Por Daniel Moraes

Redator Freelancer na Rock Content

Publicado em 24 de fevereiro de 2019. | Atualizado em 29 de agosto de 2019


Uma pesquisa de mercado consiste no planejamento, coleta e análise de dados relacionados a um empreendimento. Seu propósito essencial é gerar conhecimento sobre um mercado e seu público, identificar oportunidades lucrativas, assim como reduzir o risco na tomada de decisões estratégicas. Entenda melhor essa prática!

Ainda que estejamos vivendo na era do Marketing orientado por dados e ferramentas robustas sejam capazes de analisar e prever resultados com altíssima precisão, qualquer tipo de decisão relacionada a um empreendimento envolve algum grau de incerteza.

Pesquisas e análises prévias são uma forma eficaz de entender a natureza e o comportamento de um mercado e reduzir a margem de erro nas ações conduzidas pelo empreendedor e seu time.

O estudo de mercado, portanto, surge como uma ferramenta essencial para minimizar riscos e identificar oportunidades em qualquer estágio de vida de uma empresa.

Entretanto, embora seja uma prática usual e muito importante, seus propósitos, potenciais e métodos nem sempre são claros, e foi pensando nisso que preparamos este material com todas as informações que um gestor ou profissional de marketing precisa saber para conduzir uma pesquisa.

Neste artigo ensinamos:

Quer descobrir as melhores estratégias e ferramentas para conhecer o seu público, além de garantir o sucesso das futuras decisões da sua empresa? Continue conosco e aproveite a leitura!

 

O que é pesquisa de mercado?

A pesquisa de mercado é um instrumento adotado por empreendedores, gestores, investidores e profissionais para entender a realidade de um mercado e aumentar a efetividade das ações tomadas em relação a um empreendimento.

Em outras palavras, é basicamente uma forma de coletar informações importantes que auxiliem uma empresa a tomar decisões mais seguras e acertadas.

Os dados podem incluir características comportamentais, hábitos de consumo, bem como levantamentos de benchmarking de empresas de diferentes setores. Essas informações podem ser obtidas de duas maneiras diferentes:

  • pesquisa primária: quando a pesquisa de mercado é realizada pela própria empresa que fará uso dos dados ou por algum profissional contratado para essa finalidade;
  • pesquisa secundária: quando os dados são coletados e/ou analisados por terceiros (profissional ou empresa especializada). Inclui-se aqui também os relatórios, artigos e guias disponibilizados publicamente por outras companhias.
 

Como fazer uma pesquisa de mercado?

As pesquisas de mercado tradicionais são baseadas em questionários que podem ser respondidos por meio de entrevistas, correspondências ou pela internet. Os passos básicos para elaboração de um estudo como esse são:

  • objetivo da pesquisa: definir a qualidade ou variedade de produtos, otimizar preços, aumentar a cobertura de vendas etc.;
  • público-alvo: fornecedores, concorrentes, clientes ou consumidores em geral;
  • amostragem: quantas pessoas serão entrevistadas;
  • roteiro: o formulário propriamente dito. É recomendável que as perguntas sejam sempre simples, imparciais e diretas;
  • aplicação: realização da pesquisa e levantamento de dados;
  • análise: compilação, análise de respostas e panorama estatístico.

Esse formato de pesquisa ainda é muito utilizado e consegue entregar resultados satisfatórios. Entretanto, nos últimos anos, as ferramentas de Marketing Digital tornaram viável o monitoramento de usuários capazes de fornecer dados ainda mais ricos sobre uma audiência.

Em uma estratégia de Inbound Marketing, por exemplo, novos dados são gerados continuamente de acordo com a interação dos usuários e o comportamento dos leads gerados.

No entanto, ainda que seja relativamente fácil gerar um alto volume de informações utilizando ferramentas e plataformas digitais, os dados por si só não são capazes de conduzir um negócio ao sucesso. Em alguns casos, inclusive, o caos informativo pode até levar um gestor a tomar atitudes precipitadas.

É fundamental, portanto, escolher com cautela os dados que serão coletados e traçar um planejamento ou uma rota que permita organizá-los, compreendê-los e utilizá-los para reduzir riscos em futuras decisões e, quem sabe, identificar oportunidades lucrativas.

 

Por que fazer uma pesquisa de mercado?

Muitos empreendedores focados em inovação tendem a enxergar com maus olhos a pesquisa de mercado. Acreditam que não há necessidade de estudar as estratégias de outras empresas para construir um negócio lucrativo e que ao basear-se na concorrência, corre-se o risco de tornar o empreendimento ordinário.

Primeiramente, uma pesquisa de mercado não se limita à análise de empresas concorrentes. Seu estudo pode e deve envolver vários outros tipos de dados, e isso é importante, pois oferece um panorama de todo o ecossistema do seu negócio.

É preciso conhecer o ambiente que você está inserido, entender os desafios que suas ideias e estratégias impõem e descobrir necessidades que ainda não foram exploradas. Tudo isso é entregue por uma boa pesquisa mercadológica.

E quanto à inovação, as ricas informações levantadas tendem apenas a contribuir com novos insights e ainda são capazes de tornar as suas ideias e sugestões muito mais realistas e plausíveis.

Sendo assim, a realização de uma pesquisa de mercado, entre diversos benefícios, permite:

  • avaliar a viabilidade de um empreendimento;
  • testar novas campanhas, produtos e serviços;
  • explorar novos nichos de mercado;
  • criar segmentos inéditos;
  • descobrir informações estratégicas;
  • otimizar processos internos da empresa;
  • elaborar estratégias mais competitivas.
 

Quais as vantagens de realizar uma pesquisa de mercado?

Embora muitos dos benefícios da pesquisa de mercado sejam evidentes, no Brasil ela ainda não recebeu a importância merecida. Há uma noção errônea de que seus custos são altos e, por isso, é uma prática restrita a grandes empresas e investidores.

Na realidade, porém, existem vários recursos diferentes para se realizar um estudo mercadológico eficaz, desde meios básicos e acessíveis a grandes operações complexas. No entanto, em todos os casos as vantagens são muito grandes. Confira algumas abaixo.

Conhecer o seu público

Coletando dados mais específicos sobre o seu público-alvo será possível construir personas, uma representação semi-fictícia do seu cliente ideal. Esse entendimento mais rico da sua audiência ajudará a tomar decisões muito mais precisas em todas as áreas da sua empresa, desde o desenvolvimento de produtos até a comunicação.

Entender a estratégia dos seus concorrentes

É preciso conhecer os outros players do mercado para conduzir as suas estratégias de acordo com as ações tomadas por eles. Além disso, os seus concorrentes são também uma fonte rica de insights e experiências que não podem ser ignoradas.

Analisar a disponibilidade e o desempenho de outros empreendimentos do mercado

Um mercado depende da atuação de vários empreendimentos diferentes como fornecedores, prestadores de serviços, distribuidores, profissionais de comunicação entre muitos outros. Quando um único elemento dessa cadeia está tendo problemas, todos os outros são afetados.

É fundamental, portanto, se antecipar sobre isso antes de realizar uma promoção ou pensar em colocar em prática um plano de expansão, por exemplo.

Dimensionar o mercado

Passando um pente fino no mercado e no perfil dos seus consumidores, é possível identificar novas tendências, estimar o segmento mais lucrativo, avaliar a performance de produtos ou serviços específicos e até estimar o limite de vendas que um público é capaz de atender.

Identificar oportunidades com antecedência

Além de conhecer os pontos positivos e negativos da área de atuação, a pesquisa de mercado ainda oferece a oportunidade de detectar novas demandas com antecedência. Informações como essas podem mudar completamente os rumos de um negócio.

 

Quais são as melhores ferramentas para pesquisas?

Existem várias ferramentas de qualidade disponíveis para realizar levantamentos e análises de mercado, e várias delas são gratuitas!

Abaixo você confere nove sugestões muito interessantes organizadas em três categorias.

Dados e métricas

Dados e indicadores confiáveis são imprescindíveis para garantir a qualidade dos resultados e conclusões obtidos em sua pesquisa, por isso, ter fontes confiáveis para coletar informações é essencial. Confira alguns portais de qualidade abaixo.

1. Think with Google: o blog oficial do Google com artigos, relatórios e ideias incríveis sobre o mercado, comportamento do consumidor e tecnologia;

2. Sebrae: o Serviço Brasileiro de Apoio ao Empreendedorismo é uma referência nacional em conteúdos, orientações e pesquisas relacionadas ao empreendedorismo;

3. Inteligência Rock Content: a maior central de pesquisas sobre marketing e vendas do Brasil, criada e mantida pela Rock Content.

Análise da concorrência

Algumas plataformas podem ajudar a entender a realidade do seu mercado mais de perto. Não há mal algum em espiar os seus concorrentes diretos — tenha certeza que eles fazem o mesmo com você. Confira algumas ferramentas interessantes a seguir.

4. Buzzsumo: essa plataforma não só analisa o desempenho de campanhas e do conteúdo dos seus concorrentes, como também nos permite monitorar as suas publicações;

5. Website Grader: adotando critérios como desempenho, SEO, experiência móvel e segurança, essa ferramenta gratuita da HubSpot analisa em detalhes o seu site e o dos seus concorrentes;

6. SEMrush: esta ferramenta apresenta uma série de recursos e, entre eles, temos o “Domínio vs. Domínio” que compara as palavras-chave do seu site com as utilizadas por seus concorrentes.

Entrevista com clientes

O feedback de clientes é uma das fontes mais ricas de informação que uma empresa pode obter. Eles já conhecem o seu negócio de perto e, por isso, são os melhores para apresentar elogios e queixas.

É possível incluir formulários em seu site ou em produtos digitais com a ajuda de plugins específicos, mas caso pretenda disponibilizar um formulário completo para a pesquisa, temos algumas opções abaixo.

7. Typeform: além de ser uma ferramenta muito intuitiva e eficiente, ela se destaca pela simplicidade, beleza e responsividade;

8. SurveyMonkey: com vários templates disponíveis, essa plataforma permite elaborar questionários de acordo com os seus objetivos;

9. Opinion Box: solução brasileira para a criação de pesquisas online com um time de especialistas dedicado.

 

Quais são os tipos de pesquisa de mercado e qual é a melhor para sua empresa?

Os estudos de mercado podem variar de acordo com o objetivo da pesquisa, o método empregado e o perfil do público. Confira os principais tipos a seguir.

Hábitos de consumo

Esse tipo de pesquisa de mercado tem foco no público de uma marca e geralmente é realizada para se conhecer melhor os clientes de uma empresa a partir de dados de consumo. Os empreendedores, por sua vez, também se beneficiam dessas informações para identificar demandas ocultas.

Uma das vantagens que esse estudo oferece é a possibilidade de criar estratégias de vendas e marketing extremamente alinhadas às expectativas de um grupo de consumidores específico.

Você pode descobrir em quais redes sociais sua marca terá mais resultados, qual o melhor modelo de negócios para suas necessidades, qual estratégia de precificação adotar e outros insights importantes para a condução de uma empresa.

Força de marca

Nesse caso, o foco da pesquisa é a marca. Seu propósito é medir a atenção que a sua empresa recebe em relação aos concorrentes e descobrir elementos positivos ou prejudiciais em suas ações de branding.

Quando uma marca não tem bom desempenho com seu público, muitas melhorias podem ser providenciadas e são os dados gerados pela pesquisa que deverão impulsionar um eventual reposicionamento.

Satisfação dos clientes

Medir a satisfação dos clientes é muito importante, afinal, são eles que decidem quem fica e quem perece no mercado. Esse tipo de pesquisa de mercado, portanto, trata-se de uma análise de feedbacks.

Poucas pessoas recorrem aos canais de atendimento de uma marca para fazer elogios e críticas, por isso a promoção de uma pesquisa via entrevista ou formulário pode ser muito eficiente nesse caso.

É importante, porém, que esse tipo de análise seja frequente para não perder a chance de reconquistar clientes prestes a serem perdidos e ainda conseguir otimizar as suas ações de Marketing constantemente.

Satisfação dos colaboradores

As pesquisas internas são aquelas em que o foco são os colaboradores de uma companhia. Profissionais motivados tendem a ter bons resultados de forma consistente e permanecem mais tempo em seus cargos.

Quando a equipe de trabalho não está alinhada com os valores e processos da empresa, bem como quando eles não são valorizados e estão sobrecarregados, reflexos negativos são percebidos não somente dentro da empresa, como também em todos os seus pontos de contato com o cliente.

Por fim, para saber qual pesquisa de mercado é a mais necessária para o seu empreendimento no momento, a chave é voltar seus olhos para sua empresa primeiro. Não é possível realizar um bom estudo sem antes conhecer bem as características do seu próprio negócio.

Agora que você já sabe como fazer uma pesquisa de mercado, que tal planejar a sua? Baixe nosso ebook Pesquisas de Marketing e acompanhe um passo a passo completo!

pesquisas de marketing

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *