Entenda tudo sobre produtos digitais e como criar o seu!

Produto digital é qualquer item que seja comercializado no meio online, como cursos, ebooks, ferramentas e outros. Ou seja, produtos digitais não tem uma estrutura física, que precise de armazenamento ou entrega por frete.

Produto digital

Não podemos negar que 2020 acelerou muitos processos em todas as áreas. Com isso, os produtos digitais estão inseridos nessa transformação digital, expandindo-se para o próximo ano também. 

Consumidores e empresas tiveram que se adaptar a esse novo formato de trabalho. Ao que tudo indica, muitas vão manter suas atividades no digital, assim como a alta demanda de comportamento online.

Portanto, se você pretende expandir seus negócios no próximo ano, deve conhecer o mercado de produtos digitais. Neste conteúdo, você vai aprender tudo sobre produtos digitais e, ao final dele, poderá produzir o seu próprio. Confira os principais assuntos abordados:

O que é produto digital?

Produto digital é qualquer item que seja comercializado no meio online. Não há, portanto, uma estrutura física, que precise de armazenamento ou entrega por frete. Tudo acontece digitalmente.

Posso apostar que você conhece algum produto digital, mas pode não ter se dado conta de que tenha esse nome, quer ver?

Em 2020, quando todas as empresas foram obrigadas a marcar presença na internet, alguns ramos foram muito afetados, como o de eventos. Nesse cenário, algumas organizações tiveram que se adaptar, passando seus treinamentos, que antes lotavam centro de eventos ou hotéis, para o online. Esse curso, workshop ou evento que acontece online é um produto digital.

Tem também aquele ebook de um conteúdo sobre Marketing Digital que você se cadastrou para receber. Esse é outro exemplo de produto digital, então, como o próprio nome sugere, é uma peça exclusiva para ser vendida e, muitas vezes, consumida no online.

Por que produzir um?

Agora, você deve estar se perguntando por que deveria produzir um infoproduto (ou produto digital), se muitas pessoas compartilham informações gratuitas online. Vamos listar rapidamente alguns motivos que vão fazer você compreender a importância e querer criar um agora mesmo.

Renda passiva

Se você quer ganhar dinheiro enquanto dorme, os produtos digitais são excelentes para isso. Afinal, uma vez lançados e bem divulgados, você não precisa fazer mais nada, pois se vendem sozinhos, a qualquer hora do dia (ou da noite).

Baixo custo inicial (ou nenhum)

Vender um item desse porte pela internet requer apenas que você o crie e tenha onde apresentá-lo, como um site. Não é preciso de estoque, logística, transporte, nem nada.

Caso você já tenha um site empresarial, é possível vendê-lo por ali mesmo. Senão, vai precisar contratar um ou, quem sabe, alguém para desenvolver o layout do site, mas nada muito além disso.

Tendência de mercado

Os produtos digitais têm alta procura porque seu segmento pode ser variado, atingindo diferentes tipos de públicos. Basta que seja algo de qualidade, com conteúdo relevante e com boa divulgação para que seja procurado.

Além disso, com o consumo voltado totalmente para o digital a partir de 2020, as previsões são crescentes, gerando mais oportunidades de negócio para os próximos.

Quais são os tipos de produtos digitais?

Você já deve ter despertado o interesse pela construção do produto digital, mas pode ser que ainda precise de mais itens para complementar a ideia de criar um.

Então, chegou o momento de conferir os principais tipos de infoprodutos e, quem sabe, já começar a criar um ao final deste texto.

Ebook

Um dos produtos digitais mais vendidos pelas empresas é o ebook. Sua aceitação no mercado é excelente e a forma de consumir se torna muito fácil, tanto para usuários de mobile quanto desktop (desde que sua diagramação seja totalmente pensada no usuário).

Para ter um ótimo produto nesse nicho, é interessante que se tenha conhecimento sobre escrita para web. Assim, conseguirá criar algo dinâmico, ao mesmo tempo que forneça conteúdo de valor.

Os ebooks também são bem-aceitos pelo público porque tendem a ter um valor mais baixo. Sem contar que são muito mais fáceis de vender, podendo expandir até para que afiliados digitais ajudem nessa comercialização. Ele costuma ser o primeiro produto digital criado pelas empresas.

Além disso, o consumo de livros digitais aumentou durante a pandemia, o que deve permanecer para os próximos anos. Isso mostra que há espaço, sim, para leitura na vida dos brasileiros.

Cursos online

Tem algo para ensinar? Por que não expandir para um curso? Saiba que os cursos online são ótimas opções de infoproduto, seja conteúdos exclusivos, seja a possibilidade de transformar algo que era presencial para o digital. 

O alcance desse formato é enorme, visto que pessoas de todos os lugares podem acessar, e presencialmente torna o produto limitado. 

Saiba que cursos online não estão limitados somente a vídeos, mas podem incluir textos, planilhas, exercícios práticos e outros formatos para deixar o conteúdo mais dinâmico e útil

Assim como o ebook, esse formato tem alta demanda de alunos. As pessoas têm sede de aprendizado e esses produtos costumam ser práticos para consumo no dia a dia.

Workshop

Outra forma de passar conhecimento a partir de um infoproduto são os workshops. Eles têm duração mais curta e com atividades práticas para aprendizado rápido do aluno. 

Apesar de haver muitos workshops gratuitos, não há porque não oferecer em formato pago. Você pode usar como complemento de um curso, por exemplo, em que o aluno já sabe como funciona na teoria, mas precisa colocar em prática. 

Com duas ou três horas de conhecimento, é possível ajudar muitas pessoas por um valor mais acessível do que curso online, por exemplo.

Mentoria ou consultoria online

Se você já é um especialista em determinado assunto, por que não transformar isso em ajudar especializada para empresas? Assim é o trabalho de mentoria ou consultoria online. 

No marketing, são muitas as oportunidades. Elas vão desde diagnósticos e planejamento até acompanhamento de práticas para empresas ou empreendedores terem sucesso nos seus negócios.

Mas é preciso experiência e conhecimento sobre o assunto, a fim de que seu trabalho seja de qualidade para quem vai receber esse serviço. Por isso, estude sempre, acompanhe tendências, teste e aplique: só assim vai conseguir melhorar a cada mentorado. 

Uma das principais vantagens desse negócio é o fato de você não precisar de um espaço físico alugado para trabalhar. Os encontros podem acontecer via online e, assim, ter clientes de todos os cantos do país.

Planilhas e modelos de conteúdo

Quem nunca procurou uma planilha de organização financeira na internet? Ou, até mesmo, um modelo de contrato? Essa pode ser mais uma ideia de produto digital a ser comercializado no próximo ano.

Se você tem conhecimento sobre Excel, essa é uma excelente oportunidade de negócio. Nem todo mundo é familiarizado com o assunto e muitas pessoas desconhecem o potencial dessa ferramenta.

Pensando nisso, pode criar modelos editáveis para diferentes segmentos. O seu público vai desde pessoas físicas até empresas que buscam fazer previsões de vendas, por exemplo, mas não sabem como criar algo mensurável.

Já os modelos de conteúdo podem ser layouts para redes sociais editáveis. Para isso, você precisa ter experiência com design, ser criativo e querer vender pacotes para outras pessoas apenas replicarem.

Materiais para impressão

Não apenas de transmissão de conhecimento vivem os produtos digitais. É possível expandir para outros meios, como do design e seus materiais para impressão.

Calendário, planner, planejamento semanal de mesa, agendas e até livros de atividades podem ser vendidos em arquivos pela internet. Basta usar a criatividade na hora de desenvolver.

Esses produtos têm boa aceitação tanto para quem quer por unidade quanto para pequenas empresas que compram arquivos digitais (com segurança e devidamente autorizados) para reproduzir em grande quantidade e vender de forma impressa aos seus clientes. 

É uma excelente oportunidade de renda extra aos designers, sem precisar investir em materiais e estoque. 

Como criar um produto digital?

Agora que você já está fervilhando de ideias para desenvolver com infoprodutos, chegou o momento de aprender como colocar à venda e ter sucesso com eles.

Confira as principais dicas para isso.

Decida um assunto

Antes mesmo de pensar no formato do seu produto digital, é essencial que planeje um assunto a abordar. Dê preferência para aqueles que você domina e tem capacidade para compartilhar, de forma que vá agregar algo ao próximo.

Uma vantagem de ser algo que você conhece bem é que pode trabalhar sozinho. Caso contrário, precisará de parceria, o que tende a aumentar o valor final do produto e a divisão dos lucros. 

Além disso, após definir um assunto, faça pesquisas de palavra-chave ou em redes sociais, a fim de resgatar ideias sobre o que as pessoas pensam do assunto que vai ser abordado. Com isso, você define o nicho e estabelece bem o que fazer.

Escolha um formato

Assunto estabelecido, chegou o momento de pensar no formato do seu produto digital, como aqueles que mencionamos mais acima. Para escolher o ideal, você deve pensar em:

  • recursos que vai precisar para a produção, como computador, microfone e câmera, em caso de vídeos, software de edição etc.;
  • qual a preferência do seu público para aquele assunto, como outras pessoas estão fazendo (e como pode se destacar);
  • dentro da sua realidade, qual é o mais adequado para começar.

Defina o público e a persona

Antes de começar a colocar a mão na massa, chegou o momento de definir o público a partir do formato e desenhar a sua persona. Alguns questionamentos que você pode se fazer nessa fase:

  • Quem é?
  • Em qual momento se encontra?
  • Quais são as peculiaridades dessa persona?
  • Quais são as características dela?
  • Como seu conteúdo vai ajudá-la nesse momento? Do que ela precisa?
  • Quanto está disposta a pagar?

Essa fase é muito importante para a construção do seu produto. É a base que vai usar para quando criar e, depois, para a divulgação, portanto quanto mais informações, melhor.

Crie o produto

É chegado o momento de produção e, se você tem as etapas anteriores completas, vai deixar essa fase mais prática e fácil. Tenha um plano de ação, com as etapas e prazos a cumprir.

Defina em quanto tempo quer lançar e, dentro desse período, divida a produção. Assim, vai conseguir cumprir com seus próprios prazos. 

Aqui, vale totalmente a sua dedicação. Saiba que tudo depende de você para lançar o quanto antes, mas sem deixar a qualidade de lado. De nada adianta a produção rápida, se o conteúdo não for relevante, de valor e que agregue realmente algo ao consumidor final.

Escolha a plataforma de hospedagem

Tão importante quanto as dicas anteriores é a definição de onde será comercializado o seu produto digital. É possível hospedar em plataformas específicas para isso, como Hotmart, mas também, pode ser vendido por meio de site próprio.

Ele deve ter toda a estrutura necessária para recebimento de acordo com o formato e também, meios de pagamento direto nele, para facilitar a compra. 

Se optar por plataformas de hospedagem, escolha algo que seja conhecido, de qualidade e com suporte adequado para facilitar durante o processo de vendas.

Faça um plano de vendas e divulgação

O ponto-chave para o sucesso com produtos digitais é a estratégia de venda. Ela não precisa acontecer de fato somente após a criação do produto. Pode ser durante ou até antes. O importante é que seja bem estruturada.

Porém, para começar a divulgação, é importante que você já tenha a maior parte do conteúdo pronta, de modo a traçar uma data e cumprir com o prazo. Para as vendas, é preciso pensar em:

  • Quais canais vão acontecer?
  • Por onde vai divulgar?
  • Qual o calendário de divulgação?
  • Quais estratégias usar para vendas?
  • Vai disponibilizar algo gratuito antes? De que forma isso vai acontecer?
  • Como vai chegar até o consumidor final?
  • Esse lançamento envolve anúncios pagos? Quais são as estratégias desses anúncios?

Aqui, é necessário desenhar diferentes cenários, também com datas e planos, para que tudo saia corretamente. Estratégias de lançamento devem ser cuidadosas para nada fugir do controle

Os produtos digitais são uma excelente opção de renda, ainda mais agora, que muitas empresas e pequenos empreendedores se viram obrigados a migrar para o online. Mas esse mercado também enfrenta alguns desafios, já que é possível ter muita informação gratuita na internet. 

Portanto, é preciso construir uma autoridade no nicho da venda antes de comercializar algo, a fim de que os consumidores tenham a certeza de que quem está passando aquele conteúdo tem embasamento, qualidade e valor para transmitir. 

Para isso, nada melhor do que trabalhar muito bem as estratégias de Marketing Digital para fortalecimento da marca. Se você quer saber tudo sobre esse conteúdo, disponibilizamos um guia completo sobre Marketing Digital.

Baixe agora mesmo e comece a estruturar a sua estratégia!

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Posts Relacionados

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!