Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 24 de outubro de 2018. | Atualizado em 24 de maio de 2019


Links dofollow e nofollow são aqueles que, ao serem inseridos no seu site, podem ter um apontamento de volta ou não. Ambos devem ser usados dentro de uma estratégia de conteúdo, desde que sigam boas práticas que aumentem os seus resultados digitais.

Os trabalhos feitos dentro de uma gestão de marketing são voltados à geração de resultados que atendam os objetivos de um negócio.

O Marketing de Conteúdo é uma das estratégias que ajudam a trazer esses resultados. Porém, ela não se trata apenas de criar bons conteúdos, mas também de adotar algumas práticas como a inserção de links dofollow e nofollow.

Para que você saiba o que são eles, a importância que têm dentro de uma estratégia de conteúdo (e também de SEO) e o que deve ser levado em conta ao inserir esses tipos de links no seu site ou blog, continue a leitura deste post.

O que são links dofollow e nofollow

Para começarmos a entender as diferenças entre links dofollow e nofollow, é preciso compreender como esse linkbuilding funciona dentro do SEO, ou seja, o que acontece toda vez que um site ou blog recebe um novo link que pode aumentar o seu rankeamento no Google.

Da mesma forma que cada novo conteúdo no seu blog aumenta as chances de você ser encontrado pelo seu público (o que, posteriormente, aumenta as suas oportunidades de negócio), podemos dizer que cada novo link no seu site ou blog aumenta as suas possibilidades de ter mais visitantes e um melhor posicionamento nos buscadores.

Afinal, o algoritmo do Google, ao ver tantos links, tanto internos quanto externos, apontando para você, conclui que se tantas pessoas estão linkando este site/ blog, ele deve ser muito bom e, portanto, merece um posicionamento melhor.

O que é link dofollow

Os links dofollow são aqueles que permitem o Google e outros buscadores apontem de volta o seu site ou blog.

Assim, toda vez que você insere um link dofollow no seu site, ele pode apontar de volta para você, o que fortalece a sua autoridade ao mostrar para os buscadores que outros sites, blogs e posts estão linkando para você.

Por exemplo: se a Rock Content citar, em seu blog, um link da empresa X que é dofollow, a página ou blog post usada na citação será levada em conta no rankeamento.

Isso é chamado por alguns usuários deLink Juice e ele ocorre por conta da métrica de PageRank do Google.

Por isso, ao inserir links externos no seu blog, tenha certeza de que eles são de sites com boa autoridade, pois isso será muito importante para o crescimento da autoridade do seu site ou blog também.

O que é link nofollow

Em contrapartida, existem aqueles links que você pode inserir e não ter um apontamento de volta, são os chamados links nofollow. Eles não impulsionam o PageRank e tampouco ajudam numa melhor colocação na SERP.

Os sites que têm links nofollow apresentam uma tag HTML similar a <a href=”http://www.nomedosite.com/” rel=”nofollow”> Link Text </a>. Essa tag serve como um aviso aos mecanismos de busca para que não o considerem para o rankeamento de quem o apontou.

Ferramentas como o SEMRush podem mostrar quais links são dofollow e quais são nofollow para que você os leve em consideração ao inseri-los em algum conteúdo seu.

Mas, por que alguém deixa o próprio site ou blog como nofollow?

Agora que você entendeu a diferença entre os links dofollow e nofollow, pode estar se perguntando o que leva algumas empresas e profissionais a optarem por ter sites ou blogs com links nofollow, sendo que isso é benéfico para ambos.

Bom, o que ocorre é o seguinte: da mesma forma que links bons apontando o seu domínio o tornam melhor, links ruins podem diminuir a sua autoridade diante do Google.

Afinal, da mesma forma que o algoritmo conclui algo similar a “se muitos sites bons estão apontando este cara, ele também deve ser bom”, ele também pode concluir “se tantos sites ruins estão apontando este cara, ele também deve ser ruim e seu posicionamento na SERP precisa diminuir”.

Assim, os sites que são muito bons certamente têm links nofollow.

O que considerar na prática de links dofollow e nofollow

Veja agora quais pontos você deve considerar ao inserir links no seu site ou blog que podem ser tanto dofollow quanto nofollow.

O primeiro passo é levantar quais sites você quer que os seus conteúdos citem e que também possam apontar você de volta como dofollow.

Certifique-se de que eles são relevantes para a sua postagem e que não estão ali somente por conta da linkagem. Do contrário, os motores de busca podem considerar o seu post como spam.

Não subestime o algoritmo, pois, a cada atualização, o Google considera mais os conteúdos que são feitos para o usuário e não para os motores de busca.

Se uma informação não for tão relevante assim, mas você sentir que precisa de um link, optar por nofollow é melhor. Certifique-se também que links de anúncio, afiliados, e afins, não sejam dofollow.

Para isso, use a tag nofollow toda vez que inserir links que você não deseja que sejam seguidos de volta. Isso é fundamental quando for preciso citar links de concorrentes, não apenas em termos de nicho, mas também de palavras-chave.

O que considerar ao inserir links externos no seu site ou blog

Se você tiver um link para outro website e quiser que o Google reconheça que você se vinculou a ele, use um link dofollow. Este tipo de link é útil para os mecanismos de pesquisa, pois podem ajudar os bots a ter uma ideia melhor do que se trata o seu conteúdo.

Até porque mencionar outros sites também é uma coisa natural a se fazer em conteúdos genuínos. A todo momento, o Google está favorecendo mais os textos que aparentam ser naturais em vez daqueles que querem simplesmente ter um bom rankeamento, mesmo que isso prejudique a experiência do usuário.

Lembra daqueles textos que repetiam as palavras-chaves a exaustão e também enchiam o conteúdo de link na tentativa de aparecer nos resultados das buscas que as pessoas fazem? Isso já funcionou outrora, mas, hoje, não funciona mais.

O que considerar ao ter seus links publicados em outros sites e blogs

Até então falamos sobre as diferenças entre links dofollow e nofollow ao fazer a inserção deles no seu site ou blog. Mas, o que deve ser feito quando outros sites ou blogs fazem isso com você?

Algumas pessoas pensam que, quando isso acontece, basta que os aceitemos, pois quanto mais links tivermos, melhor, certo? Errado.

Embora uma quantidade maior de links possa ter impacto direto nas classificações de pesquisa do seu domínio, links vindos de sites com pouca autoridade e credibilidade podem prejudicar o seu. Portanto, é recomendável não segui-los de volta.

Não se preocupe, pois, mesmo que o link apontado em sites de terceiros seja nofollow, ele ainda será visível às pessoas que o visitam, sendo, portanto, uma fonte de tráfego para o seu site ou blog.

Um exemplo disso consiste em empresas e profissionais que inserem seus links na Wikipedia. Por mais que ela seja nofollow, o fato do link estar lá pode fazer com que muitos leitores o acessem, aumentando a quantidade de visitas que também é um dos fatores de rankeamento do Google.

Como conseguir links para o seu site

Esta é uma dúvida recorrente entre aqueles que desejam começar a fazer ações de SEO off page. Afinal, quanto maior a quantidade de sites confiáveis apontando o seu, maior será a relevância dele para os motores de busca.

O primeiro passo é, verdadeiramente, criar o melhor conteúdo sobre algum assunto.

Quanto mais pertinente e útil ele for para a sua persona, maiores serão as chances dele ser bem posicionado nos resultados de busca, fazendo com que outros sites o apontem como referência do assunto que você fala no conteúdo.

Em termos de ações ativas para que isso aconteça, uma boa forma é criar conteúdos para blogs de terceiros, o que chamamos de guest post. Alguns blogs permitem que outras pessoas escrevam para eles, pois isso os ajuda a terem mais conteúdos publicados. Em troca, você pode inserir no artigo links que apontem para o seu site.

Por isso, trate de escrever guest posts para sites que tenham boa autoridade e alguma conexão com o seu nicho. Se alguém tem um site sobre alimentação vegana, não fará sentido escrever um conteúdo para, por exemplo, uma churrascaria.

Assim, agora que você já sabe o que levar em conta ao inserir links dofollow e nofollow, é importante saber como rejeitar os backlinks negativos a fim de otimizar os seus resultados. Neste artigo explicamos o passo a passo de como fazer isso.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *