel, um dos maiores nomes do marketing digital no mundo, é bem provável que tenha esbarrado com o Ubersuggest, a sua poderosa plataforma de pesquisa de palavras-chave.

Conhecida por ser bastante simples e intuitiva, a plataforma do Neil também oferece sua própria ferramenta de auditoria de SEO para os usuários, chamada de SEO Analyzer.

Seu funcionamento é bem simples. Basta colocar a URL do site que você quer avaliar na barra de pesquisa que aparece na tela principal.

Depois de alguns minutos, você terá acesso a um relatório extenso e fácil de ler, com gráficos e números sobre o desempenho do site com base em métricas relevantes.

O resultado mostra números de tráfego orgânico, palavras-chave e blacklists, além de uma lista com os erros de SEO e os links das respectivas páginas.

Para ter acesso ao relatório, é preciso antes assinar o plano pago do Ubersuggest. Porém, a plataforma também oferece um teste grátis por 7 dias.

Vale ressaltar que o relatório do SEO Analyzer, assim como as outras ferramentas citadas aqui, realiza uma auditoria completa do site, incluindo as páginas de conteúdos.

Screaming

A Screaming é outra ferramenta incrível, sendo uma das adotadas pela Rock Content no processo de auditoria das plataformas da empresa.

Diferentemente dos exemplos citados até aqui, a Screaming é uma plataforma voltada especificamente para a auditoria de SEO.

Seu funcionamento é simples. Ao iniciar o processo, ocorre o rastreamento de todos os links de um site ou blog para categorizá-los com base em várias métricas, como links quebrados, análise de títulos e meta descriptions, conteúdos duplicados etc.

Na versão gratuita da Screaming, o usuário pode analisar até 500 links e tem acesso a um volume de métricas interessante para um plano gratuito.

Na versão paga da plataforma, a quantidade disponível de links para a análise é ilimitada, e o usuário ganha acesso a uma série de outras métricas relevantes.

Google Analytics

O Google Analytics pode ser útil para compreender dados mais gerais sobre o desempenho do site ou blog, como:

  • conversão: o número de ações realizadas;
  • tempo de permanência: tempo médio de permanência por usuário nas páginas;
  • taxa de rejeição: número de usuários que acessou a página e saiu sem realizar nenhuma ação;
  • tráfego: tráfego das páginas classificado em orgânico/pago e mobile/desktop.

As informações fornecidas pelo Google Analytics, assim como pelas demais ferramentas de auditoria, serão úteis de acordo com os objetivos estabelecidos para a estratégia de conteúdo da empresa.

Como veremos no próximo tópico, esses objetivos funcionarão como um norte para a interpretação dos dados e para as propostas geradas a partir da auditoria.

Como planejar a auditoria de conteúdo?

Ok, agora você já tem em mãos um checklist dos pontos centrais para analisar em uma auditoria de conteúdo. Também vimos as ferramentas que podem ajudar nesse processo.

Contudo, como toda ação para uma estratégia de conteúdo, a auditoria requer um bom planejamento. Então, antes de entender como otimizar os conteúdos, existem algumas etapas prévias que podem contribuir para a interpretação dos resultados.

Veja, logo abaixo, um breve checklist da sequência que vamos explicar logo mais à frente.

  1. Definir quais são as prioridades da empresa com sua estratégia de conteúdo, de modo que você tenha um norte para interpretar os dados e propor melhorias;
  2. reunir e coletar todos os conteúdos em um inventário visualizável e editável com facilidade;
  3. selecionar as ferramentas voltadas para auditoria de SEO que ficarão responsável por fazer as análises e gerar os relatórios;
  4. preparar um plano de ação com base nos objetivos da empresa e na interpretação dos resultados coletados pelas ferramentas de auditoria.

Agora, veja mais detalhes sobre cada uma das etapas de como auditar conteúdos.

Conheça os objetivos da empresa

O primeiro passo não poderia ser outro. É importante que os direcionamentos que você vai propor com base na auditoria correspondam ao que a empresa pretende alcançar com a sua estratégia de conteúdo.

Vamos a um exemplo. Considere que uma empresa quer focar sua produção de conteúdo para web no aumento da taxa de conversão.

Sabendo disso, o estrategista de SEO vai conseguir, com os resultados da auditoria em mãos, fazer uma análise apurada e descobrir quais são os conteúdos que geram mais leads, os formatos de conteúdo que apresentam mais sucesso entre os visitantes.

Métricas como o tempo médio de permanência na página e taxa de rejeição podem ajudar nessa avaliação. A ferramenta de auditoria pode oferecer uma série de números relevantes sobre o desempenho do site.

Reúna e categorize os conteúdos do site

O segundo passo antes de coletar os dados é reunir as URLs de todos os conteúdos que participarão da auditoria. Para essa etapa, você pode contar com uma planilha ou uma ferramenta específica.

A ferramenta de auditoria da SEMRush, por exemplo, pode realizar essa coleta com base nos dados do sitemap — um arquivo no formato de XML que esclarece ao Google e a outros buscadores quais são as páginas indexadas de um site.

Caso o site não tenha esse arquivo, é importante criá-lo quanto antes por meio de um gerador de sitemap. Essa é a maneira mais fácil de realizar a reunião dos conteúdos para a auditoria.

A lista deve apresentar as seguintes informações de cada conteúdo reunido:

  • URL;
  • palavras-chave;
  • título;
  • tamanho do conteúdo.

Para facilitar o processo de avaliação, você pode segmentar os conteúdos em categorias específicas. Alguns exemplos:

  • autor;
  • data de publicação;
  • número de palavras: 2000, 1000, 500 palavras etc.;
  • jornada de compra: descoberta, consideração ou decisão;
  • formato do conteúdo: texto, vídeo, imagem etc.

A reunião e a categorização dos conteúdos são etapas fundamentais para o sucesso de uma auditoria. Com essas informações organizadas, ficará mais fácil tomar decisões sobre qual será o destino dos conteúdos de um site ou blog.

Selecione ferramentas para a auditoria de SEO

Para a etapa de análise de dados, o ideal é contar com uma plataforma específica. Como vimos, as principais ferramentas podem entregar os resultados que você precisa em pouco tempo, tornando a auditoria mais simples, ou melhor, automática.

De outro jeito, a auditoria poderia levar dias, semanas ou meses. Então, em vez de deixar o processo manual, conte com a ajuda da tecnologia nessa parte.

Além disso, use mais de uma ferramenta se você quiser obter dados amplos para uma auditoria de conteúdo, como o Ubersuggest e o Google Analytics, por exemplo. Mesmo assim, é importante ter em mente que as ferramentas não fazem todo o trabalho.

Interpretar as informações que foram mapeadas no relatório é parte das atribuições de um estrategista de conteúdo que usa a auditoria automática.

Muitos elementos de um conteúdo podem não ser diretamente benéficos para o ranqueamento em buscadores, mas têm um impacto na experiência do usuário. Portanto, o ideal é que o processo não seja totalmente “robotizado”.

Uma ferramenta de auditoria oferece recomendações a partir dos resultados, mas é essencial que um profissional analise cada uma para se certificar de sua real pertinência, considerando as particularidades de cada projeto.

Elabore um plano de ação

Em geral, as ações geralmente propostas depois de uma auditoria de conteúdo são três: manter, atualizar ou remover.

Quando o conteúdo demonstra uma qualidade de desempenho significativa, principalmente em comparação aos que disputam as mesmas palavras-chave, ele é mantido no site para continuar gerando tráfego e conversões. “Não se mexe em time que está ganhando”, já dizia o poeta.

Além disso, não podemos nos esquecer de que todo conteúdo é resultado de um esforço, na maioria das vezes, coletivo. E, com certeza, o ideal é não desperdiçar esse esforço à toa.

Portanto, em vez de excluir conteúdos com baixo retorno, vale a pena atualizá-los, melhorando aspectos de SEO e abordando novos assuntos, por exemplo, ou reunir esses conteúdos para montar outro de maior qualidade.

No entanto, se não faz mais sentido ter determinado conteúdo no blog, providenciar a remoção pode ser de fato a melhor saída.

É isso, chegamos ao final. Esperamos que você tenha compreendido como planejar uma auditoria de conteúdo. Dominar esse processo é de grande ajuda para o estrategista de SEO, uma carreira promissora dentro do marketing digital. Agora, não perca tempo e use já esses conhecimentos para gerar tráfego e oportunidades para mais empresas.

Antes de se despedir, o que acha de ampliar sua atuação com SEO? Venha conhecer a rede de profissionais da Rock Content e faça já seu cadastro no banco de talentos!

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail
Briefing

Nara Porto

Copyeditor

Thiago Murça

Gostou deste conteúdo?

Envie-o para seu e-mail para ler e reler sempre que quiser.

Posts Relacionados

Guia completo sobre tradução no marketing digital

alt jessicafontoura
mar 9, 21 | Leitura: 1min

Encher ou Enxer: como se escreve? Veja a forma correta!

alt Amanda Gusmão
mar 22, 17 | Leitura: 3min

Como escrever em qualquer lugar com 9 dicas

alt Renato Ribeiro
set 4, 18 | Leitura: 5min

Os melhores conteúdos para sua carreira freelancer, direto na sua caixa de entrada

Inscreva-se para receber no e-mail conteúdos exclusivos e em primeira mão.