Por Karla Garcia

Supervisora de Onboarding Services na Rock Content.

Publicado em 2 de julho de 2019. | Atualizado em 26 de setembro de 2019


Podcasts são conteúdos em áudio divididos em múltiplos episódios que são disponibilizados em plataformas online. Geralmente esses episódios são em formato de entrevista, bate-papo ou gravações individuais em que se discutem temas específicos.

(Clique no player para o ouvir a narração do nosso post! Deixe nos comentários o que achou.)

O áudio marketing revolucionou o mercado digital em 2019, isso ocorre porque o comportamento do consumidor, que está em constante transformação, exige que as empresas adotem novas estratégias de marketing que sejam pertinentes aos seus comportamentos, como a criação de podcasts.

Se ontem ler um artigo de cinco minutos em um blog era algo muito mais acessível do que ler uma revista física, hoje, escutar este mesmo conteúdo em áudio pode ser mais acessível do que uma leitura. 

Estamos inseridos em um cenário no qual consumir está totalmente conectado com tecnologia, acessibilidade e praticidade. Dito isso, os podcasts surgem como uma opção que garante ao ouvinte a conexão com todos estes pontos.

Hoje, vamos mostrar para você como criar um podcast do começo ao fim! Com esse guia, vai ficar muito fácil criar programas e disponibilizá-los online. Confira quais serão os tópicos abordados:

O que são podcasts?

Podcasts são uma série de episódios gravados em áudio e transmitidos online. Estes episódios podem ser gravados em diversos formatos, sendo que os mais comuns são entrevista entre convidado e apresentador e gravações individuais onde o apresentador comenta sobre um tema específico. 

De qualquer maneira, para qualquer formato, estes programas precisam obrigatoriamente de um tema e de alguém para realizar a apresentação (normalmente denominados hosts). Apesar de ser disponibilizado online, uma das suas características fundamentais é a possibilidade de realizar o download dos episódios para escutá-los até mesmo offline

Inclusive, a palavra podcast é resultado da junção das palavras iPod, referindo-se a que este conteúdo é portátil e Broadcast, referindo-se a que a sua transmissão segue o mesmo modelo das transmissões via rádio.

Por que fazer um podcast?

Empresas que adotam estratégias de Marketing Digital estão sempre se atualizando sobre como adaptar-se ao comportamento, objetivos e dores de suas personas. É por isso que nós desenvolvemos inúmeros tipos de conteúdos que atendam a tais critérios.

No Brasil, cerca de 50 milhões de pessoas já escutaram um programa de podcast. Este dado aponta para uma realidade que direciona os produtores de conteúdo para esta nova oportunidade de mercado.

O aumento da audiência dos podcasts bem como os investimos na área e o surgimento de plataformas que hospedam e distribuem este tipo de conteúdo, podem ser considerados ótimos indicadores para iniciar uma estratégia de podcast.

No entanto, é sempre importante avaliar sobre as necessidades da sua persona, os objetivos do seu negócio e também se você possui a estrutura necessária para a produção de áudios de qualidade.

Quais os tipos de podcast?

Os formatos de podcasts são diversos e cada um possui objetivos distintos. Vamos conhecer alguns destes formatos.

Entrevista

Neste formato, em cada episódio um entrevistado diferente é convidado e os temas podem ser diversos. Um dos pontos mais positivos dos podcasts em formato de entrevista é que o seu episódio alcança não somente a sua rede mas também a da pessoa entrevistada.

Além disso, é um espaço onde a troca de experiências acontece de forma muito natural. Nós recomendamos que você sempre tenha um roteiro disponível, contudo, em conversas deste tipo sempre haverá um momento para um novo comentário ou assunto.

Ao escolher os seus convidados, lembre-se também de que essa entrevista pode até ser formal, mas precisa de conexão entre host e convidado. Além disso, se você for convidar alguém para conversar sobre SEO, por exemplo, é preciso que esta pessoa realmente tenha o background e seja comunicativo, transferindo isso para a sua audiência.

Um exemplo deste tipo é o Community Cast da Rock Content, que entrevista mensalmente um convidado para conversar sobre temas relacionados à vida freelancer.

Informativo

Neste formato a ideia é transmitir alguma informação ao ouvinte. Se os podcasts em si já lembram muito os programas de rádio, este formato é ainda mais próximo e recorda muito os intervalos onde ouvíamos (ainda escutamos) as notícias nas redes AM/FM. 

O diferencial é que este formato está disponível a qualquer momento na internet. Um modelo que nós recomendamos é o Café da Manhã, um programa diário e matinal que trata sobre assuntos da atualidade. O programa é conduzido por jornalistas e apresenta um tom muito leve.

Painel

Este tipo de podcast é muito interessante mas, caso seja gravado de forma amadora, pode tornar-se muito confuso. Isso porque é marcado pela presença de um apresentador e mais de um convidado.

É um formato que exige muita gestão e bons equipamentos, caso contrário, a gravação pode ficar muito desconexa e resultar em uma péssima experiência para o ouvinte.

Individual

Tecnicamente é um formato muito simples, mas é necessário um bom autoconhecimento antes de optar por gravar este tipo de formato. Isso porque será apenas o apresentador e o microfone, então, parte da dinâmica como a encontrada em uma entrevista se perde.

Entretanto, a edição do seu programa será muito mais simples. Além disso, não haverá preocupações com agenda de convidados ou equipamentos avançados de gravação.

Ao abordar temas específicos, você também terá a oportunidade de se tornar referência no assunto, construindo assim uma ótima marca pessoal

Como criar um podcast?

Para criar o seu programa de podcast é necessário planejamento e dedicação, como qualquer outro projeto. Neste guia vamos mostrar para você as principais etapas de planejamento e execução do seu show.

Como planejar o seu podcast?

Confira as principais etapas do planejamento do seu podcast.

Definição de objetivos

Pode parecer óbvio, mas muitos projetos são iniciados sem definição de objetivos. Sem esta etapa, definir as seguintes será um trabalho quase impossível e os seus resultados terão pouco significado.

Você pode optar por esta estratégia para conseguir ampliar o alcance da sua marca, por exemplo, ou para mostrar ao mercado que você ou o seu negócio possuem muita expertise em determinado assunto. 

Ao determinar os seus objetivos, defina também as metas que estarão atreladas a eles. Se você busca por brand awareness, então o número de compartilhamentos do seu programa pode ser um número interessante. 

Persona

Uma vez que você compreende a razão do que você está criando, é preciso definir para quem você está criando, ou seja, quem é a sua persona?

O processo de definir a sua persona irá te apoiar na definição do formato do seu conteúdo, seleção de temas, convidados e principalmente, o tom do seu programa

Uma vez que você define para quem é o seu podcast, você começa a desenvolver mecanismos de verificação para saber se o seu programa está na direção correta, entregando assim um conteúdo mais envolvente para o seu ouvinte. 

As pessoas precisam querer escutar o que você tem para dizer e isso só acontecerá se você estiver conversando diretamente com elas, suprindo uma dor ou apoiando em um objetivo ou apenas compartilhando de um mesmo interesse. 

O tipo

Neste guia, você conheceu alguns dos tipos de podcasts mais comuns. No entanto, o seu programa precisa desenvolver uma identidade própria. Você pode, por exemplo, realizar algumas mesclagens de estilo — contanto que sejam de uma mesma natureza.

Se você optar pelo formato de entrevista com apenas uma pessoa, nada impede que ocasionalmente você convide mais pessoas para realizar um painel.

O mais importante aqui é que o formato que você escolha converse bem com a sua persona, portanto, para ter sucesso nessa escolha, tenha bastante foco na definição da sua persona!

Reflita sobre quais são os seus principais interesses e como ela costuma consumir conteúdos. Se ela já tem uma propensão aos jornais, um podcast com uma pegada mais jornalística possuirá uma linguagem semelhante a que ela já está habituada.

Se, por acaso, já se trata de uma persona que não está tão acostumada com o formato dos jornais comuns, mas, ainda sim quer poder entrar em contato com notícias para se atualizar, criar um podcast nessa perspectiva, mas pensando na atualização da linguagem usada ou estilo pode ser o segredo para cativá-la.

Identidade do Podcast

A marca do seu programa é fundamental e você precisará se preocupar com essa etapa antes do lançamento. Para criar a identidade da sua marca, pesquise bastante. Pesquise sobre o branding de programas similares e os gostos da sua persona.

Caso você tenha um time de branding, essa tarefa será muito bem abraçada por eles. Caso contrário, recomendamos que você estude alguns materiais sobre escolha de nomes e também sobre a psicologia das cores. Ambos vão te ajudar a criar uma marca que atingirá o seu público e terá uma forte presença.

Criando o nome

O nome do seu show precisa transmitir uma mensagem ampla. Existem dois fatores importantes ao definir um nome para o seu programa: ele precisa ter uma pronúncia fácil e precisa ser fácil de ser lembrado.

Há algumas dicas que podem te ajudar no seu processo de criação de naming, como por exemplo:

  • Compreender bem a proposta de valor do seu programa;
  • Definir e conhecer muito bem a sua persona;
  • Realizar brainstormings com terceiros;
  • Verificar se o nome é uma marca registrada;
  • Verificar se este domínio está disponível.
Criando a sua logo

O primeiro passo é compreender qual o tipo de recurso gráfico que você gostaria de trazer para o seu programa. Abstrato, ilustrações ou geométrico são algumas opções de estilo. 

O seu processo de criação de logo precisa ser bem executado, pois o resultado final, uma vez que divulgado, fará parte da sua estratégia de identidade visual e não deve ser alterado.

Busque também inspirações em outras referências. Se o seu podcast é mais informal, uma logo mais extravagante pode ser uma opção possível; Para algo mais informal, algo mais clean pode surtir um efeito melhor quando a sua audiência pesquisar pelo seu show.


Duração e frequência dos episódios

Uma pesquisa da ABPOD aponta que para a maioria dos ouvintes, a duração ideal de cada episódio é de em média 1h30. Essa é uma duração muito aceita pelos ouvintes, mas não significa que o seu programa precisa seguir exatamente esta duração

Além disso, outro dado que a pesquisa aponta é sobre a preferência de frequência dos episódios por parte dos consumidores de podcast, esse número foi de 80,5% entre os respondentes.

Antes de definir a sua estratégia de duração e frequência, é importante considerar alguns fatores:

  • O que conversa melhor com a sua persona?
  • Você possui os recursos necessários para gravar episódios semanalmente?
  • Você terá entrevistados para todas as semanas?
  • O seu tempo será gerenciado de forma efetiva?
  • Como será feita a edição para um áudio de 1h30?

Todas essas questões são extremamente pertinentes, porque podem definir o curso da sua estratégia. Entenda a sua situação atual e quanto de tempo e recurso humano você poderá investir nesta etapa.

Como executar o seu podcast?

Após planejar o seu programa, chegou o momento das etapas de execução. Estas etapas são mais operacionais e tratam de alguns detalhes técnicos que são importantes para a qualidade do seu podcast.

Local de Gravação

A diferença na qualidade do seu áudio começa com a escolha do local de gravação. Se você não dispõe de um estúdio de gravação, não há problemas. 

É fundamental que o ambiente seja livre de ruídos externos, portanto, tenha preferências por locais fechados e não públicos. Para garantir que o ambiente está adequado, realize um teste antes de iniciar a gravação.

No próximo tópico nós vamos conhecer sobre os tipos de microfones e como eles, em conjunto com o local de gravação interferem no resultado final do seu áudio.

Software de comunicação

É bem provável que você queira convidar pessoas para participar dos seus programas.

Então, recomenda-se ter instalado alguns programas básicos de conversação, como o Skype ou o Google Hangouts.

Trilha sonora

Não ache que, só porque está na internet, você pode utilizar qualquer música para incrementar o seu podcast. Na maioria das vezes, elas estão protegidas por direitos autorais.

Por isso, certifique-se de pagar por elas ou usar plataformas com músicas grátis, como o Jamendo e o Freeplay.

Bitrate

Defina o bitrate (taxa de transferência de bits). Recomenda-se 96 kbps em formato .MP3, uma vez que, no Brasil, muitos usuários utilizam a conexão 3G no consumo de mídias online.

Microfone

O áudio é o principal fator do podcast. Você pode ter um programa sensacional, mas sem uma boa captação vai ficar difícil conquistar ouvintes. E um bom áudio começa por um bom microfone.

Você não precisa de um mic caro para criar bons podcasts, o segredo é escolher o certo.

Entrando em um lado um pouco mais técnico, existem diversos padrões de captação para microfones e diversos tipos de microfone. Vamos focar em dois tipos de microfones e de captação.

Tipos de microfones

Para um podcast, você pode optar por microfones condensadores ou dinâmicos.

Microfones condensadores

Os condensadores são muito famosos no mundo da música, como aqueles grandes microfones usados por diversos cantores em estúdio (como o Neumann U87).

Estes microfones são mais “abertos”, eles captam mais sons do ambiente e da sala que você está. Se você estiver em um local com pouco vazamento de som externo, é uma excelente opção. Principalmente se mais pessoas estiverem fazendo o podcast com você e houver apenas um microfone disponível.

Microfones dinâmicos

Os dinâmicos são aqueles utilizados para voz ao vivo, com certeza você já viu algum desses por aí. O Shure SM58 é muito usado para shows ao vivo. Outra opção é o SM57b é famoso dentro de rádios.

São mais direcionais, eles “vazam” menos som do ambiente que você está e é preciso estar próximo deles para que a voz saia com claridade. Se você está em um ambiente mais movimentado, essa é a escolha.

Definição de estrutura

Esta etapa pode ser bastante ignorada, contudo, é de suma importância. As formas de estruturar o seu podcast são diversas e dizem respeito à maneira como a sua audiência consumirá o seu podcast. 

Uma estrutura muito utilizada é:

  1. Iniciar o episódio com o recorte de uma das falas do entrevistado;
  2. Vinheta;
  3. Apresentações;
  4. Desenvolvimento;
  5. Agradecimento;
  6. CTA;
  7. Despedida.

A ideia aqui é gerar, por meio do recorte de fala do entrevistado um interesse no ouvinte, portanto, é necessário que seja uma frase realmente impactante.

Definição de pautas

As pautas são documentos que contém as informações sobre o assunto que será abordado. Sem uma pauta, o host não terá um guia para seguir durante a gravação, o que pode gerar confusão na transmissão das informações.

A sua pauta deve ser bem detalhada e você pode compartilhar este documento com o entrevistado para que ele possa compreender quais assuntos você abordará.

Mas lembre-se, pautas são como guias. Portanto, no momento de gravação, cuidado para não apenas “ler” a pauta, pois este movimento pode conferir ao seu episódio um tom de “automático” e robótico.

A sua essência como host precisa permanecer. Leia a pauta com antecedência e, no dia da gravação, a tenha disponível para consultas.

Ao montar a sua pauta, considere as seguintes informações:

  • Apresentação pessoal;
  • Apresentação do programa;
  • Apresentação do convidado;
  • Apresentação do tema;
  • Desenvolvimento;
  • Mensagem indicando o fim do episódio;
  • Agradecimentos;
  • CTA;
  • Despedida;

Edição e gravação do podcast

Retirado de: Audacity.

Mesmo usando um microfone USB, um gravador ou um microfone comum, você vai precisar de um programa de gravação e edição para trabalhar o áudio posteriormente.

Existem diferentes necessidades para um programa, o que influencia na escolha de qual você vai usar. Hoje, é possível fazer todo o trabalho em um só programa, sem precisar escolher um para gravar e outro para editar.

Algumas opções bem interessantes são o Audacity (gratuito) e o Reaper (que possui um período de teste grátis). Eles são programas criados para a captação de áudio e são usados, inclusive, em estúdios de gravação. Mas não se assuste, as duas interfaces são super simples de usar.

Basicamente, você vai usar o programa para três coisas: nivelar o volume das vozes, caso duas ou mais pessoas façam parte do programa, editar partes desnecessárias e inserir músicas entre cada bloco.

Onde hospedar o seu podcast?

Essa é a parte mais incrível de todo o seu trabalho: colocar o podcast no ar!

Ainda que existam muitas plataformas de hospedagem, vamos apresentar para você as duas principais do mercado: Soundcloud e o Anchor. Em ambas, quando você realiza a hospedagem, o seu Feed RSS é gerado automaticamente.

Ainda que as plataformas disponibilizem uma página para o seu podcast, é muito importante que você tenha uma página na web própria, como vamos ver no próximo tópico!

Soundcloud

Podemos dizer que o Soundcloud era a plataforma mais acessada para hospedagem de podcast, mas essa realidade está mudando. É um programa de streaming — transmissão de dados pela internet — gratuito, criado especialmente para áudio.

A versão grátis possui algumas limitações de tempo, mas você vai conseguir publicar diversos programas antes de precisar de uma conta premium.

Sua maior vantagem no momento é a sua popularidade e a comunidade que já o utiliza. No entanto, as limitações do seu plano gratuito estão fazendo que os produtores de podcast migrem para uma outras plataformas.

Anchor

O Anchor é totalmente gratuito e está ganhando muito mercado no Brasil. Além das mesmas especificações do Soundcloud, esta plataforma possui outros benefícios, por exemplo:

  • distribuição automática para os maiores players do mundo;
  • inclusão de efeitos sonoros;
  • gravação e edição de efeitos dentro da plataforma;
  • opção de patrocinar os seus episódios sem complicações.

O Anchor foi recentemente adquirido pelo Spotify e desde então, a plataforma passou por várias mudanças. Se antes era um aplicativo para gravações curtas, hoje é uma das melhores plataformas para hospedagem de podcast.

Aproveite para dar uma conferida neste conteúdo também!
👉 6 melhores campanhas publicitárias do Spotify

Como publicar o Podcast?

A hospedagem e publicação do seu programa pode ser feita em conjunto, mas você vai precisar fazer o embed code do seu player na sua página. Portanto, ainda que o desenvolvimento possa ser em conjunto, você deve colocar a sua página no ar apenas após a liberação do seu feed RSS, mas esse processo é quase que instantâneo.

A sua página não precisa ser complexa, mas é importante que o seu ouvinte consiga acessar algumas informações nela. Normalmente colocamos no menu informações como: sobre o podcast, sobre o host e sobre os temas.

Depois, uma página inicial contendo todos os episódios gravados (representados por uma miniatura), com o último episódio em destaque.

Quando o seu ouvinte clica em um episódio para explorar, é interessante que dentro do seu site ele encontre algumas informações antes de ouvir (ou durante a escuta), por exemplo: o tema, uma breve descrição do episódio e o nome do convidado.

Depois disso, você pode inserir outras informações, confira:

  1. Detalhamento por minuto: descreva os principais temas conversados e separe em minuto, assim o seu ouvinte terá uma compreensão geral do episódio e conseguirá identificar os pontos principais da conversa.
  2. Informações de redes sociais do convidado: caso o convidado não se importe, você pode deixar os links para o LinkedIn e e-mail da pessoa, lembre-se que isso precisa ser conversado antes!
  3. Disponibilização de links: se o seu convidado e até mesmo você citou ferramentas, páginas ou pessoas durante a entrevista, é interessante que você deixe o link nesta página para os seus ouvintes, dessa forma eles não precisam ficar anotando tudo enquanto escutam e podem colocar mais atenção no conteúdo.

Uma ótima opção para criação de uma página é o Stage, que te permite a criação, hospedagem e otimização da sua página. A plataforma disponibiliza um plano inicial gratuito.

Outra opção conhecida é o Wix, uma plataforma de criação de páginas com diversos templates e também com planos gratuitos e acessíveis.

Para divulgar o seu podcast, utilize não só a sua página, mas também as redes sociais. Gere um conteúdo de valor, que inclusive os seus convidados tenham interesse em compartilhar!

Como rankear no Google com um podcast?

Retirado de: The Verge.

A partir deste ano, o Google começou a mostrar os episódios de podcast nos resultados das buscas. Com isso, a pergunta principal dos produtores foi: como eu faço para o meu episódio aparecer nestes resultados?

O product manager do Google Podcasts, Zack Reneau-Wedeen apontou três critérios que os produtores de conteúdo precisam estar atentos se desejam rankear no Google:

Mas estes três pontos não estão desacompanhados. Além disso, é importante que o RSS do seu podcast esteja otimizado para SEO. 

Para garantir a qualidade do seu conteúdo, certifique-se de que a sua estratégia atende todos os pontos de planejamento e execução que mencionamos neste guia, desde uma identidade visual bem desenvolvida, até a gravação de um áudio de qualidade.

Além disso, certifique-se de que o tema seja relevante e que esteja de acordo com a sua persona, isso faz parte da estratégia para ter um conteúdo de qualidade.

Essas configurações vão te apoiar a ter uma marca mais desenvolvida e uma experiência melhor para os ouvintes. Em conjunto com as suas estratégias de divulgação, você conseguirá captar mais ouvintes, colaborando assim para aumentar as suas chances de rankeamento.

O conjunto de um bom planejamento com uma ótima audiência, contribuirá para o sucesso do seu podcast. Algumas empresas que já possuem autoridade em determinado domínio, vinculam o seu podcast a ele para poder gerar mais autoridade.

Caso você não tenha um domínio já estabelecido e com autoridade, então será necessário colocar a mão na massa e desenvolver estratégias para construir a autoridade do seu domínio.

Como monetizar o seu podcast?

Se você leu este guia até aqui, certamente percebeu que desenvolver e manter um podcast não é uma tarefa fácil. É preciso dedicação, conhecimento e comprometimento para levar um projeto deste tipo adiante.

Ao levar o seu podcast a sério, você pode começar a pensar em estratégias para monetizá-lo, aliás, tempo é dinheiro e você está investindo muito tempo para que o seu programa tenha sucesso.

Mais de US$ 1 bilhão é o número que representa a receita das publicidades de podcasts até o final de 2019 .

Para iniciar a monetização do seu podcast, é recomendado que você tenha alguns episódios publicados (uma média de 10), dessa forma, você já terá construído uma audiência e certamente já terá mais maturidade sobre o seu programa. 

Confira abaixo algumas dicas de monetização!

Venda de anúncios/patrocínio

Esta deve ser a maneira mais adotada para gerar renda com o seu podcast.

O primeiro ponto de atenção aqui é que você precisa saber medir a publicidade nos episódios, do contrário, perderá a sua audiência. Outro ponto importante é trazer anúncios que se relacionam com a sua persona, a chance de você conseguir melhores resultados e faturamento serão mais altas.

Quanto maior a sua audiência, maior a chance de você conseguir um patrocinador. Antes de realizar uma proposta para patrocínio, tenha todas as informações sobre o seu programa, principalmente os números. Empresas se baseiam em dados e você é o responsável por informar sobre estes dados aos seus potenciais patrocinadores.

Venda de produtos

Essa também é uma estratégia muito utilizada e que demanda muito planejamento.

Primeiramente, consiga fornecedores que façam os produtos sob demanda, se você pretende vender camisetas, não solicite um lote de cinquenta peças antes de ter os pedidos.

No início é importante não disponibilizar muitas opções, pensando nos custos de produção.Você pode começar com um produto (adesivos, bottons, livreta), mensurar os seus resultados e depois seguir crescendo — ou rever a sua estratégia.

É importante também que você analise as questões de postagem e frete, até mesmo para construir o preço do seu produto. 

Venda de produtos de afiliados

Se você acredita que a gestão de produtos próprios será algo muito complicado para ou momento, ou simplesmente não deseja optar por essa estratégia, uma boa opção é fazer a venda de produtos de outras pessoas, os afiliados

Você pode adotar estratégias distintas, por exemplo:

  • Fazer você mesmo a venda do produto no seu programa e disponibilizar um código aos ouvintes. Dessa forma, quando eles comprarem com o código, você e o afiliado serão notificados.
  • Convidar o dono do produto para participar de um episódio e realizar a venda do produto. Neste caso, cuidado para que o episódio não se torne um comercial cansativo aos ouvintes. Aproveite a oportunidade para conversar sobre um tema interessante e a proposta de comercialização será mais natural!

Acesso premium

Se você já possui uma boa audiência, e fidelizada, então uma boa opção é explorar a venda de acessos exclusivos a determinados conteúdos.

Há várias opções de acesso exclusivo, por exemplo:

  • episódios sem anúncios;
  • conteúdo em primeira mão;
  • Q&A com convidados selecionados;
  • acesso exclusivo a gravações com convidados especiais.

Ao entender o comportamento do seu público, você conseguirá decidir sobre qual opção se encaixa melhor no seu planejamento. É importante ainda, que o seu programa não se torne maiormente exclusivo e pouco acessível.

Quais são os melhores podcasts para ouvir?

Nós queremos te deixar uma dose de inspiração para a criação do seu programa, por isso, trouxemos alguns exemplos de podcasts de diversos temas e que fazem muito sucesso no mercado.

Aproveite estes exemplos não apenas para se inspirar, mas também para conhecer formatos distintos, observar a forma como cada programa trabalhou a sua identidade visual ou identificar oportunidades de parceiros para anúncios!

Segue a nossa lista:

1. Braincast

O Braincast traz conversas sobre inovação, Marketing Digital, criatividade e tecnologia. As discussões são muito atuais e agregam muito para empreendedores e curiosos sobre o mundo dos negócios e afins.

2. Cast for Closers

Com episódios mais curtos, o Casr for Closers aborda conteúdos sobre inside sales no formato de entrevistas com vários nomes de renome da área de vendas!

3. Mamilos

O Mamilos é um programa voltado para assuntos polêmicos e que já possui uma autoridade e público muito estabelecido. É apresentado no formato de entrevistas e debates.

4. Naruhodo!

O Naruhodo! aborda temas diversos sobre curiosidades gerais, como o próprio slogan diz: “Naruhodo! é o podcast pra quem tem fome de aprender”

5. Projeto Humanos

O Projeto Humanos é um podcast inovador que no formato de storytelling, conta histórias reais sobre pessoas e acontecimentos. 

Como você deve ter percebido, produzir um bom podcast não é uma tarefa simples, mas seguindo os passos apresentados, você conseguirá simplificá-la — e muito!

Em resumo, você precisará de: uma boa organização, alguns equipamentos básicos, conteúdo de qualidade e um pouco de treino — dessa forma você conseguirá criar um bom programa e conquistar uma audiência constante. Lembre-se também das estratégias para divulgação do seu programa. 

Na hora de publicar o seu podcast, tente disponibilizá-lo no maior número de canais possíveis (que façam sentido para a persona almejada) e lembre-se de que ganhar dinheiro com seus programas pode ser uma boa ideia.

Quer continuar aprofundando ainda mais sobre o universo dos conteúdos em áudio? Então confira o nosso conteúdo completo sobre Áudio Marketing!

Áudio MarketingPowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *