Por Redator Rock Content

um de nossos especialistas.

Publicado em 20 de abril de 2019. | Atualizado em 20 de agosto de 2019


O funil de vendas está morto? Essa é a grande notícia que percorre os corredores do marketing. Uma nova técnica que expande a função do nosso famoso funil emergiu. Se você quiser saber o que é, continue lendo.

O Marketing Flywheel parece ter chegado ao mundo do marketing para ficar. De fato, muitos especialistas o consideram o substituto do famoso funil de vendas. É por isso que achamos que seria perfeito para você, que está sempre procurando aumentar suas vendas, conhecer os detalhes dessa técnica.

Preparamos este post para que você possa aprender tudo sobre essa nova forma de atrair clientes e a aplique em seu empreendimento. Vamos lá!

O que é Marketing Flywheel

É um novo conceito que aborda marketing e vendas de uma perspectiva diferente das tradicionais, focando muito mais na fidelização do usuário.

Por causa disso, em vez de uma forma de funil, ela tem uma forma circular, para fortalecer a ideia de que é um ciclo que não tem fim.

É justamente o que Flywheel significa: volante de rotação. É a engrenagem circular que dá força a uma máquina.

Neste caso o volante é composto de atração, engajamento e experiência do usuário, sendo que a ênfase está na fase de experiência do usuário.

Se você olhar bem, é ótimo atrair seu cliente, interagir com ele e dar a ele uma experiência memorável, que, por sua vez, atrai novos clientes e, assim, o ciclo se repete. Ao privilegiar a fase da experiência, você consegue, ao mesmo tempo, atrair e reter.

Por que o Marketing Flywheel surgiu

O Marketing Flywheel nasceu para superar o alcance do funil de vendas, acompanhando e tornando visível desde o início a interação entre o usuário e as marcas.

Isso torna o ciclo de vida do cliente contínuo e sustentável, algo com o que qualquer empresa deve se preocupar.

O Flywheel é uma ferramenta ideal para acompanhar os clientes desde o momento que conhecem uma marca e, principalmente, após a compra, para motivá-los a adquirir novos produtos ou serviços.

Além disso, o princípio fundamental dessa tendência é utilizar a informação que emerge dos processos de interação para oferecer melhores experiências aos consumidores e, consequentemente, cativá-los.

Agora que você sabe o que é o Marketing Flywheel e por que ele surgiu, é de vital importância que você entenda como ele tem mudado oInbound Marketing.

Quais os impactos do Flywheel no Inbound Marketing

O Inbound Marketing está em constante evolução, devido à sua estreita relação com a experiência do usuário. Dentro desse contexto, surgiram as seguintes mudanças.

1. Não há mais um ponto final

Sem dúvida, esta é a grande mudança que causou o nascimento do Flywheel nas estratégias de Inbound Marketing.

Antes, o ponto final era considerado quando um usuário adquiria um determinado produto ou serviço, uma vez que o objetivo dessa metodologia era levá-lo para essa conversão.

Agora, o Inbound se tornou um ciclo contínuo que, além de atrair, tenta cativar os clientes já conquistados.

2. Iniciativas de retenção proativas e agressivas

Como um ciclo contínuo nunca termina, o Marketing Flywheel se preocupa especialmente com os estágios pós-compra.

Por isso, essa estratégia sugere que haja uma interação contínua e efetiva com os clientes atuais para fidelizá-los e, assim, motivá-los a comprar novamente.

Pode-se dizer que, embora o princípio do funil de vendas sirva também para reter os usuários, já que faz com que eles se aproximem das marcas de forma orgânica, o Marketing Flywheel é muito mais proativo e “agressivo” nas iniciativas de retenção e encantamento dos consumidores.

3. A força é a verdadeira oportunidade

Antes, a obtenção deleads era considerada o grande motor das estratégias de Inbound Marketing.

Quando um usuário compartilha suas informações de contato, é muito mais fácil alcançá-lo e motivá-lo a fazer uma compra.

No entanto, o Marketing Flywheel vai muito além. Para essa estratégia, o verdadeiro diferencial é gerar força suficiente para fazer girar a roda que dá vida ao negócio. A roda do ciclo de interação entre o consumidor e a marca.

Para conseguir isso, cada etapa dá suporte a outra. Atraímos leads, geramos dinâmicas de interação para engajá-los e proporcionamos uma experiência memorável.

Isso atrai clientes antigos e novos e assim por diante: os clientes vão aumentar e comprar constantemente.

Como é possível conseguir essa “força” circular? Precisamente, priorizando aexperiência do usuário, porque a força de compra está no cliente.

Vamos ver agora algumas práticas dessa técnica!

Quais as ações promovidas pelo Marketing Flywheel

Um dos princípios dessa tendência é que o atrito, termo que engloba tudo o que causa insatisfação no cliente, faz com que a força se perca e, consequentemente, a roda pare de girar, encurtando o ciclo de vida do cliente.

Para evitar o atrito, o Flywheel usa 3 práticas que analisaremos nas próximas linhas.

Automação dos processos de atendimento

A automação é hoje um dos grandes aliados do mundo dos negócios, e o Flywheel nasceu no meio dessa realidade.

Por isso, essa estratégia procura implementá-lo nos processos de atendimento ao cliente para torná-los mais ágeis e precisos, evitando atritos e inconvenientes entre usuários e funcionários.

Felizmente, existem muitas maneiras e mecanismos para oferecer um atendimento automatizado ao cliente, comochatbots, email de pós-venda ou pesquisas de satisfação.

E, o melhor de tudo, esse tipo de ferramenta tecnológica garante que haja atendimento 24 horas por dia.

Constante coleta de informações dos processos interativos

O que também conhecemos como personalização. A padronização pode afetar a experiência do cliente. O Flywheel coleta dados precisos e reais do cliente atual para melhorar a interação e a experiência em geral.

Por esse motivo, é uma prática comum nas estratégias de Inbound Marketing, influenciadas pelo Flywheel, a constante coleta de informações para personalizar promoções, conteúdos e outras formas de comunicação.

Propiciar o self-service

Além de tentar conhecer os clientes para otimizar os mecanismos e satisfazê-los, o Marketing Flywheel se compromete em promover o self-service.

Quando um usuário pode definir um produto ou serviço com base em suas necessidades, as chances de atrito são muito menores.

Como você pôde ver, graças a essa técnica, é muito mais viável que os ciclos de vida do cliente sejam prolongados e sustentáveis. Além disso, ajuda você a diferenciar-se da concorrência, pois, no caminho para otimizar a experiência do cliente, se agregam valores que servem como uma marca registrada para sua marca.

As dicas foram úteis? Esperamos que sim! E que com elas você possa fazer girar com mais força a roda do seu negócio. Se você quiser se tornar um especialista no assunto, baixe o nossoe-book sobre Inbound Marketing!



Inbound Marketing 2.0Powered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *