Por Raphael Pires

Publicado em 23 de fevereiro de 2018. | Atualizado em 16 de julho de 2020


ara entender melhor o perfil dos publicitários, realizamos uma pesquisa aprofundada e compartilhamos as estatísticas coletadas. Confira!

A especialidade do time iClips é a de entender a realidade dos publicitários e de suas agências para oferecer soluções de gestão. Para isso, diariamente, acompanhamos profissionais de publicidade e propaganda ao redor do Brasil e elaboramos pesquisas aprofundadas.

Somente dessa forma nosso time sai do ideal, mergulha no real e entrega soluções alinhadas às necessidades do público.

Hoje, resolvemos compartilhar um pouco sobre o que descobrimos. Para isso, montamos um compilado de informações sobre o perfil publicitário que falaremos sobre seguindo os pontos abaixo.

  • O perfil publicitário;
  • Gráficos retirados do Audience Insights — ferramenta do Facebook;
  • Os costumes do publicitário;
  • A rotina de trabalho do publicitário;
  • Qual a formação acadêmica dos publicitários;
  • Como crescer na área;
  • Como fica a qualidade de vida do publicitário.

Na hora de contratar esses profissionais, com certeza esses dados poderão ajudar. Confira!

O perfil publicitário

Para entender um pouco melhor sobre o perfil publicitário, nosso time de marketing levantou alguns dos principais canais, portais e blogs acompanhados pelo público. 

Alguns desses canais foram o blog Vitamina Publicitária, a página da Resultados Digitais e Publicitários Criativos

Em seguida, usamos, em 23 de Fevereiro de 2018, o mecanismo Audience Insights oferecido pela rede Facebook para entender o público. Inserimos o interesse nos canais levantados pelo nosso time dentro da ferramenta e iniciamos a coleta dos dados que você confere a seguir.

A localização

A maior parte do público publicitário do Brasil está em São Paulo. Em seguida, Rio de Janeiro. Um ponto interessante de se observar é o aumento do público em Manaus, 15% a mais nos últimos trinta dias.

Gráficos retirados do Audience Insights — ferramenta do Facebook

A idade e o gênero

publicitários
 Gráficos retirados do Audience Insights — ferramenta do Facebook

Quanto ao gênero, 57% são mulheres e 43% corresponde ao sexo masculino. Em comparação com todo o Facebook — segundo a própria rede, a maior parte da audiência corresponde ao sexo feminino, 54% — a tendência é acompanhada pelo público publicitário.

Quando a questão é a faixa etária, temos a maior parte concentrada entre 18 e 34 anos. Entre 18 e 24, encontra-se 24% do público feminino e 27% do masculino. Enquanto que na faixa entre 25 e 34 anos, está 29% do feminino e 32% do masculino.

A partir disso pode-se perceber que entre os 18 e 34 anos, o perfil publicitário é predominantemente masculino, 59%, se contrapondo com 53% do feminino. Apesar de no total o público ser predominantemente feminino, a faixa etária com maior público tem a maior parte masculina.

Com isso, pode-se presumir que o público composto por homens mergulha no mercado publicitário com menos idade que o feminino.

 Relacionamento e nível educacional

publicitários
 Gráficos retirados do Audience Insights — ferramenta do Facebook

Quanto ao relacionamento, 47% afirma ser casado enquanto 30%, solteiro. Sobre o nível educacional, 66% possui nível superior, enquanto 30%, apenas ensino médio e apenas 4% uma pós-graduação.

Os costumes do publicitário

Ainda utilizando a ferramenta Audience Insights, levantamos alguns dos costumes do publicitário dentro da rede social mais popular do mundo

A frequência das atividades

Publicitários
 Gráficos retirados do Audience Insights — ferramenta do Facebook

Os profissionais da propaganda não costumam resgatar promoções nem compartilhar publicações em sua linha do tempo e perfil. Em contrapartida, estão sempre curtindo muitas publicações, clicando em anúncios e postando comentários.

Os dispositivos mais utilizados

publicitários
 Gráficos retirados do Audience Insights — ferramenta do Facebook

Quanto ao uso de dispositivos, a preferência é pelos que possuem sistema Android. Um outro ponto a ser destacado é a utilização de desktop. De acordo com a ferramenta de pesquisa, nos últimos trinta dias, houve uma queda de 64% na utilização de computadores.

A rotina de trabalho do publicitário

Para entender um pouco melhor sobre a rotina de trabalho do publicitário, foi analisado o iZoom 2018, pesquisa que teve o objetivo de levantar dados sobre a gestão das agências do Brasil, foi disponibilizada gratuitamente para todo o público e possui boas informações sobre a rotina do público. Confira!

O trabalho na área financeira

publicitários

De acordo com o iZoom 2018, 66,82% dos publicitários que são proprietários de uma agência coordenam o setor financeiro da empresa e não delega essas tarefas.Segundo a especialista em gestão de pessoas, Érica Quintão, “com o crescimento da empresa criativa, em algum momento esse perfil inevitavelmente terá que ser alterado, caso o objetivo da agência seja realmente crescer“.

As dificuldades enfrentadas 

publicitários

Quando o assunto são as dificuldades enfrentadas por esses profissionais, mais de 40% são relacionadas à conquista de novos clientes para as empresas em que trabalham. 

Em segundo lugar, com 40,9% dos votos, está o desafio de saber rentabilizar sua empresa criativa. 

De acordo com Rafaele Fachinetto, supervisora comercial  que lida diariamente com agências de todo o Brasil, esse panorama está muito alinhado com a realidade. Isso porque muitas vezes as faculdades de Propaganda e relacionadas à área não oferecem capacitação em gestão empresarial. E, a partir disso, esses profissionais acabam enfrentando dificuldades em conduzir uma empresa tão complexa como uma agência de publicidade. A solução é contar com ajuda especializada. No mercado há muitas. Desde ferramentas até consultores”.

Permanência na empresa

publicitários

De acordo com o iZoom, a maior parte das agências brasileiras possuem um turn over inferior a 5%.

Mas, um dado assustador é o de que quase 30% das agências possuem um turn over superior 6%.

Os salários oferecidos

Uma hipótese levantada por muitos profissionais para as taxas elevadas de turn over é a questão salarial.

Sobre esse ponto, foram analisados mais uma vez os dados do iZoom. A partir da análise, foi constatado que:

  • 43,8% dos profissionais recebem até R$1.500;
  • 39,2% recebem de R$1.501 a R$3.000;
  • 15,4% recebem entre R$3.000 e R$5.000;
  • E apenas 1,5% possuem folha de pagamento maior que R$5.001.

Fazendo uma relação entre as taxas de turn over com a questão salarial, segundo Érica Quintão, “muitos pensam ser isso [o alto turn over] um problema acarretado pelos baixos salários. Porém, a situação é um pouco mais complexa do que simplesmente a questão salarial! A remuneração pode ser um dos fatores que compõem um arsenal mais complexo.”

No contexto, Érica se refere a arsenal como um grupo de tópicos que juntos influenciam a permanência de um colaborador. Alguns desses pontos são o ambiente acolhedor, o alinhamento entre as atividades propostas com as executadas, a capacitação contínua do time, a integração entre a equipe, a localização da empresa, os benefícios, entre outras questões.

Após toda a análise, nosso time pontuou alguns tópicos mais importantes sobre o perfil publicitário. São eles:

  • apesar de a maior parte do público publicitário ser do sexo feminino, na faixa etária entre 18 e 34 anos a predominância é do gênero masculino;
  • publicitários não costumam compartilhar postagens. Em contrapartida, são engajados em publicar comentários e curtir publicações;
  • a maior parte dos profissionais de propaganda estão concentrados em São Paulo e Rio de Janeiro. No entanto, houve um acréscimo considerável nos últimos 30 dias para a região de Manaus;
  • a maior parte do público, 47%, é casado;
  • apesar de mais de 60% terem concluído uma graduação, apenas 4% deram continuidade ao nível de pós-graduação;
  • 87% dos publicitários utilizam dispositivos com sistema Android;
  • mais de 60% dos profissionais que são proprietários de agências lidam diretamente com o setor financeiro;
  • mais de 44% dos profissionais de propaganda possuem dificuldades na conquista de novas contas e mais de 40% na rentabilidade dos jobs;
  • mais de 30% das agências de publicidade possuem um turn over entre 6 a 10%;
  • apenas 1,5% dos profissionais recebem salários superior a R$5.001 e mais de 40% possuem salários inferiores a R$1.500.

Qual a formação acadêmica dos publicitários?

A legislação que regulamenta a profissão de publicitário é bastante antiga. Trata-se da Lei nº 4.680, de 1965, sancionada pelo ex-presidente Humberto Castello Branco. O documento afirma que esses profissionais são aqueles que exercem funções de qualquer natureza em agências de comunicação ou empresas que produzem propaganda.

Apesar disso, não há uma regulamentação sobre a formação acadêmica dos publicitários. Embora o curso de Publicidade e Propaganda seja oferecido por muitas universidades brasileiras, ele não é obrigatório para o exercício da profissão. Por isso, outras formações, em áreas correlatas também são comuns entre os profissionais do setor.

Como você pode perceber na definição da lei que regulamenta a profissão, qualquer atividade voltada à produção de propaganda se caracteriza como uma função do publicitário. Isso é muito amplo e envolve o trabalho de redatores, roteiristas, designers e muitos outros.

De tal maneira, profissionais formados em Jornalismo, Relações Públicas, Letras, Ciências Sociais, Design Gráfico, entre outras áreas que possam desenvolver atividades de propaganda, muitas vezes acabam atuando como publicitários.

Existem até mesmo publicitários famosos que não são formados em Publicidade e Propaganda, mas sim oriundos de outras áreas e que se encontram nessa profissão. Para conquistar esse espaço, fizeram um bom planejamento de carreira e seguiram se aperfeiçoando sempre.

Como crescer na área?

Os publicitários que desejam crescer na área e ter uma carreira consolidada, precisam tomar algumas medidas para guiar os passos profissionais. A seguir, apresentamos algumas atividades comuns para isso. Confira!

Considere fazer uma pós-graduação

A área da publicidade é muito ampla e mesmo cursando a faculdade com formação específica para ela, abre-se um leque de oportunidades para o graduado. O publicitário pode trabalhar com textos, com criação de imagens, vídeos, fotografia, marketing, e com tantas outras atividades.

É por isso que, muitas vezes, é uma boa prática que o profissional faça uma pós-graduação para se especializar na área que deseja atuar. Uma pessoa formada em Publicidade e Propaganda pode cursar uma especialização em Comunicação Digital caso deseje seguir carreira nesse segmento, por exemplo.

Caso queira atuar como pesquisador acadêmico, além das especializações, o publicitário pode ingressar em programas de mestrado e doutorado. Assim, também poderá atuar como professor em universidade e faculdades, formando novos profissionais.

Pratique o networking

Os publicitários que desejam crescer na carreira, precisam ser adeptos ao networking. Isso é essencial para que se tenha um nome conhecido e novas oportunidades se abram cotidianamente.

O networking pode ser desenvolvido ao participar de eventos, como congressos, seminários e palestras da área, por exemplo. Nesses encontros, leve o seu cartão de visitas e interaja com outros participantes, para que eles conheçam o seu trabalho e possam te procurar para futuras vagas de trabalho ou parcerias.

O networking também pode ser praticado virtualmente. Seja ativo em grupos fechados para profissionais do segmento no Facebook e mantenha um perfil atualizado no LinkedIn. Assim, você poderá fazer trocas de conhecimentos e indicações com outros profissionais.

Faça cursos livres

A área da comunicação é muito dinâmica e influenciada pelas novas tecnologias. Um publicitário que se formou anos atrás e trabalhava produzindo anúncios para veículos tradicionais, como a TV e os jornais impressos, por exemplo, precisa se reinventar para trabalhar na web que apresenta outra linguagem.

Em função das rápidas mudanças no meio publicitário, os cursos livres são muito necessários para desenvolver habilidades específicas, como novas técnicas e o uso de ferramentas. Na internet, existem diversos treinamentos de qualidade que podem ser realizados, e muitos de forma gratuita.

Como fica a qualidade de vida do publicitário?

O publicitário também precisa ter qualidade de vida, mais autonomia no trabalho para conquistar resultados positivos na sua carreira e também na vida pessoal. Veja algumas dicas para isso na sequência!

Estabeleça uma rotina de trabalho

Muitos publicitários trabalham como freelancer ou no esquema home office, sendo usualmente cobrado por tarefas realizadas e não por horas trabalhadas. Por isso, estabelecer uma rotina de trabalho se torna essencial.

Com o uso de sistemas de gestão em workflow, como o iClips, é possível trabalhar a distância com qualidade e prestatividade. É recomendado que se defina, no entanto, horários para trabalhar garantindo uma boa produtividade.

Defina um horário médio de trabalho

Assim como em outras profissões, o publicitário deve trabalhar cerca de 8 horas por dia, com exceções para situações urgentes em que é necessário fazer horas extras. É preciso organizar os fluxos de trabalho para que isso seja cumprido, sem prejudicar o cumprimento das tarefas.

Nas agências de comunicação, o trabalho também deve seguir essa média de horário, seguindo as determinações trabalhistas previstas na CLT.

Organize bem as suas tarefas

É necessário que os publicitários mantenham as suas tarefas muito bem organizadas no dia a dia. O uso de softwares de gestão específicos para essa área é essencial para isso, uma vez que permitem a criação de tarefas com prazos determinados.

O ideal é que se dê prioridade para as atividades mais urgentes, evitando que os prazos estourem ou que prejudique os clientes. Assim, será possível estabelecer uma relação de confiança com quem contrata os seus serviços. Aja sempre com estratégia!

Faça atividades de lazer

Para ter mais qualidade de vida, nos momentos em que não estiver trabalhando, reserve um tempo para as atividades de lazer. Praticar exercícios físicos, assistir filmes e séries, ler livros interessantes, ter um hobby, entre outras ações, são importantes para a saúde do corpo e da mente.

Os publicitários são profissionais que precisam ser criativos e é nos momentos de descontração e lazer que, muitas vezes, surgem as melhores ideias e insights para os projetos. Por isso, desenvolver essas atividades em paralelo à rotina de trabalho é tão importante.

Entendido sobre os hábitos, costumes, formação, habilidades e outras curiosidades sobre o trabalho dos publicitários? Compreender sobre isso é muito importante não só para os estudantes e aspirantes, mas também para quem já atua na área. Afinal, precisamos nos reinventar sempre, não é mesmo?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o perfil dos publicitários, que tal continuar se aprofundando no assunto? Convidamos você a ler o nosso artigo que explica como funciona a regulamentação da publicidade na internet.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *