Por Kellison Ferreira

Publicado em 21 de agosto de 2019. | Atualizado em 13 de julho de 2020


O erro 500 é a falha que impede que sites sejam carregados pelo usuário. O problema pode ter diferentes origens, desde problemas de comunicação do servidor até dificuldades do navegador que faz o acesso do usuário. O importante é identificar as possíveis causas e saber como lidar com elas.

Um site fora do ar representa frustração e decepção para quem o acessa. Por mais que seja algo simples, dependendo do nível de urgência no acesso ou da necessidade em questão, a indisponibilidade pode ser considerada um problema. Muitas vezes, o que ocasiona essa instabilidade é o erro 500, que faz com que sites fiquem indisponíveis.

Se para quem acessa a página isso é um problema, dá para imaginar o prejuízo causado às empresas.

Vendas são perdidas, oportunidades de captação de leads, entre outras conversões estratégicas, reduzidas, além da quebra na experiência de uso do site. É muito importante conhecer o erro 500 mais a fundo para não permitir que ele aconteça.

Por isso, neste post, falaremos mais sobre o tema, trazendo um conteúdo detalhado entre os seguintes tópicos:

Continue a leitura e saiba tudo sobre o assunto!

 

O que significa o erro 500?

O erro 500 significa que há um problema com alguma das bases que faz um site rodar. Esse erro pode ser, basicamente, no servidor que mantém as páginas no ar ou na comunicação com o sistema de arquivos ,que fornece a infraestrutura para o site.

Quando há alguns desses problemas, automaticamente todas as páginas do site ficarão indisponíveis. É por isso que há uma completa inatividade, com a indisponibilidade podendo ser verificada de forma ampla, mesmo que o usuário tente acessar diferentes links do site.

Desse modo, o erro 500 é um problema que gera inacessibilidade aos usuários, o que configura um transtorno. A partir disso, cabe a busca pela solução para trazer de volta o site ao ar, especialmente se ele é mais do que um simples institucional informativo. De qualquer forma, gerar essa frustração no usuário nunca é uma boa ideia.

Relação com o WordPress

É comum que muitas pessoas que trabalhem com Marketing Digital pensem que o erro 500 seja algo exclusivo às plataformas WordPress.

 

De que forma o erro 500 pode aparecer?

O erro 500 nem sempre é facilmente percebido por quem gere um site, muito menos para o usuário. Porém, um ponto é certo: as páginas não carregam! Não há a possibilidade de acessar o site, e isso pode durar algum tempo.

Um dos principais problemas do erro 500 é o fato de ele ser bastante genérico. Ao desenvolvedor, nunca há um diagnóstico muito claro sobre o problema. A única forma de descobrir é realmente na tentativa de acessar o site, o que, às vezes, pode tornar clara a razão da dificuldade de acesso.

Nem sempre isso será evidente, mas dependendo do nível de experiência desse desenvolvedor que gerencia o site, ele saberá identificar a questão. O erro 500 se apresenta nas duas formas que você conhecerá a seguir.

HTTP 500 – Internal Server Error

Em algumas ocasiões, há a indicação clara de que o site passa por um erro interno de servidor, o que é concretamente o erro 500. Quando há essa mensagem na tela, fica mais fácil para o desenvolvedor ter o diagnóstico, ainda que ele não aponte exatamente o que deve ser feito para solucionar o problema de forma rápida e imediata.

Tela em branco

Em alguns casos, no entanto, o erro 500 não traz nenhuma informação, pelo contrário, gera uma tela em branco sem indicativo algum quanto ao problema. Para o usuário que tenta o acesso, isso não é um problema tão grande, uma vez que, para ele, a inacessibilidade acontece de qualquer maneira.

No entanto, esse comportamento pode gerar dúvidas para quem gerencia o site. Por isso, quando houver essa dificuldade de acesso marcada pela falta de indicativo, é sempre recomendável considerar a possibilidade de um erro 500.

Você também pode se interessar por estes outros conteúdos!
👉 Descubra como corrigir o “err_connection_timed_out” de forma simples e efetiva
👉 Erros do WordPress: aprenda a corrigir os 20 mais comuns
 

Quais as possíveis causas do erro 500?

Há diferentes formas de analisar um erro 500, seja na perspectiva do usuário, seja no site. Nem sempre o problema é realmente com o servidor de origem, mas o erro aparece dessa forma para quem tenta acessar a página.

O ideal, em todo caso, é realizar alguns testes básicos que vão ajudar a entender qual é a causa real da dificuldade de acesso. Veja a seguir algumas das razões principais para que o erro 500 esteja acontecendo!

Cache do navegador

Esse é um problema que pode estar está diretamente ligado ao ponto de acesso, ou seja, ao usuário. Em alguns casos, o cache do navegador pode estar cheio e isso gera um problema. Afinal, é comum que haja o acúmulo de arquivos e informações salvas provenientes do histórico de acesso a sites do usuário, mas elas podem gerar problemas.

Powered by Rock Convert

Esse acúmulo causa, em alguns momentos, a dificuldade de comunicação entre o servidor e a máquina de quem acessa, seja um computador, seja um smartphone. Em alguns casos, o uso excessivo de plugins no WordPress também pode ser a origem do problema. O ideal é limpar o cache do navegador e então tentar novamente acessar o site.

Banco de dados corrompido

A dificuldade de acesso pode também ser fruto de problemas no banco de dados do site. Esses locais salvam toda a infraestrutura componente das páginas, como imagens e outros arquivos. Dessa forma, para que o site seja acessado, há sempre a abertura desse banco de dados, a fim de carregar todos os arquivos que serão utilizados toda vez que há o acesso a uma página.

No entanto, pode haver algum arquivo corrompido, ou até mesmo um problema pontual que gerou a inacessibilidade completa do banco de dados e de seus componentes. Dessa forma, sempre que há a tentativa de acessar os arquivos para carregar o site, há o erro causado por essa questão. Se o banco de dados não pode ser acessado, naturalmente ficam faltando componentes básicos das páginas.

Problemas com o servidor

O problema mais recorrente que gera o erro 500 é a comunicação inadequada com o servidor. Nessa conexão, há falhas que não permitem que as informações sejam transferidas desse ponto de origem até o computador de acesso ou aparelho utilizado pelo usuário.

Dessa maneira, há essa dificuldade na transferência de comandos estruturais para garantir o acesso, o que acarreta diretamente essa dificuldade de conexão. É importante destacar que esse é um problema na origem, ou seja, nada tem a ver com o usuário. As falhas podem ser permanentes, por problemas no servidor, ou somente momentâneas.

 

Como resolver o erro 500 no seu site?

Essa falha interna de servidor é um dos erros no WordPress mais comuns e que podem gerar problemas grandes às estratégias de relacionamento com o consumidor. Por isso, saber como solucionar o problema é importante para evitar a quebra da experiência de navegação.

A seguir, veja como solucionar o problema por meio das principais frentes, considerando as causas que são de origem do servidor ou do usuário!

Recarregar a página

Simples, mas muitas vezes bastante eficaz! Recarregar a página é praticamente a ideia natural que todo usuário tem quando um site se mostra com dificuldades de acesso, e isso faz ainda mais sentido quando falamos do erro 500. A razão para isso é o fato de que essa falha de comunicação com o servidor, problema muito comum, nem sempre é algo permanente.

Em muitos momentos, é um problema de conexão pontual em que houve dificuldade na transferência de informações desse ponto de partida até o local de acesso.

Por não conseguir realizar a conexão, o servidor informa um erro ao navegador, e ele replica com o apontamento do erro 500. Recarregar a página pode ser suficiente para renovar o acesso.

Limpar o cache

Como comentamos, a limpeza do cache é algo que passa sem muita atenção por parte dos usuários, mas deve ser uma prática colocada como rotineira para garantir que problemas de acesso não se tornem comuns.

Em alguns momentos, há a dificuldade de carregar páginas mais pesadas, atrapalhando a experiência do usuário, mas não chega a ser algo tão impactante como simplesmente não acessar, o que ocorre no erro 500.

Dependendo de quanto tempo o navegador é usado sem limpar o cache, quando o processo for feito, levará alguns minutos, mas pode realmente resolver o problema.

O ponto de acesso estará limpo de novo e pronto para carregar todos os arquivos necessários a fim de abrir o site com todos seus elementos, sem que haja inacessibilidade a nenhuma página.

Checar o registro do servidor

É importante atentar também à estabilidade do servidor que garante que o site esteja no ar. Por razões diversas, pode haver um problema mais grave que interfira diretamente no registro do servidor e, como consequência, em todos os sites que ele precisa manter no ar. Por isso, detectar o erro 500 é o ponto de partida para checar o status do servidor.

Em muitos casos, um bom CMS ajuda a gerir informações de disponibilidade e acessá-las diretamente. Assim, é possível detectar de maneira dinâmica se há alguma instabilidade relacionada ao servidor e, por isso, o site não pode ser acessado.

O erro 500 não é um problema tão complexo como pode parecer em alguns momentos. Agora que você já conhece as possíveis causas, fica mais fácil ter um diagnóstico preciso e solucionar a questão. Quanto mais rápido agir nesse caso, melhor! Não esqueça como um site fora do ar é ruim para a experiência de navegação do usuário.

Quer dominar o WordPress? Confira o curso completo sobre a plataforma na Universidade Rock Content!

curso wordpress

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *