O que profissionais de marketing podem aprender com o modelo Games as a Service (GaaS)?

Com novas formas de monetizar a indústria dos games, GaaS é uma estratégia eficaz que pode ser usada para engajar e reter consumidores.

games as a service

Por mais que a indústria de jogos não seja nova, ela está em constante evolução, e não apenas no número de ofertas ou no número crescente de jogadores. Conduzindo esse movimento e mudando completamente o cenário da própria indústria está o modelo de negócios conhecido como GaaS, ou Games as a Service.

Simplificando, o GaaS é a nova maneira de monetizar a indústria de jogos e isso está funcionando. Basta olhar para Candy Crush, Fortnite e World of Warcraft.

Já é óbvio que esse modelo também inclui uma estratégia eficaz quando se trata de engajar e reter clientes. Os profissionais de marketing estão começando a reconhecer isso e procurando maneiras de implementar componentes bem-sucedidos de GaaS em suas próprias estratégias de marketing.

O que eles estão descobrindo é que as marcas precisam começar a repensar as suas estratégias de marketing de conteúdo e dar mais opções aos clientes. Continue lendo este post do blog para saber mais sobre isso.

    Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

    Não se preocupe, não fazemos spam.

    O que é o modelo Games as a Service (GaaS)?

    Games as a Service (GaaS) refere-se aos jogos sem custos iniciais de aquisição, mas que dependem de compras ou assinaturas para gerar lucro. Essencialmente, o GaaS é um modelo de receita recorrente.

    A monetização dos videogames é uma estratégia para engajar os jogadores e mantê-los voltando para mais. A chave para tudo isso é fornecer um ótimo conteúdo — de forma consistente e frequente. As atualizações podem chegar diariamente, semanalmente ou mensalmente, dependendo do jogo.

    Os jogos GaaS são acessíveis a partir da nuvem, tornando-os disponíveis para qualquer pessoa, em todo lugar e momento, o que é outra maneira de manter os jogadores interessados ​​e engajados. Compras no jogo e opções variadas de cobrança atraem jogadores de todos os tipos, pois há algo que se adapta a todos. Por exemplo, uma vez em um game, um jogador pode fazer uma compra, como um escudo para seu personagem. 

    Ganhando com serviços de assinatura

    Outra estratégia de monetização é exigir pagamento ou assinatura para subir para um nível superior no jogo. Opções atualizadas de pagamento e assinatura podem aparecer em diferentes pontos durante o game, agora que o usuário ganhou experiência e quer continuar jogando.

    Por exemplo, os jogos apresentarão cobrança baseada em volume, enquanto outros exigem uma taxa mensal fixa. Com esse modelo de negócio, jogos online podem ser lançados e, com a ajuda do GaaS, manter os consumidores engajados por mais tempo, retendo-os muito além do que era possível no passado.

    Isso também pode evitar que o consumidor fique entediado com um jogo, atualizando e adicionando novos conteúdos constantemente. O GaaS ainda permite que as marcas gastem mais dinheiro em marketing em plataformas que os clientes em potencial já estão frequentando e, por sua vez, melhorem sua experiência e os retenham a longo prazo.

    A indústria de jogos (que é maior que as de cinema e música juntas) continua a crescer e não mostra sinais de desaceleração tão cedo. Graças ao GaaS, isso não será necessário. 

    Como o modelo GaaS está mudando a indústria de jogos?

    O modelo GaaS está mudando profundamente a indústria de jogos, afetando tanto os métodos de vendas ao consumidor quanto as metas e estratégias dos desenvolvedores de jogos. O foco não está mais em vender cópias de um jogo em grande escala. Ele mudou para determinar maneiras de maximizar essa receita recorrente quando os jogadores já estão no jogo.

    Benefícios para os consumidores

    Os consumidores estão aproveitando um ROI mais alto e ganhando confiança em manter um jogo, sabendo que ele continua a oferecer novos conteúdos e opções, e não será extinto em um ano. Com o modelo free-to-play, os jogadores podem determinar se gostam do que experimentam.

    Em seguida, há possibilidade de optar por comprar itens ou recursos adicionais, ou escolher uma opção de cobrança ou assinatura. Com novos conteúdos adicionados continuamente, como não amar?

    Benefícios para desenvolvedores

    Para desenvolvedores, os benefícios incluem a capacidade de permanecer em um projeto por mais tempo, o que pode reduzir os custos de ter que criar continuações, ou passar para outros novos projetos. Depois que um jogo é lançado, continua a fornecer atualizações ou downloads (DLCs).

    Com a receita fluindo das compras no jogo, os desenvolvedores encontram o incentivo para melhorar e atualizar o game com o tempo.

    Benefícios para empresas de jogos

    A vantagem para as empresas de jogos é que elas não precisam mais investir pesadamente na criação de um jogo no início. Com o lançamento, elas podem utilizar sistemas de CRM para coletar e analisar dados para que o game possa ser ajustado em benefício dos jogadores.

    Em outras palavras, o jogo pode evoluir com o conhecimento que ele ganha sobre os próprios jogadores. A indústria de jogos é competitiva, e você pode esperar que essa concorrência aumente ainda mais nos próximos anos. A mudança e a inovação estão tornando a indústria de jogos melhor para todos os envolvidos, e isso só tende aumentar com essa competitividade. 

    Que lições os profissionais de marketing podem aprender com o GaaS?

    Com novas formas de monetizar a indústria de jogos, o GaaS é uma estratégia vencedora para engajar e reter clientes. Mas construir e reter uma audiência a longo prazo é o objetivo dos profissionais de marketing em todos os lugares, não apenas na indústria de games.

    Então, o que os profissionais de marketing podem aprender com o modelo GaaS? O objetivo final dos profissionais de marketing não mudou, que é identificar seu público-alvo e encontrar maneiras de convertê-los em clientes recorrentes. Essencialmente, tudo se resume a criar o conteúdo adequado para o público certo no momento exato.

    Manter-se por dentro das últimas tendências do mercado também é um foco, e o Games as a Service (GaaS) é algo para não apenas assistir, mas também aprender. Aqui estão quatro lições do GaaS que os profissionais de marketing podem aprender para aumentar o engajamento e a retenção do consumidor

    Microtransações

    Uma microtransação é exatamente o que parece — um cliente paga uma taxa de baixo valor em uma transação rápida, geralmente, para desbloquear um novo recurso, subir para o próximo nível ou comprar itens virtuais. Embora isso possa não parecer lucrativo, pense em quantas microtransações podem ocorrer observando o número de jogadores e o tempo que eles passam na plataforma de games.

    Por exemplo, o jogo Fortnite gera grande parte de sua receita com microtransações, permitindo que seja mantido livre para atrair novos jogadores. Ao oferecer algo gratuito, os consumidores ganham experiência com um jogo ou marca e, por sua vez, estão dispostos a continuar o relacionamento fazendo pequenas compras, várias vezes.

    Com as microtransações, os jogadores compram exatamente o conteúdo que preferem, o que os mantém engajados e fiéis ao jogo. Elas são uma maneira de monetizar um jogo muito depois do lançamento, e uma forma de comercializá-lo bem além de sua estratégia inicial.

    Com isso, os clientes ficam engajados, o que significa que permanecem por mais tempo. Para os profissionais de marketing, encontrar essas maneiras de manter os clientes engajados entregando o que eles desejam será uma estratégia vencedora. 

    Publicidade in-game

    A publicidade in-game está provando ser um grande sucesso para várias marcas. Os desenvolvedores de jogos também estão se beneficiando, com os anúncios criando outro fluxo de receita, além das compras e assinaturas.

    Essa forma de publicidade, no entanto, exige uma nova maneira de pensar e de apresentar a informação. O posicionamento, o tempo e o formato do anúncio são peças estratégicas do mesmo quebra-cabeça.

    Por exemplo, o formato e o posicionamento do anúncio podem ser um vídeo que aparece na tela de carregamento ou é encaixado no jogo em algum ponto estratégico. Outra escolha popular são os vídeos de recompensa. Os jogadores recebem prêmios no game apenas por assistir ao vídeo.

    Até agora, a maioria dos jogadores vê a publicidade como parte da experiência geral, e não um aborrecimento. O ponto mais importante, no entanto, é tornar os anúncios atraentes, informativos, visualmente agradáveis e que não perturbem a experiência de jogo.

    Os jogadores também são propensos a lembrar desses anúncios, ou pelo menos parte deles. Os profissionais de marketing devem tomar nota disso e continuar desenvolvendo estratégias para se concentrar nos melhores posicionamentos de anúncios, tanto na indústria de jogos quanto em outra.

    Como resultado de tudo isso, as plataformas GaaS estão abrindo novas oportunidades de publicidade. Os profissionais de marketing precisam expandir as possibilidades, buscando novos mercados e outras formas de atingir um público-alvo. Se você ainda não está considerando o posicionamento de anúncios no jogo, dê uma nova chance a isso.

    Personalização das opções de assinatura e pagamento

    O modelo GaaS oferece aos jogadores uma variedade de maneiras de acessar conteúdo adicional, desde serviços de assinatura até várias opções de pagamento. Uma taxa de assinatura recorrente, começando com um modelo free-to-play (F2P), oferece acesso a conteúdo premium para jogadores.

    Um serviço de assinatura de jogos os torna exclusivos em uma plataforma específica (por exemplo, Microsoft e Xbox game pass). Outra opção é o passe de temporada digital, melhor para aqueles totalmente comprometidos com um jogo. O valor pago se torna como uma conta bancária, na qual os jogadores podem “sacar” os valores durante o ano.

    O passe pode aumentar a fidelidade do cliente, oferecendo recursos e conteúdo exclusivos apenas para aqueles que possuem um desses. Uma variedade de opções de pagamento também está disponível no modelo GaaS. Isso inclui cobrança baseada em volume, em camadas e faturamento fixo.

    Ao entender seu público-alvo e microssegmentar suas personas, os modelos GaaS podem oferecer estratégias de pagamento personalizadas que atraem vários consumidores.

    Flexibilidade na criação de conteúdo (é tudo sobre conteúdo!)

    As necessidades de conteúdo são contínuas no modelo de negócios GaaS, e o material certo pode fazer toda a diferença na hora de engajar e reter clientes. No passado, os profissionais de marketing eram encarregados de criar conteúdo em torno do lançamento de um produto (jogo), e era aí que a maioria das receitas era gerada, geralmente, nas primeiras semanas após o lançamento.

    Com o modelo GaaS, os esforços de marketing se estendem ainda mais, exigindo um fornecimento constante de novos conteúdos. A receita do jogo nas primeiras semanas após o lançamento, agora, representa uma pequena porcentagem do total geral, e o conteúdo do jogo é o verdadeiro gerador de receita.

    Os profissionais de marketing da indústria de jogos se mantêm atualizados sobre o que há de mais novo no desenvolvimento de produtos, à medida que estão acontecendo, sentando-se ao lado dos desenvolvedores para obter conhecimento antes de grandes mudanças. Munidos dessa informação, eles podem construir um roteiro ou planejar o desenvolvimento de conteúdo, e encontrar maneiras de compartilhar as notícias. 

    Ao fazer isso, os jogadores se sentem valorizados e animados com o que está por vir. Para aqueles que deixaram o jogo, esses profissionais de marketing também têm um plano para atraí-los de volta. Ao mantê-los atualizados sobre quaisquer alterações e acréscimos ao produto, eles ficam curiosos e atentos para que possam retornar um dia.

    Ao criar conteúdo para reter seus clientes e atrair de volta aqueles que saíram, você também precisa expandir sua estratégia de marketing para atrair novos jogadores. Os profissionais de marketing GaaS também estão se destacando nisso.

    Outra estratégia para aumentar a receita é adicionar continuamente novos conteúdos e exigir pagamento para os jogadores os acessarem. Em outras palavras, eles estão monetizando conteúdo novo, em vez de focar no antigo. Por exemplo, Fortnite lança conteúdo sazonal que os jogadores podem comprar, mantendo os jogadores ativos e antecipando qual será esse novo conteúdo a cada temporada.

    Como o marketing D2C vence na indústria de jogos?

    Várias marcas já estão encontrando maneiras de conquistar os gamers e transformá-los em clientes fiéis para seus próprios produtos. Basta olhar para Mountain Dew e como eles estão se conectando com a indústria de jogos.

    Os jogadores compram seus produtos, depois, vão para a vitrine designada (site de e-commerce) e inserem códigos em troca de complementos de jogos exclusivos ou moedas virtuais. A marca ainda vai um passo além, apresentando uma bebida voltada para jogadores, especificamente, com um programa de fidelidade de clientes anexado.

    Outro exemplo direto ao consumidor é uma estratégia adotada pela marca Butterfinger, criando um minijogo e oferecendo-o no Twitch por tempo limitado. Para eles, essa é uma promoção de jogos interativos que funciona.

    Profissionais de marketing podem se beneficiar ao aprender sobre o modelo de negócios que está conquistando a indústria de jogos, sendo esse o modelo de Games as a Service (GaaS).

    Ao personalizar as opções de assinatura e cobrança, facilitar as microtransações no jogo, melhorar a publicidade in-game e entregar um bom conteúdo consistentemente, a indústria de jogos encontrou uma maneira de reter clientes de maneira eficaz e, ao mesmo tempo, conquistar novos. A chave, essencialmente, é o engajamento, e no centro dessa estratégia estão as experiências de conteúdo.

    Aproveite para saber mais sobre as experiências de conteúdo e como elas podem mudar o seu marketing!

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Posts Relacionados

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!