Qual a diferença entre web designer e web developer?

Web designer e web developer são duas funções muito importantes para a construção de sites na internet, mas são bem diferentes entre si. É fundamental entender essas diferenças para escolher a carreira ideal. 

Qual a diferença entre web design e web developement

Construir um site para web é uma tarefa que envolve diversos talentos e conhecimentos técnicos. Para desenvolver uma página que contenha mídias interativas, por exemplo, você necessitará de habilidades de web designer e também de web developer. Ou seja, precisará de uma dimensão técnica de programação e de um bom olho para interfaces gráficas.

Os dois conceitos fazem parte do amplo universo da internet e compõem, portanto, muitas possibilidades de trabalho também. Por isso, para obter maiores chances de carreira em desenvolvimento web ou web design, é fundamental entender como avançar nessas áreas e obter o perfil necessário para evoluir como profissional.

Se quiser saber o que você precisa para dominar o desenvolvimento web e o design web, acompanhe com atenção este post. Nele, explicaremos como é o trabalho de um dev web, o que faz um designer para web, quais as diferenças entre ambos e muito mais!

Como é o trabalho de um desenvolvedor web?

Um desenvolvedor web (ou web developer ou dev web) é um programador que constrói as páginas web a partir de um desenho ou de um esquema. Ele desenvolve de fato a lógica e a interatividade da página, lidando, portanto, com questões mais complexas do mundo da programação. É comum que esse profissional trabalhe com JavaScript, Python e/ou PHP, por exemplo.

O dev web pensa no site como uma aplicação mesmo, só que uma que roda na internet. Assim, ele gerencia a parte visual, o banco de dados e parte do servidor. Desse modo, é possível criar um sistema completo e inclusive adotar um site para diversas finalidades. Esse é, aliás, o fundamento da noção de computação em nuvem que temos atualmente. 

Em outras palavras, o dev web tem a função de transformar o esqueleto de uma página em algo funcional, dentro da lógica de cliente e servidor que estrutura a internet. Ele lida com elementos de um desenvolvimento padrão, como estruturas de repetição, estruturas condicionais e variáveis.

Também é dever dessa pessoa cuidar dos testes e da depuração do site. Ou seja, ele precisa rodar algumas funções que encontram erros e analisar profundamente o fluxo de funcionamento para reparar esses erros. Ademais, é importante realizar a manutenção do site, atualizando informações e mantendo tudo no ar depois das mudanças.

Tipos de desenvolvedor web

Agora, vamos dividir os tipos de desenvolvedor para entender melhor como eles trabalham. Podemos separar entre front-end, back-end e full-stack.

Front-end

O programador front-end é o responsável por estruturar a parte visual do site, a que é manipulada pelo usuário. Ou seja, cuida de tudo o que podemos ver na parte da fachada de um site web: botões, menus, carrossel, links, imagens, vídeos, caixas de formulários, entre outros. Entre as linguagens básicas para isso estão o HTML, o CSS e o JavaScript.

Back-end

O back-end, por outro lado, lida com a estrutura interna do site, as funções que estão nos bastidores da aplicação. Ou seja, a comunicação com banco de dados, a validação de informações enviadas pelo usuário, entre outras. É um trabalho mais voltado à infraestrutura e menos intuitivo do que o front-end. A linguagem principal hoje é o PHP.

Full-stack

O full-stack é aquele profissional que lida com as duas funções de um site. Assim, ele é capaz de construir um site inteiro sozinho, pois domina assuntos do front e do back. Esse tipo de pessoa, evidentemente, é muito valorizada no mercado e ajuda bastante as empresas.

Habilidades técnicas de um desenvolvedor web competente

Naturalmente, um bom desenvolvedor web precisa saber programar muito bem. Isso inclui uma boa lógica para solução de problemas comuns e o domínio das sintaxes e características das linguagens de programação. Além disso, é muito importante também saber os frameworks mais utilizados para cada uma das linguagens.

Afinal, o programador vai receber um esqueleto visual e precisará de um bom vocabulário de técnicas para colocar aquilo no ar exatamente como o roteiro mandar. Além disso, deverá saber gerenciar a parte estrutural.

O domínio de ferramentas de testes e depuração é uma habilidade imprescindível também. Saber de bancos de dados, de CMSs (como o WordPress) e de SEO é essencial para gerar aquele diferencial interessante em uma eventual entrevista.

Quais as atividades feitas por um web designer?

Agora, vamos começar a examinar o que faz um designer para web.

Basicamente, web designer é aquele profissional que constrói interfaces visuais que serão utilizadas por alguém. É uma pessoa focada em criar um conjunto de telas e modelos que atendem a algum objetivo e que serão usados de acordo com determinados fluxos de funcionamento.

O designer lida com wireframes, protótipos e rascunhos esquemáticos que organizam as informações de uma composição. Leva em consideração aspectos como os padrões do mercado e as necessidades de um público específico.

Ele cuida do visual e transmite suas indicações para o desenvolvedor, que realmente constrói o site do zero a partir do esquema. O web designer também lida com branding e identidade visual da marca em cada uma das páginas.

Tipos de web designer

Nesta seção, conheça os diferentes tipos de web designer que existem.

UX

O UX design (experiência do usuário) cuida de emoções dos usuários e de suas sensações ao lidar com alguma interface. Vai além do simples objetivo de uma construção visual e prima pela melhor utilização possível dos clientes. Ou seja, é um design altamente focado em empatia e em proporcionar a melhor experiência de uso, com maior agilidade, precisão e menos problemas.

O UX designer conduz diversas pesquisas, por exemplo, para tentar chegar a um perfil que deseja atingir. Além disso, é um profissional orientado por métodos de experimentação e testes para desenvolver a melhor versão do que foi proposto a ele.

Existe um subcampo relevante do design UX, que é o UX writing. Ele cuida da forma como as palavras são dispostas em uma interface e do efeito que elas geram no usuário.

UI

O UI design cuida da interface do usuário (UI) e das funcionalidades de cada elemento em uma composição. Ou seja, é a pessoa que lida com botões, menus, cores, tipografia, imagens, formatação e outras questões. Ele pensa em tudo isso tendo em mente a qualidade de uso e o objetivo final daquele produto. É um design mais focado no produto em si, portanto.

Web Designer visual

O web designer visual opera como um designer geral que foca em aplicações web. Dessa forma, é a pessoa que trabalha com softwares visuais, como o Adobe Photoshop ou o Corel Draw, para desenvolver os rascunhos e as representações visuais das telas: mockups, wireframes e outros.

Habilidades para ser um bom web designer

Um bom designer para web precisa de um ótimo olho para interfaces. Ele deve saber o que combina e o que se encaixa bem em cada composição. Para isso, sobretudo, é preciso embasamento em teorias das cores e em padrões de mercado, bem como na forma como o visual afeta psicologicamente as pessoas.

O designer também deve ser uma pessoa empática, com uma boa capacidade de se colocar no lugar do outro e analisar as coisas além de sua própria visão.

Em se tratando de conhecimentos técnicos, é muito difícil dominar softwares de edição visual, como o Photoshop, e linguagens específicas, como HTML e CSS. Além disso, é bom conhecer frameworks para essas linguagens e estar atualizado com relação aos novos padrões.

Outras habilidades fundamentais são: branding, tipografias, semiótica, mapas de jornada do usuário, responsividade e outros conceitos.

Quais as maiores diferenças entre web developer e web designer?

O web developer e o web designer trabalham juntos. Contudo, suas funções variam bastante e são bem diferentes entre si, apesar de serem confundidos pelas pessoas todo o tempo. Nesta seção, vamos falar um pouco mais sobre essas diferenças.

Uma das mais significativas é a questão da função principal. O web developer desenvolve um sistema que funciona na web com lógica de programação e uma noção de criação de produto. O designer cria telas e uma identidade visual para o projeto, considerando quem vai utilizar o produto.

O developer lida diretamente com linguagens de programação, como JavaScript, Python e PHP. Ao passo que designers não precisam necessariamente conhecer programação. Em alguns casos, web designers utilizam linguagens de marcação, como HTML e CSS, sem uma lógica e sem conhecimento de elementos mais técnicos.

Criatividade

Por outro lado, o design web é uma área bem mais criativa e aberta a experimentações. Afinal, trata-se de composições visuais, ideias de interações com o usuário e elementos que são posicionados em devidos locais por escolha da pessoa que faz o design. Existem padrões, mas cabe ao designer escolher qual deles usar e decidir como aplicar. Além disso, algumas coisas podem ser novas, desde que estejam de acordo com a noção de branding.

Já o desenvolvimento web é muito mais rígido. Há um foco maior em funcionalidades e em seguir um roteiro já estabelecido. O desenvolvedor web pensa menos no cliente (ainda que pense bastante nele), já que seu contato com as pessoas finais é indireto. É preciso seguir regras de acordo com a forma como as linguagens funcionam e como as soluções são produzidas para cada problema. Há menos espaço para input criativo.

Trabalho de pesquisa

Nesse sentido, vale citar também o fato de que web designers têm um trabalho além do momento de colocar a mão na massa. Eles desenvolvem a modelagem e a prototipação, mas essas etapas sucedem reuniões de brainstorming e pesquisa. É preciso ir além da questão mais técnica e de fato estudar o usuário como um ser humano, criando algo que vai conversar com as pessoas.

Desenvolvedores que recebem um protótipo para colocar em prática são focados em trabalho técnico. O dia a dia deles é codificar as páginas e resolver problemas. Depois, realizar mais codificações para teste e manutenção.

Exemplo de um formulário

Vamos agora a um exemplo prático para aprimorar nossa discussão. Em um formulário web, as funções de design e desenvolvimento são bem delimitadas, então vamos analisá-lo como exemplo.

O design vai se preocupar com os botões e as caixas de texto, bem como com a apresentação visual geral. É preciso escolher muito bem as cores para impulsionar a ação do usuário, desenvolver textos que auxiliem na compreensão do que é preciso digitar e criar caixas com espaço suficiente para as informações.

O designer se pergunta: onde estará posicionado o botão de enviar? Como se relacionarão as caixas de texto e os textos que indicam sua função?

O desenvolvedor cuida da validação das informações digitadas e do envio desses dados para o servidor. Em alguns casos, o developer cuida até da comparação dos dados com os que já existem em bancos de dados, como em formulários de login.

Como escolher o melhor caminho para sua carreira?

A escolha da carreira ideal é muito pessoal. Ela depende muito do que você quer fazer e do seu atual perfil profissional.

Considere, portanto, o que você já gosta atualmente. Conheça o seu perfil. Você curte a parte visual dos sites? Acha interessante pensar em como dispor informações para atrair e auxiliar os usuários? Acha fascinante a criação de interfaces modernas e bem estruturadas? Então, talvez seja melhor optar por uma carreira em design.

Por outro lado, se você gosta muito de programar, como em um sistema comum, e se interessa por fazer a mágica acontecer no lado visual e nos bastidores, então a carreira em desenvolvimento web pode ser a ideal.

Outra boa dica é conciliar sua vontade e seu perfil com o que está em voga no mercado. Procure em sites como o LinkedIn como estão as oportunidades para ambas as carreiras em sua região, por exemplo. Ou até mesmo procure por trabalhos como freelancer, o que é algo muito comum nesse universo.

Para tomar uma decisão final e certeira, o ideal é de certa forma ter um contato com ambas as atribuições. Tente estudar um pouco a parte do design e construir algumas telas por diversão. Então, vá para o outro lado e tente aprender a programar ou usar conhecimentos prévios para programar telas. Veja como se sente fazendo cada atividade e decida o seu caminho com base nisso.

Como trabalhar como web developer e web designer?

Atualmente, tanto o web developer quanto o web designer conseguem facilmente encontrar boas chances de trabalho. Afinal, com o marketing online e as empresas migrando para esse ambiente, tornou-se necessário ter um site e se comunicar com os clientes por ele. Com o boom da computação em nuvem, sites se tornam softwares e plataformas complexas também.

Além disso, existe a possibilidade de lidar com conteúdos interativos e trabalhar com mídias interativas específicas para fins de marketing. O conhecimento e o domínio de técnicas de design e desenvolvimento para essas aplicações é fundamental para criar experiências cada vez mais imersivas e empolgantes, a fim de gerar conversões e vendas.

Inclusive, uma ótima oportunidade é trabalhar como web designer ou developer na modalidade freelancer. Para isso, você pode contar com empresas como a Rock Content, que tem um banco de talentos com freelancers que trabalham em projetos web bem interessantes e diversificados.

Resumindo: ser um web designer ou web developer é trabalhar na construção de web interfaces que serão utilizadas por alguém para um fim. É importante saber como esses conceitos diferem entre si e como se complementam.

Gostou do conteúdo? Inscreva-se em nosso banco de talentos para encontrar oportunidades de trabalho em desenvolvimento e design web.

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail
Gabriel Sacramento
Autor

Gabriel Sacramento

Redator de Marketing

Gostou deste conteúdo?

Envie-o para seu e-mail para ler e reler sempre que quiser.

Posts Relacionados

Como traduzir produtos internacionais?

alt Raphael Alves
set 22, 21 | Leitura: 4min

Quando traduzir, localizar ou transcriar?

alt Luis Herrera
abr 30, 21 | Leitura: 8min

Os melhores conteúdos para sua carreira freelancer, direto na sua caixa de entrada

Inscreva-se para receber no e-mail conteúdos exclusivos e em primeira mão.