Como preparar a declaração de Imposto de Renda

Preparar toda a documentação necessária para o processo de declaração de imposto de renda é essencial para as finanças profissionais. Veja!

Como preparar a declaração de imposto de renda

Mais um ano se fechando e, claro, nem só de festas e comidas vive o profissional liberal, né? É nessa hora também que muita gente precisa correr para entregar as últimas demandas do período e se organizar com obrigações fiscais, em especial, com a declaração do imposto de renda do MEI

E se você se identifica, tanto com essa correria de fim de ano, como com a categoria de microempreendedor individual, a gente preparou este post para dar uma tranquilizada e mostrar como declarar o IR é algo simples, prático e rápido, mas que demanda certas atenções. 

Ah! E já podemos adiantar que na declaração do imposto de renda do MEI em 2022, há algumas mudanças e novidades, conforme projeto de lei aprovado pela Câmara

Então, bora direto aos pontos. Boa leitura! 

Quais são as novas regras previstas para a Declaração de Imposto de Renda em 2022? 

Começando pela principal dúvida de quem precisa fazer a declaração MEI relativa aos ganhos de 2021, é que a Receita Federal (como de costume) deve atualizar algumas regras e, portanto, é preciso conhecê-las antes de começar o processo. 

E o ponto mais relevante dessas novas regras para o Imposto de Renda 2022 se refere à faixa de isenção, que a partir do próximo ano, passa a ser mais alta e, consequentemente, englobar mais gente. Confira! 

  • Até R$ 2.500/mês – 0% (isento) 
  • De R$ 2.500,01 a R$ 3.200/mês – 7,5%  
  • De R$ 3.500,01 a R$ 4.250/mês – 15% 
  • De R$ 4.250,01 a R$ 5.300/mês – 22,5% 
  • Acima de R$ 5.300/mês – 27,5% 

Qual o prazo e informações você precisa ter em mãos para realizar a DIRF 2022? 

Vale destacar também, que para a declaração do Imposto de Renda 2022, o MEI precisa se atentar ao prazo e ás informações necessárias desse processo, principalmente, porque neste ano o calendário volta aos padrões normais, diferente do que ocorreu em 2021 por conta da pandemia. 

Assim, o prazo limite para declarar o IR 2022 será no dia 30 de abril até 23h59. Quanto às informações e comprovantes necessários que o profissional deve juntar, nós separamos a lista a seguir: 

  • Declaração de bens em seu nome (veículos, imóveis, terrenos etc.); 
  • Investimentos aplicados; 
  • Pagamentos realizados (NFs emitidas contra o seu MEI); 
  • Financiamentos em aberto; 
  • Declaração de renda (proventos profissionais, ganhos com aluguéis, serviços etc.). 

E qual o passo a passo para fazer a declaração de imposto de renda 2022? 

Se você microempreendedor, lembre-se que também deve realizar a declaração anual do MEI no portal do Simples Nacional. No entanto, é fundamental destacar que esse processo não substitui a declaração do imposto de Renda, sendo necessária a realização das duas, ok? 

Além disso, o MEI é a única categoria de pessoa jurídica que não necessita a contração de um contador e, portanto, todos os controles, assim como a declaração de IR poderá ser feita por conta própria. 

E para isso, separamos um pequeno passo a passo para facilitar esse processo. Confira! 

  • Baixe e se cadastre no programa do IR
  • Separe a receita total bruta anual (a mesma de declaração MEI do portal do Simples Nacional) e subtraia as despesas ao longo do ano (luz, água, telefone, compras, aluguel etc.). Guarde esse valor para cálculos a seguir; 
  • Separe a parte isenta do IR. Ou seja, a parte não tributada que o MEI tem direito. Isso varia por tipo de atividade do seu negócio, conforme abaixo:
  • 8% da receita total para comércios, indústria e transporte de carga; 
  • 16% da receita total para transporte de passageiros; 
  •  32% da receita total para serviços. 
  • Declare essa parcela isenta na seção “Rendimentos Isentos – Lucros e Dividendos pelo Titular”; 
  • Calcule a parte tributável do lucro. Para isso, basta pegar seus ganhos e diminuir a parcela isenta; 
  • Declare este valor na seção “Rendimento Tributável Recebido de PJ”; 
  • Feito isso, a última parte da declaração de IR do MEI se refere a inclusão de bens, direitos, ônus e dívidas. Ou seja, é preciso preencher caso você possua veículos, imóveis, saldos em poupança, investimentos e dívidas em aberto; 
  • Com tudo preenchido, clique em “pendência”, que o próprio sistema vai apontar se falta alguma informação obrigatória. 
  • Escolha o tipo de declaração: simplificada ou completa; 
  • Clique em “entregar a declaração” e emita o seu DARF para acertos com o Leão. 

Como funciona a restituição do Imposto de Renda? 

A declaração do Imposto de Renda pelo MEI e por todos os demais profissionais que se enquadram nessa obrigação nada mais é do que um acerto de contas com o governo. 

Assim, a Receita Federal recebe esse valor, analisa caso a caso e, após isso, ela confirma se aquele contribuinte pagou tudo o que é devido ou se tem direito a algum tipo de restituição. 

E isso é muito variável e leva diferentes fatores em consideração, como dependentes, modelo de tributação, gastos dedutíveis declarados e até por erros de preenchimento. 

Essa devolução de valores geralmente é feita em lotes ao longo do ano e conta com prioridades, como professores, idosos e portadores de deficiência. Para 2022, até o momento, não foi divulgado o calendário de restituição do IR. 

Quais dicas para não errar a declaração do IR 2022? 

A declaração do imposto de renda é algo prático e fácil, mas qualquer errinho pode gerar um dor de cabeça enorme e, como sabemos, o Leão não perdoa. 

Por isso, além das dicas e informações que separamos até aqui, vão alguns outros conselhos importantes para fazer tudo certo nesse processo. Anota aí! 

  • Tenha todas as informações e valores detalhados em mãos; 
  • Não esconda ou desconsidere qualquer tipo de provento, mesmo que não tenha envolvido NF
  • É fácil de encontrar (ou mesmo montar) planilhas de declaração do IR para MEI, que já calculam e indicam onde cada valor deve ser declarado; 
  • Se encontrar dificuldades ou dúvidas, recorra a vídeos atualizados sobre esse tipo de declaração; 
  • Se não conseguir realizar o processo e achar viável, contrate ou consulte um contador profissional. 

Em resumo, essas são algumas dicas básicas e informações úteis sobre como realizar a declaração do imposto de Renda, em especial se você se enquadrar como profissional MEI. E como bem vimos, apesar de ser considerado um processo fácil e rápido, há algumas mudanças e regras novas que é preciso estar atento. 

Curtiu? Quer mais dicas para começar 2022 com o pé direito e, por que não, com o bolso mais cheio? Então, aproveita que também preparamos um guia completo sobre como profissionalizar a sua carreira de freelancer. Corre lá! 

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail
Briefing

Luciana Ribeiro Rodrigues

Copyeditor

Thiago Murça

Gostou deste conteúdo?

Envie-o para seu e-mail para ler e reler sempre que quiser.

Posts Relacionados

6 dicas de testes A/B para copywriters

alt Raphael Alves
out 11, 21 | Leitura: 7min

Vida de redator freelancer: fique por dentro da verdade nua e crua

alt Redator Rock Content
dez 12, 14 | Leitura: 4min

Os melhores conteúdos para sua carreira freelancer, direto na sua caixa de entrada

Inscreva-se para receber no e-mail conteúdos exclusivos e em primeira mão.