Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 22 de janeiro de 2020. | Atualizado em 13 de julho de 2020


É comum que alguns empreendedores não saibam qual é a diferença entre site e blog. Contudo, cada um tem um viés diferente dentro de uma estratégia digital, tal como mostramos aqui neste post.

Para dar início ao Marketing Digital, uma empresa deve construir um site ou blog (se for pelo WordPress, melhor). Porém, esse é um momento em que muitos empreendedores ficam confusos ao se perguntarem: qual é a diferença entre site e blog?

Essa dúvida é bem comum e, para saná-la, redigimos este artigo que explica as características que os diferem, além de apontar como você pode criar um site ou blog para o seu negócio. Vamos em frente?

Qual é a diferença entre um site e blog?

Numa primeira impressão, site e blog parecem bem similares. Mas, existem diferenças entre eles, tanto em caráter estético quanto estratégico.

Um site reúne informações sobre uma empresa, além de trazer funcionalidades de acordo com o escopo de negócio. Por exemplo: um site corporativo pode simplesmente trazer informações sobre o negócio distribuídas entre os seguintes itens do menu:

  • quem somos;
  • produto ou serviços;
  • missão, visão e valores;
  • contato.

Por outro lado, um negócio que também opere na internet por meio de um e-commerce também disponibiliza no site seus produtos para que os usuários possam comprá-lo sem a necessidade de falar com um vendedor ou consultor.

Em suma, o site é como se fosse o cartão virtual de uma empresa, por meio do qual as pessoas possam conhecê-la melhor e entender quais são suas ofertas.

Em contrapartida, um blog tem outra proposta: levar ao público conteúdos sobre um determinado assunto ou nicho de atuação (no caso de blogs corporativos). Por isso, empresas não costumam falar unicamente de seus produtos ou serviços nas postagens e sim sobre assuntos relacionados à sua área e que são de interesse do público.

Por exemplo: uma agência de viagens que vende pacotes de turismo, em vez de falar sobre suas promoções, pode escrever a respeito dos melhores lugares para viajar, roteiros para fazer uma viagem em família, como emitir passaporte, dicas para arrumar mala, etc.

E isso faz com que qualquer pessoa perceba, ao fazer uma busca online, se caiu num site ou blog a partir do teor dos conteúdos que podem ser, prioritariamente, topo ou meio de funil (no caso de blogs) ou fundo de funil (no caso de sites).

LEIA TAMBÉM
👉 Para que serve um blog numa estratégia de marketing e vendas?
👉 Saiba como criar site WordPress para a sua empresa
👉 Crie um blog para o seu negócio usando o Rock Stage

Quais são os componentes de um site?

Conforme apontamos acima, um site é constituído de elementos em comum para que as pessoas que os acessam tenham familiaridade ao navegar a fim de saber mais sobre a empresa. Explicamos a seguir quais são esses pontos em comum para que você também possa adequar ao site do seu negócio.

Quem somos

Nesta parte do site, você deve informar do que se trata a sua empresa. É permitido também contar o histórico do negócio para que o leitor saiba como tudo começou. Afinal, pessoas compram de pessoas e não de empresas. A história do seu empreendimento pode apontar ao público o lado humano do negócio.

Produtos ou serviços

Aqui, é preciso descrever quais são os produtos ou serviços que você oferta. É importante detalhar bem para que o visitante do seu site realmente entenda o que o seu negócio pode fazer por ele.

Claro que empresas que oferecem produtos de fácil entendimento como, por exemplo, venda de imóveis, não precisam ir muito a fundo na descrição de seus serviços. Porém, organizações que oferecem, como outro exemplo, sistemas de automação de marketing, devem ser claras visto que os clientes só procurarão um consultor se verdadeiramente entenderem como a solução os ajudará.

Missão, visão e valores

Esta é uma parte importante do site, porém, que muitas pessoas sentem dificuldades em definir. Por isso, apontamos aqui o conceito de cada um.

Powered by Rock Convert
  • Missão: refere-se ao propósito da empresa. Por exemplo: “ajudar os pequenos negócios a terem resultados digitais”.
  • Visão: trata-se de onde a empresa quer chegar. Por exemplo: “ser a maior referência entre os pequenos negócios em relação a resultados digitais”.
  • Valores: são os princípios ou crenças que regem a empresa. Por exemplo: “atender os clientes com transparência e foco nos objetivos deles”.

Contato

Por fim, uma pessoa que tiver passado por todas as páginas acima poderá querer entrar em contato com você. Para isso serve a parte de contato.

Ela pode tanto ser composta de um formulário para que o visitante preencha e entre em contato com você quanto um link direto para o seu endereço de e-mail de modo que ele possa lhe enviar uma mensagem direta.

Quais são os componentes de um blog?

Agora que você sabe o que compõe um site, é hora de saber quais são os pontos que fazem parte de um blog.

Post

São as postagens que você publica no blog. É fundamental que cada artigo fale sobre um assunto específico que seja de interesse da sua persona, além de possuir atributos que farão com que ele ganhe relevância e visibilidade no Google e outros sistemas de busca, tais como:

Lembre-se que cada blog post é uma nova porta de entrada para que as pessoas conheçam o seu negócio. Por isso, trate de deixar todos de acordo com essa estrutura.

Página

Blogs também podem ter páginas para explicar às pessoas que o visitam do que ele se trata ou mesmo para dispor materiais para download.

Afinal, se um visitante chegar ao seu blog, mas não saber que se trata de um negócio, é interessante ter uma página chamada “sobre” a fim de explicar isso.

E se você tiver e-books, planilhas, entre outros materiais ricos que o público possa baixar em troca de se tornar lead, eles também devem ser organizados numa página específica.

Categorias

As categorias são designadas e definir os assuntos relacionados aos blog posts. Afinal, um blog pode falar sobre diversos assuntos dentro de um nicho só. Por exemplo, um blog sobre empreendedorismo pode abordar os seguintes assuntos:

  • negócios;
  • marketing;
  • finanças;
  • vendas;
  • liderança.

A nível de organização do blog e uma melhor experiência de navegação para os seus leitores, é fundamental que as publicações estejam classificadas por categorias, o que é bem fácil de fazer e blogs criados no WordPress, por exemplo.

CTAs

Se você já navegou por outros blogs antes, além deste, já deve ter percebido algumas chamadas que lhe convidam a baixar um e-book, assinar a newsletter ou mesmo entrar em contato com a empresa.

Essas são as call-to-action, também chamadas de CTA ou chamadas para ação. Tendo em vista que o blog é voltado para atrair o público certo e transformá-lo em oportunidades de negócio, as CTAs são essenciais para converter os visitantes em leads e, posteriormente, em clientes.

Como criar um site ou blog?

Geralmente, a forma que as empresas buscam para criar um site ou blog é por meio de um programador que o desenvolve dentro de uma plataforma como, por exemplo, o WordPress que é um dos CMS mais utilizados do mundo.

E para que você tenha um site ou blog criado dentro do WordPress e com foco em resultados, a Rock Content desenvolveu o Rock Stage, uma solução em que você pode criar o seu site ou blog em apenas dois minutos.

E agora que você já sabe a diferença entre site e blog, comece a criação do seu agora mesmo por meio do Rock Stage.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *