Como posicionar seu e-commerce melhor que os seus concorrentes?

Mostrar seu e-commerce melhor que os concorrentes e ganhar a preferência dos usuários transformando-os em clientes é um desafio e rever pontos básicos saindo da repetição de tarefas e se aprofundando em análises e comparações pode ser o que você precisa.

Por Bianca Paroqui do Promobit

Uma preocupação constante dos e-commerces é conseguir ficar a frente de seus concorrentes nos resultados das buscas e se conseguir fazer isso de maneira orgânica é melhor ainda.

Apesar de muitos quererem uma fórmula mágica para seguir, o que realmente dá certo é aplicar estratégias de acordo com a necessidade do seu e-commerce. Por isso, temos aqui algumas dicas que podem te ajudar a melhorar o posicionamento do seu e-commerce!


    Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

    Não se preocupe, não fazemos spam.

    Destacando seu e-commerce dos demais

    Os e-commerces que conseguem mostrar mais para o usuário são aqueles que se destacam e a melhor maneira de conseguir destaque na internet é entender quais ferramentas usar e onde despender mais energia.

    Existem três pontos que devem ser levados em consideração, que são: SEO, performance e confiabilidade.

    SEO e performance

    Um critério básico de SEO para posicionamento é a performance do site e nos últimos anos o Google tem dado maior importância para este ponto, pode parecer repetitivo citar performance como dica, mas é por ser algo tão básico e importante que devemos sempre nos atentar a performance. 

    Garantir que o site tenha boa performance representa uma vantagem competitiva para o posicionamento dos e-commerces. Ao mesmo tempo, não ter uma boa performance ou ter queda nos pontos de performance durante grandes atualizações do Google pode resultar em queda de posicionamento, deixando seu site atrás de concorrentes.

    Também podemos destacar a importância de implementar o que o Google prioriza em suas atualizações, um exemplo disso, é a maneira como os dados estruturados têm sido priorizados em resultados de buscas com atualizações focadas em trazer conteúdo útil para o usuário.

    O ideal é combinar o conteúdo em texto criado para postagens, categorias e produtos, com o máximo de marcações de dados estruturados que estiverem de acordo com a página que se quer destacar.

    Foco no mobile sem esquecer o desktop

    Há muito tempo se fala em mobile first e, por isso, temos hoje muitas plataformas para e-commerce que ressaltam sua otimização para o site mobile. Realmente houve uma grande melhora na otimização dos sites mobiles nas plataformas, contudo, ainda é comum ver muitos e-commerces que não aproveitam essa melhora ao máximo.

    Precisamos dar atenção ao mobile sem esquecer o site no desktop, sempre verificando a performance e o posicionamento nos dois, identificando as diferenças de posicionamento e as oportunidades. 

    Às vezes algo que seria aplicado apenas no mobile para melhorar performance ou a interface, pode ser replicado para o desktop, assim como também existem pontos que não serão replicados para o desktop.

    Está tudo bem ter pontos de diferenças na exibição do site em diferentes dispositivos, já que o Google e os outros buscadores veem os sites no desktop e no mobile de maneiras diferentes. 

    Os resultados de busca em diferentes dispositivos mostram a diferenciação, se pegarmos por exemplo, a palavra-chave “tv 50 polegadas” e comparar o posicionamento do Promobit no mobile e no desktop, veremos que nos resultados em computadores o site posiciona na terceira página, enquanto na página de busca mobile, o Promobit aparece na primeira página:

    Posicionamento para “tv 50 polegadas” no desktop segundo dados do Semrush.
    Posicionamento para “tv 50 polegadas” no mobile segundo dados do Semrush.

    Temos a mesma página, exatamente o mesmo link para computadores e dispositivos móveis aparecendo em posições diferentes para a mesma palavra-chave. Ainda podemos destacar mais diferenças:

    • No mobile a palavra-chave “tv 50 polegadas” tem sua dificuldade de posicionamento estimada em 24% (fácil), enquanto para computadores ela é estimada em 36% (possível), uma diferença de 12% na dificuldade de posicionar esta palavra nos resultados em aparelhos diferentes;
    • Temos o mesmo title nos resultados de ambas as buscas, contudo nos é mostrado duas descrições completamente diferentes nos dois resultados, inclusive, há diferentes rich snippets (dados estruturados) sendo mostrados: o desktop tem apenas title e description enquanto o mobile tem uma imagem complementando seu resultado.

    Também vale lembrar que não é porque posicionamos mal para uma palavra nos resultados em diferentes dispositivos, que iremos posicionar mal em todas as palavras naquele dispositivo.

    Há a possibilidade de posicionar melhor com variações da palavra principal e até mesmo ter mais destaque com os rich snippets de acordo com a busca que for feita pelo usuário.

    Variações da palavra-chave principal que posicionam bem no desktop, segundo dados do Semrush.

    Benchmarks aprofundados

    Precisamos sempre nos atualizar quanto ao que os buscadores querem dos nossos sites e muito além disso, acompanhar o que nossos concorrentes fazem de certo e de errado, afinal, não é porque um concorrente fez algo em seu site que aquilo é correto e dará certo para nós.

    Os estudos de benchmarking são extremamente importantes e úteis para mantermos o site em constante atualização, ter insights e até mesmo aprender com erros que os outros cometeram sem correr o risco de replicá-los em seu site.

    Uma dica importante para ficar a frente de seus concorrentes é ir além da análise básica, vá mais fundo, comece no básico com uma análise dos resultados da página de busca do Google e se aprofunde dedicando mais tempo à análise completa do site do seu concorrente.

    Além disso, vale ficar de olho nas redes sociais e utilizar ferramentas que identificam o que a concorrência utiliza. Monitore palavras posicionadas e backlinks em comum, verifique mudanças no comportamento de atualizações para identificar testes e tente entender a estratégia deles.

    Um exemplo de benchmark que pode trazer bons insights é a comparação dos dados estruturados nos resultados de busca, com a análise dos rich snippets e olhando quais marcações seu concorrente usa. Dessa forma, podemos entender o que está sendo priorizado para esses resultados.

    Lembrando que as últimas atualizações do Google focaram muito nesse ponto, sendo perceptível a intenção do Google melhorar a exposição de informações importantes para os usuários.

    Exemplo de experiências com informações de produto do comerciante

    No final, o mais importante é utilizar os resultados da análise de benchmarking para implementar testes e mudanças que trarão impacto para o crescimento do site frente aos concorrentes.

    Como um e-commerce pode aumentar sua confiabilidade?

    Aumentar a confiabilidade do seu e-commerce além de fortalecer sua credibilidade e força de marca também é um fator de ranqueamento importante, pois o Google sempre dá destaque a importância de um site ser confiável.

    A confiabilidade de um e-commerce vai desde quesitos técnicos para posicionamento e segurança online até onde seu site é citado e como os usuários o veem.

    Quando falamos de confiabilidade de um site nos preceitos básicos de SEO e como o usuário vê seu site, veremos sempre alguns fatores como:

    • Domínio;
    • Qualidade e clareza do conteúdo do site;
    • Selos e certificados de confiabilidade;
    • Backlinks de qualidade;
    • Redes sociais;
    • Sites onde é citado: portais de notícias, comparadores de preço, sites de cupons, fóruns, etc.

    Domínio,confiabilidade e performance

    O tempo de domínio continua sendo relevante e segurança quanto ao uso do HTTPS e certificado SSL já é um padrão, por isso tê-lo no site não seria um diferencial e não tê-lo seria prejudicial, com isto em mente a possibilidade de estar a frente de concorrentes neste quesito seria acompanhar as novidades referentes a segurança e quais vantagens elas trazem.

    Pensando em “novidades”, temos o HTTP/3 pode representar um diferencial, afinal ele não é um protocolo oficial ainda – atualmente o HTTP/2 é o protocolo recomendado e reconhecido pelos navegadores.

    Contudo, podemos ver um movimento de algumas empresas como o próprio Google e o Facebook implementando esse novo protocolo que pode diminuir o tempo de carregamento das páginas, tendo mais velocidade e estabilidade de conexão do que a versão atual, como atestado no lançamento do HTTP/3 em 2020 e posteriormente por artigos do Google sobre Cloud CDN, balanceamento HTTPS e QUIC.

    Temos aqui um meio de aumentar a confiabilidade e a performance do site, podendo sair na frente da concorrência dependendo apenas da possibilidade de implementação deste protocolo.

    Neste ponto a limitação das plataformas onde o site se encontra, ou mesmo a equipe internamente responsável pelo seu domínio, determinarão a viabilidade do HTTP/3 trazer mais confiabilidade e performance para o seu e-commerce.

    A confiabilidade afirmada por outros sites

    Em SEO temos a confiança passada por outros sites através de backlinks de qualidade apontando para um determinado site. No entanto, podemos identificar que a citação de um site por outro vai além do backlink, passando autoridade de uma página para outra, por exemplo.

    Mesmo os links que não passariam autoridade para seu site (links nofollow) contribuem de maneira indireta para o fortalecimento dele. É possível entender que o site que cita seu e-commerce e a maneira como é citado, está afirmando para o usuário o nível de confiabilidade.

    Ter a confiabilidade do seu e-commerce afirmada por outro site confiável pode colocá-lo à frente dos concorrentes e aumentar o reconhecimento da sua marca.

    Trazendo um exemplo além do padrão de sites de notícias e gestores de reputação, temos o Promobit e a explicação para tal exemplo é simples: o Promobit é uma comunidade que divulga ofertas e cupons enviados por seus usuários e apenas e-commerces com confiabilidade atestada podem ser compartilhados. 

    Mesmo que os backlinks que o e-commerce recebe do Promobit não passem diretamente a autoridade de um para o outro, seu e-commerce ainda é beneficiado pela afirmação de confiabilidade ao ser exposto em um site que:

    Confirma a idoneidade dos e-commerces com uma análise criteriosa da reputação deles, verificando pontos de segurança, confirmando a veracidade de ofertas e cupons para o usuário e ainda tem uma comunidade ativa comentando e conferindo tudo.

    E pensando na data mais importante para o comércio, os e-commerces que aparecem no Promobit durante a Black Friday conseguem mais destaque sendo mostrados através de promoções confiáveis e aumentando seu alcance de usuário.

    Este conteúdo foi produzido por Bianca Paroqui do Promobit

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Posts Relacionados

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!