Por Gabriel Camargo

Redator freelancer da Rock Content.

Publicado em 14 de fevereiro de 2020. | Atualizado em 9 de setembro de 2020


O LinkedIn Live é uma ferramenta que possibilita a transmissão de vídeo em tempo real dentro da rede social. Como os conteúdos ao vivo já se mostraram essenciais para conseguir os melhores resultados em estratégias digitais, conhecer cada detalhe desse recurso pode ser um diferencial competitivo para a sua marca.

O LinkedIn é uma das plataformas mais eficientes quando falamos em relacionamento B2B (business to business). Empresas e profissionais usam a rede para fazer networking, avaliar ideias, estudar o mercado e promover treinamentos.

Todos esses objetivos se tornam ainda mais eficientes com a utilização da ferramenta de conteúdos audiovisuais: o LinkedIn Live.

Com o crescimento e a popularização das transmissões ao vivo, o recurso possibilita um contato mais natural com a audiência. Utilizar a rede social mais empresarial para fazer isso permite um fortalecimento ainda maior da sua marca, fortalecendo a sua autoridade no mercado.

Mas como essa funcionalidade pode ser aplicada na prática? Para tirar essa e outras dúvidas sobre o tema, vamos abordar os seguintes tópicos neste artigo:

Ficou curioso e quer saber mais sobre o LinkedIn Live? Continue a leitura e saiba tudo!

O que é LinkedIn Live?

O LinkedIn Live é a ferramenta da rede social corporativa para a transmissão de conteúdos audiovisuais ao vivo para a sua audiência.

Em vez de limitar a interação com o público por meio de publicações mais interessantes — a partir do Marketing de Conteúdo — ou anúncios de mídia paga, os vídeos se tornam mais uma ferramenta para aumentar o engajamento.

Com o crescimento desse formato, o LinkedIn resolveu investir nele para não perder espaço no mercado. A ideia é que as empresas invistam ainda mais recursos e tempo na promoção de suas marcas e produtos dentro da plataforma.

Agora, portanto, tornou-se possível aumentar a interatividade com o público, produzindo conteúdos audiovisuais em tempo real.

A proposta é clara: oferecer um serviço de live streaming que permite transmitir vídeos e eventos ao vivo. O objetivo é o mesmo de qualquer ideia de desenvolvimento de um produto: agregar valor à experiência.

E, no caso do mundo corporativo, isso tem muitas possibilidades. Para uma marca, pode significar o melhor aproveitamento dos seus recursos de marketing, por exemplo.

Como funciona a ferramenta?

Apesar de ser um recurso gratuito, a transmissão ao vivo só funciona com o uso de uma solução externa. Neste caso, a maioria das opções de plataformas oferecidas pela rede social é paga.

A lista de ferramentas vai de soluções mais especializadas até aquelas que são voltadas para quem está começando e ainda precisa treinar antes de fazer investimentos.

Elas abrangem desde conferências entre filiais de diferentes empresas em várias partes do mundo, passando por seminários de capacitação até auditorias.

A possibilidade de transmitir ao vivo aumenta o engajamento dos usuários, pois eles podem participar de mais dinâmicas interativas. Isso os enriquece como profissionais, ao mesmo tempo em que facilita o processo empresarial.

O aumento do número de empreendedores criou essa necessidade de promover vínculos e relações profissionais mais sólidos.

Não se trata de socializar nossas emoções ou compartilhar nossos estados e opiniões, mas de achar as melhores oportunidades de negócio e crescimento pessoal. E, para isso, o LinkedIn oferece um contexto mais formal e sério do que as outras redes.

Quais são as principais funcionalidades e características do LinkedIn Live?

Para conseguir criar conteúdo relevante para a sua audiência, é importante entender quais são as funcionalidades que a ferramenta oferece e as características das transmissões.

Muito parecido com o Facebook Live, o live vídeo em um perfil no LinkedIn permite que os usuários tenham interações em tempo real com quem está transmitindo, enviando comentários e perguntas e reagindo ao vídeo.

Já para o criador de conteúdo, toda essa interação pode ser moderada, garantindo que apenas o que é relevante seja exibido para os usuários. As funcionalidades também dependem da ferramenta externa que você tiver escolhido para fazer a transmissão.

Algumas oferecem, por exemplo, a opção de apresentar gráficos e até mesmo legendas, recursos que deixam o seu conteúdo mais profissional.

Falando em profissionalismo, também é necessário entender como se portar durante uma transmissão ao vivo. A própria plataforma recomenda, por exemplo, evitar fazer inúmeras lives no mesmo dia.

Usar o espaço apenas para promover um produto ou a sua marca também não é algo muito bem-visto. Conteúdos muito curtos também podem não ser tão atrativos.

Seguir as dicas do nosso conteúdo sobre como promover o seu perfil no LinkedIn para se tornar uma referência em seu segmento também pode ser muito útil:

Como fazer uma live no LinkedIn?

Ficou interessado em criar um maior engajamento com a sua audiência usando o LinkedIn Live? Para que você possa dar o próximo passo, listamos o que é preciso fazer para iniciar as suas transmissões ao vivo.

Confira!

Candidate-se para transmitir vídeos ao vivo

Para começo de conversa, o LinkedIn Live não é liberado para qualquer pessoa. Por isso, você deve preencher um formulário da plataforma e solicitar a sua inscrição na ferramenta.

Como ainda é uma versão beta, pode ser que a resposta de aprovação demore um pouco mais. Na página de inscrição, você vai preencher suas informações mais relevantes, como a conta que você vai usar para transmitir, por exemplo.

Linkedin Live exemplo

Essa etapa é fundamental, já que é o momento de mostrar ao LinkedIn a sua proposta. Além das perguntas acima, você vai precisar responder questões sobre as suas principais ideias para fazer lives na rede social.

Por isso, é importante já ter um plano e conseguir apresentar as suas ideias de forma simples e eficiente, aumentando as suas chances de ser aprovado na ferramenta.

Confira todos os detalhes no e-mail de aprovação

Uma regra básica quando você vai trabalhar com uma nova plataforma é entender quais são as suas regras e procedimentos.

Dessa forma, você consegue aproveitar melhor os benefícios que ela oferece e, no caso do LinkedIn Live, garantir que a oportunidade vai ser bem aproveitada. Por isso, ao receber o e-mail de aprovação para o seu live vídeo, leia todos os detalhes com atenção.

Defina a sua ferramenta de streaming

Como falamos acima, o LinkedIn exige a utilização de uma ferramenta externa para fazer uma transmissão ao vivo na sua página.

Portanto, ao conseguir a aprovação, você deve conferir a lista de plataformas que podem ser usadas e conferir as características de cada uma. Apesar de algumas opções serem gratuitas, a maioria é paga e, por isso, a sua análise deve ser detalhada.

Além disso, essa ferramenta vai garantir a qualidade da sua transmissão. Ou seja, não basta escolher a opção mais barata se, por exemplo, ela não oferecer os recursos de que você precisa.

É necessário, então, sentar com o restante da equipe responsável por essa questão na empresa e fazer uma escolha que possibilite a criação de conteúdos relevantes e eficientes.

Integre a ferramenta ao LinkedIn

Escolheu a ferramenta de live vídeo? Ótimo, agora é hora de configurá-la e integrá-la à rede social. Na página da Central de Recursos, você pode conferir toda a documentação técnica e as configurações necessárias para começar a fazer as suas transmissões no LinkedIn.

Comece a transmitir

Pronto, agora a parte técnica e mais burocrática já foi feita e você está liberado para transmitir em tempo real. Com essas etapas concluídas, agora a sua missão é se concentrar na criação de conteúdos relevantes.

O próximo passo, porém, é ainda mais difícil: fazer transmissões ao vivo com qualidade. Por isso, pode ser importante conferir algumas dicas que otimizem esse trabalho.

Como fazer uma live de sucesso nessa rede?

Você já sabe o que é o LinkedIn Live e como ele vai ajudar a fortalecer a presença digital da sua marca e o engajamento com a audiência, certo? Que tal, então, saber como torná-lo, de fato, um diferencial competitivo?

Confira algumas dicas para fazer lives de sucesso na plataforma!

Defina um tópico relevante

Não importa a qualidade da ferramenta escolhida ou o número de seguidores nas suas páginas, o live vídeo só vai ter o engajamento esperado se o tópico for relevante.

Por isso, é fundamental entender mais sobre o seu público-alvo, incluindo suas principais dores, dificuldades e até mesmo os assuntos que são mais interessantes para ele no momento.

Assim, as suas chances de conseguir atrair mais olhares e aumentar a interação durante a transmissão aumentam consideravelmente. Quanto mais interessante for o conteúdo, maiores serão as chances de o seu brand awareness se fortalecer.

A definição dos assuntos abordados, portanto, deve ser muito cautelosa, assegurando a opção mais adequada para a sua audiência.

Não repita o que você fez em outras plataformas

Qualquer estratégia voltada para as redes sociais deve englobar diferentes plataformas, certo? E não tem nada de errado em fazer lives no Facebook ou no Instagram, por exemplo. É preciso tomar muito cuidado, porém, com a repetição desses materiais.

O ideal é que você crie conteúdos exclusivos para cada uma das plataformas, garantindo que mais usuários possam conferir cada vídeo.

Você também pode se interessar por estes conteúdos!
👉 O que é experiência ao vivo e como engajar seu público com uma? 👉 Streaming patrocinado: o que é, benefícios e melhores ferramentas!

Promova a sua transmissão

Você não pode simplesmente pegar o seu público de surpresa, certo? Sendo assim, é essencial investir em formas de promoção da sua transmissão ao vivo — seja com um post em seu blog fazendo uma prévia sobre o assunto a ser debatido na live, seja com publicações no próprio LinkedIn relembrando a data, a hora e o tópico da sua transmissão.

Live Andre Iguodala

No exemplo acima, o jogador da NBA Andre Iguodala publicou em sua página um reminder para chamar a atenção dos seguidores sobre a transmissão. Talvez pareça uma prática simples, mas em uma rede social mais profissional como o LinkedIn, pode ser bastante eficiente.

Realize treinamentos

Produzir conteúdos ao vivo não é uma tarefa fácil, certo? É preciso mesclar o padrão de um roteiro e, ao mesmo tempo, não parecer engessado durante a transmissão.

Afinal, um dos grandes atrativos dos diferentes tipos de live vídeo é a humanização e a naturalidade do conteúdo. Sendo assim, uma dica importante pode ser a realização de treinamentos para encontrar o seu ritmo.

Defina a duração ideal

A duração da sua transmissão ao vivo também é essencial. Além de reforçar a importância de ter um roteiro inicial com os tópicos a serem abordados, é uma forma de evitar que o seu conteúdo fique muito curto ou longo demais.

O LinkedIn recomenda uma duração mínima de 10 minutos, mas você também não pode ficar ao vivo por muito tempo sem ter muita interação, por exemplo.

Um termômetro para saber a hora de certa de encerrar uma transmissão é a audiência e a interação com o público. Se as estatísticas e o engajamento continuarem elevados, você pode seguir ao vivo.

Interaja ao longo da apresentação

Qual é o propósito de fazer uma transmissão ao vivo se, na prática, o contato com o espectador não acontece? Por isso, sempre fique de olho nos comentários e faça questão de agradecer a participação de todos.

Essa é uma maneira de fazer com que o espectador se sinta valorizado e continue interessado na conversa. Responder perguntas ao vivo, por exemplo, é o básico.

Cuidado com o excesso de lives

Também é importante não exagerar na quantidade de lives nas suas páginas. Por mais que os usuários gostem desse formato, é importante criar expectativa em relação a esse tipo de conteúdo.

Ou seja, não use-o para falar de qualquer coisa ou a qualquer momento. Ainda, é importante mesclar com outros formatos de conteúdo, como infográficos, blog posts e até vídeos curtos gravados.

Para fortalecer a presença digital da sua marca, nada melhor do que usar todos os recursos oferecidos em cada plataforma. Saber aproveitar o LinkedIn Live, portanto, pode ser um diferencial para quem quer se aproximar ainda mais da audiência e se estabelecer como autoridade em seu segmento. Com conteúdos autênticos, a relação com o público se torna ainda mais natural.

Apesar de ser um ótimo recurso, o LinkedIn Live não é a única funcionalidade da rede social. Que tal, então, dominar a plataforma por completo e estabelecer a sua presença? Baixe o nosso guia completo de marketing no LinkedIn e descubra como ampliar a sua marca nesse canal!

marketing no linkedin ebook

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *