ChatGPT para SEO: como a Inteligência Artificial pode revolucionar a sua estratégia nas buscas?

É possível usar o ChatGPT para SEO? Essa ferramenta pode substituir produtores de conteúdo e até o Google no futuro? Saiba mais no post!

Assim como o Metaverso deu o que falar em 2022, em 2023, um dos assuntos que promete sacudir o mundo da tecnologia ― e, mais especificamente, do SEO ― é o ChatGPT.

A primeira versão aberta da ferramenta, que, à princípio, é apenas um chatbot, foi lançada em novembro de 2022 com promessas para lá de audaciosas por parte de seus criadores. O barulho ficou mais alto quando os prodígios do serviço começaram a viralizar no Twitter, incluindo um artigo de opinião completo criado para o jornal britânico The Guardian.

A partir daí, o ChatGPT começou a ser testado para absolutamente tudo, inclusive para o planejamento e execução de estratégias de otimização para motores de busca. 

Pesquisas de palavras-chave, elaboração de títulos e meta descrições, produção de pautas e até a redação de artigos, tudo isso executado por meio de uma simples conversa entre o usuário e a plataforma.

Não é por acaso que a novidade conseguiu sacudir o mercado em tão pouco tempo. Empresas e profissionais que, hoje, fornecem ferramentas e serviços de SEO estão de olho em tudo o que está acontecendo, inclusive o Google. Será que, finalmente, uma organização será capaz de acabar com a soberania do grande buscador?

Neste artigo, apresentamos o ChatGPT e ensinamos a utilizá-lo em sua estratégia de SEO. Além disso, discutimos os impactos gerados por essa solução e se ela realmente é uma ameaça às empresas e aos profissionais da atualidade. Será que o ChatGPT é tudo isso mesmo?


    Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

    Não se preocupe, não fazemos spam.

    O que é ChatGPT?

    O ChatGPT é um chatbot criado pela OpenAI, uma instituição sem fins lucrativos que busca desenvolver e promover soluções amigáveis de Inteligência Artificial para o mundo. A organização tem o bilionário Elon Musk como um dos seus fundadores, embora ele não esteja mais envolvido, e a Microsoft é sua principal investidora na atualidade.

    A ferramenta, que é a sucessora da InstructGPT, ainda é um protótipo, mas já é bastante funcional. As interações dos usuários com ela hoje, inclusive, fazem parte da etapa atual do projeto.

    Assim como qualquer outro chatbot, o ChatGPT é programado para simular uma experiência de conversação. Ou seja, você pergunta ou solicita o que quiser e a ferramenta retorna com uma resposta específica. 

    Até aqui, podemos pensar: mas qual a diferença em relação aos grandes assistentes virtuais da atualidade, como Google Assistente, Alexa e Siri?

    Em termos funcionais, não há nada surpreendente. Todas essas ferramentas também oferecem soluções por meio de conversas e estão equipadas com recursos sofisticados de Inteligência Artificial.

    Entretanto, o ChatGPT surpreende pela precisão e pela originalidade, digamos assim. Enquanto os serviços tradicionais simplesmente detectam e reproduzem trechos de conteúdos publicados (geralmente os featured snippets) na maioria das perguntas, o chatbot da OpenAI é capaz de criar respostas originais automaticamente em todas as interações.

    Aparentemente, o serviço conseguiu atingir um patamar que as grandes empresas de tecnologia trabalham há anos para atingir com seus assistentes virtuais.

    Como o ChatGPT funciona e o que ele é capaz de fazer?

    É muito difícil compreender os potenciais do ChatGPT sem um conhecimento avançado em sistemas de Inteligência Artificial, como o Deep Learning, que está no “coração” da plataforma.

    Basicamente, o ChatGPT é uma ferramenta de aprendizagem contínua, como qualquer outro serviço de IA, mas é capaz de descobrir, cruzar e elaborar novas informações de uma forma surpreendentemente eficiente.

    Tanto os dados obtidos na internet, quanto as interações específicas de cada usuário são usadas para, literalmente, criar a melhor resposta possível no momento.

    Para além das perguntas propriamente ditas, o serviço também atende solicitações, que é onde entram seus benefícios no Marketing de Conteúdo. Você pode pedir para o ChatGPT listar as melhores palavras-chave para um tema, por exemplo, ou, quem sabe, pedir para a ferramenta elaborar um artigo completo para cada um delas.

    Em teoria, isso significa que além de criar músicas, roteiros, poemas e códigos de programação ― como enfatizam seus criadores ―, você pode criar um blog inteirinho em poucas horas, com textos, títulos e até meta descrições originais.

    Difícil de acreditar? Então é melhor conferir com seus próprios olhos.

    Você também pode se interessar:

    Como usar o ChatGPT?

    Assim como várias outras soluções que mudaram o mundo e colocaram o mercado de cabeça para baixo, o ChatGPT é gratuito. Você só precisa criar uma conta e acessar.

    A ferramenta está dentro do site da OpenAI. Na página, você encontra uma apresentação do serviço (em inglês) e pode acessá-lo clicando em Try ChatGPT. No primeiro acesso, será preciso criar uma conta e ativá-lo por meio de mensagem de texto. 

    Uma vez dentro da plataforma, serão apresentadas algumas orientações e um índice com alguns esclarecimentos e sugestões de uso. A barra de pesquisa fica logo abaixo e seu funcionamento é como o de qualquer outro buscador: digite o que quiser e tecle Enter.

    Interface do site do ChatGPT

    O sistema começará a elaborar a resposta a apresentá-la gradualmente, como se fosse uma pessoa digitando. O que surpreende logo de cara é a humanidade e a honestidade das respostas.

    Interação com o ChatGPT

    As perguntas, seguidas por suas respectivas respostas, são listadas como em um chat e organizadas em grupos que podem ser nomeados. Para iniciar uma nova conversa, basta clicar em + New chat e, para apagar as conversas, Confirm clear conversations.

    Se não estiver satisfeito com o resultado, você pode clicar em Regenerate response para que o sistema elabore uma nova resposta.

    Apesar da interface ser em inglês, a ferramenta entrega respostas em português com linguagem e gramática perfeitas.

    Como usar o ChatGPT para SEO? 

    Como você pode ver, a ferramenta é muito simples de usar e fica mais interessante quando exploramos seus diversos potenciais.

    Agora, vamos testar o ChatGPT para SEO, na prática, solicitando serviços básicos que toda empresa que deseja aparecer no Google precisa fazer. Vamos lá?

    Escolha de domínio

    Não é tão relevante quanto os conteúdos do blog, mas muitas pessoas se prendem na hora de escolher um domínio para um site ou blog. O ChatGPT pode dar algumas sugestões, embora não sejam perfeitas (alguns dos nomes citados já são usados).

    Utilizando o chatgpt para SEO, onde ele busca nomes para blog sobre marketing digital

    Pesquisa de palavras-chave

    O ChatGPT é programado para oferecer respostas dentro de certos limites, por isso, você não terá quadros muito detalhados para palavras-chave, mas boas ideias para começar. 

    Observe, mais uma vez, o nível de detalhes das respostas e a humanização trabalhada na linguagem.

    Busca de palavras-chave sobre marketing digital dentro do ChatGPT

    Se quiser refinar a sua busca com palavras-chave cauda longa, basta pedir. Além da lista, você receberá uma breve explicação sobre o assunto.

    busca de palavras-chave de cauda longa dentro do ChatGPT

    Criação de títulos, meta descrições e chamadas para redes sociais

    Precisando de ideias de títulos para um conteúdo ou para fazer testes de CRO? Sem problemas!

    ideias de títulos para um conteúdo ou para fazer testes de CRO dentro do ChatGPT

    Se precisar de títulos específicos para anúncios, postagens em redes sociais ou páginas institucionais, o ChatGPT também dará opções. O mesmo vale para meta descrições e chamadas para redes sociais.

    Chamadas para redes sociais dentro do chatgpt

    Elaboração de copy

    Sim! O ChatGPT é capaz de criar uma copy completa para o seu anúncio ou página de vendas. E se você não estiver satisfeito, basta pedir para gerar outra resposta. Você terá um novo texto persuasivo novinho em folha!

    Criação de copys para assuntos específicos também pode ser feito dentro do chatgpt

    Criação de artigos para blog

    Para desafiar a máquina e deixar as coisas ainda mais interessantes, pedimos para o ChatGPT criar um texto inteiro sobre o tema deste artigo. O resultado você confere abaixo.

    ChatGPT sobre seo sendo utilizado dentro da própria ferramenta

    Chega a dar um frio na barriga nos profissionais de SEO, especialmente nos produtores de conteúdo. Observe que, apesar de o texto não estar formatado e abordar o ChatGPT como um produto, ele apresenta uma definição curta, cita exemplos e traz um resumo no final, típicas boas práticas de redação para SEO.

    Como você pôde perceber com seus próprios olhos, o ChatGPT é realmente impressionante. Mas será que os departamentos de SEO estão prestes a ficarem obsoletos por causa dele?

    Quais são as limitações do ChatGPT e por que ele não é tudo isso?

    Logo ao acessar a ferramenta, você se depara com a coluna “Limitations” que alerta os usuários para algumas limitações do serviço:

    • ocasionalmente, pode gerar informações incorretas;
    • ocasionalmente, pode produzir instruções prejudiciais ou conteúdo tendencioso;
    • conhecimento do mundo limitado sobre eventos após 2021.

    Tomando como base essas limitações e as demais características do projeto, é preciso esclarecer algumas coisas para não nos deixarmos levar pelo hype. Veja a seguir.

    O ChatGPT não é uma ferramenta de busca

    Como a própria ferramenta nos respondeu, o propósito do ChatGPT é bem diferente dos buscadores. Seu objetivo é gerar respostas automáticas e por meio de longas interações com os usuários.

    Os mecanismos de busca, por outro lado, têm como objetivo encontrar as páginas da web que melhor atendam a intenção de busca do público.

    Isso significa que o ChatGPT pode até executar algumas funcionalidades dos buscadores, mas não é capaz de substituir suas principais funções.

    O chatgpt não funciona como busca de locais, por exemplo

    O ChatGPT não é um oráculo

    A personalização das respostas e a linguagem humana muito bem trabalhada na plataforma incentivam as pessoas a fazerem buscas abstratas e até pessoais, o que não é recomendável, pois os dados gerados por ela estão sendo usados para aprimorar seus sistemas e não conferem o nível de privacidade adequado para isso.

    O que não faltam são previsões erradas do serviço publicadas na internet. Isso não tira nem um pouco os créditos do projeto, pois esse nunca foi o seu objetivo, mas, em termos de Marketing e SEO, podemos dizer que o ChatGPT não é o lugar ideal para pesquisar tendências, por exemplo.

    O ChatGPT não substitui outras ferramentas de SEO

    Se você explorar um pouco mais, verá que o ChatGPT é capaz de nos dar muitas sugestões de SEO e até oferecer algum suporte para quem está começando. Entretanto, ele não chega nem perto de substituir as grandes ferramentas da área.

    O maior auxílio que o serviço pode nos oferecer em termos de otimização é na Experiência do Usuário. Como as respostas são formuladas e aprimoradas de acordo com as interações dos usuários, elas nos dão boas pistas sobre como as pessoas desejam ser atendidas em suas buscas, e isso é realmente valioso.

    O ChatGPT não vai substituir criadores de conteúdos

    O ChatGPT não é a primeira plataforma a ameaçar os produtores de conteúdo com soluções que elaboram textos, descrições e até imagens de forma automática. De fato, é possível imaginar um futuro em que tudo isso seja possível, mas esse dia ainda não chegou.

    Embora os textos criados pelo chatbot sejam bem redigidos, eles tendem a ser vagos e tendenciosos, isso devido ao próprio funcionamento da plataforma, que ainda deixa a desejar em termos de pensamento crítico ou tomada de decisões éticas.

    Se você insistir e tentar refinar a informação com novas perguntas e solicitações, o texto ganhará forma, mas continuará seguindo um viés generalista.

    Outro ponto importante é que textos gerados automaticamente deixam rastros. O que as ferramentas fazem até então é agrupar trechos de várias fontes (muitas vezes sites bem rankeados no Google) e reestruturar tudo dentro de frases, aparentemente, inéditas. Por trás dessas operações, existem padrões que podem ser detectados pelos mecanismos de busca.

    O Google já se pronunciou algumas vezes sobre conteúdos gerados de forma automática e é sempre enfático ao afirmar que seu buscador dá preferência para materiais elaborados por pessoas reais, além de investir constantemente em tecnologias capazes de identificar conteúdos produzidos por robôs.

    Em abril de 2022, John Mueller, um dos principais coordenadores de pesquisas do Google, publicou uma nota dizendo que textos gerados por ferramentas automáticas ferem as políticas da empresa e são considerados spam.

    A questão que fica é até que ponto ou até quando os conteúdos gerados automaticamente serão detectáveis.

    Como ferramentas como o ChatGPT podem revolucionar o Marketing de Conteúdo?

    Dá para entender o fascínio gerado pelo ChatGPT, embora o que ele entregue, em resumo, seja apenas uma versão mais precisa e sofisticada de uma experiência que já estamos acostumados a ter com os assistentes virtuais populares.

    De forma geral, o sucesso da ferramenta destaca o crescimento das interações por conversação. A maioria das pessoas faz perguntas aos buscadores e espera por respostas cada vez mais precisas. Dessa forma, pensar a produção de conteúdo como uma conversa pode nos ajudar a ganhar destaque nas buscas.

    Embora os geradores de texto ainda não sejam capazes de substituir a mão de obra humana, não há dúvidas de que eles nos ajudam a encontrar e organizar ideias, sendo um bom ponto de partida para a elaboração de um conteúdo de qualidade.

    Por outro lado, a possibilidade de expandir a Automação de Marketing para a rotina de produção de textos retoma uma crítica levantada pelo movimento Slow Content, que é a priorização da velocidade e do volume em detrimento da qualidade na criação de conteúdos. 

    Será que queremos uma internet abarrotada de textos e imagens genéricas e sem identidade? Como você deseja ser visto na internet: mais um blog repleto de conteúdos genéricos ou um canal que realmente entrega valor aos seus visitantes e clientes? Quanto vale um conteúdo de qualidade para você ou sua empresa? 

    Usando o ChatGPT para SEO, descobrimos uma nova plataforma para aprimorar e refinar as nossas estratégias. Mas, além disso, sua repercussão nos lembra como o mercado é fluido e como uma simples solução pode mudar as regras do jogo completamente.

    Ainda não há motivos para grandes alardes, mas está claro que novos tipos de concorrência estão surgindo, fazendo com que a qualidade da informação seja algo cada vez mais precioso.

    Quer saber mais sobre inovação e tecnologia? Que tal conferir algumas aplicações da Inteligência Artificial nas estratégias de grandes empresas? Continue no blog e confira 10 exemplos incríveis!

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!