O que são dados demográficos do consumidor e como usá-los na sua estratégia?

Os dados demográficos do consumidor são informações relevantes para tornar as estratégias de Marketing Digital ainda mais eficientes. Afinal, nada melhor do que conhecer tudo sobre quem você quer impactar, não é mesmo?

dados demográficos do consumidor

    Um dos requisitos para implementar estratégias eficientes de marketing sempre foi conhecer a fundo o seu público-alvo, não é mesmo? Mesmo com mudanças nos últimos anos e a digitalização dos processos, esse trabalho se tornou ainda mais relevante. E é pensando nisso que você precisa buscar detalhes como os dados demográficos do consumidor.

    Isso mesmo, entender mais sobre quem está do outro lado da mensagem é fundamental para que a comunicação se torne cada vez mais eficiente, seja o estado civil do destinatário, seja a faixa de renda do consumidor. Todas essas informações contribuem para a criação de estratégias ainda mais relevantes para o seu plano de marketing.

    Pensando nisso, separamos alguns tópicos que podem ajudar você a explorar melhor os dados demográficos do consumidor. A seguir, vamos falar sobre:

      Preparado para tornar as suas ações ainda mais eficientes? Continue a leitura deste artigo e tire as suas dúvidas!

      Entenda o que são dados demográficos

      Dados demográficos são informações e estatísticas que segmentam uma população de um país, estado ou cidade a partir de diferentes características. Trata-se de uma prática muito utilizada por governos e instituições que querem estudar mais sobre a sua comunidade. Normalmente, essas informações são coletadas em um processo conhecido como censo.

      Desde o nome da pessoa até mesmo a sua ocupação. São informações básicas e simples, mas que podem ter muito valor para a criação de políticas públicas, por exemplo. A ideia é compreender as características e dinâmicas de uma população específica. Esse conceito, porém, começou a ser aplicado em outras áreas, como o Marketing Digital e vendas.

      As informações coletadas podem variar, mas geralmente seguem um padrão:

      • nome e sobrenome;
      • idade;
      • sexo;
      • orientação sexual;
      • estado civil;
      • lugar de nascimento e/ou nacionalidade;
      • residência atual;
      • grau de alfabetização e outras características educacionais;
      • ocupação e demais informações econômicas.

      A partir desses dados, as empresas podem aprimorar ainda mais as suas estratégias e ações para criar uma oferta de valor mais relevante para os seus consumidores.

      Saiba por que os dados demográficos são importantes

      Mas por que os dados demográficos do consumidor devem fazer parte do seu planejamento estratégico?

      Compreensão do comportamento do consumidor

      O conceito de persona é fundamental para que uma estratégia de marketing digital tenha o impacto desejado, certo? O perfil semificcional pode ser muito útil para melhor direcionar os seus esforços, e para construir esse “cliente ideal” os dados demográficos do consumidor são essenciais. Afinal, não é apenas uma faixa etária específica que você precisa detalhar.

      A persona precisa ser completa, com nome, cargo, renda, moradia, desafios, objetivos e até mesmo hobbies. Ou seja, todas as informações que você pode ter em uma coleta de dados demográficos da sua audiência. Reunindo esses detalhes, é possível estruturar um perfil que tenha uma representatividade de quem você deseja impactar com as ações de marketing.

      Criação de ofertas de valor mais relevantes

      Como a persona tem dores e objetivos, as empresas podem atuar de maneira mais precisa na solução desses problemas. Para o marketing, é possível entender se a comunicação é mais eficiente pelas redes sociais ou pelo e-mail. Enquanto isso, a área de vendas pode descobrir se o consumidor se encaixa ou não na faixa de ganhos mensais necessária para comprar um produto ou serviço.

      Com a análise de preferências e costumes, fica mais fácil dialogar e entregar soluções, de fato, úteis para o seu consumidor. Com uma oferta de valor ainda mais atrativa, as chances de que a sua marca se destaque são maiores, já que você vai ter um diferencial competitivo importante.

      Segmentação de campanhas

      A partir do momento que você consegue coletar informações sobre o seu público, torna-se muito mais fácil criar uma comunicação eficiente. Afinal, com tantos anúncios e campanhas no ambiente online, é preciso ser certeiro para impactar quem realmente pode se interessar pelos seus produtos e serviços, certo? Com os dados demográficos, as campanhas podem ser ainda mais segmentadas.

      Não basta ter uma oferta que seja do interesse do consumidor, é preciso que ele seja impactado por essas ações. Com a segmentação, a sua mensagem chega no público exato, o que representa não apenas maior eficiência, mas também melhores métricas, como o ROI (Retorno sobre Investimento). Na prática, isso influencia também no melhor aproveitamento do orçamento disponível para a área.

      Veja alguns exemplos de dados demográficos

      Acima listamos alguns exemplos de dados demográficos, mas por que cada um deles é relevante para as ações de marketing?

      • nome e sobrenome: a personalização da experiência é o primeiro passo para uma estratégia eficiente de comunicação;
      • idade: pessoas com idades variadas podem ter objetivos e preferências diferentes, desde canais para se relacionar até produtos e serviços;
      • sexo: um e-commerce de roupas pode diferenciar as suas campanhas de acordo com o sexo dos seus clientes;
      • orientação sexual: a abordagem de uma empresa em questões como a diversidade pode ser importante para criar uma conexão com seus clientes;
      • estado civil: promoções e campanhas podem variar de acordo com o estado civil de quem você está se comunicando;
      • lugar de nascimento e/ou nacionalidade: essas informações podem ajudar ainda mais na segmentação;
      • residência atual: se um e-commerce não entrega em determinada região, melhor não disparar anúncios para esse consumidor;
      • grau de alfabetização e outras características educacionais😮 tom de voz e a postura da empresa podem mudar de acordo com esses dados;
      • ocupação e demais informações econômicas: esses detalhes impactam diretamente a jornada de compra de um consumidor.

      Aprenda a usar os dados demográficos na estratégia de marketing

      Agora o que acha de entender como os dados demográficos do consumidor podem fazer parte da sua estratégia de marketing? Confira!

      Pesquisa de mercado

      Fazer uma pesquisa de mercado vai ajudar a sua equipe a entender melhor como impactar positivamente os seus consumidores. Um exemplo disso é conhecer a demanda do setor para saber como melhor se posicionar e, assim, potencializar os seus resultados. Ao identificar uma demanda que não é solucionada pelos seus concorrentes, a sua empresa pode aproveitar o espaço.

      Seja para fazer mais vendas, seja para adotar uma postura diferente. Qualquer decisão deve ser feita a partir da análise de dados e informações relevantes, o que pode ser feito com esses detalhes. De que adianta se esforçar para lançar uma campanha específica se ela não vai ser do interesse do seu público? Todas essas questões podem ser resolvidas por meio de uma pesquisa de mercado.

      Seleção de localidades

      Imagine que um e-commerce trabalha com produtos de verão e inverno. Saber a localidade de cada consumidor pode ajudar a criar campanhas ainda mais precisas e segmentadas. Está chegando uma frente fria em uma determinada região? Por que não oferecer casacos e agasalhos para os consumidores que moram no local?

      Ao mesmo tempo, consumidores de uma região mais quente podem não se interessar por esses produtos. Com a segmentação a partir das localidades, as chances de criar um impacto positivo aumentam significativamente. E de forma simultânea, as vendas também podem crescer.

      Promoção de produtos e serviços

      Ao conhecer as demandas da sua audiência e o seu comportamento, o setor de vendas também pode se beneficiar, criando promoções de produtos e serviços de maneira mais segmentada. Os dados demográficos ajudam a melhor direcionar os seus esforços de acordo com as preferências e características de cada consumidor.

      Campanhas direcionadas

      As campanhas direcionadas também podem ser muito eficientes para aumentar a precisão das suas ações de marketing. Um exemplo de aplicação é entender o poder de compra do seu público, dividindo os consumidores pela renda e, assim, indicando produtos que se encaixam no orçamento familiar. Afinal, adianta ter um anúncio com uma oferta muito acima do que pode ser adquirida por aquele cliente específico?

      Com base na renda familiar, as ofertas são direcionadas, evitando causar a frustração no consumidor e ainda aumentando as chances de conversão. Para quem trabalha com a venda de carros, por exemplo, alguns modelos podem ser indicados para um público com uma renda mais alta, enquanto outros são ideais para uma faixa mensal menos elevada. Esse direcionamento pode ser um diferencial.

      Para quem planeja se diferenciar dentro de um mercado cada vez mais competitivo, os dados demográficos do consumidor podem ser muito úteis, permitindo a melhor segmentação e direcionamento nas suas ações de marketing. No longo prazo, isso pode significar um relacionamento mais próximo com a sua persona e resultados cada vez mais expressivos.

      Além de se aprofundar nos dados demográficos do consumidor, saber mais sobre os seus hábitos e padrões pode ser muito útil também. O que acha, então, de conhecer mais sobre o comportamento do consumidor digital, como é esse perfil e as nossas dicas para se comunicar melhor com ele?

      Compartilhe
      facebook
      linkedin
      twitter
      mail

      Inscreva-se em nosso blog

      Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

      Posts Relacionados

      Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

      Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!