SEO Writing: confira as 14 dicas para criar conteúdos otimizados para o Google

SEO writing é apenas um termo que descreve o processo de escrita para search engines. Consiste em usar boas práticas para que o texto seja mais bem classificado na SERPs de buscadores como o Google ou Bing e, consequentemente, tenha mais relevância e visibilidade para o público.

seo writing

    Um dos aspectos mais críticos do SEO writing é que um processo de escrita baseado em requisitos técnicos não deve negligenciar a experiência de leitura do usuário. Devemos recordar que o leitor é o principal alvo da estratégia, e ele não pode se sentir enganado.

    Uma experiência ruim de acesso pode ser evidenciada pelo alto volume de palavras-chave, que compromete a inteligibilidade do texto, pop-ups que abrem inesperadamente durante o acesso ou downloads que aparecem sem ser solicitados. A qualidade gráfica dos conteúdos visuais também é um fator imprescindível para SEO, sem contar a velocidade de carregamento dos elementos que compõem o layout da página.

    Também não precisamos repetir que o conteúdo deve ser envolvente e centrado nas necessidades do leitor. Quando o texto tem um nível informacional baixo, muitas vezes, incompatível com as demandas da persona, ele não gera um “match” com os anseios do público, e isso prejudica muito a estratégia de SEO do site.

    Agora que você sabe a importância da qualidade da informação que compartilha, falaremos sobre aspectos mais técnicos para garantir um SEO writing adequado e excelentes resultados de classificação em search engines.

    1. Tenha uma seção de perguntas e respostas na página principal do seu site

    Para os algoritmos de search engines e classificadores de relevância do Google, quanto mais informações correspondentes às intenções de pesquisa do usuário estiverem presentes na página indexada ou divulgada pelo anunciante, mais bem classificada ela ficará.

    Você deve considerar que o seu público tende a escrever as “queries” no campo de pesquisa de forma individualizada, ou seja, cada usuário fará uma mesma pesquisa relativa aos seus produtos ou serviços conforme suas próprias convicções. Quanto mais abrangente puderem ser as suas perguntas e respostas, melhor será para a classificação da sua página.

    Isso também significa que, se você criar uma seção de perguntas e respostas na página principal do seu site, os resultados disponíveis corresponderão às intenções de mais pessoas. Assim, você terá a oportunidade de se classificar várias vezes, a cada questionamento respondido adequadamente.

    Por isso, busque as perguntas mais comuns para o seu nicho de atuação e escreva-as com as respostas mais completas possíveis na primeira página do seu site. Procure deixar essa seção bem próxima do campo visual do leitor.

    Alguns avaliadores podem considerar o processo de rolagem da página um empecilho para a devida experiência do usuário. Consequentemente, vão reduzir a classificação de qualidade das informações.

    2. Crie um índice em todos os seus conteúdos

    O objetivo da criação do índice é o mesmo que o da seção de perguntas e respostas: demonstrar que o conteúdo tem capacidade de corresponder às intenções de pesquisa e responder adequadamente as solicitações dos usuários.

    Por isso, é importante transformar os tópicos do conteúdo em índice, listá-los no início do artigo e, se possível, adicionar as palavras-chave nos títulos.

    Você pode tomar como exemplo o índice do Wikipedia. As perguntas costumam ser simples, mas abrangem questões estratégicas para esclarecer as dúvidas mais recorrentes do público.

    seo writing

    3. Escreva subtítulos em formato de perguntas

    Essa tática também corresponde ao objetivo que apresentamos nos dois últimos tópicos: demonstrar aos leitores, e aos classificadores que trabalham para os buscadores, que o conteúdo da página tem as respostas para as dúvidas dos usuários. Automaticamente o torna uma opção plausível para uma boa experiência de navegação.

    Que tal usar uma ferramenta de perguntas e respostas para encontrar opções comuns de questionamento? Algumas soluções como Reddit, Answer The Public e Quora vasculham toda a Web em busca questionamentos possíveis para vários temas.

    Algumas ainda criam esquemas de proposições, baseada em classes gramaticais e outras classificações. É o que evidenciamos na imagem a seguir, criada com a palavra-chave SEO writing:

    seo writing

    4. Escolha adequadamente as palavras-chave

    A pesquisa de palavras-chave é uma das etapas mais importantes do processo de SEO writing. Más escolhas podem inibir um bom posicionamento do seu site nas SERPs — o que significa um custo de oportunidade de milhares de visitantes. Existem ferramentas que ajudam na determinação das melhores palavras-chave, como:

    • Ubersuggest;
    • Keyword Explorer da Moz;
    • Infinite Suggest;
    • SEORCH;
    • kparser;
    • Google Suggest;
    • Keywords Everywhere;
    • Infinite Suggest.

    Algumas permitem conferir os dados de volume de pesquisa, mapeiam termos usados por concorrentes, exibem palavras-chave de cauda longa com a quantidade de termos predeterminados pelo usuário, entre outras funções.

    Entretanto, se você ainda preferir formas mais práticas — porém menos eficazes — de mapear as palavras-chave mais indicadas para o seu negócio, é possível aproveitar excelentes recursos do Google. Ou seja, os próprios resultados de pesquisa do buscador, a seção “autocompletar” ou a seção “as pessoas também perguntam”.

    A Alexa, assistente virtual mais famosa e de propriedade da Amazon, também é uma poderosa ferramenta para conhecer as intenções de pesquisa por voz dos usuários que preferem a solução para fazer as suas consultas. Quando você faz uma consulta, a empresa mostra os volumes de pesquisa do Google para todos os termos sugeridos.

    seo writing

    5. Crie títulos extremamente atraentes

    Antes de clicar na headline, o usuário é apenas um prospect. Logo que ele demonstra interesse no site, a partir do sue clique inicial, ele se torna uma lead. Se a experiência de visitação é positiva, a lead pode se tornar um cliente em potencial para, finalmente, ser convertido em um consumidor da marca.

    De acordo com um estudo publicado no blog Moz, a taxa de cliques orgânicos incrementa as classificações do Google. A melhor maneira de aumentar o CTR (Click Through Rate) é criar títulos atraentes para os seus artigos. Não adianta ter uma boa posição na SERP se o headline não despertar a curiosidade, o senso de urgência ou demonstrar que o texto tem a capacidade de resolver as demandas dos usuários.

    Por isso é importante incrementar ao máximo a seção que permite esse primeiro contato com o público. A otimização do título para CTR é justamente isso, e existem boas práticas que melhoram a taxa orgânica de cliques:

    • adicione a palavra-chave principal na tag de título;
    • faça listas e adicione a quantidade numérica de dicas no título. Por exemplo: “Confira 10 ideias para se tornar um SEO writer”;
    • use palavras que despertem o interesse do leitor pelo benefício que a leitura pode proporcionar, como fácil, rápido, grátis, incrível, essencial, fundamental;
    • desperte o senso de urgência por meio de termos como “agora ou nunca”;
    • seja instrutivo: “Como ser um SEO writing em 6 passos”;
    • faça promessas que podem ser cumpridas;

    CoSchedule é uma boa ferramenta para fazer a análise da eficácia de headlines e pode ser usada de forma intuitiva por qualquer produtor de conteúdo.

    6. Hierarquize o texto

    A estrutura do texto também é uma questão importante para o SEO writing. As tags de cabeçalho são uma espécie de esqueleto do conteúdo e o mantêm estruturalmente organizado. Assim, fornecem ao público um esboço sobre o que esperar da leitura.

    Aos olhos dos mecanismos de pesquisa, essa estruturação é ainda mais essencial e favorecem uma indexação correta da página. É importante manter os títulos mais relevantes em ordem decrescente:

    • o título da página em H1;
    • subtítulos e tópicos principais do artigo em H2;
    • subtópicos que se enquadram na seção secundária em H3 etc.;

    Embora os editores de texto possibilitem a edição até H7, acima de H4 o conteúdo ficará hierarquizado em demasia, sem trazer vantagens efetivas para o SEO.

    seo writing

    7. Use as palavras-chave de forma natural

    Já abordamos a importância da escolha de palavras-chave, mas ainda não especificamos como elas podem ser usadas de forma estratégica no conteúdo. É sabido que as equipes de análise do Google não consideram densidade de palavra-chave um fator relevante para classificação.

    Isso porque usá-las com exagero e de forma pouco natural no conteúdo pode prejudicar a experiência de leitura dos usuários. Dessa forma, a localização desse elemento pode ser mais relevante do que a quantidade usada no conteúdo em si. Por isso, nunca se esqueça de adicionar a palavra-chave:

    • na URL;
    • na tag de título;
    • na meta tag;;
    • no primeiro parágrafo;
    • em uma tag H1;
    • em uma tag H2.
    seo writing

    8. Crie parágrafos curtos

    A clareza de voz é outro elemento-chave para uma boa experiência do usuário. Uma leitura mais fluída favorece a permanência do leitor na página e até cliques em outros artigos.

    Isso também demonstra que o conteúdo consegue fornecer uma solução mais rapidamente para suprir a busca do leitor. Para favorecer a inteligibilidade das informações, escreva cada frase do seu artigo como se fosse um tweet de 140 caracteres.

    Com isso em mente, fica mais fácil manter a concisão do pensamento. Além disso, use negrito para destacar dados estatísticos e informações relevantes, e liste partes do conteúdo com o recurso de lista numerada ou bullet points.

    9. Use meta tags

    Já falamos sobre as tags de título, que são um tipo de meta tag. Elas ajudam os motores de pesquisa na indexação da página. Existem inúmeras meta tags que podem ser usadas com esse objetivo, entretanto, algumas caíram em desuso, como o próprio Google sugeriu.

    Os metadados funcionam como “pistas” para os mecanismos de pesquisa: ajudam a contar a história do conteúdo e orientam como ele deve ser apresentado nas SERPs.

    A otimização de tags de título, meta descrições e texto alternativo de imagem, por exemplo, pode levar apenas 75 palavras no total, que são efetivamente mais importantes do que o resto da copy da página.

    Nesta seção, selecionamos as meta tags mais relevantes para o SEO writing. Você deve dar atenção a elas para garantir mais visibilidade para o seu conteúdo e melhores classificações nos resultados de pesquisa.

    Title tags

    • Use apenas uma tag de cabeçalho por página e tente incluir uma palavra-chave primária;
    • crie title tags com até 70 caracteres;
    • use uma tag de título exclusiva em cada página — elas nunca podem ser duplicadas.

    Meta description

    • Crie meta descrições com aproximadamente 160 caracteres;
    • desenvolva frases que chamem a atenção e despertem a necessidade de cliques;
    • use a palavra-chave primária e, se possível, as secundárias também.

    Alt text

    • Use uma linguagem descritiva que corresponda à imagem;
    • inclua as palavras-chave;
    • limite-se a usar até 125 caracteres, com as tags separadas por vírgulas.

    10. Crie uma estratégia de backlinks

    Os backlinks também são elementos estratégicos no SEO writing, e muitos sites, como o Moz, já atestaram isso em suas pesquisas. O objetivo de buscadores como o Google é prover a melhor experiência possível aos usuários, e isso inclui disponibilizar páginas com autoridade e informações verdadeiras.

    Um indicador de que o site tem essa capacidade são os backlinks. Eles sinalizam que as informações disponíveis na página são realmente confiáveis, pois mais de um site atestou isso a partir da linkagem dos dados.

    Além disso, quando você adiciona links externos para sites de autoridade, você contribui para a efetividade dessa estratégia. Consequentemente, torna o seu conteúdo mais amigável para SEO.

    Por isso, é importante incluir no conteúdo um grande volume de dados estatísticos, seja para apoiar argumentos, seja para que outros sites façam a linkagem da sua página. Os links internos são outra excelente forma de otimizar o conteúdo para usuários e mecanismos de pesquisa.

    No ponto de vista dos leitores, eles ajudam na busca de artigos relacionados dentro do próprio site. Já para os mecanismos de pesquisa, eles são úteis porque ajudam na indexação das páginas e a compreender a arquitetura do site.

    seo writing

    11. Crie um sitemap

    Os sitemaps são estratégicos para plataformas com grande volume de páginas. Eles permitem organizar as informações para os buscadores, sites recém-lançados na web, que ainda não têm backlinks suficientes para demonstrar a autoridade ao buscador, ou para empresas que objetivam o ranqueamento em categorias específicas.

    Eles são, em sua maioria, arquivos do tipo XML — também podem ser RSS, mRSS, Atom 1.0 a TXT — e contêm metadados para orientar os buscadores no processo de indexação das páginas. Por isso a importância dos sitemaps para o SEO writing.

    A maioria deles são criados por meio de ferramentas como plugins, para usuários do WordPress, e têm essa importância porque permitem aos algoritmos localizarem e classificarem:

    • URLs;
    • data e frequência de atualizações;
    • relevância do conteúdo;
    • duração de vídeos;
    • autoria de imagens.

    12. Atualize o conteúdo

    A atualização de conteúdo, que se baseia muito mais na efetivação de mudanças substanciais do que apenas na inclusão de uma imagem ou alteração de uma parte do texto, é um processo que pode garantir melhores classificações e motores de pesquisa. No blog da Rock, já falamos sobre a importância da atualização de conteúdo:

    “Se uma url antiga recebe uma grande atualização de conteúdo, isso sinaliza para o buscador que aquele material está sendo aprimorado para melhorar a experiência do usuário e auxiliá-lo de forma completa.”

    Além de tornar o conteúdo mais atrativo para a público, uma vez que atualiza as informações conforme o contexto, esse processo reitera a importância da página para search engines. Quanto mais conteúdo for modificado, melhor será a repercussão da atualização.

    Por isso, a página inteira deve ser atualizada, porém, não o suficiente para o algoritmo não perceber que o processo foi efetivado: é preciso demonstrar que houve um cuidado na atualização das informações, e não que o conteúdo foi totalmente substituído.

    Reveja a relevância das palavras-chave utilizadas ou inclua palavras-chave secundárias no conteúdo, refaça o linkbuilding e recrie a meta descrição. A frequência das atualizações deve acompanhar o nível de importância das palavras-chave: quando elas são muito competitivas, é imprescindível que o processo ocorra mais vezes.

    13. Reindexe a página

    A reindexação de páginas não era permitida até dezembro de 2020. Entretanto, o Google reativou esse recurso para agilizar o processo de análise de seus algoritmos.

    Essa ação sinaliza para o buscador que foram feitas alterações relevantes no conteúdo e que essas mudanças precisam ser consideradas na classificação da página. Segundo o site Moz, a etapa é imprescindível para conquistar o tão sonhado snippet mais rapidamente.

    14. Mensure seus ganhos

    A avaliação dos resultados também é importante para o SEO writing ,porque permite analisar ganhos e promover mudanças para potencializá-los. A base para qualquer estratégia de SEO é saber o que você espera alcançar.

    Defina metas mensuráveis antes de começar, para que todos os envolvidos no processo — planejadores, redatores, revisores e analistas de marketing — trabalhem em direção aos mesmos KPIs.

    As métricas mais relevantes para o processo de SEO writing são:

    • taxa de cliques na página;
    • taxas de conversão;
    • tráfego orgânico;
    • backlinks;
    • posição nas SERPs;
    • alcance de snippets;
    • tempo de permanência do usuário na página;
    • nível de autoridade da página;
    • dificuldade de alcance orgânico de uma palavra-chave;
    • taxa de visualizações por sessão.

    No SEO writing, você precisa considerar os objetivos estabelecidos para a sua estratégia e as determinações de relevância de search engines. Entretanto, escrever conteúdo é muito mais um processo para atender à demanda dos usuários que os requisitos de SEO.

    Quando você provém uma experiência qualificada e única de leitura e visitação da página, com qualidade de conteúdo, segurança e velocidade, automaticamente, favorece a posição da sua página nas SERPs.

    Agora que você sabe tudo sobre SEO writing. que tal descobrir como melhorar a experiência de leitura do seu público e a taxa de permanência dos usuários na sua página com conteúdo interativo?

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Posts Relacionados

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!