YouTube e Twitter estão abrindo mais espaço para podcasts

Por que os grandes players estão investindo cada vez mais esforços no formato de áudio.

youtube twitter investindo podcasts

Podcasts são os fenômenos de conteúdo dos últimos anos. De acordo com o Podcast Insights, 24% da população (pelo menos 68 milhões de pessoas) ouvem diferentes podcasts semanalmente.

E mesmo que o Spotify e a Apple tenham uma grande fatia desse bolo, é o YouTube que concentra a maior parcela de ouvintes — então não é uma surpresa que a plataforma esteja lançando uma homepage totalmente dedicada a podcasts.

Mas espere, o YouTube não está sozinho: o Twitter também vem se movimentando para dar mais espaço para esse tipo de conteúdo no seu app.

Deixe-me explicar em detalhes como essas atualizações recentes vão se desenrolar (e, mais importante: quais são as novas oportunidades para nós — profissionais de Marketing, marcas e criadores). Vamos começar?

Sim, os podcasts são um fenômeno. Mas essa é uma indústria saturada?

Muitos profissionais de podcast concordam que o setor pode ser considerado saturado. Afinal, um monte de conteúdo novo é carregado a cada hora em todos os tipos de plataformas de streaming e áudio, e é difícil para os usuários acompanharem os podcasts já estabelecidos. A maioria dos ouvintes se apega aos seus criadores favoritos, tornando difícil identificar novos públicos-alvo.

Com todos esses obstáculos, como novos podcasters e profissionais de Marketing podem encontrar sua oportunidade de sucesso?

É exatamente aí que entram os novos recursos do YouTube e do Twitter.

A homepage do YouTube para podcasts

O YouTube é a maior plataforma em termos de podcasting, com 24,2% dos ouvintes, com o Spotify em segundo lugar com 23,8% e a Apple em terceiro, com 16%.

Sua nova página (no momento, disponível apenas nos EUA) é feita para que os ouvintes explorem o conteúdo de forma mais fácil (e podcasters possam ser facilmente encontrados). O usuário pode explorar novos e populares episódios de podcast, programas e criadores, além de conteúdos recomendados.

Isso é algo particularmente interessante, especialmente porque o algoritmo do Spotify não permite realmente crescer e atingir grandes audiências sem a ajuda de outras plataformas de rede social, como Facebook, Instagram, Twitter e — veja só — o próprio YouTube.

O YouTube faz exatamente o contrário, dando visibilidade aos criadores de acordo com o interesse de um tema para um determinado público, possibilitando um alcance mais fácil do seu público-alvo.

A gigante do vídeo também contratou um novo executivo de Podcast, Kai Chuk, reforçando como a empresa busca liderar o setor e entregar mais valor para seus 2 bilhões de usuários do YouTube Music (50 milhões deles sendo usuários pagantes em 2021). Essas ferramentas vão facilitar que os ouvintes encontrem conteúdo para consumir.

Mas é claro… eles não estão sozinhos. Em questão de dias após o lançamento da homepage do podcast nos EUA, o Twitter respondeu com uma guia de áudio no aplicativo, que destaca esse formato de conteúdo.

A tela de podcasts integrados do Twitter

Pesquisas recentes no Twitter indicam que 45% das pessoas que usam o canal social do pássaro azul nos EUA ouvem podcasts mensalmente. Por isso, faz sentido que a plataforma encontre novas formas de explorar melhor esse tipo de conteúdo.

Na semana passada, o Twitter lançou uma nova tela integrada de podcasts na guia “Spaces” (na verdade, eles até a renomearam como guia “Audio”). Essa nova aba vai destacar podcasts, conteúdos pré-gravados e ao vivo em uma única tela, separados em tópicos específicos.

Nas próprias palavras do Twitter:

“Os fãs adoram ver quando seus podcasts favoritos estão lançando uma nova temporada, fazendo uma turnê ou recomendando um colega podcast como sugestão para se ouvir em seguida. Podcasters promissores e estabelecidos estão usando o Twitter para ajudar a expandir e informar seu público.”

Novas ferramentas e conteúdo de áudio muito além dos podcasts

É importante mencionar que o podcasting é apenas uma das várias maneiras de trabalhar com conteúdo de áudio — e as plataformas de streaming estão percebendo isso.

Enquanto novas ferramentas estão sendo testadas pelo YouTube e Twitter para ampliar o alcance dos podcasts, o Spotify vem investindo em audiolivros, buscando fazer frente ao crescimento exponencial da indústria com um aumento colossal de 60% do consumo entre os jovens americanos (entre 13 e 45), e até mesmo abraçando o vídeo e os jogos.

Então, quem ganha essa batalha? A resposta somos nós: ouvintes, marcas e criadores.

Todos esses novos recursos podem ser uma ótima oportunidade para novos criadores e profissionais de Marketing que desejam atingir seu público-alvo sem precisar lutar com os gigantes do Podcasting.

A geração mais jovem está mudando seu comportamento de busca para plataformas de informações rápidas como o TikTok, que é exatamente o oposto de um podcast. Mas o YouTube também pensou nisso e planeja lançar uma ferramenta de áudio, em que os criadores poderão fazer integrações e alcançar um novo público.

As novas homepages de podcasting também seriam de grande interesse para os novos criadores, pois permitem mais visibilidade para as pessoas que buscam podcasts, potencializando o alcance e o crescimento da audiência, tornando os podcasters menores visíveis para o grande público.

Para finalizar, a indústria de podcast é um investimento muito diversificado e interessante para aspirantes a criadores, e seu crescimento exponencial apenas expõe as infinitas possibilidades que podem ser exploradas nela. O novo mundo do podcasting provou ser o futuro para todos os públicos e as novas ferramentas lançadas são a prova das oportunidades que estão por vir — e você não quer ficar de fora dessa, certo?

E, se você quer continuar atualizado com as tendências de Marketing, sugiro fortemente que você assine a newsletter interativa da Rock Content, a The Beat. Lá, você encontrará todas as tendências que importam no cenário do Marketing Digital. Vejo você lá!

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Posts Relacionados

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!