Por Raphael Pires

Publicado em 9 de abril de 2020. | Atualizado em 8 de setembro de 2020


O esgotamento mental pode ser definido como um cansaço excessivo que gera falta de concentração, absenteísmo e falhas na memória. Se não for percebido a tempo, pode desencadear o burnout. Neste artigo, damos dicas para evitar que sua equipe desenvolva esse estado mental.

O esgotamento mental é um estado emocional decorrente do trabalho e do estresse em excesso. Pessoas assim tendem a mostrar alta produtividade e são capazes de se envolver em vários projetos, obtendo ótimos desempenhos em todos. Apesar de, a princípio, parecer algo positivo, o tempo mostra efeitos nocivos à agência.

Entre as consequências observadas, podemos listar o absenteísmo — as faltas ao emprego —, o atraso nas entregas e a queda repentina na qualidade das produções, fatores que atrapalham todo o workflow. Saber o que é esgotamento mental, quais são os sintomas e como evitá-lo são ações primordiais a qualquer gestor. Sendo assim, continue a leitura para entender mais sobre o assunto.

Entenda o que é esgotamento mental

Trata-se do cansaço excessivo sentido pela mente. É também chamado de estafa mental e pode indicar o início de um burnout, síndrome que desencadeia várias sensações emocionais e físicas.

Ele se diferencia do estresse no trabalho pelo fato de este ser apenas uma reação fisiológica do corpo a circunstâncias frustrantes. Fazendo associação a uma escada, é como se o estresse estivesse no primeiro degrau, o esgotamento mental, no penúltimo e o burnout, no último.

A expressão também se diferencia de depressão, pois esta é um transtorno do humor que causa tristeza persistente, falta de motivação e de interesse.

Conheça os principais sintomas

Os principais sintomas do esgotamento mental são:

  • perda da produtividade;
  • falhas na memória;
  • irritabilidade;
  • insônia;
  • desmotivação com a vida, podendo ser um princípio de depressão;
  • perdas e atrasos nas entregas pelo esquecimento ou por não ter dado conta de fazer tudo a tempo;
  • dificuldade de raciocínio e de concentração;
  • ansiedade;
  • faltas e atrasos constantes;
  • desinteresse pela saúde, o que leva à negligência com a alimentação, com consultas médicas e com atividades físicas.

Veja atitudes para evitá-lo na agência

Como líder da equipe, você precisa adotar boas práticas para evitar que o esgotamento mental prejudique os colaboradores e a entrega dos projetos. Confira!

Aposte em ambientes de relaxamento

Algumas agências modernas contam com espaços propícios ao relaxamento dos colaboradores. Salas com pufes, redes e música, por exemplo, são um convite para meditação ou descanso. Jogos, videogames e jardins também são boas opções para buscar o descanso. Parecem investimentos supérfluos a princípio, mas contribuem para o clima organizacional saudável e a motivação de todos.

Invista em palestras sobre saúde do trabalho

A conscientização da equipe também é uma forma de evitar o esgotamento mental. Contar com a contribuição de profissionais da área da saúde é uma importante decisão, sendo uma forma de fazer o time perceber comportamentos contraproducentes e adotar atitudes mais benéficas.

Psicólogos ou gestores de recursos humanos costumam ser eficientes nesse sentido. Além de estarem preparados para lidar com pessoas e suas emoções, também sabem técnicas contributivas para a saúde mental.

Ofereça algumas vantagens

Buscar a satisfação dos colaboradores é necessário para que se sintam mais motivados e reconhecidos. Para isso, adote um plano de valorização de colaboradores. Trata-se de um conjunto de ações cujo objetivo é o desenvolvimento profissional e o bem-estar de todos. Reconhecer as conquistas individuais, promover qualidade de vida fora da agência e dar bonificações tendem a ser ações positivas.

Outras boas apostas são o oferecimento de descontos em academias e massagens. Fazer parcerias com aplicativos que contribuam com aulas de ioga, meditação ou atividades físicas em casa também é uma boa forma de promover a importância de cuidar da saúde.

Ajude no controle das horas trabalhadas

Apesar de ser indicado recompensar pelo bom desempenho, tome cuidado para não reforçar o pensamento de que é preciso trabalhar mais que o necessário. Produtividade alta é muito bom para os resultados da agência, contudo, quando isso acontece de forma obsessiva, os efeitos são reversos. A tendência é o cansaço excessivo e tudo o que advém dele, como baixa concentração e faltas ao serviço.

Disponibilize ajuda à equipe

Muitas vezes, o motivo de exaustão da equipe está ligado ao comportamento muito exigente e distante do chefe. Saber como ser um bom líder ajudará sua agência a afastar doenças mentais e atingir uma boa produção nas entregas.

Um comportamento recomendado é se mostrar aberto à ajuda e a escutar dificuldades relacionadas ao trabalho. Estimular um pouco de autonomia, deixando que as pessoas tomem algumas decisões sozinhas, também traz impactos positivos. Enfim, a ideia é criar um clima organizacional de confiança e apoio. Mostre-se disponível para receber feedbacks e para ajudar no que for necessário.

Incentive descanso e férias

Incentive o descanso semanal e tenha um controle sobre as férias de cada colaborador, pois a frequência com que a equipe faz isso influencia nos resultados a longo prazo. De nada adianta cobrar muitas entregas e incentivar apenas a alta produtividade se, logo mais, isso prejudicará as entregas, não acha? Afastar a mente é essencial para que todos recarreguem a energia e tenham constante disposição para se dedicar às atividades.

Dê o exemplo

Como você lida com o seu próprio desempenho e a sua saúde mental? Como gestor, é importante dar o exemplo por meio de atitudes, demonstrando sua preocupação com autocuidados. Evite exagerar no trabalho e atente-se a seu estado emocional e físico. Além de servir como modelo para comportamentos mais saudáveis, você também evita o desenvolvimento de doenças relacionadas a excessos.

Invista em tecnologias

Automatizar processos diminui o tempo nas entregas e evita cansaço desnecessário. Além disso, as tecnologias nos ajudam a visualizar o andamento das entregas e a perceber comportamentos suspeitos, como demasiadas produções ou lentidão nas atividades.

Um software de gestão, por exemplo, contribui bastante nesse sentido, tornando o fluxo de processos mais produtivo e evitando refações. O método kanban é mais um aliado, pois facilita a visualização e o controle das demandas.

O esgotamento mental é uma realidade dos tempos modernos. Ainda que a busca pela crescente produtividade seja inevitável, é primordial um equilíbrio em nossa dedicação às tarefas. Cuide da saúde mental da equipe, pois isso trará vantagens maiores a longo prazo, combinado?

Gostou das nossas dicas? Tem alguma outra sugestão? Deixe seu comentário para que possamos trocar ideias!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *