Por Redator Rock Content

um de nossos especialistas.

Publicado em 3 de setembro de 2020. | Atualizado em 4 de setembro de 2020


Depois de lançar o DNS seguro para desktops no Chrome 83 o Google lança o Chrome 85, que também traz o recurso para dispositivos Android.

O Chrome 83 do Google foi lançado em maio deste ano e introduziu um novo recurso “Secure DNS” ou DNS seguro na versão desktop do navegador.

Para quem não sabe, o DNS — do inglês Domain Name System — é uma sigla para sistema de nomes de domínio e, conforme o nome sugere, está relacionado ao registro de todos os endereços numéricos (no IPv4) ou alfanuméricos (no IPv6) do IP associado ao domínio — nome do site.

Essa associação favorece a transferência de dados entre o dispositivo, o servidor e outros equipamentos, uma vez que cada ativo conectado à Internet tem um IP exclusivo que permite a sua devida identificação.

Dessa forma, o DNS converte essa sequência numérica em domínio associado e elimina a necessidade do usuário memorizar uma informação longa — que seria uma tarefa impossível dada a quantidade de domínios com a qual lidamos e acessamos todos os dias.

Após a “tradução” do DNS sobre HTTPS, que criptografa a pesquisa do Sistema de Nomes de Domínio, o endereço requisitado é devidamente identificado e os navegadores então, carregam os recursos daquele site para garantir uma experiência de navegação mais segura e privada para os usuários.

Lançamento no Google Chrome

Agora, o Google lançou o Google Chrome 85, que também traz o recurso de DNS seguro para dispositivos Android. De acordo com uma recente postagem no blog da empresa, o Chrome 85 compartilha os mesmos princípios de design da versão desktop.

Com o DNS seguro, o Chrome mudará automaticamente para o DNS sobre HTTPS, sobre o qual explicamos anteriormente, caso o provedor de DNS do usuário ofereça suporte ao recurso.

Powered by Rock Convert

O modo automático garantirá que o Chrome retome o serviço DNS regular oferecido pelo provedor atual do usuário (que inclui DNS-over-TLS) para inibir interrupções ou descontentamentos, caso o comportamento padrão não seja adequado para o usuário.

Nesse caso, também haverá uma opção de configuração manual, assim o usuário poderá usar um provedor específico sem um fallback — opção de contingência a ser tomada quando a escolha preferida não estiver disponível. Além disso, os usuários terão a capacidade de desativar completamente o recurso nas configurações do navegador.

A postagem do blog acrescenta ainda que o Chrome desativará o DNS seguro automaticamente:

“Se detectar serviços gerenciados sob os requisitos de uma ou mais políticas corporativas”.

O Google também adicionou políticas empresariais de DNS sobre HTTPS:

“Para permitir uma configuração gerenciada de DNS seguro e incentivar os administradores de TI a analisar a implantação de DNS sobre HTTPS para seus usuários”.

Tal como já acontece com a versão para desktop, o DNS seguro para o Chrome no Android será implementado gradualmente, para que os usuários possam experimentá-lo durante um período de tempo, a fim de garantir a estabilidade e o melhor desempenho de acordo com a necessidade de uso.

Essa forma de implementação também ajuda no dimensionamento dos serviços pelos provedores de DoH (DNS-over-HTTPS), que podem fazer modificações conforme as novas demandas.

O DNS do Google tem o intuito de aumentar a qualidade e a velocidade das conexões, uma vez que redireciona o acesso para o data center mais próximo. Conheça esse serviço gratuito do Google!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *