Como criar um EAD: confira os 13 passos para desenvolver o seu curso online

Saber como criar um EAD é muito importante para desenvolver seu curso online. Mas é preciso seguir passos importantes para você trilhar um caminho de sucesso do início ao fim.

como criar um ead

Com o crescimento da internet, a educação está mais acessível a todos. Para quem tem conhecimento sobre alguma área que possa ensinar aos demais, criar um EAD pode ser um ótimo caminho. Assim, você aproveita a oportunidade para distribuir seu conteúdo por um meio que permite alcançar grandes resultados.

Nesse sentido, é importante saber como criar um site, fazer um planejamento adequado, estruturar bons roteiros e investir em canais adequados para divulgar seus materiais e conquistar diversos clientes.

Se você quer aprender como desenvolver seu curso online, vale a pena continuar a leitura e aplicar todos os passos que apresentaremos. Neste post, você vai observar os seguintes tópicos:

    1. Entenda o que você tem a ensinar

    O primeiro passo para criar um curso de sucesso é identificar quais as suas habilidades e como elas podem sanar alguma dor ou produzir benefícios aos seus clientes. As aulas no ambiente online não estão mais restritas aos conteúdos acadêmicos, como acontecia há algum tempo.

    Hoje, você pode encontrar cursos completos sobre educação dos filhos, introdução alimentar para crianças, orientação de receitas saudáveis e diversos materiais que servem ao objetivo de atender a inúmeras necessidades.

    Assim, se você adquiriu algum conhecimento e tem pessoas que precisam dele para seguir, é possível criar um curso e disponibilizá-lo ao mercado. Entretanto, é importante não fazer nenhuma avaliação leviana sobre suas habilidades, ensinando sobre temas de que não tem domínio.

    Isso significa que o assunto do seu curso deve alinhar seus conhecimentos com uma necessidade observada do seu segmento. Desse modo, há maior probabilidade de sucesso e de ótimos resultados financeiros.

    2. Conheça o processo de criação

    Desenvolver um curso EAD exige uma boa compreensão de todo o processo de criação que ele envolve. Existem diversas etapas, desde o planejamento até a finalização do curso.

    Entender quais são as demandas de seu público e como seu material pode atendê-las é essencial para criar um bom cronograma e estruturar todo o trabalho. Assim, você consegue identificar se será um curso de curta ou longa duração, se haverá aulas gravadas ou ao vivo, se terá outros materiais fornecidos, além de diversos detalhes sobre o projeto.

    Caso você defina que é relevante criar um curso longo, com pelo menos 60 horas de aula, por exemplo, é necessário incorporar todo esse trabalho no processo de criação. Nessa etapa, também é importante definir se necessita de um estúdio profissional, se a gravação será feita em casa, qual a equipe mínima viável e demais aspectos referentes à pré-produção.

    3. Faça um planejamento

    Com tema definido, público delimitado e processo de criação em mãos, é hora de seguir para o planejamento. Nesse momento, você pode colocar todas as ideias no papel e estabelecer prazos para cada fase.

    Uma boa maneira de manter o foco no curso é por meio de um cronograma bem definido. Como existe um encadeamento de atividades, você tem mais incentivos para cumprir os prazos que determinou.

    Aqui, também vale dedicar um tempo ao planejamento financeiro. Se a ideia é criar um curso com um estilo mais profissional, provavelmente, haverá custos com equipe, estúdio, distribuição, Marketing Digital e demais recursos que conseguem contribuir para o seu lançamento.

    Canais de distribuição, suporte, plataforma de vendas e atendimento ao público podem ser estabelecidos nesse momento, aliviando a pressão sobre esse tipo de detalhe quando o curso já estiver pronto.

    4. Estabeleça os objetivos esperados

    Ao criar metas e traçar objetivos do seu curso, é possível estabelecer uma linha de chegada para alcançar. Isso não significa que você vai definir metas milionárias para seus primeiros lançamentos, mas é importante um pouco de ambição para manter sua motivação em alta.

    Desse modo, uma dica valiosa é não esperar demais para colocar seu material no mercado. Quanto mais tempo levar para lançar, maiores serão os resultados esperados. Isso faz com que a ansiedade seja alta e haja preocupação em relação às metas. Por isso, vale criar um curso em uma versão enxuta e levar ao público para eles poderem identificar os pontos de melhorias e ajustes no produto.

    Essa estratégia traz um grande alívio para a pressão quanto ao desempenho do material diante de sua audiência. Além disso, a correção de pontos fracos e o reforço dos fortes torna seu produto versátil e capaz de atender às mudanças do mercado.

    5. Defina o perfil do aluno

    Se tentar criar um produto para satisfazer diversas pessoas, provavelmente, você não atenderá de forma certeira nenhuma delas. A objetividade pode transformar um curso vago e raso em um material de valor e que resolva um problema real.

    Imagine, por exemplo, que você tenha alguma formação em matemática e queira explorar esse conhecimento ao criar cursos EAD. Se oferecer um curso genérico desse tema para o Enem, por exemplo, é possível que ele não tenha um grande resultado. Já se você ensinar para o vestibular de uma instituição de ensino superior, haverá menos concorrência, e o público receberá um material focado em uma única universidade.

    Isso é possível, pois você não buscou todos os alunos do Brasil, mas em vez disso, concentrou-se apenas em um número delimitado de estudantes. Essa definição do perfil de aluno pode ser útil a qualquer nicho e ajuda a encarar menos barreiras quanto à entrada do curso no mercado.

    6. Crie a estrutura do curso online

    Essa é a última fase da pré-produção. Nela, você incorpora todo o estudo de mercado, de público e de materiais úteis para seu lançamento. Na definição dos temas abordados, vale perguntar à audiência sobre qual a sua necessidade.

    Esse tipo de pesquisa pode ser feito por enquetes nas redes sociais, por questionários do Google ou por meio das interações diretas com o público. Assim, o curso incorpora elementos considerados importantes para as pessoas, agregando ainda mais valor na sua entrega.

    Um detalhe importante é sobre o alinhamento do curso com o seu preço. Se você não sabe ao certo como precificar, converse com outros profissionais e confira os valores da concorrência. Por meio desses dados, você consegue alinhar com segurança um valor justo para o seu material, e desenvolve uma estrutura adequada na intenção de criar uma oferta irresistível.

    7. Desenvolva a produção de conteúdo

    Oferecer bons conteúdos é essencial para desenvolver o seu curso online. Por meio de materiais de qualidade, você consegue atrair mais pessoas para sua audiência e, consequentemente, ter um maior número de leads para disponibilizar a sua solução.

    É possível oferecer conteúdos de feed de Instagram, caprichar nos Reels com um pouco do que é visto no material pago, disponibilizar e-books que ajudem os indivíduos com suas dores e investir em blogsposts para atrair gente por intermédio do Google.

    Dessa forma, você assegura uma boa captação de pessoas para fazer o lançamento, além de auxiliar a resolver os problemas da sua persona. Portanto, capriche no Marketing de Conteúdo e tenha sucesso no desenvolvimento do seu curso online.

    8. Estruture o roteiro de vídeo

    Ter um roteiro dos seus vídeos e do curso na totalidade assegura maior organização e facilita na gravação dos conteúdos. Por exemplo, por meio desse esboço, você sabe qual é a sequência lógica ideal para apresentar o tema aos alunos.

    Também é relevante estabelecer o que é importante para o assunto que você está ensinando. Dessa forma, fica mais simples assegurar que seus ouvintes terão um material de extrema qualidade e, consequentemente, que seu curso online será muito demandado.

    Vale a pena pensar em planejar o conteúdo em conformidade com as necessidades da persona, entender qual é o formato ideal para suas aulas, fazer uma revisão de tudo para não se esquecer de pontos importantes e ajustar os detalhes, a fim de ter um curso excelente.

    9. Faça a gravação das aulas

    Após ter um roteiro bem estabelecido, é hora de partir para a ação. Contar com equipamentos de qualidade faz toda a diferença para ter conteúdos de primeira. Vale investir em uma câmera com boa resolução, ter um microfone de lapela na intenção de não captar ruídos e encontrar um programa de edição de vídeos para deixar seu material ainda melhor.

    Além disso, é factível efetuar várias gravações para que o conteúdo seja bem didático e facilitar a vida de quem vai assistir. Fazer testes, treinar o que você vai falar e não ter medo de errar também são boas formas de ter um curso online eficiente.

    Caso seu curso seja ao vivo, vale fazer vários ensaios para não gaguejar e para mostrar domínio sobre o assunto. Assim, você demonstra autoridade no tema e assegura que seus alunos tenham mais tranquilidade para aprender.

    10. Escolha uma plataforma de e-learning

    Com a transformação digital, a educação também ganhou várias novidades que facilitam a vida de quem quer desenvolver um curso online. Há diversas plataformas de e-learning que oferecem vários recursos interessantes para você.

    Assim, é válido fazer pesquisas de mercado e entender quais são as opções que podem ser úteis. Além disso, verificar na internet opiniões de quem já usa a plataforma de seu interesse é uma ótima opção. Com elas, você entende quais são as vantagens e os defeitos, e consegue fazer uma escolha mais certeira.

    Também é possível tirar dúvidas com o suporte da empresa e verificar a possibilidade de realizar um teste grátis durante um prazo mais curto. Desse modo, você entende se aquela ferramenta atende a suas demandas de maneira satisfatória. Se sim, ótimo. Vale a pena seguir com ela. Caso contrário, é aconselhável buscar alternativas no mercado.

    11. Invista na divulgação do curso

    Um ponto-chave para desenvolver um curso online e ter sucesso é apostar em boas estratégias de divulgação. Nesse sentido, há várias alternativas que podem ser consideradas. Por exemplo, você pode investir em Marketing de Conteúdo e oferecer iscas digitais para alcançar sua persona.

    Também é factível utilizar as redes sociais e todo o potencial que elas oferecem, seja por tráfego orgânico, seja pelo pago. Nessa última alternativa, vale caprichar nas segmentações e fazer anúncios para pessoas que tenham perfil semelhante aos seus alunos.

    Ainda é viável divulgar seu curso com ferramentas de automação de marketing, enviando emails em massa. Com essas ações, você já consegue um bom alcance. Além disso, pode utilizá-las em conjunto e de forma combinada para otimizar os resultados.

    12. Avalie os resultados do curso online

    Após fazer a divulgação e ter lançado o seu curso, acompanhar e avaliar os resultados é importante na intenção de identificar erros e possibilidades de melhorias. É aconselhável definir métricas que possam trazer boas informações.

    Por exemplo, você pode calcular o Retorno sobre Investimento (ROI) para compreender se o curso está dando lucro. A fim de saber se os indivíduos estão satisfeitos, o Net Promoter Score (NPS) é uma ótima alternativa. Se você faz testes para ver como seus alunos estão se saindo, é possível calcular a taxa de desempenho.

    Com esses indicadores, é viável saber se o curso foi um sucesso, identificar potenciais falhas que podem ser melhoradas e entender quais são as oportunidades para fazer outro material e continuar aumentando sua lucratividade. Ainda vale realizar uma pesquisa de satisfação e pedir depoimentos aos alunos, a fim de divulgar e captar novas pessoas.

    13. Aplique estratégias de melhoria

    Com os resultados mensurados, é hora de aplicar as melhorias cabíveis com o intuito de desenvolver seu curso e garantir uma experiência ainda melhor aos alunos. Por exemplo, se algum membro reclama dos áudios de uma aula, aí está um ponto de melhoria que deve ser sanado o mais breve possível.

    Ainda, é importante entender como está o suporte aos alunos, se eles estão satisfeitos ou não. Peça feedbacks e analise o que pode ser implementado. Com uma oferta crescente, o número de alunos engajados que trazem mais leads para sua empresa cresce e suas aulas serão um sucesso.

    Viu como criar um EAD de sucesso? Ao seguir nossos passos, você sai na frente da concorrência. Além disso, investir em meios de divulgação na intenção de gerar um bom tráfego é essencial para captar novos alunos e ter ainda mais sucesso. Com essas boas práticas, seu curso online será arrasador.

    Baixe nosso e-book sobre como atrair tráfego para o seu site e tenha em mãos as melhores estratégias para aumentar as visitas ao seu curso!

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Posts Relacionados

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!