Por Redator Rock Content

um de nossos especialistas.

Publicado em 12 de junho de 2019. | Atualizado em 11 de março de 2020


Log File é um arquivo que traz informações sobre diversas ocorrências e eventos em um sistema. Veja para que serve um arquivo de log em um site e saiba como criar e analisar as suas informações.

Log File é um tipo de arquivo que pode ser utilizado de diversas maneiras para acompanhar todas as ações executadas em softwares ou sistemas operacionais.

Com base nos registros gerados em arquivos de log, é possível identificar quais eventos ocorreram no ambiente e, dessa forma, entender as causas de eventuais erros ou falhas.

Esses arquivos também são importantes para acompanhar o que acontece em um site, pois existem diversas situações que devem ser monitoradas para garantir o perfeito funcionamento da página, além de resolver os problemas com mais agilidade. Neste post, vamos mostrar:

Quer saber como aproveitar esse recurso no seu site? Continue a leitura!

O que é um Log File?

O Log File é um arquivo que, geralmente, tem a extensão .log, embora também possa ser um .txt ou, ainda, ter outro formato desenvolvido pelo fabricante da aplicação.

Ele pode ser aberto em qualquer editor de texto, como o Bloco de Notas do Windows. Entretanto, alguns sistemas contam com ferramentas próprias para visualizar esse conteúdo.

Ele contém informações sobre o que ocorre durante a operação de variados tipos de sistemas, entre eles: sistema operacional, banco de dados, site na internet e muitos outros.

Cada registro mostra informações que podem ser sobre eventos, processos ou mensagens que ocorrem em um sistema. O arquivo mostra a data e hora exatas de cada registro efetuado.

O que isso significa para cada ocorrência no sistema? Se foi feita uma gravação ou leitura em um banco de dados, ou se um usuário fez login em uma aplicação, essas ações serão registradas no arquivo de log.

Depois, podem ser consultadas de forma manual ou por sistemas que fazem a leitura de logs, como alguns plugins no WordPress.

Para que serve um Log File no site?

Os arquivos de logs têm diversas utilidades em um site, pois facilitam a monitoração do ambiente, além de ajudar a identificar e corrigir falhas. Confira, a seguir, algumas formas de utilização.

Registrar dados de visitantes

Quando um usuário visita uma página, faz uma requisição HTTP ao servidor. Por exemplo, ao digitar uma URL: https://visitaemumsite.com.br/visita.html, existem três informações básicas que podem ser armazenadas em um arquivo de log:

  • protocolo de acesso: HTTPS e a operação solicitada, que no exemplo é um GET, ou seja, uma requisição para carregar os dados de uma página;
  • endereço do site: visitaemumsite.com.br, que será convertido no endereço IP correspondente;
  • página acessada: visita.html, que é utilizada para fazer a requisição ao servidor, indicando o que deve retornar para o usuário.

Além dessas informações, o servidor de hospedagem do site também registra outros dados sobre essa ação, que podem variar, de acordo com o servidor utilizado.

Entretanto, os principais conteúdos registrados em um arquivo de log são:

  • o endereço IP de origem, ou seja, de quem fez a solicitação;
  • data e hora completas;
  • localização geográfica;
  • modelo do navegador utilizado.

Confira um exemplo do registro de log utilizado no servidor Apache:

Log File Apache

Esses registros são importantes tanto para acompanhar as visitas no site quanto para identificar problemas com relação à parte técnica de SEO.

Dessa forma, é possível encontrar falhas de redirecionamento de páginas, ou seja, o erro Redirect 302, que indica que um link foi direcionado para outro local que não era o original requisitado.

Acompanhar recursos carregados na visita

Sempre que uma seção é aberta em um site, ocorrem diversas requisições internas que são monitoradas pelo servidor. Ou seja, existem serviços que são executados e monitorados pelo sistema.

Dessa forma, sempre que houver uma ocorrência, haverá um registro no arquivo de log correspondente à atividade, o que é importante para acompanhar o tempo de renderização da página, entre outras informações.

Confira um exemplo de log referente às atividades no banco de dados MariaDB em um site WordPress:

Log File Maria DP

O log também faz o registro quando há um problema no código que causa um erro de execução da página. Portanto, ao consultar esse arquivo, é possível identificar informações que ajudam a analisar o algoritmo e resolver o problema de programação.

Confira um exemplo de log de erro em PHP:

Log File erro em PHP
Guia do Wordpress para blogs corportativosPowered by Rock Convert

Como criar um arquivo Log File e analisá-lo?

Alguns arquivos de log são criados automaticamente pelo servidor de hospedagem. Geralmente, eles ficam armazenados em um diretório chamado Log ou Logs. Entretanto, nem todos os provedores disponibilizam da mesma forma. Portanto, é preciso verificar como acessá-los.

Os log files são importantes para encontrar erros do WordPress, pois contêm informações importantes sobre os eventos que estão em execução. Para isso, é preciso adicionar o comando “define (‘WP_DEBUG’ , true);”.

Dessa forma, se houver algum erro que interfira no funcionamento do site, ele será direcionado para o arquivo debug.log, que fica localizado no diretório “wp-content” do WordPress.       

Confira um exemplo de um erro de código em um site WordPress.

Código de erro no WordPress

Veja que na mensagem exibida no arquivo de log, há a informação sobre o tipo de erro encontrado, que nesse caso é: “PHP Parse error: syntax error, unexpected end of file”. Ou seja, a mensagem diz que há um erro de sintaxe e o final inesperado do arquivo.

Além disso, o registro também mostra a qual página se refere o erro e em qual linha está o problema.

Com essas informações, é possível consertar falhas de programação com agilidade e evitar a indisponibilidade do site. Além disso, também há como analisar as queries feitas no banco de dados.

Para isso, basta adicionar o comando “define(‘SAVEQUERIES’, true)” no arquivo wp-config.php. Assim, se houver erro de execução em algum acesso ao banco, ele será adicionado no arquivo debug.log.

Vale ressaltar que a utilização dos recursos de debug deve ser feita apenas em fase de desenvolvimento do site. Isso porque ela consome recursos do sistema que podem impactar o desempenho da página, conforme a recomendação do WordPress.

O Log File é um recurso poderoso para análise de diversos recursos do site, como a avaliação da movimentação dos visitantes e a monitoração para encontrar erros de programação.

Por isso, ao escolher o provedor de hospedagem, é importante avaliar se ele se preocupa em oferecer recursos de log, que ajudam a garantir o perfeito funcionamento da página.

Que tal continuar a leitura sobre os recursos importantes em uma hospedagem? Então, confira este conteúdo sobre as melhores opções de hospedagem do Brasil!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *