Por Redator Rock Content

um de nossos especialistas.

Publicado em 2 de julho de 2020. | Atualizado em 13 de outubro de 2020


Como o seu público interage com sua marca online? Leia este post para entender o que é experiência digital e como melhorá-la!

Você já pensou em como seu cliente se sente ao interagir com sua marca na internet?

Em uma pesquisa no Google, uma conversa em uma rede social e em interações com aplicativos e sites, uma experiência digital diferencia uma empresa da concorrência.

Se você quer ganhar visibilidade e se destacar por meio de seus esforços de Marketing Digital, este é o momento de elaborar e executar uma estratégia focada na criação de experiências ricas e atraentes para seu público.

Você verá como fazer isso nos seguintes tópicos:

O que é uma experiência digital?

Antes da era digital, as empresas pensavam de uma maneira mais passiva sobre como os clientes poderiam interagir com as marcas e experimentá-las. A maior parte do foco em uma estratégia de marca se concentrava nestes pontos cruciais:

  • propaganda — que poderia vender o conceito da experiência;
  • lojas físicas e outros pontos de venda — onde os clientes teriam a chance de consumir produtos e serviços.

O maior erro que as empresas ainda cometem hoje é tentar emular esse mesmo plano em um mundo completamente diferente. Elas acreditam que a conexão entre a marca e o público só acontece quando ele está ativamente comprando algo.

Em meados dos anos 1990 e início dos anos 2000, havia uma pergunta comum em questionários e pesquisas: quanto tempo você passa online? Essa pergunta não faz mais sentido.

Estamos sempre online, seja na frente do computador ou, ainda mais, com um celular na mão ou no bolso. E se estamos no mundo digital por 24 horas por dia, 7 dias por semana, estamos sempre prontos para interagir com uma empresa ou produto.

Uma experiência digital é a soma de todas as interações online entre o cliente e a marca. Ela faz parte da jornada do cliente (da descoberta à conversão), mas é muito mais do que isso.

Ao investir em experiências digitais, você não está pensando apenas em vender, mas também em criar uma imagem sólida e uma conexão com o seu público-alvo.

É um plano coeso e bem estruturado que torna qualquer interação significativa e memorável. Isso inclui:

  • uma conversa nas redes sociais;
  • oferecer um aplicativo que ajuda sua buyer persona a lidar com algumas de suas dores;
  • uma experiência de navegação que torna uma loja online agradável de usar;
  • o hype por novos produtos que gera antecipação;
  • a maneira como você faz o atendimento ao cliente;
  • conteúdo que informa e cria identificação;
  • cobrir uma experiência ao vivo que seja importante e envolvente para seu público.

Portanto, uma experiência digital tem tudo a ver com branding. É algo que envolve como você desenvolve uma imagem, uma voz e um corpo para sua empresa.

Isso deve gerar identificação com seu cliente e envolvê-lo em novas interações a cada dia, criando uma vantagem competitiva poderosa.

Rock Content Magazine 3Powered by Rock Convert

Quais são os benefícios de uma experiência digital?

Como exatamente uma estratégia de experiência digital pode ajudar sua empresa a se destacar em relação aos concorrentes na internet? Os pontos são identificação, diferenciação e presença.

Vamos ver alguns desses benefícios a seguir.

Permanecer na mente do público

Uma coisa importante sobre interações de qualidade na internet é que elas têm muito mais potencial para serem lembradas do que conteúdos passivos.

Quando a experiência de conhecer e explorar sua marca é poderosa o suficiente, você a consolida na mente das pessoas, mesmo quando elas não estão exatamente comprando algo.

Pense em todas as marcas que você conhece e com as quais interagiu, mas nunca comprou um produto. Esse é o poder de uma boa experiência digital. É assim que você se torna conhecido.

Tornar as conversões mais baratas

Boas estratégias digitais sempre tornam as conversões mais baratas. Podemos pensar nessa interação como um potencial de engajamento.

Quando o seu público precisa estar ativo para consumir conteúdo, ele investe mais de si no relacionamento.

Isso significa que você direciona leads à conversão mais rápido e conquista mais visibilidade. Indicações, recomendações, compartilhamento social, retenção de página, todos esses benefícios de experiências digitais podem impulsionar seu SEO.

Criar uma base sólida de usuários

Quando uma experiência é boa, o usuário sempre volta. Essa é a regra de ouro da UX (experiência do usuário).

Isso significa que uma experiência digital bem-feita pode fazer com que o público volte a navegar em um site para sentir aquela sensação novamente. Ele pode querer falar com sua marca e participar de eventos ao vivo apenas para fazer parte dela.

Com uma base de usuários mais sólida no seu ecossistema digital, você coleta mais informações sobre eles. Com esses dados, é possível melhorar a própria estratégia e obter insights úteis para aprimorar produtos e serviços.

Transformar consumidores em promotores

Todos nós queremos compartilhar as boas experiências que tivemos com pessoas de que gostamos. Isso faz parte da natureza humana. Então por que não usá-la a seu favor?

Marcas que oferecem conteúdo interativo envolvente se tornam virais com mais facilidade. Assim, um cliente que deseja comprar um produto não apenas volta mais, como também começa a influenciar outros consumidores em potencial.

Tudo sobre conteúdo interativoPowered by Rock Convert

O que outras empresas estão fazendo?

As empresas que já entenderam o poder das experiências digitais em seus planejamentos de Marketing Digital estão se destacando no mercado. Isso fica claro quando pesquisamos sobre o que elas estão fazendo: os objetivos, os meios, as ferramentas e as abordagens.

Para saber mais sobre como as experiências digitais estão transformando as relações entre consumidores e marcas, mostraremos alguns exemplos a seguir!

Wayfair e sua experiência all-in-one

A Wayfair é uma loja online de móveis com uma vantagem sobre os grandes varejistas existentes no início dos anos 2000: a marca nasceu no mundo digital.

Eles não podiam igualar preços, a logística e a demanda que empresas como Target e Walmart tinham. No entanto, seu foco era criar a melhor experiência de compra digital possível.

A empresa começou por entender que comprar móveis é um processo altamente sensorial para o cliente. Ele precisa ver as cores, sentir as texturas, testar a ergonomia, combinar elementos, entre outros.

Portanto, cada interação em sua loja online foi construída com isso em mente. O visitante tem um catálogo perfeitamente estruturado com categorias abrangentes e fáceis de seguir.

Há também muito conteúdo para inspirar e ensinar, e até um aplicativo em AR (realidade aumentada) que permite ao cliente visualizar como cada peça se encaixa em seus espaços pessoais.

É divertido usar o site e procurar produtos. Mesmo que o plano inicial não seja comprar algo daquela loja específica, a persona pode ir lá para testar coisas, apenas para experimentar. Esse é o poder de uma experiência digital especial.

Under Armour e o uso do celular

Under Armour

Como já vimos neste artigo, as experiências digitais nem sempre se referem à jornada do cliente em si. Elas também envolvem a criação de uma profunda conexão e identificação com o público.

Um bom exemplo disso é o MapMyFitness, da Under Armour, um aplicativo de celular para monitorar exercícios e o progresso no condicionamento físico.

Embora o próprio app tenha alguns links e integrações com a loja da marca, até mesmo o nome diferente sugere que não se trata de vender, mas de ajudar a persona em seus objetivos de estilo de vida.

O que eles ganham com o investimento de milhões de dólares em um aplicativo que não converte diretamente? Eles estão criando uma base de usuários e se tornando mais próximos do público.

Não só a Under Armour consegue uma grande quantidade de dados sobre suas buyer personas, mas também se torna intimamente associada à saúde e à boa forma. Essa é a mensagem que fica.

Quando esses leads estão prontos para fazer uma compra, eles sempre procuram a marca que oferece a melhor experiência, e ela está do lado deles, mesmo quando não estão comprando.

Doritos e a aposta no conteúdo gerado pelo usuário

Neste artigo, falamos muito sobre interação e não podíamos finalizar sem citar que ela não pode vir apenas do seu lado do relacionamento.

O conteúdo gerado pelo usuário é uma ótima maneira de envolver o público, pois pede que ele realize uma ação. Com o incentivo e a abordagem certa, você pode criar campanhas amplas e ricas com pouco esforço.

A campanha #CrashFromHome do salgadinho Doritos é um ótimo exemplo disso. Com a temporada da NFL começando em uma situação que nunca se viu nos últimos cem anos, a empresa pediu ao público para criar seus comerciais exclusivos gravados em casa.

Portanto, uma experiência digital não serve apenas para descobrir e consumir interações ricas. Também envolve a participação do consumidor no processo.

Seja executando estratégias tradicionais ou realizando eventos online, você sempre pode pedir à sua base de clientes para mostrar por que eles gostam da sua empresa e o quanto se importam com ela.

Afinal, uma experiência digital não é sobre a tecnologia em si, mas sim sobre como cultivar um relacionamento com o público em um mundo virtual. Este deve ser o seu objetivo a partir de agora: encontrar as oportunidades e os meios para tornar qualquer contato com a sua marca uma troca memorável e envolvente.

Então, que tal começar pelo seu conteúdo? Aprenda a criar uma experiência de conteúdo para o seu público!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *