Por Cayo Woebcken

Redator freelancer da Rock Content.

Publicado em 12 de novembro de 2019. | Atualizado em 21 de fevereiro de 2020


O Marketing Interativo é um conjunto de práticas e técnicas voltadas para incentivar a interação do público com a sua empresa. Trata-se, portanto, de uma estratégia extremamente efetiva para aumentar o engajamento e, assim, possibilitar a otimização das suas ações de marketing.

Ao conceituar o marketing 4.0, o especialista Philip Kotler ressaltou a crescente importância da experiência do cliente em suas decisões de compra.

Como ele notou, os consumidores modernos tendem a preferir empresas que não os tratem como meros números em uma planilha, mas sim de forma humanizada e personalizada.

Esse entendimento guia a maioria das estratégias de Marketing de Conteúdo, que têm como objetivo estabelecer uma relação de confiança com a persona, primeiro atraindo-a e depois a convertendo em lead.

Para tal, é preciso criar experiências únicas e engajantes, de modo a superar a grande concorrência desse mercado.

É aí que entra o Marketing Interativo. A partir do uso de elementos com traços de interatividade, é possível otimizar todas as etapas do seu funil de vendas, desde a atração até a conversão, passando pela nutrição. Quer saber mais sobre o assunto? Neste artigo, você vai descobrir:

Continue lendo e confira!

O que é Marketing Interativo?

Marketing Interativo é uma estratégia que tem como finalidade encorajar a persona a interagir com a marca, gerando, assim, um cenário próprio para sua atração, nutrição e conversão.

Trata-se de uma forma muito eficiente de potencializar o engajamento do consumidor e, ao mesmo tempo, proporcionar uma experiência extremamente qualificada.

Como mencionamos no início do artigo, esse tipo de ação é fundamental para conquistar a confiança do consumidor moderno, aumentando as chances de fidelização.

A ideia da interatividade é colocar o cliente no centro dos processos realizados pela empresa, passando um sentimento de inclusão e colaboração.

Assim, é possível criar um diálogo aberto com sua persona, deixando-a em uma posição em que ela possa se sentir no controle da experiência. Isso não significa, contudo, que os benefícios do Marketing Interativo se restrinjam à aproximação entre marca e cliente. Eles também são essenciais para o seu desenvolvimento estratégico.

Isso porque, ao dialogar com pessoas interessadas em suas soluções, você passa a receber feedbacks extremamente valiosos. Se inseridos em suas tomadas de decisão, esses insights podem trazer otimizações em diversas ações e áreas da companhia, como mostraremos ao longo do próximo tópico.

Continue a leitura!

Em quais áreas essa estratégia pode ser útil?

Para entender a utilidade do Marketing Interativo, você precisa ter a noção de que essa é uma estratégia que foca na troca de informações com a audiência. Portanto, se quiser implementá-la em sua empresa, comece esquecendo a ideia de que a sua marca está no controle da relação com os clientes.

Na era do marketing 4.0, o público está no topo da hierarquia de mercado, o que os dá o poder de ditar tendências, mesmo que de forma indireta.

O que isso quer dizer? A resposta é simples: para executar a estratégia de forma adequada, você precisa começar a captar as preferências da persona e moldar sua abordagem de acordo com elas.

Conteúdos InterativosPowered by Rock Convert

Captação de dados

Chegamos, então, ao primeiro objetivo que pode se beneficiar com a prática do Marketing Interativo: a inteligência de dados. Trabalhar com data mining é algo que vem se tornando imprescindível no cenário atual, muito por conta da preferência do consumidor moderno por ações personalizadas.

Mais do que isso, captar dados é fundamental para que a própria empresa desenvolva suas ações de forma adequada, focando, por exemplo, no público-alvo mais adequado para os seus conteúdos.

Ter acesso a informações demográficas da audiência, como idade, escolaridade e localização, é crucial para a criação de campanhas bem segmentadas.

Se você tem alguma experiência no assunto, sabe as práticas mais utilizadas para reunir esse tipo de conhecimento, não é? Questionários, pesquisas, landing pages e quizzes são recursos muito relevantes nesse sentido. O que o Marketing Interativo faz é potencializar seu resultado por meio da captação do interessa do público.

Uma pesquisa focada nesse tipo de estratégia ouviu mais de 20.000 profissionais do marketing e chegou a um resultado bastante sugestivo: 87% dos entrevistados concordam que o uso de conteúdo interativo é muito mais efetivo para atrair a atenção dos usuários de Internet.

Quer um exemplo? Imagine que um potencial cliente chegue até a sua landing page e se depare com quizzes e outros elementos com características de interatividade.

Esse simples detalhe pode ser suficiente para que ele fique mais tempo na página, seja respondendo o questionário, seja buscando mais informações sobre a empresa.

Ao mesmo tempo que aumentam as possibilidades de conversão, os quizzes servem um propósito muito maior. Com as respostas deixadas pelo visitante, você consegue ter uma noção maior sobre o estágio do funil em que ele se encontra e suas preferências.

Assim, mesmo que a landing page não converta, será útil para aprofundar seu conhecimento sobre a persona.

Nutrição de leads

A captação de dados é elementar para que você possa desenvolver uma estratégia capaz de gerar leads e convertê-las em clientes. Porém, para que essa conversão aconteça, é preciso que haja uma abordagem de nutrição bem-feita, que seja capaz de se diferenciar dos diversos conteúdos que o internauta consome diariamente.

Um dos muitos recursos que podem ser utilizados nessa fase do funil, chamada de consideração, é o infográfico. Ao adicionar o elemento de interatividade, você proporciona ao lead um motivo a mais para consumir o conteúdo, tornando a experiência de aprendizado em algo lúdico e interessante para o consumidor.

Um exemplo excelente nesse sentido é este infográfico interativo criado pelo San Francisco Chronicle para educar seus leitores sobre os diferentes passeios oferecidos pela empresa Rocky Mountaineer.

Em forma de fluxograma, o material permite que o usuário esteja em controle da experiência, gerando maior engajamento.

Marketing Interativo

Outro tipo de conteúdo que pode ser citado como exemplo para a nutrição de leads é a calculadora interativa. Imagine que seu prospect está na fase de decisão e você quer deixar claro como sua empresa pode aumentar seu faturamento.

Oferecer uma calculadora de ROI, como esta criada pela Symantec, pode ser o empurrão necessário para a conversão.

Marketing Interativo

Fidelização do consumidor

Depois de atraído e convertido, o consumidor precisa ser fidelizado. Isso dá à empresa uma base de clientes fiéis, essenciais para a reputação da marca e para a captação de novos interessados, criando um verdadeiro ciclo. Porém, a fidelização não é uma atividade simples.

Para executá-la é preciso entender que a jornada do consumidor não se encerra no momento da venda. Em vez disso, ele deve continuar sendo nutrido com conteúdos que agreguem valor e mantenham a proximidade entre o cliente e a companhia.

Para começar, você pode trabalhar em um pós-venda interativo, como um questionário sobre a solução oferecida.

Mais do que isso, é preciso dar ao consumidor motivos para continuar consumindo o que sua marca tem a oferecer. Isso passa por ações como programas de pontos e o oferecimento de prêmios. Esse último, aliás, foi realizado de forma brilhante pela empresa NetApp, por meio deste quiz interativo.

Marketing Interativo

Com o objetivo de testar o conhecimento do cliente sobre um assunto específico, o conteúdo possibilita prêmios de acordo com a assiduidade e desempenho dos usuários.

Esse cenário, marcado pela gamificação, cria uma experiência única, que certamente vai marcar sua empresa na mente do consumidor.

Como realizar o Marketing Interativo na prática?

Agora que você já entende os princípios do Marketing Interativo e conhece alguns dos principais tipos de conteúdos interativos, pode começar a implementação dessa estratégia na prática.

Para tal, é fundamental elaborar um planejamento claro, a começar pelos objetivos a serem alcançados com essa abordagem.

A partir dessa definição, você vai, naturalmente, entender qual recurso de interação pode ser mais benéfico para atingir suas metas. Se você quer, por exemplo, saber mais sobre o consumidor, um quiz interativo pode ser a solução. Por outro lado, se você busca nutrir o lead com materiais que estimulem a conversão, um ebook interativo é mais adequado.

De todo modo, é importante compreender que não basta lançar alguns materiais pontuais com o uso da interatividade e esperar resultados rápidos.

Eles devem ser parte do DNA da empresa, possibilitando que a captação de dados, por exemplo, não tenha fim em si mesmo, mas seja utilizada para otimizar toda a abordagem.

Sendo assim, é válido ressaltar a importância de inserir o valor dado à interatividade na sua cultura organizacional. Os responsáveis por áreas como criação de conteúdo, planejamento estratégico, atendimento ao cliente e gestão de redes sociais devem estar prontos tanto para estimular a interação quanto para interagir com a persona.

Implantar o Marketing Interativo em sua empresa demanda um processo, iniciado pelo entendimento da eficiência dessa abordagem. A partir daí, você deve encaixar os conceitos de interatividade nas características da sua empresa, sem nunca perder sua originalidade.

Quando bem aplicada, a estratégia otimiza suas atividades de marketing, desde a atração da persona até sua conversão em cliente.

E aí, agora que você já sabe a relevância do Marketing Interativo, que tal iniciar sua aplicação na prática? Uma boa forma de começar é transformando seus conteúdos estáticos em interativos, conforme mostramos neste artigo. Confira!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *