Por Daniel Moraes

Redator Freelancer na Rock Content

Publicado em 13 de novembro de 2018. | Atualizado em 24 de abril de 2019


O tráfego orgânico é o conjunto de visitas que foram conquistadas de forma espontânea, ou seja, quando não há investimento em anúncios. Quer saber por que ele é tão importante para sua empresa e como você pode potencializá-lo? Então confira este post!

O Marketing Digital começa com a atração de pessoas. Se você não conseguir trazer o público certo para seus canais digitais, não terá resultados.

Por um bom tempo, as principais maneiras de chamar a atenção de possíveis clientes eram pagas. Mas com o avanço da internet, esse cenário tem mudado para melhor.

Hoje em dia, é possível gerar visitas para um site sem gastar dinheiro algum com anúncios ou compra de listas de e-mails — isso é o que chamamos de tráfego orgânico.

O tráfego orgânico é, com razão, o principal objetivo de muitas empresas que investem na criação de uma estratégia digital de aquisição de clientes.

Quer saber por que tanta gente se preocupa com isso, e como o seu negócio também pode se beneficiar do tráfego orgânico? É só continuar a leitura!

Entenda o conceito de tráfego orgânico

Todas as visitas que um canal digital (como o site ou blog de uma empresa) recebe são chamadas de tráfego.

O tráfego orgânico nada mais é que as visitas conquistadas de maneira espontânea, sem usar anúncios. Geralmente esse tipo de tráfego vem de mecanismos de busca, como o Google e o Bing.

Não dá para dizer, exatamente, que o tráfego orgânico não envolve custo algum, até porque as estratégias para atrair visitas custam dinheiro e levam tempo.

Mas a principal diferença do tráfego orgânico para o pago é que você gasta dinheiro uma vez para colher resultados por muito tempo.

Um artigo de blog que você produzir vai levar tempo e custar dinheiro, mas poderá gerar resultados hoje e daqui a um ano. Enquanto isso, um anúncio dura apenas o tempo que você pagar por ele. 

Saiba quais são os outros 4 tipos de tráfego que você pode gerar

Se você já acessou o painel do Google Analytics alguma vez, deve ter visto vários nomes de tráfego diferentes. O que eles significam?

Basicamente, o tráfego se divide entre pago e orgânico, como explicado acima. Mas os termos usados ajudam a entender de forma mais específica como determinado visitante chegou a cada página.

Além do tráfego orgânico, veja o que significa cada um dos outros nomes:

  • pago: atrair visitantes por colocar anúncios no Google ou sites que a sua audiência costuma acessar;
  • direto: é quando uma pessoa acessa seu site de forma direta, sem vir de outro site. Não deixa de ser uma forma de tráfego orgânico, já que não vem de fontes pagas;
  • social: são os acessos a partir de redes sociais, algo comum no caso de links compartilhados nesses canais, que direcionam tráfego para um site;
  • de referência: quando alguém visita uma página a partir de qualquer site que não seja um mecanismo de busca. É isso que acontece com backlinks para um artigo do seu blog, por exemplo.

Guia Completo do Google Analytics

Veja 5 benefícios de investir no tráfego orgânico

No início do artigo, falamos que o tráfego orgânico se tornou o alvo principal de muitas empresas que resolvem investir em marketing digital. 

Agora é a hora de você entender o porquê. Veja os benefícios que essa estratégia pode trazer para o seu negócio!

1.Custo- benefício

Em primeiro lugar, o tráfego orgânico contribui com a redução de custos da sua estratégia de marketing, se comparado ao uso de anúncios.

Por consequência, a margem de lucro sobre as vendas é maior. Com isso, dá para dizer que a relação custo-benefício do tráfego orgânico é imbatível.

2. Escalabilidade

Anúncios não são escaláveis. A partir do momento em que você parar de gastar com eles, seu tráfego vai diminuir. 

Além disso, o custo para atrair um grande número de visitantes qualificados pode ser inviável. Com o tráfego orgânico, acontece o contrário: quanto mais visitas, menor seu custo.

3. Relevância

O Google mostra quando um resultado é anúncio pago. Assim, os usuários já sabem que a página em questão está tentando vender algo para eles, o que diminui a confiança nas informações apresentadas.

O resultado orgânico, por sua vez, é tido como genuíno e ganha uma credibilidade maior logo de início. 

4. Duração

A duração dos resultados de uma estratégia orgânica não tem prazo de validade

Um único blog post pode gerar milhões em vendas durante um período longo, algo que beira o impossível se for comparado com o custo de manter uma campanha de tráfego pago rodando continuamente.

5. Construção de relacionamento

O tráfego pago tem seu valor, mas é mais indicado para quem deseja fazer uma venda imediata. Para construir relacionamentos próximos e acompanhar os clientes por toda a jornada de compra o tráfego orgânico é a melhor escolha.

É só considerar o que falamos sobre o custo, a confiança dos usuários e a possibilidade de escalar os esforços.

Conheça 3 estratégias focadas em tráfego orgânico para aplicar imediatamente

Se você já está convencido de que o tráfego orgânico é mesmo uma boa estratégia para investir, a única pergunta na sua mente neste momento deve ser “Como conseguir visitas de forma orgânica?”.

E a resposta é: com estratégias apropriadas para isso, como as que mostramos a seguir!

1. Marketing de conteúdo

O Marketing de Conteúdo é um dos pilares do Marketing Digital. A geração de tráfego orgânico, hoje, dificilmente acontece sem algum tipo de conteúdo que interessa à persona.

Por isso, se você quer atrair visitas qualificadas sem precisar recorrer a fontes pagas, aprenda como o marketing de conteúdo funciona e o que precisa fazer para aplicá-lo de forma consistente.

marketing de conteudo primeiros passos

2. SEO

O SEO (Search Engine Optimization) é a otimização de mecanismos de busca. Isso significa tornar seu site mais fácil de ser encontrado pelo Google. 

O SEO, assim como o marketing de conteúdo, é uma estratégia excelente, mas que leva tempo e requer disciplina. Dependendo de como seu site está hoje, muita coisa precisará ser mudada.

Mas não tenha dúvidas de que o esforço vale a pena: um site bem visto pelo Google é forte candidato a gerar tráfego orgânico.

3. E-mail marketing

Construir um relacionamento com as pessoas que acessam seu conteúdo é a única forma de transformar simples visitantes em leads e, mais tarde, em clientes.

O e-mail marketing é um dos melhores canais para cultivar o interesse do seu público cativo com conteúdo atualizado e relevante. 

E, com uma lista de e-mails, é mais fácil direcionar visitas para seu conteúdo do que só com promoção em redes. 

Descubra 5 hacks básicos para potencializar sua geração de tráfego orgânico

Além de estratégias completas focadas na aquisição de tráfego orgânico para o seu site ou blog, existem outras atitudes menores que também são essenciais para o sucesso.

Confira abaixo os 5 hacks básicos que você precisa seguir para impulsionar a geração de tráfego orgânico qualificado da sua empresa.

1. Foco total na persona

Não adianta produzir conteúdo pensando no que o Google considera relevante e esquecer-se da persona. Lembre-se de que quem vai consumir o que você produz são pessoas.

Pense no que a sua persona quer e precisa, aprenda como ela busca respostas para suas principais dúvidas ou problemas e molde seu planejamento com base nesses dados.

Guia para criação de personas

2. Crie uma estratégia para suas palavras-chave

As palavras-chave ainda são muito importantes para ranquear bem nos mecanismos de busca, pois são elas que ajudam esses sites a determinar o que o usuário busca e quais conteúdos atendem melhor à demanda.

A Rock Content mesmo já conseguiu resultados incríveis por melhorar a estrutura das pesquisas de palavras-chave. Não importa o tamanho do seu blog, faça disso uma prioridade desde o início.

3. Capriche na descrição do conteúdo para o Google

O Google permite que um conteúdo apareça de forma diferente na página de busca, a fim de atrair a atenção dos usuários.

Você pode personalizar o título de um artigo ou página, bem como a meta descrição do que a pessoa encontrará se clicar no link.

Otimize seu conteúdo com técnicas de copywriting para persuadir o usuário e aumentar a taxa de cliques. 

4. Publique o mesmo conteúdo em diferentes formatos

É muito importante que o seu conteúdo seja de alta relevância para o público, mas isso não significa que ele precisa ser distribuído em um formato só.

Aliás, é recomendado que você modifique uma peça de conteúdo para publicá-la em diferentes formatos. O mesmo material pode ser usado como:

Cada formato desses pode ser publicado em canais que gerem tráfego orgânico. 

5. Gaste tanto tempo na promoção quanto na produção do conteúdo

A dica acima tem tudo a ver com esse ponto, pois não deixa de ser um grande esforço de promover o mesmo conteúdo em várias fontes diferentes de tráfego.

Faça isso com cada peça de conteúdo que produzir. Se criar um vídeo, porque publicá-lo em um lugar só? Publique no YouTube, Vimeo, Facebook, IGTV e no seu próprio site. 

Invista tempo promovendo seu conteúdo. Quanto mais fizer isso, mais pessoas encontrarão sua mensagem e entrarão em contato com a sua marca, sem que você precise usar anúncios.

O tráfego orgânico exige tempo, pesquisa e regularidade na produção de conteúdo que gera valor para a persona. Mas todo o trabalho vale a pena, pois traz resultados consistentes, escaláveis e de longa duração.

Agora é só colocar a mão na massa e aplicar as dicas que você aprendeu aqui. E se quiser aprender ainda mais, não deixe de conferir o nosso conteúdo completo sobre como dominar o Google!

Kit Domine o Google

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *