Por Redator Rock Content

um de nossos especialistas.

Publicado em 20 de fevereiro de 2020. | Atualizado em 24 de julho de 2020


O YouTube Ads é uma ferramenta de mídia paga que faz parte do Google Ads. Os tipos de anúncios são variados, incluindo bumper, in-stream e video discovery ads. Para montar uma campanha, basta criar uma conta no Google e um canal no YouTube e depois se cadastrar no Google Ads.

O conteúdo audiovisual é, sem dúvidas, a bola da vez. Muitas peças são criadas nesse formato, principalmente o vídeo, que está em alta. Por isso, o marketing no YouTube tem um papel fundamental nas estratégias das empresas que querem ter uma forte presença online.

Não é segredo que a plataforma de vídeos do Google é a preferida para o consumo desse tipo de conteúdo. Por isso, os anúncios no YouTube são uma ótima oportunidade para alcançar a sua audiência. Tudo isso contando com recursos como controle de gastos, segmentação de público-alvo e mensuração dos resultados.

Mas, afinal, como funciona o YouTube Ads? Quais são os tipos de anúncios disponíveis? Como criá-los?

Se você tem essas dúvidas, continue a leitura, porque vamos falar sobre tudo isso para que a sua empresa comece a criar campanhas agora mesmo. Neste post, vamos abordar os seguintes tópicos:

O que é YouTube Ads?

YouTube Ads é um serviço de mídia paga que dá às empresas a oportunidade de fazer publicidade na plataforma, inserindo anúncios nos vídeos aos quais o usuário assiste. Por meio de ferramentas de segmentação, você pode fazer sua marca alcançar pessoas que têm o potencial de se tornar clientes.

Como o YouTube Ads faz parte do Google Ads, é por lá que se faz, por exemplo, o planejamento das campanhas, a configuração de público, o ajuste de orçamento e, claro, o acompanhamento das métricas.

Por que anunciar no YouTube?

Em relação a vídeos e ao próprio YouTube, a HubSpot publicou alguns dados muito interessantes na pesquisa State of Marketing Report de 2020. Foi constatado que, em 2019, os vídeos foram o formato mais usado nas estratégias de conteúdo, à frente até mesmo de blogs e infográficos.

Após entrevistar profissionais de vídeo marketing, a HubSpot divulgou que:

  • 87% disseram que os vídeos ajudaram a aumentar o tráfego em seus sites;
  • 80% afirmaram que as peças nesse formato tiveram uma influência direta no aumento das vendas;
  • 83% apontaram que o YouTube traz bons resultados;
  • 88% planejam usar o YouTube em 2020.

Além disso, a duração média dos vídeos em alta foi quase 10 vezes maior que em 2010, e o tempo gasto em conteúdos do tipo “qual produto comprar” dobrou entre 2017 e 2018.

A pesquisa mostrou, ainda, que a plataforma conta com 2 bilhões de usuários mensais, os quais consomem mais de 1 bilhão de horas de conteúdo a cada dia, o que significa bilhões de visualizações. São números impressionantes, não é verdade?

Ao analisar esses dados, será que sobra alguma dúvida de que vale a pena anunciar no YouTube? Bem, quando se faz um mapeamento de persona, um dos fatores levados em conta tem a ver com os canais que ela usa para consumir conteúdo, não é verdade?

Sendo assim, se a sua persona está no YouTube – e muito provavelmente está –, é importante que sua empresa esteja lá também para estreitar o relacionamento, se posicionar como autoridade e oferecer serviços e produtos.

Kit Marketing nas Redes SociaisPowered by Rock Convert

Quais são os tipos de anúncio no YouTube Ads?

Existem vários tipos de anúncio no YouTube Ads, incluindo uma opção mais recente, anunciada em junho de 2020, que promete facilitar as vendas de produtos e serviços. Então, vamos dar uma olhada em cada um deles.

Anúncios breves, ou bumper ads

Os bumper ads são aqueles anúncios de curta duração – seis segundos ou menos – exibidos antes do conteúdo desejado, podendo, inclusive, aparecer no meio de um vídeo, interrompendo-o.

Esse tipo de anúncio não pode ser ignorado, de modo que é preciso usá-lo com sabedoria para não causar um efeito negativo na audiência. Afinal, os bumper ads podem ser inconvenientes, uma vez que o usuário não tem controle sobre eles.

A cobrança ocorre a cada mil visualizações, já que o cálculo é feito com base no CPM (cost per mille, ou custo por mil).

Bumper ads no Youtube
Fonte: YouTube Help

Os anúncios desse tipo asseguram que os usuários vão assistir ao conteúdo por completo e resultam em altos números na métrica de quantidade de visualizações.

Mas, naturalmente, isso não garante que as pessoas que viram o anúncio estarão tão envolvidas com a sua empresa, como acontece nos in-stream, que mostraremos no próximo tópico.

Por isso, eles podem ser úteis em uma campanha que inclua uma sequência de vídeos. Nesse caso, os bumper ads funcionam como uma fase inicial de um fluxo de nutrição, em que o usuário é preparado para assistir a um conteúdo maior em uma próxima oportunidade.

Anúncios in-stream

Os in-stream são anúncios de maior duração e podem aparecer tanto antes do vídeo desejado quanto durante sua execução, quando interrompem o conteúdo.

Além disso, você pode escolher entre os ignoráveis, que dão ao usuário a chance de pular o anúncio depois de cinco segundos, e os não ignoráveis, que não podem ser pulados.

A cobrança é feita com base no CPV (cost per view, ou custo por visualização). Nesse caso, o anunciante só paga se o conteúdo for exibido por pelo menos 30 segundos, ou menos, no caso de anúncios mais curtos.

In-stream ads

Uma das vantagens desse tipo de anúncio é a geração de prova social. Afinal, um vídeo promovido dessa forma acumula visualizações a cada vez que um usuário o assiste, e esse número é exibido publicamente no canal.

Anúncios de video discovery

Os anúncios de video discovery têm esse nome justamente por estarem relacionados à descoberta de novos conteúdos. Podem ser exibidos, por exemplo, na tela de busca quando o usuário pesquisa alguma palavra-chave.

Anúncios de video discovery no Youtube

Os anúncios de video discovery também aparecem nas recomendações de vídeos relacionados, como você pode ver nesta imagem:

Exemplo de anúncios de video discovery

Nesse caso, o anúncio tem um thumbnail, ou seja, uma imagem que representa o vídeo. Por meio do ícone amarelo com a menção “Anúncio”, o usuário sabe que se trata de uma publicidade. Ao clicar, ele é levado ao conteúdo que está sendo promovido, e você é cobrado a cada clique.

Por fim, esse tipo de anúncio é exibido também na página inicial do app, no caso de dispositivos mobile.

Anúncios de masthead

Masthead é a parte superior da página inicial do YouTube. Para anunciar nesse local, é preciso submeter o anúncio à avaliação de um representante de vendas do Google, levando em conta que a aprovação pode levar até 48 horas.

Anúncios de masthead

Anúncios de video action

Este novo formato foi criado levando em conta a situação de muitas empresas durante o isolamento social provocado pelo novo coronavírus.

Com tantas lojas fechadas, os comerciantes precisaram encontrar maneiras de vender mais no ambiente digital, e o Google decidiu implementar novos recursos nos anúncios do YouTube.

Em junho de 2020, o Google criou os anúncios video action, um formato de anúncio que dá ao usuário a oportunidade de navegar por um catálogo de produtos, visualizar preços e, por fim, clicar em um botão “Shop now” (“Comprar agora”).

Anúncios de video action no Youtube
Fonte: Google

Esse tipo de anúncio pode ser exibido no feed da página inicial, na tela de exibição do vídeo e até nos aplicativos parceiros do Google.

Ao anunciar a novidade, o Google incluiu alguns cases de empresas que perceberam bons resultados ao recorrerem aos anúncios video action.

A Mos, por exemplo, testou a solução e obteve um aumento de 30% nas vendas, gastando apenas um terço do valor investido em campanhas com outros tipos de anúncio.

Exemplo de anúncio de video action
Fonte: Google

Mas os anúncios video action podem, ainda, ser usados de outra forma. Dependendo do seu objetivo com a campanha, é possível inserir formulários para a geração de leads.

Fonte: Google

Como escolher o tipo ideal de anúncio?

Está claro que os anúncios no YouTube são uma ferramenta que oferece várias possibilidades de incrementar uma estratégia de Marketing Digital. Mas, afinal, como escolher o tipo ideal de anúncio?

Bem, essa pergunta é importante, já que decisões aleatórias têm grandes chances de não trazer resultados.

A própria plataforma oferece uma orientação nesse sentido. Ao criar uma campanha, você pode escolher um entre os seguintes objetivos:

Tipos de anúncios do Youtube

Dependendo do objetivo que você indicar, bem como da duração do vídeo, a plataforma vai apresentar opções adequadas. Assim que ela mostrar o que está disponível, considere as características e as indicações de cada tipo de anúncio, levando em conta o que explicamos no tópico anterior.

Qual é o tamanho dos anúncios no Youtube Ads?

Essa é uma questão que não costuma causar dificuldades. Os anúncios no YouTube lembram o impulsionamento de publicações no Facebook. Lá, você publica um post e depois tem a opção de impulsioná-lo, certo?

No YouTube, os vídeos que serão usados em anúncios devem, primeiramente, ser adicionados ao canal. Dessa forma, depois de adicionado, o vídeo pode ser usado tranquilamente em suas campanhas.

De qualquer modo, é importante ter em mente que os formatos 16:9 e 4:3 são os mais indicados. Se for preciso, o YouTube fará ajustes automaticamente para adequar a proporção.

Infográfico - Tamanho das Imagens das Redes SociaisPowered by Rock Convert

Como criar um anúncio no YouTube? Confira um passo a passo ilustrado

Antes de tudo, existem alguns pré-requisitos para começar a anunciar no YouTube. São os seguintes:

  • ter uma conta no Gmail;
  • criar um canal no YouTube;
  • cadastrar-se no Google Ads.

Depois, você pode dar os passos a seguir.

1. Faça o upload do vídeo

Primeiro, faça o upload do vídeo que será usado na campanha. Isso é feito na tela inicial do YouTube, depois de ter efetuado o login na sua conta. Clique no ícone de uma câmera que fica no canto superior direito da tela e, depois, em “Enviar vídeo”.

Upload do vídeo

2. Crie uma campanha no Google Ads

Vá para sua conta no Google Ads, acesse a aba Campanhas e clique sobre o botão azul com um “+”.

Criar campanha no Google Ads

Depois, informe qual é o tipo de campanha a ser criada, escolhendo a opção Vídeo.

Campanha em vídeo

Em seguida, informe qual será a sua intenção com a campanha, embora seja possível prosseguir sem um objetivo específico. Depois, clique em Continuar.

Selecionar "leads"

3. Configure a campanha

Agora, o Google vai guiar você pelas configurações básicas da campanha. Informe:

  • nome da campanha;
  • orçamento, que pode ser diário ou o total a ser gasto em toda a campanha;
  • data de início e fim da campanha.

Na seção Redes, você verá que a opção “Vídeos do YouTube” já estará marcada. Em seguida, é hora de fazer a segmentação. Informe o idioma dos usuários que serão alcançados e a localização geográfica deles.

Depois, na seção Lances, informe um lance de CPA (custo por ação), que é quanto sua empresa está disposta a pagar por conversão, ou seja, quanto vale a pena investir para que cada usuário execute a ação esperada.

A seguir, você pode informar canais em que os anúncios não deverão aparecer.

Configurar campanha do Youtube

Na seção Dispositivos, é possível escolher em quais aparelhos e sistemas operacionais os anúncios serão exibidos. Em Limite de Frequência, informe quantas vezes a publicidade poderá ser exibida para cada usuário e salve.

Pronto, a campanha foi criada.

4. Crie os anúncios

Agora, informe um nome para o grupo de anúncios. Em seguida, é hora de segmentar de maneira ainda mais específica o público-alvo.

Criar anúncios no Youtube

É possível, ainda, especificar interesses e comportamentos do público. Depois, informe palavras-chave, tópicos e canais.

Configurar URL

Por fim, é hora de informar a URL do vídeo que você adicionou ao YouTube.

Finalização do anúncio no Youtube

Em seguida, será possível escolher o tipo de anúncio e informar um link para que o usuário possa acessar alguma página com mais informações. Há também campos para escrever um CTA e um título. À medida que você preenche os campos, a pré-visualização mostra como ficará o anúncio finalizado.

Pronto, é só salvar!

Como mensurar os resultados?

A própria plataforma do YouTube Ads oferece relatórios bem detalhados sobre as campanhas em vídeo. Alguns dos dados mais relevantes são:

  • o número de visualizações;
  • a taxa de engajamento;
  • o custo médio por visualização;
  • a taxa de cliques.

Existem vários outros KPIs, de modo que é preciso definir quais são os mais valiosos para o seu negócio. Depois de definir quais métricas serão acompanhadas, é preciso analisá-las e verificar a performance da campanha. Assim será possível ajustá-las de acordo com o que gera melhores resultados.

Quanto custa, em média, anunciar no YouTube?

Em primeiro lugar, é importante ter em mente que não existe uma resposta definitiva para essa pergunta. Às vezes isso é questionado na comunidade do Google Ads e o retorno dos experts não inclui valores.

Tem-se percebido um preço que varia entre 15 e 40 centavos por exibição, mas os números exatos são informados durante a configuração da campanha.

Acontece que o CPV (custo por visualização) pode variar dependendo da segmentação. Se ela for bem restrita e a concorrência para aquele público for alta, o preço será mais elevado.

Entretanto, a cobrança só será feita se o usuário assistir ao vídeo por pelo menos 30 segundos. No caso do CPC (custo por clique), você paga a cada clique sobre o anúncio.

Quais são as melhores práticas para otimizar os resultados?

Defina métricas e objetivos

A quantidade de métricas disponíveis é imensa, por isso, defina o que é mais importante. É o número de visualizações? São os likes e os compartilhamentos? A quantidade de exibições completas? As conversões? É possível acompanhar tudo isso no Google Ads.

Acompanhe números que estejam abaixo do esperado

Ao encontrar indicadores que estão com resultado insatisfatório, aja rapidamente para entender os motivos e fazer ajustes no que for necessário.

Use uma thumbnail personalizada

O YouTube pode gerar uma thumbnail automaticamente, mas o recomendado é que você mesmo a crie, já que esse elemento pode ter um grande impacto nos resultados.

Lembre-se de que a thumbnail deve ser legível também para quem está usando dispositivos móveis. Além disso, se ela contiver um produto, o fundo não deve distrair o usuário.

Use CTAs

É possível inserir CTAs na forma de overlays, que são elementos interativos que aparecem sobre o vídeo, dando ao usuário a oportunidade de clicar e ir, por exemplo, para uma landing page ou uma página de produto.

Configure o remarketing

Nas configurações da campanha, você pode excluir usuários, por exemplo, que já visitaram o canal, já viram o anúncio ou já interagiram com os seus vídeos. Essa é uma forma de alcançar aqueles que ainda não tiveram contato com a sua empresa.

O YouTube Ads tem um papel de grande relevância em estratégias de Marketing Digital. Por isso, é essencial conhecê-lo bem e aproveitar todas as possibilidades que ele oferece. Leve em conta, inclusive, os anúncios video action, que podem trazer bons resultados para as vendas da sua empresa.

Se você gostou desse artigo, confira também este fantástico material preparado pelos profissionais da Rock Content sobre como fazer marketing no YouTube!

seo para youtube

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *