Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 3 de abril de 2020. | Atualizado em 17 de julho de 2020


O Stripe é uma das principais plataformas de pagamento atuais, sendo um dos concorrentes mais conhecidos do PayPal. Ela oferece um sistema integrado a qualquer site, seja ele WordPress, seja outro comum, com soluções simplificadas e discretas, valorizando as marcas.

Encontrar uma boa solução de pagamentos para um site é uma necessidade fundamental para quem gerencia e-commerces ou gera algum conteúdo que dependa de doações. Em qualquer uma dessas ocasiões, a ferramenta ideal precisa ter condições de repasse justas, com taxas adequadas, além de um funcionamento conveniente e repleto de vantagens — tudo o que o Stripe oferece para quem usa o WordPress ou outra solução.

Esse sistema tem se destacado entre os principais do mercado atualmente. A startup recebeu investimentos de grande porte, valendo bilhões de dólares. Esse sucesso vem por meio de alguns pontos que alçaram o Stripe ao patamar que ela se encontra, como a facilidade de integração com sites, a operação simplificada e, principalmente, os valores de uso bem mais acessíveis.

Algumas gigantes mundiais têm usado o Stripe e, por isso, nossa missão neste post é mostrar um pouco mais por que ela tem sido uma ótima opção. No conteúdo, falaremos:

  • O que é Stripe?
  • Quais são os principais recursos da ferramenta?
  • Como funcionam suas taxas?
  • Afinal, como instalar essa plataforma no WordPress?

Continue a leitura e confira!

O que é Stripe?

O Stripe é uma plataforma de pagamentos para a web, podendo ser adicionada como gateway em qualquer site, especialmente em sistemas CMS, como o WordPress. A função dessa ferramenta é receber pagamentos, transferências, doações e qualquer tipo de transação financeira que seja comum a e-commerces ou a qualquer tipo de site da web.

Como comparação, o Stripe é uma empresa da mesma categoria, e que realiza o mesmo papel, da gigante PayPal — é, inclusive, a principal concorrente dela atualmente. As razões para alcançar esse patamar tão alto, mesmo sendo uma empresa discreta, começam a ser entendidas diante dos investimentos que a companhia recebeu: US$460 milhões.

Fundada em 2010, a empresa teve uma rápida ascensão, justamente porque se baseou em praticidade e facilidade. Esse foi o ponto de partida que motivou sua criação e também foi o que fez o Stripe crescer, ao ponto de ser avaliada em US$20 bilhões. Segundo ela própria, seu número de usuários já chegou à casa dos milhões, tendo alguns bastante ilustres, como:

  • Google;
  • Uber;
  • Twitter;
  • Slack;
  • Amazon;
  • Adidas;
  • Best Buy;
  • Lyft;
  • HubSpot.

Por mais que atenda a todas essas grandes companhias, o Stripe é muito pouco conhecida do público geral. O motivo é simples: ela é mais utilizada como uma ferramenta integrada, ou seja, ela atende diretamente as empresas, gerando o sistema de pagamento internamente em seus sites.

Por funcionar como um gateway, o Stripe não é enxergada em um processo de compras tradicional em grandes e-commerces. Em relação à interface, o usuário faz todo o pagamento em um ambiente próprio do site em que está comprando, mas essa estrutura de recebimento é o sistema do Stripe que automatiza e gerencia.

Esse perfil B2B, no entanto, não é restritivo às grandes empresas. Por mais que o público geral não conheça tanto, o Stripe é uma plataforma de pagamentos totalmente acessível às pequenas empresas, especialmente as desenvolvidas em projetos iniciantes, em WordPress.

Quais são os principais recursos da ferramenta?

O Stripe não chegou em um patamar tão alto à toa. Suas funcionalidades, sua abordagem como prestadora de serviços e a relação que tenta estabelecer com seus clientes, sejam eles pequenos empreendedores, sejam gigantes de seus mercados, são pontos básicos para essa ascensão. A seguir, conheça os recursos e diferenciais que constroem o que o Stripe é hoje.

Integração simplificada

Talvez o principal diferencial do Stripe seja a facilidade de integrar essa plataforma de pagamento a um site, o que nem sempre é tão fluído como deveria ser. A empresa tem a premissa de gerar essa naturalidade na hora de configurar a plataforma, gerando um cenário em que a preocupação se torne apenas a gestão das finanças, e não a parte que envolve gerir um gateway de pagamentos.

A tecnologia do Stripe é totalmente adaptável a qualquer interface, por isso ela funciona bem em projetos de qualquer tamanho. Quanto à parte técnica, basta copiar as linhas de código já prontas e usar no seu site. Esse processo é feito a partir da escolha da estrutura ideal, considerando o que esse cliente precisa como solução para seus pagamentos.

Atuação invisível

Um dos grandes problemas em uma experiência de compra é ter que ser levado a outro site no momento do pagamento, durante a etapa de checkout. Clientes preferem realizar todo o processo no mesmo ambiente, especialmente por ser dentro da sua interface. Quando isso não acontece, os riscos de abandono de carrinho crescem. No Stripe, é diferente!

A empresa trabalha de forma discreta, fornecendo a infraestrutura de pagamento totalmente personalizável ao seu cliente. Assim, se você deseja utilizar o Stripe como sua plataforma de pagamentos em um e-commerce, você cria todo o fluxo do processo, mas sem que o cliente saia do seu site para pagar na plataforma desse gateway, como acontece com o PayPal.

Recursos de segurança

Sem dúvidas, segurança é um pilar fundamental quando o assunto é pagamento online. Grandes empresas não querem arriscar sua reputação utilizando soluções que não garantem processos livres de riscos. Diante disso, o Stripe trabalha com uma ferramenta própria chamada Radar, que é a sua solução de análises de operações de pagamento capaz de detectar tentativas de fraudes.

Powered by Rock Convert

Esse sistema estuda comportamentos e analisa dados de diversos clientes de sua base, justamente para entender como funcionam as transações mais comuns. Assim, ela cria um banco de informações que possibilita análises a cada pagamento ou transação feita. Se houver a suspeita de comportamento criminoso, automaticamente, ela age para proteger cliente e consumidor.

Suporte a empreendedores

O Stripe criou um programa chamado Stripe Atlas, que tem uma plataforma de suporte ao desenvolvimento de negócios de empreendedores ao redor do mundo, mas que desejam estabelecer suas empresas nos EUA. Assim, você pode criar um site de vendas sem precisar estar no país, gerindo tudo remotamente, com todo o suporte necessário nesse momento inicial.

Essa é uma forma de negócio paralela da empresa, que vai muito além do seu core business, mas que é parte de sua estratégia de expansão de marca e também de mercado. É cada vez mais comum ver empresas de pagamento ampliando suas ações para o sentido de serviços financeiros, e é nessa mesma linha que o Stripe parece seguir.

Como funcionam suas taxas?

As taxas cobradas pelas plataformas de pagamento são uma questão fundamental a ser analisada. Afinal, é assim que será possível entender se é viável ou não contar com aquela solução. Um dos destaques do Stripe é sua cobrança, que do ponto de vista do mercado é bastante justa. Para pequenas e médias empresas, a relação fica ainda mais vantajosa nos percentuais de desconto.

Basicamente, o que você precisa saber é que o Stripe desconta 2,99% + R$ 0,50 de cada compra realizada. Essa é a forma que a empresa cobra a sua atuação no Brasil, sem nenhuma variação relacionada às moedas, já que o desconto é todo feito em Reais. Não há taxas de configuração, cobranças mensais, estorno, ou qualquer outro tipo de cobrança escondida.

Esse é mais um dos pontos de destaque da relação do Stripe com o seus clientes: a transparência é real e concreta, baseada na ideia de que só se paga pelo que usa. Assim, você só receberá cobranças se realizar vendas com o Stripe atuando como a plataforma de pagamentos.

A plataforma tem serviços adicionais para empresas de maior porte, que geram mais custos, mas eles são opcionais. A fim de controle, o usuário consegue acessar relatórios de cobranças, com a descrição das taxas, em tempo real no seu dashboard de gestão das suas vendas com o Stripe. Assim, é possível realizar um acompanhamento muito mais rastreável.

Você também pode se interessar por estes outros conteúdos!
👉 
Rock Stage: a solução completa em performance, conversão e segurança no seu WordPress
👉 
Entenda quais são os passos para a criação de um site profissional
👉 
Conheça os 10 melhores sites de domínio

Afinal, como instalar essa plataforma no WordPress?

Se você se interessou pelo Stripe e pretende usá-la, vamos ajudar a integrar a solução em seu site WordPress. Confira, a seguir, um passo a passo simplificado que pode ajudar você a ter uma plataforma de pagamentos em alguns minutos!

Baixe o plugin

Não há um plugin do Stripe para WordPress, o que pode gerar certa confusão nos usuário — mas há como usá-la em sites da plataforma sem maiores problemas. Para isso, é necessário baixar o plugin WP Simple Pay Lite for Stripe. Nessa etapa, é o processo simples de buscá-lo na loja do WordPress, na aba “Plugins”.

stripe

Faça o cadastro no Stripe

Agora, você precisa criar a sua conta no Stripe. Basta acessar o site da companhia e realizar o procedimento simples para, então, seguir para a etapa de configuração diretamente no WordPress.

Configure no WordPress

Uma vez instalado o plugin, clique sobre seu ícone na barra lateral do WordPress e selecione as opções de configuração. Vá na opção “Stripe Keys” e insira suas chaves API. Você consegue encontrar essa informação acessando a sua conta no Stripe, no dashboard de informações. Após inserir essas chaves, basta clicar em “Save Changes”.

stripe

Ainda nesse mesmo menu, mas na aba “Default Settings”, você precisará inserir algumas informações gerais, como o nome do site, a moeda, entre outros detalhes. São informações gerais, mas que são essenciais para o processo. Depois de preencher tudo, clique novamente em “Save Changes”.

stripe

Adicione botões

Por fim, com os plugins instalados, você está pronto para começar a receber pagamentos com o Stripe. Para facilitar, você pode usar o plugin WP Simple Pay Lite Companion, que é uma versão voltada apenas para otimizar a criação de botões de pagamento em qualquer página do seu site.

Com tantos recursos interessantes e uma proposta de tornar a relação entre pagamentos e empresas mais simples, sem dúvidas, o Stripe consegue cumprir um papel de destaque. Como você viu, ela atende bem tanto gigantes do e-commerce quanto pequenas empresas, que estão só começando.

Na gestão do seu site WordPress, quais plugins você costuma usar? Confira a lista que elaboramos com uma seleção incrível daqueles que acreditamos ser essenciais!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *