Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 27 de março de 2020. | Atualizado em 8 de setembro de 2020


Nestes tempos de coronavirus no Brasil, muitas empresas se determinaram a prospectar novas oportunidades de negócio pela internet cujo canal principal é o site. Nisso surge a dúvida: afinal, como fazer um site? Para sanar essa dúvida de uma vez, redigimos este post.

Devido a quarentena estabelecida após a informação sobre o que é o coronavirus e sua proliferação, lojas físicas tiveram de começar um negócio para a internet para não precisar tomar a decisão de fechar as portas. Porém, alguns donos de negócio não sabem por onde começar, sequer como fazer um site

Se este também for o seu caso (ou se você simplesmente concluiu que chegou o momento de trazer a sua empresa para o mundo virtual), este artigo é para você. Na realidade, recomendamos que você não o leia somente uma vez, mas sim que o tenha como um guia para a criação do site do seu negócio e que recorra a ele toda vez que precisar consultar algum ponto.

Powered by Rock Convert

Ao longo do artigo passaremos pelos seguintes pontos:

Portanto, se você ainda tem dúvidas sobre como fazer um site que traga resultados e sucesso para o seu negócio, continue a leitura.

Por que a sua empresa precisa de um site?


como fazer um site

Você já deve ter se feito essa pergunta, não é mesmo? Afinal de contas, com tantas empresas fazendo vídeos no YouTube ou recorrendo a influencers para promover sua marca no Instagram, qual é a necessidade de ter um site, um dos tipos de canal mais antigos da internet?

Bom, a razão é porque um site continua sendo o principal canal online que empresas usam para gerar oportunidades de negócio, pois é ele que o seu público acessa quando tem interesse em comprar algum produto ou serviço seu. 

Por mais que as redes sociais ocupem a atenção das pessoas e que as plataformas de vídeo as deixem entretidas, esses canais não são específicos para apresentar a sua empresa e oferecer um espaço para geração em leads ou clientes. 

Claro que você pode gerar negócios neles, mas o site é o principal de todos eles e deve ser construído com base na sua estratégia de Marketing Digital. 

Mas, como é feita uma estratégia de Marketing Digital?

Embora algumas pessoas possam pensar que uma estratégia requeira uma alta complexidade, ela é composta por dois pontos principais: persona e funil de vendas.

O que é a persona?

A persona é um personagem semi-fictício baseado no seu cliente ideal. Portanto, todos os conteúdos do seu site devem ser escritos para ela. 

Para criar a sua persona, é preciso conhecer bem o seu público a fim de identificar os objetivos que eles querem alcançar e os desafios que os dificultam de chegar lá. Por que saber disso é importante? Porque as suas soluções descritas no site serão baseadas nesses pontos.

Vejamos o exemplo de uma empresa que oferece um software de controle financeiro voltado para donos e gestores de negócio que desejam otimizar os seus custos e não ficarem mais vulneráveis ao Excel. A chamada para atrair clientes poderia ser esta:

Venha conhecer o nosso software, um dos mais sofisticados do mercado!

Ou esta:

Cansado de fazer a gestão em planilhas? Procurando otimizar os seus custos? Nosso software pode te ajudar! Confira!

Não preciso te perguntar qual das duas chamadas parece mais atrativa, pois certamente é a segunda, justamente porque ela foi baseada na persona.

Você pode criar a sua usando o Gerador de Personas desenvolvido pela Rock Content. Clique aqui para conferir.

O que é funil de vendas?

O funil de vendas é uma representação da jornada que o cliente faz para comprar o seu produto ou serviço. Afinal, nenhum cliente chega até você por acaso, ele parte de um ponto que chamamos de TOFU. Não, não estamos falando daquele alimento produzido a base de soja e sim do primeiro estágio do funil. Vamos conhecer cada uma?

Topo do funil

Também chamado de TOFU, é o momento em que a sua persona descobre ter um problema. Seguindo o mesmo exemplo usado acima, neste estágio, a persona se dá conta de que continuar fazendo a administração financeira da empresa em planilhas de Excel cujos dados podem ser perdidos ou manipulados é um problema.

Meio do funil

Este momento é conhecido como MOFU, quando a persona começa a buscar soluções para o problema que ela tem. Portanto, ela passa a perceber que um programa voltada para gerir as finanças da empresa pode ser a solução ideal.

Fundo do funil

Por fim, no estágio também apontado como BOFU, a persona encontra a empresa cujo serviço parece ser o mais adequado. Assim, é neste momento em que ambas as partes apertam as mãos para fechar o negócio.

Confira também estes conteúdos:
👉 Google PageSpeed Insights: como fazer seu site obter mais resultados?
👉 Como fazer o layout de um site em 10 passos
👉 Conheça o Rock Stage, a solução da Rock Content para criação de sites em WordPress

Ok, mas como aplico essa estratégia no meu site?

Uma vez que estes dois pontos da estratégia estejam definidos, você pode redigir os conteúdos das páginas do seu site sempre considerando a sua persona e o funil. Em via de regra, elas costumam ser as que seguem abaixo:

  • home: este é o espaço em que você apresenta a sua empresa;
  • quem somos: aqui você conta mais detalhes e o histórico do seu negócio;
  • serviços ou produtos: nesta parte, você descreve as suas ofertas;
  • contato: aqui você insere o formulário ou meios de contato com a sua empresa.

Contudo, não basta apenas escrever bons textos nestas páginas, pois isso não é o suficiente para que elas apareçam nos resultados de pesquisa do Google. Para isso, é necessário otimizá-las para SEO, assunto sobre o qual falaremos agora.

O que é SEO?

SEO é a sigla de Search Engine Optimization, ou seja, otimização para os sistemas de busca. Sabe quando você faz uma procura no Google e encontra resultados na primeira página abaixo da parte de anúncios? Bom, esses sites estão lá por duas razões: pela qualidade do conteúdo e pelas técnicas de SEO nele aplicadas.

Bom, mas o que são essas técnicas de SEO, afinal? Você pode aprendê-las conferindo este guia que produzimos após concluir a leitura deste artigo. Por hora, apontamos abaixo as principais boas práticas de SEO que não podem estar ausentes no seu conteúdo.

Palavra-chave

A palavra-chave será a base do texto de cada página do seu site, pois elas nada mais são do que os termos que as pessoas inserem no Google e outros buscadores para encontrar o que estão procurando.

“Software de gestão financeira” pode ser um exemplo de palavra-chave. Portanto, uma empresa que tenha esse tipo de produto e deseja que a página que fala sobre ele apareça nos resultados de busca online toda vez que alguém procurar por ele precisa inserir essa palavra dentro do texto.

Porém, cuidado! O excesso de inserções pode fazer o tiro sair pela culatra, pois o Google interpreta isso como prática de Black Hat. Portanto, coloque-a em pontos estratégicos do texto que são: título, subtítulo, primeiro e último parágrafo. 

Heading Tags

Apesar do nome peculiar, na realidade, heading tags se referem aos subtítulos do texto. Porém, é importante que eles sejam organizados hierarquicamente em prol de um melhor entendimento do algoritmo do Google e uma melhor experiência de leitura dos visitantes do seu site.

Podemos usar este artigo por exemplo. Note que os subtítulos possuem uma hierarquia.

1) Por que a sua empresa precisa de um site?

1.1) Mas, como é feita uma estratégia de Marketing Digital?

1.1.1) O que é persona?

Porém, em vez de usar essa organização acima tal como é aplicada em documentos, usamos as heading tags que são ordenadas por H1, H2 e H3 de modo que ficou assim:

H1: Por que a sua empresa precisa de um site?

H2: Mas, como é feita uma estratégia de Marketing Digital?

H3: O que é persona?

Dessa forma, o texto fica organizado tanto para a indexação no Google quanto para a leitura. 

Escaneabilidade

Sabe os famosos “textões” que algumas pessoas publicam nas redes sociais? Eles são chatos de ler, não é verdade? Por essa razão, os textos do seu site não podem ser assim.

Portanto, use escaneabilidade neles, é uma técnica que torna a leitura do seu texto mais agradável uma vez que você limita cada parágrafo para no máximo cinco linhas e deixa um espaçamento entre um e outro, por exemplo.

Backlinks

Por fim, a inserção de links nos seus conteúdos também é muito importante, pois isso faz com que os visitantes do seu site naveguem por mais páginas que, por sinal, passam a ter mais chances de aparecer nos resultados do Google.

Afinal, se você tem muitos links (tanto internos quanto externos) apontando para a sua página, o algoritmo entende que ela é pertinente e sobe o posicionamento na SERP gradativamente.

Promova o seu site

Para que o seu site tenha destaque, você precisa promovê-lo em outros canais digitais. Isso não deve ser feito somente no começo quando ele tem pouco tráfego, deve ser uma prática aplicada sempre. Portanto, trate de fazer a promoção utilizando:

Quais são as etapas para a criação de um site


como fazer um site

Agora que você sabe a razão de ter um site e todos os pontos estratégicos que ele deve ter, vamos para a parte prática da criação de um site. Começaremos apresentando aqui os três itens necessários para criá-lo: escolha do domínio, escolha do servidor, escolha do CMS.

Como escolher o domínio?

O domínio é o endereço do seu site, ou seja, a URL que as pessoas inserem no navegador para acessá-lo. É importante que o site leve o nome da sua empresa ou, no caso de blogs, a palavra-chave principal nele.

Existem diversas empresas que oferecem esse serviço como a GoDaddy para comprar domínios de extensão .com ou a RegistroBR para a aquisição de domínios .com.br. O preço de um domínio específico pode variar, mas costuma ser a partir de R$ 40 por ano.

Como escolher um servidor?

Os arquivos do seu site precisam estar em algum lugar na internet, por isso você deve escolher um servidor para guardá-los, isso inclui: textos, imagens, vídeos, etc.

Existem dois tipos de servidores: compartilhados e dedicados. Os servidores compartilhados oferecem um espaço na web que você divide com proprietários de outros sites, sendo a opção ideal para sites iniciantes que têm pouco tráfego.

Já os servidores dedicados, como o nome diz, contam com um espaço próprio para o seu site, esta é a opção necessária para os sites que possuem um tráfego alto e precisam de um host mais robusto para mantê-lo no ar.

Como escolher um CMS?

CMS é a sigla de Content Management System, ou seja, sistema de gerenciamento de conteúdo. Portanto, ele será utilizado para a criação e gestão dos conteúdos do seu site.

Muito embora existam variados tipos de CMS no mercado, focaremos aqui no que é mais utilizado pelos donos de negócio por conta de sua simplicidade e eficiência: o WordPress.

Por que o WordPress é o CMS mais indicado?

Houve um tempo em que a criação e alteração dos conteúdos de um site precisavam ser feitos por um desenvolvedor, de modo que os empresários não tinham liberdade de criar e editar os seus próprios conteúdos. Porém, esse problema não existe no WordPress.

Mesmo que não conheça programação, você pode facilmente criar e atualizar conteúdos do seu site, isso é uma grande vantagem, pois torna possível a inserção de novos produtos, serviços, promoções e afins de forma rápida. E, hoje, você ainda pode contar com a ajuda do…

Rock Stage: a ferramenta de criação de sites em WordPress


A partir de agora vamos mostrar como criar o site da sua empresa no WordPress usando o Rock Stage.

O Rock Stage é uma solução desenvolvida pela Rock Content para a criação de sites e blogs em WordPress com foco em resultados. Por meio dele você pode obter os pontos básicos para a criação de um site que, conforme vimos anteriormente, são:

  • domínio personalizado (embora você possa usar um domínio próprio se tiver);
  • espaço em servidor para hospedar o seu site.

Além disso, o Rock Stage também tem integração com as principais ferramentas de automação de marketing para que você possa gerar leads por meio do seu site. Não é a toa que mais de 2500 empresas já optaram pelo Rock Stage, incluindo nomes como:

Quais são os planos do Rock Stage


O Rock Stage possui quatro tipos de planos para que você escolha o mais adequado para a sua empresa no momento. Vamos conhecê-los?

Plano Pro

Este é apropriado àqueles que já estão fazendo negócios online. É destinado à quem tem até 10 mil visitas mensais, o preço é de R$ 99 mensais e inclui:

  • suporte por email e chat;
  • backup semanal;
  • migração gratuita;
  • domínio personalizado;
  • otimização para conversões;
  • otimização para conversões;
  • temas profissionais;
  • integração com MailChimp;
  • SSL incluído;
  • mais rápido (cache);
  • Convert Premium. 

Plano Business

Este é um plano criado para as empresas que precisam de uma alta capacidade e suporte prioritário e que tem até 40 mil visitas mensais. O preço é R$ 299 mensais e inclui:

  • suporte por email, chat e telefone;
  • backup diário;
  • até 200 GM de CDN;
  • migração gratuita;
  • domínio personalizado;
  • otimização para conversões;
  • otimização para conversões;
  • temas profissionais;
  • integração com MailChimp;
  • SSL incluído;
  • mais rápido (cache);
  • Convert Premium. 

Plano Enterprise

Este é voltado para grandes empresas ou sites que estão numa situação muito crítica. O preço dele é sob consulta e contempla:

  • até milhões de visitas por mês;
  • suporte dedicado;
  • backup diário;
  • CDN sob demanda;
  • migração gratuita;
  • domínio personalizado;
  • otimização para conversões;
  • otimização para conversões;
  • temas profissionais;
  • integração com MailChimp;
  • SSL incluído;
  • mais rápido (cache);
  • Convert Premium;
  • onboarding consultivo;
  • assessoria de lançamento;
  • design personalizado.

Como criar um site no Rock Stage em apenas 2 minutos


Como a proposta deste artigo é ensinar como criar o seu site em apenas 2 minutos, vamos agora ao passo a passo de como fazê-lo.

Passo 1: comece agora

A criação de sites pelo Rock Stage é simples e rápida. O primeiro passo é acessar o site do Rock Stage e clicar em “Começar agora”.

criar site grátis

Passo 2: crie o seu site

Em seguida, você verá a página de boas-vindas em que pode fazer login ou se inscrever (o que é o caso). Insira seu nome, e-mail e senha para fazer o cadastro.

Na sequência, clique em “crie um blog” para prosseguir ao próximo passo.

criar site grátis
criar site grátis
criar site grátis

Passo 3: escolha o template do seu site

Todo site em WordPress é baseado num template, isto é, um tema que vai dar o aspecto visual do site. Nesta etapa, escolha as cores adequadas à sua marca e insira a logo da sua empresa.

criar site grátis

Passo 4: escolha o nome e slogan

Nesta última etapa, você deve informar qual é o nome e slogan do seu site. Ao clicar em “Próximo” e em “Crie um blog”, seu site estará no ar!

Viu como é fácil? Estas são as etapas de como fazer um site para a sua empresa no Rock Stage em apenas 2 minutos. E seguindo todas as orientações que trouxemos aqui, seu site terá chances de obter muitos resultados e sucesso!

Para começar agora mesmo, clique aqui e faça seu cadastro no Rock Stage!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *