Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 16 de novembro de 2020. | Atualizado em 5 de novembro de 2020


Ao contratar um CMS, WordPress costuma ser uma das plataformas mais cotadas por muitas empresas. Contudo, será que ela é a ideal para você também? Essa é uma decisão que deve ter base no atendimento às suas necessidades e no conhecimento do sistema.

Definir o sistema para gerir os conteúdos do site do seu negócio é um passo importante. O WordPress tem ganhado cada vez mais destaque no mercado, mas como ele disputa espaço com diversas outras opções, é comum surgir a dúvida: entre todos os tipos de CMS, WordPress é a melhor opção?

Para responder a essa pergunta, desenvolvemos este artigo. Convidamos você a ler até o final para que possa tomar a sua decisão. Abordaremos os pontos abaixo:

O que é CMS?

Toda vez que você visita um site ou blog, visualiza diversos itens na tela (imagens, textos, vídeos etc.), além de ter acesso a documentos e arquivos. Para armazená-los na web, você precisa de um servidor e, para organizá-lo, é necessário um CMS.

CMS é a sigla de Content Management System, portanto, é o sistema de gerenciamento de todo o conteúdo do seu site. Este blogpost que você está lendo é um exemplo. A imagem que ilustra o artigo, o texto, entre outros elementos, foram organizados no CMS para que você possa consumi-los dessa forma.

Portanto, todos os conteúdos que fazem parte do seu site são inseridos por meio dele. Caso se trate de um site institucional e você precise criar uma página com informações sobre os produtos ou serviços da sua empresa, deve fazer isso dentro do CMS. Se for uma loja virtual, que precisa adicionar um novo produto no catálogo, o procedimento é o mesmo.

Houve um tempo em que programadores eram os profissionais que sabiam operar os CMS, tornando necessário contatá-los para pedir qualquer tipo de inserção ou modificação de conteúdo. Mas isso mudou.

Como escolher um bom CMS?

Hoje em dia, até mesmo os empreendedores com poucos conhecimentos digitais conseguem fazer essas ações sem dificuldades. Mas é claro que isso vai depender do sistema escolhido. Por isso, para escolher um bom CMS, é importante ter atenção aos pontos que listamos abaixo.

Instalação

Para começar a usar o CMS, ele deve ser instalado no seu servidor de hospedagem. Algumas instalações são complexas, tornando recomendável que um desenvolvedor faça isso para você. Mas há sistemas que oferecem uma aplicação mais simples, para que você mesmo consiga realizar de maneira fácil e em poucos cliques.

Facilidade

Após ter o CMS instalado no seu host, é imprescindível que ele seja fácil de usar. Os conteúdos são inseridos no seu site a partir de códigos — quem trabalha com programação costuma fazer as inserções desse jeito. Mas não se preocupe, pois a maioria dos sistemas também conta com editores visuais, com funções de “arraste e solte”.

Suporte

Claro que, ao implantar uma nova ferramenta de trabalho, dúvidas surgem e, por isso, você precisa ser assistido por um bom suporte. Alguns sistemas contam com suporte próprio, feito por terceiros, além de fóruns na internet administrados pelos usuários com a intenção de ajudar outras pessoas que usam o programa também.

Por que, entre os tipos de CMS, WordPress é uma boa opção?

O WordPress é um dos sistemas de gerenciamento de conteúdo mais utilizados do planeta e isso se deve a uma série de benefícios que ele oferece para o sucesso de sites e blogs profissionais. Trazemos, aqui, os principais.

Powered by Rock Convert

Facilidade de uso

Produzir conteúdos em editores de texto pouco intuitivos, subir imagens e arquivos ao servidor de maneira complicada e, depois, ter mais dificuldades ainda para inseri-los dentro do conteúdo. Esses são exemplos de algumas situações pelas quais usuários de CMS podem passar.

Porém, o sistema do WordPress é muito mais simples do que isso. Seu gerenciador de conteúdo permite que você crie o texto e faça a inserção de outros elementos dentro do editor

cms wordpress

As outras funções do dashboard se encontram no menu localizado na parte esquerda da tela. Sua usabilidade também é de fácil entendimento, conforme explicamos neste tutorial.

Personalizável

Além disso, o WordPress é totalmente customizável, graças a duas funcionalidades: templates e plugins. Os templates são utilizados para dar ao seu site ou blog a cara que você quiser. Apesar de, antigamente, o design de um site precisar ser feito do zero em HTML, hoje, você pode escolher um tema e personalizar pontos como logo, cores e fonte.

Já os plugins têm a finalidade de aplicar funções ao seu site. Se você quiser, por exemplo, que um pop up apareça toda vez que alguém visitar a página, um plugin consegue fazer isso. Para praticamente qualquer função que você quiser colocar, certamente, existe um plugin — inclusive, para melhorar a performance no Google.

SEO

Técnicas de SEO são fundamentais para fazer um site aparecer nos resultados dos motores de busca, como o Google. Ter um site em WordPress é vantajoso nesse quesito também.

Um dos plugins mais importantes do CMS é o Yoast SEO, que atua como um orientador para que seus conteúdos estejam bem estruturados para ser indexados e ganhar visibilidade nos buscadores.

cms wordpress

Após a instalação do Yoast ser feita, ele aparece na parte inferior do editor de conteúdo e tem campos que devem ser preenchidos, como SEO title, palavra-chave em foco e meta-description. A ideia é conseguir a quantidade máxima de pontuações verdes, pois indicam que o conteúdo está bem desenvolvido em termos de SEO.

Bom suporte

O WordPress conta com dois formatos de suporte: tutoriais e fóruns. O primeiro pode ser acessado no site oficial do CMS e traz explicações (em inglês) sobre muitas de suas funcionalidades. Os fóruns têm o propósito de fazer com que os usuários se apoiem e tirem dúvidas uns com os outros.

Mas, se você precisa de um suporte dedicado, empresas que oferecem soluções em WordPress podem ajudar. O Stage, por exemplo, tem um suporte voltado não apenas a sanar as suas dúvidas, mas também, orientar a ter resultados com seu site.

Quais são os concorrentes do WordPress?

Por fim, levantamos alguns dos principais competidores do WordPress e suas diferenças.

  • Blogger: é uma plataforma para criação de blogs gratuitos que também é fácil de usar, embora não tenha a opção de temas e plugins como no WordPress;
  • Drupal: é um sistema de gerenciamento de conteúdo escrito em PHP e mais flexível que o WordPress, porém, exige um conhecimento digital maior para lidar com as configurações;
  • Weebly: é um construtor de sites que funciona na base do “arraste e solte”, mas tem pouca variedade de temas e plugins, além de o preço ser mais caro.

Ao considerar os pontos que levantamos neste artigo, poderá decidir de forma efetiva se, ao escolher um CMS, WordPress é a melhor opção para você e seu negócio. Você também pode aproveitar para compreender mais sobre o funcionamento dos sistemas de gestão de conteúdo.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *