Por Kellison Ferreira

Publicado em 24 de julho de 2020. | Atualizado em 14 de outubro de 2020


A coleta de dados é uma atividade que visa captar conteúdo importante gerado por ferramentas, sites e público em atividades de interação. Essa é uma prática fundamental para realizar análises de comportamento e preferências, o que permitirá desenvolver campanhas de marketing mais precisas e vender mais.

Informações são valiosas para que empresas saibam mais sobre seu público, seu mercado e seus resultados internos. Para ter esse conhecimento, é essencial começar pela coleta de dados e análise.

Hoje, dados são uma verdadeira mina de ouro, justamente porque vivemos na era digital. Esse material é o que permitirá que sua empresa possa se adequar para ser mais precisa em cada passo que dá.

O sucesso no uso de dados passa por uma coleta produtiva e, principalmente, estratégica. Não basta apenas captar esse conteúdo: é importante saber onde buscá-lo, como estruturá-lo para uma análise e, por fim, como essa informação será usada.

Além desse planejamento, é necessário também definir quais ferramentas serão utilizadas para coletar e então analisar.

Neste conteúdo, falaremos mais sobre a importância da coleta de dados, como fazê-la e quais benefícios se pode obter desse trabalho tão importante no Marketing Digital. O post abordará os tópicos:

Continue a leitura e descubra!

O que é a coleta de dados?

A coleta de dados é um processo voltado à captação de conteúdo estratégico que pode ser encontrado em ferramentas de análise, formulários e outros softwares que retenham essas informações.

Esse processo tem a finalidade de garantir às empresas conhecer a fundo resultados de setores, do mercado, da percepção do consumidor e do desempenho do negócio de modo geral.

Por mais que a coleta de dados possa parecer um evento extraordinário, trata-se apenas de uma atividade rotineira do cotidiano das empresas.

Atualmente, os dados são considerados ativos extremamente valiosos em qualquer mercado, simplesmente porque podem traduzir os resultados das empresas e a percepção externa sobre produtos, serviços e marca.

Em um mundo digitalizado, os dados estão por toda a parte e são gerados a partir de uma simples interação de um consumidor com uma página de empresa na web.

Além desses dados de navegação, há também aqueles provenientes de interações com publicações em redes sociais, de respostas a campanhas de email marketing, além de uma série de outras possibilidades.

Diante dessas práticas atuais, todas as respostas e ações geram dados que, para as empresas, são traduções fiéis de como o cliente age, do que ele pensa e de como reage diante do que as campanhas de Marketing propõem.

Nesse sentido, a coleta é uma checagem recorrente que busca reunir todo esse conteúdo para analisá-lo e, então, transformá-lo em informação estratégica.

Qual é a importância da coleta de dados?

O trabalho de coleta de dados se torna fundamental quando empresas entendem que ele precisa ser parte da rotina. Se o digital é o ambiente em destaque hoje e as estratégias de Marketing passam por ele, é certo que os dados traduzem tudo que um negócio precisa saber.

Graças aos dados, é possível otimizar ações, planejar campanhas mais adequadas, saber o que o seu consumidor pensa sobre sua empresa e, continuamente, agir de forma estratégica, buscando melhorias.

Para isso, é fundamental ter acesso contínuo aos dados, entendendo o que eles têm para dizer às equipes de análise, que os repassam aos devidos interessados.

Entenda em alguns pontos de que forma a coleta de dados é importante e quais são as principais utilidades dessas informações na rotina empresarial e do setor de Marketing.

Definir e alimentar KPIs estratégicos

Os KPIs são os indicadores estratégicos principais que uma empresa usa, sendo essenciais para monitorar métricas importantes. Com eles é possível saber o número de leads adquiridos em determinado espaço de tempo, o ticket médio de um e-commerce, entre outros dados.

O controle por meio desses indicadores é preciso e, além disso, pode ser feito continuamente, sempre com dados atualizados que proporcionam uma percepção precisa sobre a empresa. Para viabilizar isso, é necessário que a coleta de dados seja constante, a fim de que os KPIs sejam sempre atualizados.

Detectar as ações e a satisfação do público

O público vai interagir com publicações e links patrocinados, navegar em sites e e-commerces, solicitar atendimento, entre outras ações.

Cada uma delas terá uma importância diferente para a empresa, por isso é essencial monitorar com cuidado e acompanhar de perto cada uma delas. Somente com a coleta de dados ativa isso se torna possível.

Coletar dados a partir de suas fontes principais é o que permitirá saber, além do que o público faz, o que ele tem pensado sobre os serviços e produtos da empresa.

Uma boa coleta de dados deve ser capaz de chegar a essas informações pelos principais meios, garantindo uma ampla percepção sobre cada expectativa e opinião do consumidor sobre a empresa.

Desenvolver o relacionamento com o cliente

Uma vez que essa coleta traz as percepções, as opiniões e os hábitos do consumidor, é possível utilizar toda essa informação para desenvolver o relacionamento com ele.

Se a empresa entende o que o público espera, é mais fácil entregar uma comunicação, serviços, produtos e atendimentos mais adequados a essa expectativa.

Além disso, os dados oferecidos pelos consumidores podem ser importantes para gerar registros individuais deles, usando uma ferramenta de CRM.

Ela é essencial para desenvolver um relacionamento estratégico, que passa pelo atendimento de ponta e chega à possibilidade de gerar oportunidades de vendas mais adequadas a cada pessoa.

Estruturar campanhas e ações de forma otimizada

Com os dados em mãos, uma empresa consegue saber em quais canais seu consumidor está, quais são suas preferências sobre serviços e produtos, como ele interage com as ações, entre outros detalhes importantes.

A partir disso, desenvolver campanhas se torna mais fácil, já que o time de Marketing tem maior entendimento do que pode funcionar com o seu público.

Para que isso seja possível, o trabalho contínuo de coleta de dados é essencial. Somente o acompanhamento constante permitirá que o time de Marketing desenvolva um entendimento estratégico, criando personas que representem fielmente o consumidor médio da empresa e suas expectativas.

Dessa forma, as campanhas serão mais precisas e terão maior impacto sobre o público.

Powered by Rock Convert

Como fazer a coleta de dados no marketing?

O trabalho de coleta de dados é essencial, mas ele só permite que a empresa alcance bons resultados se for feito de maneira estratégica e planejada. É essencial que haja bons termos e, principalmente, que se saiba o que fazer durante esses esforços.

Hoje, além de estruturar uma prática eficaz, é preciso prezar pelas adequações à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), ou seja, realizar essa coleta respeitando o público e comprometendo-se com o tratamento adequado de suas informações.

A seguir, entenda quais questões devem guiar a coleta de dados, estruturando uma prática que seja, acima de tudo, estratégica.

Saiba quais são os objetivos da coleta

Por que a sua empresa está coletando dados? Por mais que pareça uma pergunta simples, ela precisa ser respondida várias vezes, sempre que esse trabalho for realizado.

Há vários objetivos importantes que podem ser colocados como prioridade, por exemplo:

  • entender mais sobre as expectativas do consumidor;
  • saber a opinião do público sobre a marca, os produtos e os serviços;
  • monitorar os acessos e as atividades em sites e e-commerces;
  • analisar as reações e interações com as campanhas nas redes sociais;
  • detectar os dados de vendas e como eles são gerados a partir do público;
  • entender as informações financeiras da sua empresa.

Cada um desses e vários outros objetivos possíveis têm sua importância para uma empresa, por isso, devem ser vistos separadamente, como categorias únicas.

Em uma mesma atividade de coleta de dados, cada um desses objetivos pode ser contemplado, mas é essencial saber quais deles são relevantes para sua empresa, a fim de que a coleta possa gerar uma análise estratégica.

Você também pode se interessar por estes conteúdos!
👉 Data Storytelling: o que é e como cativar sua audiência com dados!
👉 Gestão de informações de produto (PIM): o que é e como otimizar?

Desenvolva um planejamento

Um bom planejamento também é essencial para que essa coleta de dados se mantenha recorrente e esteja na agenda de trabalho da equipe.

Essa atividade não pode ser tratada como algo pontual e esporádico, uma vez que os dados precisam ser monitorados frequentemente. Por isso planejar como as atividades serão feitas é tão importante.

A equipe responsável, que geralmente é o Marketing, deve incluir a coleta em sua agenda como uma demanda importante e recorrente. Essa checagem nas ferramentas de análise precisa ser cotidiana, já que os softwares trarão dados atualizados diariamente.

Outra ferramenta importante são as pesquisas, que são mais pontuais. É preciso também planejá-las e determinar até quando estarão em curso, para fazer a coleta posteriormente.

Analise os dados coletados 

A parte mais importante desse ciclo de tarefas é a análise de dados. Por mais que ter ferramentas capazes de monitorá-los seja importante, assim como captá-los, eles não têm nenhum valor se não forem devidamente observados por quem tem qualificação para isso.

A razão da importância decisiva da análise é simples: só esse trabalho é capaz de transformar os dados em informação.

Sem um trabalho analítico de qualidade, os dados serão apenas números vazios que, por mais que sejam impactantes, não podem ser realmente valiosos sem a devida interpretação.

Assim como o planejamento deve contemplar o trabalho de coleta na rotina do setor, é importante também colocar a análise como uma etapa decisiva para essas atividades.

Refine a estratégia de Marketing da empresa

Uma coleta de dados estratégica é aquela direcionada para objetivos importantes da empresa. Otimizar estratégias de Marketing é uma das possibilidades mais importantes quando se tem uma estruturação de captação e análise de dados realmente eficaz.

A razão é justamente porque esses dados possibilitarão ter percepções importantes sobre mercado, público e campanhas em curso.

A partir dos dados que foram captados, é possível conhecer as expectativas do público e suas preferências, assim como entender de que maneira ele interage com canais e ações.

Essas percepções são extremamente valiosas para, cada vez mais, desenvolver campanhas e ações de Marketing mais adequadas e com maiores chances de impactar o consumidor.

Os dados permitem que, gradativamente, as equipes de Marketing estejam capacitadas a desenvolver ações refinadas, que terão maior sucesso e trarão resultados melhores.

É importante destacar que a coleta e análise de dados também é parte do trabalho de mensuração de campanhas enquanto elas acontecem. Isso permite realizar ajustes e adequações para potencializá-las.

Quais são as principais ferramentas para coletar dados?

A coleta de dados é um trabalho que só pode ser realizado com o suporte de ferramentas especializadas. Das mais simples e tradicionais às mais avançadas e indispensáveis, cada uma delas tem um importante papel, principalmente de acordo com a estratégia e com os objetivos da empresa.

Conheça as principais e como elas funcionam a seguir.

Use formulários

Os formulários são mecanismos que podem ser utilizados para a pesquisa de satisfação do cliente. De forma simples, é possível desenvolver um formulário com perguntas que possam ser contabilizadas em percentual, sempre dando ao participante opções de resposta.

A partir disso, fica mais fácil entender o percentual de respostas para cada alternativa.

O principal uso desses formulários é no entendimento de percepções mais específicas do consumidor. Comumente, os formulários são utilizados com propostas como:

  • avaliar uma experiência em um site (especialmente e-commerce);
  • avaliar a satisfação com um produto ou serviço (pós-compra);
  • avaliar a satisfação do consumidor com as ofertas da empresa;
  • entender as expectativas do público em relação a produtos e serviços.

Google Analytics

O Google Analytics é hoje a principal ferramenta de monitoramento de dados utilizada mundialmente. Trata-se de uma ferramenta capaz de se conectar com softwares de automação de Marketing, e-commerces, sites, páginas de redes sociais, entre outros.

Com base nisso, o Analytics cria dashboards que entregam ao usuário as métricas mais importantes para suas estratégias.

Gratuito, o Analytics pode ser configurado de acordo com o que o time de Marketing deseja. Assim, é possível formar um dashboard que mostre prioritariamente as informações que mais interessam.

A coleta dos dados é simples, uma vez que a plataforma disponibiliza todas as métricas já calculadas. A partir daí, é feito o trabalho analítico, que trará as percepções estratégicas.

Google Analytics

UpMiner

O UpMiner é um software mais avançado de mineração de dados que, na prática, capta informações estratégicas em fontes de dados variadas na web.

Ele é mais voltado para Big Data, já que consegue processar um número altíssimo de informações, trazendo-as de forma desestruturada e permitindo criar gráficos e relatórios para análise posterior.

A pesquisa com o UpMiner é feita com palavras-chave, que podem ser das mais variadas, sempre com a proposta de criar parâmetros para a tomada de decisões. A ferramenta conta com mais de 1.900 fontes, que serão a base dessas buscas a partir da estratégia do usuário.

Aplicativos UpMiner

Ion

Além das ferramentas mais comuns de coleta de dados, resolvemos apresentar uma proposta menos convencional, mas, ao mesmo tempo, tão efetiva quanto.

Ion é uma ferramenta completa para equipes de marketing, focada em possibilitar a produção de materiais interativos, como ebooks, infográficos, hotsites, calculadoras e outras ferramentas que permitem alguma forma de interatividade do usuário.

Por meio de Ion, é possível coletar as informações de interação com esses conteúdos interativos, de modo que sua equipe tenha total domínio sobre esses dados.

Sabendo criar um conteúdo relevante e relacionado ao seu serviço ou produto, você terá informações preciosas sobre o que interessa mais o seu público, o que ele entende como mais valioso e quais são suas principais dúvidas — informações que a cada dia mais são necessárias para campanhas eficazes.

Analytics de Ion

Quais são os benefícios de uma coleta de dados bem-feita?

Uma coleta de dados feita a partir de um bom planejamento, com objetivos claros, é capaz de trazer resultados realmente significativos para uma empresa.

Esses benefícios podem trazer desde a economia de custos até a potencialização das estratégias de Marketing. Entre os principais ganhos, podemos destacar:

  • melhorar a experiência do cliente de maneira ampla;
  • otimizar estratégias de Marketing a qualquer momento;
  • conhecer mais sobre seu consumidor e ter personas mais bem definidas;
  • transformar dados em informação estratégica que gera vendas.

A coleta de dados não pode ser negligenciada em um momento em que a transformação digital é uma realidade em todo o mundo. Hoje, o Marketing é baseado em dados, então é impossível sobreviver em mercados competitivos sem entender a fundo seu público e suas expectativas.

Como apresentamos, uma ótima forma de conseguir dados valiosos do seu público é contar com conteúdos interativos, oferecendo materiais de valor para conhecê-lo melhor. Saiba mais sobre essa estratégia e como ela é feita!

Tudo sobre conteúdo interativoPowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *