Marketing de Conteúdo: O Guia Definitivo

Atraia clientes para o seu negócio!

Com o crescimento do uso do Marketing Digital pelas empresas, surgiram novas estratégias e uma nova forma de se relacionar com o público. Uma das mais populares foi o Inbound Marketing.

O seu principal conceito é não ir atrás dos seus clientes, mas atraí-los para eles irem em busca de sua marca. Com ele, surgiu o Marketing de Conteúdo, uma das estratégias mais utilizadas e mais efetivas dentro do Inbound Marketing.

O Marketing de Conteúdo permite que os leitores encontrem a sua empresa antes mesmo de saberem que o seu produto pode ser a solução para eles. Além disso, uma estratégia eficiente de conteúdo pode colocar o seu site no topo do Google.

Marketing de Conteúdo
O que é Marketing de Conteúdo?
Parte 1

O que é Marketing de Conteúdo?

O Marketing de Conteúdo é um dos grandes pilares do Marketing de Atração (Inbound). Ele consiste na produção de conteúdo de qualidade para atrair e engajar o seu público-alvo.

Esses conteúdos respondem as dúvidas dessas pessoas, criando assim, uma conexão com a sua marca, melhorando a percepção dela no mercado e, consequentemente, educando o seu público e guiando-o pela jornada do cliente.

Os conteúdos não visam vender um produto em si, mas sim, em resolver problemas e esclarecer dúvidas da sua persona.

São exemplos de Marketing de Conteúdo:

  • Produção de blog posts;
  • Criação de materiais ricos como ebooks;
  • Criação de conteúdos para Redes Sociais;
  • Email Marketing;
  • Webinars;
  • Conteúdos visuais;
  • Entre outros.

Aprenda mais sobre Marketing de Conteúdo com os links a seguir:

1ª Etapa- Planejamento
Parte 2

Planejamento

Para se iniciar uma estratégia de Marketing de Conteúdo é fundamental fazer um bom planejamento. Produzir conteúdo apenas por produzir, não trará resultados satisfatórios.

Inicialmente é fundamental definir os seus objetivos: o que você quer conquistar com a produção de conteúdo?

Existem infinitas possibilidades. Você pode aumentar a percepção da sua marca (brand awareness), gerar mais leads, educar o seu mercado, gerar mais oportunidade de vendas, aumentar a visibilidade do seu site, criar um relacionamento com o seu público e muito mais.

Com o seu objetivo definido, é hora de decidir quais serão os seus indicadores-chave de performance (KPIs). São eles que mostrarão se a sua estratégia está no rumo certo e se os seus resultados são satisfatórios. Por isso, precisam ser mensuráveis e levar à uma ação positiva.

Conheça outras dicas para fazer um bom planejamento para a sua estratégia de Marketing de Conteúdo:

Definição de Persona
Parte 3

Definição de Personas

Iniciar uma estratégia de conteúdo sem uma persona bem definida provavelmente comprometerá todos os seus objetivos.

A persona é um personagem semi-fictício que representa o seu consumidor ideal. Ela será o grande guia para a sua produção de conteúdo. Afinal, é com ela que você quer falar, portanto o seu conteúdo precisa ser direcionado a ela para gerar resultados satisfatórios para a sua empresa.

A persona deve ser criada a partir de pesquisas reais e com base nas informações de clientes atuais e potenciais.

Quer conhecer mais sobre persona? Clique nos links a seguir:

Mapeamento de Conteúdo
Parte 4

Mapeamento de Conteúdo

Para dar início à produção de conteúdo é importante definir o que será produzido. Além disso, os conteúdos devem ser criados de acordo com o Funil de Vendas:

Conteúdos de atração: produzidos visando uma persona que ainda não sabe o problema que tem. Assuntos mais abrangentes sobre o seu mercado. Exemplo: “o que é marketing de conteúdo”

Conteúdos de consideração: produzidos para o momento em que a sua persona já sabe o problema que possui e está considerando uma solução. Exemplo: “como o marketing de conteúdo pode aumentar as vendas da sua empresa”

Conteúdos de decisão: a persona já sabe o que precisa para resolver o seu problema, mas ainda não decidiu qual empresa ou produto contratar/comprar. Exemplo: “como escolher uma agência de Marketing de Conteúdo” e “como a Rock Content ajudou a Empresa X a gerar resultados”.

É nessa fase que é fundamental uma boa pesquisa de palavras-chave para entender tudo aquilo que o seu público tem procurado e o que os seus concorrentes tem produzido.

Para saber um pouquinhos mais sobre o assunto, não deixe de acessar a referências a seguir:

2ª etapa- Execução
Parte 5

Execução

Após a definição de objetivos e KPIs, criação da persona e mapeamento de conteúdo, finalmente é a hora de colocar a mão na massa.

Primeiramente, você deve definir e setar todos os seus canais: criar o seu blog, decidir em quais redes sociais você atuará, quais materiais ricos vai produzir, quais campanhas de email marketing serão utilizadas, etc.

Lembre-se que tudo isso deve ser feito de acordo com a sua persona.

Além dos canais, você precisa definir as ferramentas que utilizará. Ferramentas de mensuração e automação de Marketing, por exemplo, são indispensáveis para uma estratégia de conteúdo robusta.

Aqui é fundamental se adequar às principais normas de SEO e, claro, focar em produzir um conteúdo de qualidade e que gere resultados! Destacaremos ambos em tópicos a seguir.

Amplie o seu conhecimento com os links abaixo:

Documentação da estratégia
Parte 6

Documentação de Conteúdo

Muitas empresas se esquecem de documentar o conteúdo que é produzido e isso é erro muito cometido. Esse registro funciona como um controle de tudo o que já foi produzido e é fundamental para a organização da sua estratégia.

Uma das melhores ferramentas para isso é o calendário editorial. A partir dele você define a data das postagens, autores, palavras-chave que serão e já foram utilizadas, permite que toda a equipe tenha acesso e consegue ter uma visão macro da estratégia, além de organizar toda a produção de conteúdo.

Quer aprender mais sobre esse assunto? Confira os links a seguir:

Otimização de conteúdo para buscadores
Parte 7

Otimização de conteúdo para buscadores

Se você está investindo em produção de conteúdo, com certeza almeja alcançar bons posicionamentos no Google. Afinal, isso vai gerar muito tráfego e autoridade para a sua marca.

Para isso é importante fazer otimizações para os buscadores. Aí surge a necessidade de uma estratégia de SEO. As otimizações são feitas de duas formas diferentes:

On page: Otimizações feitas dentro da página para o Google enxergar que o seu conteúdo é de qualidade: título otimizado, URL amigável, uma boa meta descrição, conteúdo de qualidade, escaneabilidade, uso da palavra-chave, uso de heading tags, entre outros.

Off page: São otimizações feitas fora das suas páginas como divulgação de conteúdo e o Link Building. Conquistar bons backlinks para fortalecer o seu conteúdo é sem dúvidas o principal fator de rankeamento ao lado do conteúdo de qualidade.

Quer aprofundar o seu conhecimento sobre esse tema? Acesse os links a seguir:

Divulgação
Parte 8

Divulgação

De nada adianta publicar diversos conteúdos no blog da sua empresa se ninguém terá acesso a eles. Por isso, é fundamental que você saiba divulgar os seus conteúdos e aumentar o seu público.

Descubra de quais redes sociais a sua persona participa e esteja presente nelas. As redes sociais são um dos grandes pilares para a divulgação e relacionamento com os seus clientes.

Divulgue os seus conteúdos através de email marketing também. A estratégia é barata e possui um excelente ROI. Emails bem feitos podem gerar muito tráfego para o seu blog.

Encontre parceiros para fazer guest posts e co-marketing para alcançar novos públicos também. Essa estratégia permite que você alcance públicos semelhantes ao seu e que ainda não tinham acesso ao seu blog.

Para saber um pouquinhos mais sobre o assunto, não deixe de acessar a referências a seguir:

3ª etapa- Mensuração
Parte 9

Mensuração

Que Marketing de Conteúdo dá resultados você já está cansado de ouvir. Porém, a única maneira de se certificar que você está realmente obtendo os resultados que espera é metrificando tudo na sua estratégia.

Defina as ferramentas para acompanhar o seu tráfego, tanto no blog quanto em outros canais. Mensure também o número de leads que você tem gerado, quais são os seus materiais mais baixados, quais conteúdos têm gerado maior engajamento com o seu público, etc.

Defina as métricas mais relevantes de acordo com o seu objetivo e faça acompanhamentos diários, mensais e trimestrais, de acordo com a necessidade da sua estratégia.

Algumas das principais métricas de marketing de conteúdo são:

  • Tráfego total e orgânico
  • Leads geradas
  • Número de vendas
  • Redução do CAC
  • Aumento do LTV
  • Número de download de materiais ricos

Para saber sobre o assunto, confira as referências a seguir:

Principais erros cometidos
Parte 10

Principais erros cometidos

Como toda estratégia que ganha força no mercado, muitas pessoas passam a aderir, porém, nem todas fazem da melhor forma. Isso limita os resultados e leva muitos a acreditarem que conteúdo não traz resultados.

Veremos alguns dos principais erros que podem comprometer uma estratégia de Marketing de Conteúdo:

Imediatismo: acreditar que os resultados virão de forma rápida, quando uma estratégia costuma gerar resultados expressivos depois de um ano. Isso gera frustração e faz com que as pessoas desistam da estratégia.

Falta de zelo: postar por postar e achar que os resultados chegarão é um grande problema. É necessário uma frequência de postagem, conteúdo de qualidade e otimizados etc.

Falta de divulgação: como vimos a divulgação é um dos pilares de uma boa estratégia conteúdo.

Focar no seu produto ou empresa: muitas empresas querem falar e vender o seu produto na maioria dos seus conteúdos. Um grande erro, o seu conteúdo precisa ser focado estritamente na sua persona e nas dores dela. Vender o produto será uma consequência.

Não criar uma persona acurada: pode parecer básico, mas muitas empresas negligenciam o momento de criar uma persona. A criação é um dos momentos mais fundamentais e precisa ser feito com muito cuidado. Todos os conteúdo serão baseado nela.

Não fazer as otimizações necessárias para SEO: Esquecer de investir em estratégias On page e Off page achando que apenas um conteúdo bem escrito rankeará pela sua qualidade. O que não acontece.

Para saber um pouquinhos mais sobre o assunto, não deixe de acessar a referências a seguir:

Como escrever conteúdos incríveis
Parte 11

Como escrever conteúdos incríveis

Muito se fala a respeito de conteúdo de qualidade. Mas afinal de contas, o que é um bom conteúdo?

Um bom conteúdo é aquele que responde com primor a dúvida que levou à persona a ele. Esse é o principal foco. A persona precisa ler um conteúdo e não ter mais dúvidas a respeito do tema proposto.

Mas não é apenas responder. As principais características de um conteúdo de qualidade são:

Ter um bom título: tanto de SEO quanto dentro do post;

Ser escaneável: o conteúdo ideal é agradável aos olhos da persona;

Ter uma boa introdução: a introdução é fundamental para prender e gerar a necessidade do leitor ir até o final do conteúdo;

Possuir intertítulos que prendam e atraiam o leitor: os intertítulos tem o papel de instigar o leitor a cada parte do seu texto;

Usar easter eggs: elementos que geram conexão com o leitor;

Estar sempre atualizado: é importante revisitar e atualizar conteúdos antigos;

Ter bons CTAs: afinal, depois de todo conteúdo você quer levar o seu leitor a um novo passo em sua jornada de compra.

Quer aprender outras práticas para escrever um conteúdo incrível? Confira: