Quais são os módulos de um ERP e para que servem?

Com os módulos ERP, o gestor tem uma visão geral por departamento. Isso é possível porque os módulos são grupos de funcionalidades que criam sequências lógicas de trabalhos, de processamento e de armazenamento de dados.

modulos erp

Gestores de agências precisam estar atentos a várias questões relacionadas ao negócio, o que inclui a contratação de sistemas e seus módulos ERP (Enterprise Resource Planning). O cuidado com essa questão é importante porque esses módulos precisam atender às necessidades da agência, e é fundamental personalizá-los conforme os processos da empresa. Contudo, nem sempre essa escolha é simples de ser feita.

Para ajudar você a saber o que são módulos de um ERP e para que servem, preparamos este artigo. Nele, você vai encontrar:

    Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

    Não se preocupe, não fazemos spam.

    O que são os módulos de um ERP?

    De forma resumida, os módulos ERP são grupos de funcionalidades que criam sequências lógicas de trabalhos, processamento e armazenamento de informações. Assim, os softwares de gestão empresarial (ERP) refletem duas visões: por departamento e por segmento.

    Na visão do módulo departamental, são abrigados os módulos contábeis, de vendas, de finanças, de compras, de faturamento, CRM e assim por diante. De forma prática, todos os processos são abrigados dentro de uma única área dentro do sistema. Assim, as atividades são facilitadas para os usuários, o que ajuda os gestores a ter maior controle das tarefas executadas no software.

    Dentro do módulo ERP, ainda é possível ter um maior controle das informações, evitando que funcionários de outros departamentos acessem os dados de setores diferentes. Dessa forma, é possível proteger informações, como as da folha de pagamentos.

    Com os módulos de um ERP, ainda é possível ter uma visão por segmento de mercado. Por exemplo, uma agência de publicidade e marketing necessita de funcionalidades muito diferentes de uma operadora de saúde. Assim, ao adequar as necessidades de acordo com a segmentação, conseguem contribuir para a organização e o desenvolvimento do negócio.

    Separamos, aqui, outros artigos que podem interessar:

    Como os módulos do ERP são divididos?

    Os módulos de ERP variam conforme a atividade das empresas. Dessa forma, uma indústria precisa de funcionalidades diferentes de um e-commerce, por exemplo. Logo, cada ambiente do sistema ERP terá a sua característica e suas necessidades específicas.

    Em geral, as empresas fazem a implementação, em um primeiro momento, dos módulos voltados para a área financeira e contábil. Esse módulo é capaz de atender às demandas fiscais e tributárias, de acordo com a legislação. Além disso, são capazes de cumprir com as exigências dos órgãos fiscalizadores nas esferas municipais, estaduais e federal.

    Isso acontece porque os módulos ERP têm os livros fiscais, obrigatórios para todas as empresas, o que inclui as agências de publicidade. Como cada vez mais as instituições de fiscalização estão exigindo uma quantidade maior de dados, e em menor espaço de tempo, um sistema ERP torna possível que as empresas operem de forma efetiva, atendendo às exigências legais.

    Portanto, uma das principais características de um sistema ERP modular é agrupar as funcionalidades por setor, sendo que esses módulos podem ser classificados em operacionais, táticos e estratégicos. Veja mais sobre eles, a seguir!

    Operacional

    Os módulos operacionais são responsáveis por conceder suporte à gestão dos departamentos envolvidos nas operações cotidianas da empresa. Podem ser subdivididos em horizontais e verticais, sendo os mais comuns os módulos de contabilidade, faturamento, compras e estoque.

    Já os módulos verticais são projetados para atender a segmentos de mercado específicos, a exemplo da gestão agrícola, gestão educacional, gestão automotiva, entre outros. O importante, aqui, é você saber que os módulos são agrupados por nichos de mercado.

    Tático 

    Também chamados de verticais, os módulos táticos são formatados para atender a setores específicos de mercado, sendo os mais comuns planos de saúde, gestão educacional, gestão de acervos, entre outros.

    Estratégico

    Os módulos estratégicos atuam nas questões de inteligência do negócio, como o próprio nome sugere. Alguns deles são: 

    Para que servem os principais módulos de ERP?

    Os módulos ERP permitem fazer a gestão da empresa de forma integrada, pois reúnem dados de diferentes áreas do negócio. Veja quais são os principais!

    Financeiro

    O capital de giro das empresas é gerenciado pelo módulo financeiro. Assim, ele mantém o controle de todas as movimentações que são relacionadas às entradas e saídas de capital, além do gerenciamento de impostos. Com o módulo ERP financeiro, o gestor tem acesso a dados financeiros necessários para administrar o negócio, otimizando a gestão do setor.

    Compras

    Esse módulo é responsável por organizar e controlar as aquisições de matérias-primas ou itens que são necessários para o funcionamento da empresa. O módulo de compras tem funcionalidades, como:

    • listagem de fornecedores;
    • análise de cotações;
    • preparação de pedidos de compra;
    • vinculação de fornecedores e itens;
    • envio de solicitações de cotação para fornecedores;
    • preparação de Notas de Recebimento de Mercadorias;
    • rastreamento de itens de compra;
    • recebimento e registro de cotações;
    • atualização de vários relatórios.

    Estoque

    O módulo de compra é integrado ao módulo de estoque e ao módulo de engenharia/produção para atualização de estoques. Eles podem ser de material de escritório, material de uso e consumo, produtos acabados, entre outros envolvidos na operação do negócio. O controle de estoque é mais utilizado em indústrias e varejos.

    Comercial

    O módulo comercial é muito importante e, com ele, você pode realizar:

    • consulta de clientes;
    • elaboração de propostas comerciais;
    • aceitação de pedidos de vendas;
    • envio/expedição de material ou serviço;
    • elaboração de faturas de vendas com tributação adequada;
    • rastreamento de pedidos de vendas pendentes.

    O módulo de vendas também pode ser integrado ao módulo de CRM, ajudando a gestão da agência a ter uma visão maior sobre as oportunidades futuras e geração de leads.

    Produção

    Basicamente, esse módulo serve para organizar e direcionar demandas de trabalho operacionais. O módulo de produção é mais utilizado pelas indústrias, mas pode ser adaptado para a realidade das agências.

    No software do Studio, por exemplo, você pode fazer o planejamento de produção, programar conteúdos, ter acesso a relatórios e ao monitoramento diário das atividades da agência.

    Gestão de pessoal

    Com o módulo de gestão de pessoal, é possível concentrar rotinas como folha de pagamento, folha de ponto, além da disponibilização de relatórios de gestão para análise de custos. Também torna possível gerenciar o histórico de salários, o controle de ausências, a administração de benefícios, dependentes, entre outras funções.

    Como vimos ao longo desta leitura, os módulos ERP servem para facilitar a administração das empresas, conferindo ao gestor uma maior organização e controle acerca dos processos do negócio.

    Agora que você conhece mais sobre módulos ERP, crie a sua conta gratuita no Studio e usufrua de todos os benefícios de um sistema voltado para agências!

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Posts Relacionados

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!