Aprenda a montar proposta de parceria com outras empresas

É necessário pesquisa e planejamento estratégico para montar uma proposta de parceria realmente atrativa. Essa ação, cujo objetivo é beneficiar sua empresa, seus parceiros e, principalmente, o público, pode ser uma grande aliada no crescimento dos negócios!

proposta de parceria

    Nenhum empreendimento se desenvolve sozinho, especialmente, diante das diversas demandas impostas nos dias de hoje, seja em termos de processo, seja em termos de Marketing e gestão. Negócios de todos os tamanhos dependem de apoio externo. Até mesmo grandes companhias que detêm enormes estruturas e equipes contam com uma rede de parceiros.

    Esses acordos podem se apresentar de diversas formas — de pequenas campanhas de publicidade a grandes contratos com fornecedores. É unir conhecimento, recursos e públicos, não importa a forma, para crescer junto.

    Continue conosco para entender melhor essa prática e aprender a elaborar uma proposta de parceria de sucesso! Você vai ver:

      Por que apostar em parcerias com outras empresas?

      As propostas de parceria são muito comuns em campanhas de marketing e na terceirização de serviços. Seu intuito é criar acordos do tipo “ganha-ganha” no qual todos os envolvidos colaboram entre si para obter resultados que não conseguiriam agindo sozinhos.

      proposta de parceria

      Confira, a seguir, as principais vantagens de investir em bons parceiros.

      Maior competitividade

      Empresas que contam com o apoio de outros empreendimentos são mais fortes e se desenvolvem com mais velocidade. São, também, mais flexíveis, pois as negociações entre os gestores são mais fáceis e ágeis, bem como a elaboração e a aplicação de projetos.

      Expansão do mercado consumidor

      Uma das maiores vantagens das parcerias é o crescimento instantâneo do público consumidor, uma vez que as audiências são somadas. Clientes e potenciais clientes da empresa parceira terão oportunidade de conhecer melhor o seu negócio, e vice versa.

      Ganho em autoridade

      Se fechar uma parceria é bom, melhor ainda é fazer isso com uma grande marca. Atrelar o seu negócio à empresas que já são muito conhecidas e respeitadas no mercado é uma forma de aumentar, rapidamente, a confiança e a autoridade do seu empreendimento.

      Redução de custos

      Muitas vezes, firmar uma parceria sai muito mais em conta, em termos de tempo e dinheiro, do que investir em estrutura e equipe interna. Uma organização que deseja investir em Marketing de Conteúdo e não tem expertise no assunto, por exemplo, pode obter resultados muito mais rápidos e consistentes com a ajuda de uma empresa especializada.

      Maior satisfação do público

      As parcerias viabilizam projetos maiores e inovadores, bem como oportunidades comerciais que não seriam possíveis de outra maneira. Isso pode se refletir em produtos e serviços mais completos, preços mais vantajosos ou condições mais atrativas para o público.

      Evolução do mercado

      As parcerias vão muito além de lucros, crescimento e oportunidades sazonais. Elas são um dos instrumentos que permitem que o mercado evolua e entregue soluções cada vez melhores aos consumidores. É preciso enxergar o seu setor como um grande ecossistema, no qual existe muita concorrência, mas há também muitas relações de apoio mútuo.

      Como montar uma proposta de parceria?

      Seja você o representante de uma indústria, seja o gestor de uma estabelecimento comercial, e-commerce ou qualquer outro tipo de empreendimento, saiba que negócios de todos os segmentos têm muito a ganhar unindo seus esforços com outras empresas.

      Mas para que esse trabalho dê certo, é preciso, antes de tudo, criar uma proposta profissional respeitável, capaz de convencer os parceiros que você visa. Para ajudar a elaborar uma, preparamos um passo a passo que você confere agora. Veja!

      Planejamento

      Qualquer ação ou projeto profissional requer planejamento, mas em que ele consiste no contexto trabalhado aqui? Não existe um método que valha para todos, mas uma boa pesquisa é a base de tudo.

      É preciso conhecer o seu mercado e acompanhar o que acontece em outras localidades que estão à frente em um ou vários aspectos. O cenário internacional quase sempre nos ajuda a nos preparar para o que virá nos próximos anos.

      Só não vale ficar preso ao que acontece fora e não olhar para dentro, que é prioridade. Não é difícil identificar necessidades e demandas em uma área, e, para ter boas ideias, é também importante ficar de olho na concorrência.

      Uma forma prática de organizar essas informações e criar uma visão 360 graus da sua empresa em relação ao mercado é a análise SWOT. O famoso diagrama que ilustra as Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças relacionadas ao seu negócio pode ser um instrumento poderoso para ajudar a identificar e priorizar ações para, assim,nortear a sua busca por parceiros.

      Formato

      Antes de “botar a mão na massa”, você precisará definir o formato da sua proposta de parceria, que pode ser um documento encaminhado por email, por exemplo, ou uma apresentação montada para uma reunião ou um encontro casual entre gestores.

      Nos dias de hoje, as apresentações são muito mais comuns do que propostas em texto, mas elaborar uma documentação é sempre necessário. Ela agrega seriedade e permite que os representantes das empresas consultem as principais informações do projeto após a apresentação. Vejamos um pouco mais sobre os dois formatos.

      Documento

      Essa documentação não é um contrato, embora possa ser acompanhada por ele. Ela tem como finalidade apresentar a sua empresa e esclarecer a proposta de parceria. Seja em papel, seja online, é importante apresentar as informações básicas do seu negócio, como:

      • nome da empresa;
      • site;
      • redes sociais;
      • email de contato;
      • telefone;
      • endereço.

      Além desses dados, é também interessante citar as informações de contato do colaborador ou consultor responsável pelo projeto. A maioria dos gestores prefere conversar diretamente com uma liderança do que passar pelo atendimento das empresas.

      Apresentação

      Essa apresentação não precisa incluir imagens, gráficos ou longas sequências de slides, a não ser que seja muito necessário. Na realidade, quanto mais direto e sucinto você for, melhor. É preciso respeitar o tempo dos gestores, que comumente é curto.

      Seja em um breve reunião no escritório do parceiro em potencial, seja em conversa informal em um local público ou reservado, o que importa é garantir que todos se sintam confortáveis e abertos à negociações.

      Caso a sua empresa não seja muito conhecida, é importante destacar seus atributos e potenciais. Entretanto, o ideal é que a sua apresentação dê destaque aos benefícios que o seu parceiro obterá firmando a parceria.

      Além disso, é preciso alinhar os seus interesses aos dos outros gestores. Se você está tentando fazer um acordo com líderes que estão muito focados em lucro, será preciso apresentar projeções financeiras. Da mesma forma, se a empresa-alvo se destaca por ser um negócio com forte apelo ambiental, por exemplo, é importante explicar como o projeto a favorece nesse sentido.

      Conteúdo

      O conteúdo da sua proposta deve ser exclusivo e alinhado com as necessidades e interesses específicos do parceiro com que deseja colaborar. Uma das piores coisas que podem acontecer é o gestor pensar que você, simplesmente, encaminhou um modelo de proposta único para várias pessoas aleatoriamente, esperando a primeira a aceitar. Verdadeiro descaso.

      Seu futuro parceiro deve se sentir valorizado, pois isso o tornará mais receptivo a sua proposta. De maneira geral, ela deve explicar para quê, como, quando e quanto esse projeto representará em termos de investimentos e ganhos.

      Sinta-se livre para montar seu documento ou apresentação da maneira que achar mais profissional ou adequada para seus parceiros. Apenas assegure que as seguintes informações estarão nela:

      • objetivo: breve apresentação sobre o propósito da parceria e a razão do contato;
      • ações: explicar como a parceria acontecerá e atividades que serão feitas por cada parte;
      • benefícios: deixar claro as vantagens da parceria em diferentes aspectos;
      • período: tempo de duração da parceria;
      • exemplos: parcerias de sucesso da sua empresa (se houver);
      • investimento: valores que deverão ser desembolsados por ambas as partes;
      • projeção de resultado: apresentar uma previsão de lucro ou resultado para o projeto.

      Condições

      Por fim, cite as condições do contrato para que o projeto não fuja ao seu controle ou perca sua finalidade. Sua marca, operação ou gestão pode apresentar alguma restrição em relação à campanhas ou projetos que precisam ser destacados.

      Você também deve oferecer garantias para o seu parceiro, já considerando exigências que ele certamente terá. É fundamental que todos os envolvidos se sintam confortáveis com a parceria e com seus resultados. Naturalmente, contrapropostas podem surgir, e caberá ao responsável pela negociação harmonizar todas as sugestões para evitar problemas e conflitos de interesse.

      Como escolher boas empresas parceiras?

      Um bom parceiro comercial pode ser um blog, um empresa de serviços, um fornecedor, entre outros. A questão é saber onde essas pessoas e organizações estão, bem como escolhê-las da forma certa. Para isso, algumas práticas podem ajudar.

      Estude as parcerias dos seus concorrentes

      Já falamos sobre a importância de estudar seus concorrentes, mas dessa vez, o objetivo é analisar especificamente as parcerias realizadas por eles e que foram bem-sucedidas. Isso nos dá uma visão mais clara sobre o tipo de empresa que é realmente capaz de contribuir para um negócio do seu segmento.

      Avalie concorrentes indiretos

      Por mais contraditório que pareça, muitos concorrentes podem se tornar parceiros, desde que vocês não estejam promovendo exatamente o mesmo serviço. Uma empresa que vende um produto diferente do seu pode estar roubando tráfego do seu site, por exemplo. Nesses casos, unir esforços de divulgação pode ampliar a audiência de ambos e minimizar o impacto da concorrência.

      Verifique o perfil e a reputação de possíveis parceiros

      Da mesma forma que uma parceria pode elevar o status da sua marca, outras podem comprometer seriamente a sua reputação. É necessário ter muita cautela na escolha dos parceiros e garantir que a união das duas empresas será vista como algo coerente e positivo pelo público.

      Faça networking

      Fortaleça a sua rede de contatos participando de projetos, pesquisas e eventos. Essa é a melhor forma de conhecer outras empresas e seus representantes, além de permitir que elas também descubram os diferenciais e atributos do seu negócio.

      Mantenha sua empresa aberta a parcerias

      À medida que a sua marca ganha espaço e reputação no mercado, mais propostas de parceria surgirão. É perfeitamente possível que o seu melhor parceiro venha até você, e não o contrário.

      Para isso, sua empresa deve se mostrar aberta a oportunidades. Uma boa forma de fazer isso é se posicionar como um empreendimento atual, flexível e inovador.

      Como nutrir o relacionamento com essas empresas?

      As parcerias podem ser pontuais, de longa data ou permanentes. Independentemente disso, é importante nutrir o relacionamento com essas empresas para que os benefícios atuais sejam mantidos e futuras oportunidades se mantenham disponíveis.

      Muitas empresas adotam estratégias de comunicação exclusivas para sua rede de parceiros, às vezes, até mais amplas do que as dirigidas aos consumidores. Isso acontece porque as parcerias são realmente necessárias para que um negócio se mantenha girando e, tal como um cliente, esses parceiros precisam ser acompanhados e valorizados.

      Além disso, ainda que a parceria se dê na operação interna do negócio, é importante divulgá-la em campanhas na mídia e nas redes sociais, de modo a firmar esse laço publicamente e contar com o próprio engajamento do público para fortalecê-lo. No fim, quem deve sair ganhando mesmo é o cliente, caso contrário, essa união jamais se manterá.

      Agora, você sabe o que é, a importância e como elaborar uma proposta de parceria atrativa para seus potenciais parceiros. Seu papel é colocar essas orientações em prática para começar a fazer a sua empresa evoluir junto a outros negócios e o próprio mercado.

      Que tal se inspirar com uma parceria que deu muito certo? Confira o nosso case e descubra todos os pontos que tornaram a união entre a escola online Stoodi e a Rock Content um grande sucesso!

      Compartilhe
      facebook
      linkedin
      twitter
      mail

      Inscreva-se em nosso blog

      Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

      Posts Relacionados

      Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

      Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!