8 dicas para se diferenciar na produção de conteúdos para canal no YouTube

Produzir vídeos requer estratégia. Por isso, confira aqui as dicas para fazer conteúdos para canal no YouTube!

conteúdos para canal no YouTube

    Segundo a ferramenta Tubics, há mais de 37 milhões de canais no YouTube. A criação de conteúdo na plataforma de vídeos do Google é gigantesca e os protagonistas dos principais canais alcançaram um status que antes apenas “globais” conseguiam. Portanto, se você tem uma ideia de canal e vídeos para criar é preciso pensar em como se diferenciar perante esse oceano de informações.

    Claro que há casos de pessoas que simplesmente ligam uma câmera, começam a falar e todas as fichas caem no lugar certo. Mas, não só isso é raro, como pode dar a impressão errada para muitas pessoas que criar vídeos no YouTube é algo fácil. Não é.

    É importante destacar que os canais de maior sucesso não podem ser medidos apenas por número de views, mas também o alcance de seu objetivo. Por exemplo, se o canal do YouTube é de um produto, ele não precisa ter o mesmo número de views do canal do Felipe Neto; se ele conseguir passar uma mensagem legal e ajudar no crescimento do negócio, a ideia é 100% bem-sucedida.

    Mas esses canais citados têm algumas coisas em comum que até as operações mais modestas, que estão começando agora, podem implementar. A partir dessas dicas você dará seu “toque pessoal” – ou no caso de uma empresa, tentar mostrar o que faz a iniciativa ser única – e terá uma chance maior de alcançar seus objetivos.

    Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

    Não se preocupe, não fazemos spam.

    8 dicas para ajudar seu canal do YouTube a crescer e ser diferente

    Crescer, manter um conteúdo de qualidade, engajar as pessoas, tudo isso é desafiador. Vamos às dicas.

    1 – Investir em equipamento de qualidade para gravação e edição

    Há canais que usam um celular apenas e dão certo. Outros investem em câmeras caríssimas e não saem dos 100 views. Existe uma regra que investimento = sucesso? Não, mas é óbvio que um vídeo bem produzido é mais agradável de ver que encarar 10 minutos de imagem escura e áudio horrível.

    Se possível, é importante fazer uma boa pesquisa sobre câmeras de vídeo – inclusive as de celular – e microfones USB para oferecer a melhor qualidade. A parte técnica não só ajuda a passar uma mensagem melhor, mas também a criar uma imagem de profissionalismo e dedicação com o canal e os espectadores.

    A criação de um estúdio caseiro também é uma excelente forma de trazer mais qualidade para a produção. Não é preciso muito: um local quieto e uma tela verde (pode ser adquirida por um baixo valor e permite a criação de fundos diferentes) já ajudam e se combinados com a câmera e microfone profissionais já fazem seu vídeo ser tecnicamente superior à grande maioria das produções.

    Mas esse investimento não fica apenas restrito à captação na hora da gravação. É, inclusive, mais importante investir em um bom software e que seja ideal para a edição de vídeos online -, porque mesmo se a gravação não tiver sido incrível, é possível corrigir falhas e melhorar o vídeo no editor.

    conteúdos para canal no YouTube

    Um bom editor de vídeos permite cortes, inclusão de cores, animações, legendas, vinhetas, inserção de trilhas, enfim, criar um vídeo a partir de uma imagem sequencial. Afinal, mesmo que seu conteúdo seja muito interessante, um vídeo de 10 minutos sem nenhum tratamento pode ser entediante e fazer a mensagem se perder.  Um dos softwares mais populares atualmente é o Wondershare Filmora, e que permite a edição de vídeos de uma forma rápida e simples.

    Com uma alta qualidade de som e vídeo a permanência no vídeo – um critério que o algoritmo do YouTube valoriza muito para recomendar para outras pessoas – será muito maior, assim como a vontade das pessoas, de forma orgânica, se inscreverem e até mandarem o link para conhecidos.

    2 – A pré-produção é vital

    Para uma ideia se tornar um vídeo há alguns passos, não é só apertar o REC. Novamente: podem existir casos de pessoas que simplesmente começam a gravar e em um fluxo de consciência falam certinho e deixam tudo pronto. Não é a regra.

    A ideia pode se transformar em roteiro. Nesse roteiro é fundamental fazer pesquisa, buscar informações e até pensar em locações (onde gravar). Se você fizer um vídeo sobre uma praia do Nordeste, é legal pensar o que você quer filmar, se há alguma informação interessante daquele lugar, conversar com algum dono de pousada para saber de movimento e até possibilidade de citação no vídeo.

    A pré-produção pode parecer gasto de tempo para alguns, mas todo minuto gasto aqui será poupado na hora de gravar e, especialmente, editar porque tudo já estará planejado e terá lógica. Caso grave de improviso é comum que você esqueça algo, que não consiga usar alguma imagem, que uma informação possa estar errada e tudo isso atrasa o processo, derruba a qualidade do vídeo e até exige regravações. 

    3 – Pense em nichos diferentes e novas abordagens

    Até agora as dicas foram bastante técnicas, agora há uma mais criativa. É possível que seu vídeo fale sobre um assunto pouco ou nada explorado, seja em português ou qualquer outro idioma. Mas isso não é provável.

    Por isso dê uma olhada no que foi feito e pense em uma forma diferente de abordar a questão. Você faz vídeos de turismo? Que tal mostrar destinos menos visitados, sem precisar ficar em Paris, Nova York e Londres apenas? Seus vídeos de investimento podem ir além das grandes empresas e focar em microcaps? Você fala sobre estudos, o ENEM e seus desafios e as diferenças entre os diversos vestibulares? Que tal usar uma linguagem que não é comum na sala de aula, sendo mais despojado?

    Não tem problema nenhum ser mais tradicional e até falar de coisas que outros já falaram. Mas tente achar o seu nicho, aquele seu espacinho na cabeça das pessoas que crie uma vontade de ver um vídeo de um assunto que elas até já conhecem, mas esperam saber sobre sua opinião, sua visão. Se der para ser diferente mesmo, melhor ainda!

    4 – Conteúdo especializado

    A falta de burocracias e a abertura completa de espaços da internet foi muito positiva para dar acesso a milhões de pessoas à criação de conteúdo. Mas ao mesmo tempo há aspectos negativos, com as fake news e informações falsas rodando sem muitos impedimentos.

    É claro que pessoas bem-intencionadas não buscam enganar pessoas, mas muitas vezes o que você acredita, pensa ser o certo e apresenta como solução não é verdade ou não conta toda a verdade. E como criador de conteúdo é preciso ter responsabilidade sobre o que é falado porque as pessoas podem interpretar de forma errada ou serem lesadas. Quanto maior seu alcance, maior o poder e a responsabilidade.

    Por isso busque sempre o conhecimento. Se você já é um especialista na área, excelente. Caso você não seja, tenha muito cuidado ao passar uma opinião como verdade. E, no melhor cenário possível, converse com um especialista desse assunto ou até faça uma entrevista no seu canal. Um conteúdo abalizado e tratado de forma clara é sempre positivo.

    5 – Regularidade é tudo

    Um dos fatores para se diferenciar e ser valorizado pelo algoritmo do YouTube é a regularidade das postagens. Não há exatamente uma regra, exigindo vídeos diários, por exemplo, mas é importante que exista uma lógica até para seus inscritos saberem o que esperar. Novamente, isso passa uma imagem de profissionalismo e, também, ajuda a diferenciar seu canal de tantos outros que não conseguem ter essa regularidade.

    Ela vai depender da sua capacidade de criação, de seu tempo para dedicar ao projeto, mas também o assunto abordado. Caso não exista tema para dois vídeos semanais, tente fazer apenas um, mas com a qualidade ideal. Se for possível criar vídeos diários curtos, mande ver!

    Vídeos mais longos monetizam melhor na plataforma do YouTube, mas só invista nesse formato se for algo natural e tiver assunto. Encher linguiça irá derrubar a qualidade do vídeo e o potencial orgânico dele. Ser valorizado pelo algoritmo é bom, mas o inscrito de carne e osso é o que compra, é o que recomenda e o que interage.

    6- Dê espaço para seus inscritos

    Não é novidade dos youtubers isso de dar espaço e mostrar respeito a seus espectadores. Só pensar na listinha do Faustão cheia de nomes sendo explorada em rede nacional. Mas independente de ser uma ideia com algumas décadas já, continua sendo certeira. Sem os espectadores não há razão para fazer vídeos.

    Há diversas formas para criar esse espaço. Pedir sugestões de tema nos comentários ou um email específico, responder dúvidas, até entrevistar um seguidor via Zoom, enfim, não faltam formas para incluir quem segue seu conteúdo. E isso gera um efeito bola de neve de interesse, engajamento no canal e respeito por seu trabalho. 

    7 – Trazer convidados

    Uma forma rápida e simples de chegar em novos públicos e ganhar mais atenção é trazendo convidados para seus vídeos. Já mencionamos a possibilidade de chamar um especialista sobre o assunto do vídeo ou um espectador fiel, mas outra possibilidade é convidar alguém que tenha um canal legal e bem-sucedido. Pode ser inclusive do mesmo assunto que o seu (não se preocupe tanto com concorrência ao crescer no YouTube).

    Com essa presença você chega na órbita da outra pessoa e se fizer um conteúdo legal pode incentivar novos likes e inscrições rapidamente, produzindo conteúdo interessante. 

    8 – Participe de outros canais, podcasts e espaços

    Ao estar no YouTube você precisa ver e ser visto. Suas aparições não precisam ser exclusivas de seu canal. Assim como é legal convidar outras pessoas para seus vídeos para que conheçam seu canal, é importante aparecer em outros canais, podcasts e até escrever textos, por exemplo, em outros espaços para chegar a novos públicos e se colocar como uma referência no seu assunto. Aceite todos os convites que possibilitem isso!

    Assim, ao seguir essas dicas, você conseguirá criar conteúdos para canal no YouTube e aumentar as chances de ter muito sucesso na plataforma!

    Compartilhe

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Posts Relacionados

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!