Por Camila Casarotto

Redatora Freelancer da Rock Content

Publicado em 5 de janeiro de 2020. | Atualizado em 18 de agosto de 2020


Marketing no Youtube é a oportunidade de aproveitar a audiência da maior plataforma de vídeos do mundo. Você pode aumentar a visibilidade da marca, estreitar o relacionamento com o público e gerar conversões por lá. Entenda melhor a importância e os caminhos para ter bons resultados no Youtube!

Marketing no Youtube ainda não faz parte das suas estratégias? Então, é hora de começar a pensar em como a sua marca pode aproveitar o poder da maior plataforma de vídeos da web.

Talvez você pense que o seu público não está lá ou talvez ache que fazer marketing de vídeos é muito complexo, acessível apenas para grandes empresas. Se você pensa assim, também é hora de entender melhor como funciona o Marketing no Youtube.

Neste artigo você vai saber:

Siga conosco para saber como ter os melhores resultados no Youtube!

 

Por que fazer Marketing no Youtube?

Marketing no Youtube é uma das formas mais eficientes de aumentar o engajamento e a visibilidade da marca ao aproveitar o poder da maior plataforma de vídeos do mundo. Vamos entender melhor por que isso é tão importante.

Não é novidade para qualquer profissional de marketing que os vídeos estão dominando a internet. Já faz tempo que nos divertimos com vídeos engraçados na web, passamos horas assistindo a aulas online ou vemos como fazer uma receita passo a passo.

Esse fascínio pelos vídeos na internet tem um precursor, e certamente você já sabe qual é: o Youtube. Lançada em 2005, a plataforma fez tanto sucesso que foi adquirida pelo Google no ano seguinte e se tornou a maior propulsora desse tipo de conteúdo na web.

Hoje, o Youtube tem mais de dois bilhões de usuários, o que representa quase um terço da internet — e esse número aumenta a cada ano.

Segundo dados do Alexa, essa audiência faz o Youtube ser o segundo site mais acessado da web, atrás apenas do Google. No Brasil, o consumo de vídeos na web cresceu 135% entre 2014 e 2018.

pesquisa google

Com esses números, você ainda acha que o seu público não está no Youtube? É bem provável que os seus clientes já estejam na plataforma (e você deveria estar por lá também).

Outro número interessante: todo dia, as pessoas gastam em média 11min47s navegando pela plataforma e assistindo aos vídeos.

Em comparação, o Facebook é usado por 17min46s ao dia, e o Instagram, por 7min7s. Dá para perceber que o Youtube está entre as maiores potências da internet, não é?

Esse crescimento fez o Youtube deixar de ser apenas uma plataforma de compartilhamento de vídeos para se tornar uma plataforma de negócios.

Não é por acaso que o site foi responsável por alavancar os digital influencers, que conquistaram uma audiência fiel com seus vídeos e deixaram os programas da TV tradicional para trás.

Com eles, o Youtube também deixou de ser uma plataforma de passagem, que é acessada por um link apenas para assistir a um vídeo e logo sair, e passou a ser uma plataforma de destino, em que as pessoas vão para navegar, ver as novidades e passar mais tempo.

De olho no poder da plataforma, as marcas começaram a explorar o que ela tinha a oferecer como ferramenta de marketing.

Hoje, o Youtube oferece diversas possibilidades de ações de marketing e comunicação, que podem aumentar o brand awareness, o poder de engajamento e a autoridade das marcas.

E não pense que elas são limitadas à publicação de vídeos no canal. Isso é essencial, claro, mas você também pode investir em anúncios, fazer parcerias com marcas e influenciadores, interagir com os inscritos do canal e aproveitar uma série de recursos.

Então, se você ainda não faz Marketing no Youtube, comece a mudar seu olhar: em vez de uma plataforma de vídeos, entenda o Youtube como oportunidade de negócio. E você vai se surpreender com tudo o que ele pode entregar.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert
 

Quais as melhores estratégias de marketing para Youtube?

Quer entender melhor as oportunidades que existem no Youtube? Vamos mostrar agora as estratégias de Marketing no Youtube que você pode desenvolver. Mais adiante, vamos detalhar as principais.

Acompanhe!

Produzir conteúdo relevante

Primeiramente, entenda que o Youtube é uma plataforma de conteúdo. Portanto, é uma das principais ferramentas do Marketing de Conteúdo. E, portanto, produzir conteúdo relevante para a sua audiência é a estratégia primordial — sem isso, você não consegue engajar ninguém.

Para isso, é essencial conhecer o seu público antes. É a partir da construção de uma persona para os seus vídeos que você vai conseguir criar conteúdos que interessem ao público, que cativem e emocionem ou que simplesmente respondam as suas dúvidas.

Engajar a audiência

Não pense que o Youtube serve apenas como um repositório de vídeos. Não adianta fazer upload dos arquivos por lá e esquecê-los, ok?

Para ter sucesso com o Marketing no Youtube, você precisa tratar bem a sua audiência. Isso significa responder os comentários dos usuários, criar vídeos baseados nas dúvidas deles, interagir nas redes sociais e perguntar o que gostariam de ver no seu canal, por exemplo.

Essas estratégias de engajamento valorizam quem acompanha a sua marca e melhoram a sua reputação online.

Uma boa ferramenta para isso são as postagens da aba Comunidade, que servem para interagir com os inscritos além dos comentários dos vídeos.

Veja um exemplo:

exemplo de interação entre youtuber e público

Divulgar os seus vídeos

Outra estratégia de marketing que não pode ser esquecida é a divulgação dos vídeos fora do Youtube para alcançar uma audiência maior. Lembre que você tem outros canais digitais para integrar com a sua presença na plataforma.

Por isso, os vídeos que você publica lá também podem ser divulgados no Facebook, no Instagram, no site, no blog, no e-mail marketing e nas mídias pagas, por exemplo.

Mais adiante, vamos apresentar as principais estratégias para divulgar seus vídeos e, assim, melhorar os seus números de alcance e envolvimento no Youtube.

Otimizar vídeos para as buscas (SEO)

Uma boa forma de potencializar o desempenho dos vídeos no Youtube é otimizar os conteúdos para as buscas dos usuários — tanto do próprio Youtube, quanto do Google.

Afinal, quem não quer aparecer nos primeiros resultados das pesquisas na maior plataforma de vídeos ou no principal mecanismo de busca do mundo?

Pesquisar palavras-chave, criar bons títulos, otimizar o nome do arquivo e melhorar a taxa de cliques (CTR) são estratégias que você já conhece do SEO para páginas da web.

Mas essa mesma lógica pode ser utilizada no SEO para Youtube. Ainda neste artigo, você vai saber quais são as principais estratégias de otimização.

Anunciar em outros canais do Youtube

Marketing no Youtube não se resume ao seu canal. Você também pode criar anúncios para aparecer em outros canais que tenham o perfil de público que você quer alcançar.

Mais adiante, vamos falar sobre o Youtube Ads, que são os formatos de mídia paga da plataforma. Você pode configurar os anúncios no Google Ads, que talvez você já utilize para criar campanhas de links patrocinados ou mídia display.

Com a possibilidade de anunciar no Youtube, portanto, você tem mais uma opção de canal de divulgação, com alto poder de segmentação, alcance e engajamento.

Fazer parcerias com influenciadores

Outra forma de fazer Marketing no Youtube são as parcerias com influenciadores. Aliás, você sequer precisa ter um canal no Youtube para isso (embora a gente indique que você tenha, tá?).

Ao se juntar com influenciadores, a sua marca aproveita a proximidade, credibilidade e poder de influência que eles têm com a audiência. Para você ter uma ideia: depois de familiares e amigos, os youtubers são os principais formadores de opinião.

Um exemplo que evidencia isso foi o fenômeno de vendas do livro “A Parte que Falta”, depois que a youtuber Jout Jout publicou um vídeo sobre a obra.

youtubers se comunicam de forma autêntica com o público, e é assim que eles conquistam uma legião de fãs.

Portanto, quando a sua marca pensar em parcerias com eles, precisa saber que não está tratando com celebridades tradicionais nem fazendo publicidade na TV. Os youtubers vão mostrar a você como se conectar de verdade com as pessoas.

Para essa parceria, existem diferentes estratégias. Você pode propor a produção de um conteúdo patrocinado ou uma série de vídeos no canal do youtuber, com a intenção de aproveitar o seu alcance orgânico.

Mas também é possível propor a produção de vídeos para o canal da marca, cujo objetivo é aproveitar a imagem do influenciador e atrair a sua audiência.

Monetizar o seu canal

Você sabia que o seu próprio canal pode se tornar uma fonte de renda? E, se você tem uma audiência significativa e publica bons conteúdos, essa renda pode ser bastante valiosa.

Isso é possível com a adesão ao Programa de Parcerias do YouTube (YPP, sigla em inglês), que permite ganhar dinheiro com seus vídeos por meio da veiculação de anúncios e visualizações de assinantes do YouTube Premium, entre outras formas de monetização.

Para começar a gerar receita no Youtube, porém, o canal precisa ter mais de 1000 inscritos e mais de quatro mil horas de exibição pública nos últimos 12 meses, além de cumprir as diretrizes de conteúdo da plataforma. 

Se você cumprir esses requisitos, pode solicitar a avaliação do Youtube para participar do YPP e, então, monetizar o seu canal.

 

Como criar bons vídeos para o canal do Youtube?

Se o Youtube é uma plataforma de conteúdo, o primeiro passo é criar bons vídeos para a sua audiência. Então, vamos ver agora as principais orientações para que os seus vídeos arrasem:

Entenda o seu público

Primeiramente, pense: você sabe o que o seu público gostaria de ver no seu canal? Essa resposta é essencial para o sucesso dos conteúdos.

Então, comece a entender as motivações, as dúvidas, as dores do público para saber quais temas você deve abordar. Também é importante conhecer os hábitos de consumo de vídeos para saber qual duração e qual frequência de publicação são mais adequadas.

Para isso, é necessário além dos dados básicos (gênero, idade, localização etc.) e construir uma persona para quem seus vídeos serão produzidos.

Uma pesquisa do Google pode ajudar nessa tarefa. O estudo mostrou quais são as principais motivações que levam os brasileiros até o Youtube: Conexão, Conhecimento, Entretenimento e Identidade. Com base nelas, você pode entender também o seu público.

público do youtube

Defina os objetivos

Antes de começar a produzir os vídeos, é importante também pensar por que você vai fazer isso. A intenção pode ser, por exemplo, gerar tráfego para o site, incentivar a venda de um produto ou aumentar a interatividade.

Definir os objetivos de um conteúdo ou uma série de vídeos é essencial para ter resultados e para verificar se foi o retorno esperado.

Crie um roteiro

A partir da definição da persona e dos objetivos, você já pode começar a pensar na produção dos vídeos. Mas ainda não é hora de gravar: pense primeiro na história que eles vão contar.

Nesse momento, o ideal é construir um roteiro, com um pequeno resumo do vídeo, previsão de duração e a sequência de falas e imagens que vão construir essa história. Um storyboard — esboço gráfico das telas que o vídeo vai mostrar — também é um recurso bastante utilizado.

Além disso, é importante pensar nos elementos multimídia (gráficos, imagens, sons, músicas etc.) e nos links para outros vídeos e artigos de blog que podem ser incluídos. Planejar tudo antes, no roteiro, torna a produção muito mais eficiente.

Defina a locação para a filmagem

A definição da locação é determinante para a qualidade do vídeo. Avalie questões como a presença de ruídos ou da falta de iluminação que podem prejudicar a gravação, bem como a possibilidade de cobrança pelo uso do local.

Para evitar problemas, informe-se antes e visite o local com antecedência para avaliar essas questões.

Mas lembre também que uma locação simples — como o escritório da empresa ou a praça mais próxima — podem ser até mais eficientes e muito mais em conta.

Planeje os recursos para a gravação

No dia da gravação, não pode faltar nada! Planeje tudo o que você precisa para gravar e pense ainda no plano B caso tenha algum problema com equipamentos.

Câmera, iluminação, tripé, microfone e vestuário são itens essenciais de um vídeo em que você precisa pensar.

Reserve tempo para a edição

Deu tudo certo com a gravação? Então, é hora de fazer a edição. Muita gente não percebe que essa parte pode ser a mais complexa do processo de produção e que demanda tempo. Por isso, inclua essa etapa no planejamento do vídeo.

Na edição, é hora de organizar tudo o que foi gravado. Não pense que você precisa ganhar um Oscar com isso, mas fazer uma boa edição pode ser um diferencial do seu canal, já que não é algo simples. 

Pense na transição das imagens, no ritmo do vídeo, nas músicas e efeitos sonoros, nos links para outros conteúdos, além do thumbnail que é exibido no Youtube.

exemplo de thumbnail

Defina uma frequência de publicação

Depois de gravar os vídeos, não saia publicando aleatoriamente. No planejamento dos conteúdos, é importante definir as datas de publicação, preferencialmente com uma frequência constante. 

É importante fazer essa definição de olho nos hábitos de consumo da audiência, mas também na sua capacidade de produção.

Dessa maneira, o seu público sabe quando tem novidades no seu canal e pode acompanhar com mais fidelidade. No canal da Rock Content, por exemplo, publicamos novos vídeos toda quinta-feira às 9h.

 

Quais tipos de conteúdo criar para o canal do Youtube?

Precisa de inspiração para saber o que publicar no seu canal? Você pode produzir vários tipos de conteúdo para diversificar as publicações e engajar o seu público. Veja agora algumas ideias de vídeos para gravar. 

Dicas relacionadas à sua área de atuação

A produção de conteúdos deve ser relevante para o público. Por isso, procure responder as dúvidas que eles têm, com dicas e tutoriais que ajudem a resolver questões comuns. 

Para entender a importância disso: uma pesquisa do Google mostrou que muita gente está no Youtube para aprender.

pesquisa do google

Então, você pode aproveitar essa tendência educando o seu público sobre a sua área de atuação. Isso ajuda a construir sua autoridade no mercado e facilitar a tomada de decisão do consumidor na jornada de compra.

No canal da Rock, por exemplo, publicamos vários vídeos com dicas sobre Marketing Digital:

vídeos relacionados a marketing digital

Depoimentos de clientes

Depoimentos de clientes ajudam a corroborar o que você fala sobre a sua marca. Você pode pedir que o cliente grave a sua fala ou, para garantir uma padronização entre diferentes depoimentos, convidá-lo para uma pequena entrevista.

Depoimentos de colaboradores

Não são só os seus clientes que podem falar sobre a marca. Os colaboradores vivem o dia a dia da empresa e podem falar com propriedade sobre como funcionam os bastidores.

Por isso, dê espaço também para os depoimentos deles, que ajudam a fortalecer a reputação da marca e ainda atrair talentos.

Veja o exemplo do canal da Conta Azul:

Demonstração de produtos

Youtube não serve exatamente para fazer anúncios dos seus produtos como se estivesse no intervalo comercial da TV. Mas você pode utilizar a plataforma para falar dos seus produtos de forma educativa.

Mostre como funciona o seu último lançamento, de que forma ele pode ser usado, como extrair mais benefícios dele, entre outras demonstrações.

Além de ficarem no canal do Youtube, esses vídeos podem ser usados também na página do produto no site ou e-commerce da empresa, como mais um argumento para a venda.

Veja esse exemplo de demonstração de produto da Magalu, no canal da Magazine Luiza:

Vídeo-resposta

Para gerar interação com os inscritos no canal, você também pode criar vídeos com perguntas e respostas para resolver as dúvidas que aparecem.

A Nilce e o Leon, do canal Cadê a Chave?, por exemplo, fizeram um vídeo respondendo as dúvidas dos comentários que surgiram durante uma viagem.

Veja como fica bacana:

Entrevistas

Entrevistas com convidados trazem conteúdos de qualidade para o seu canal, além de atrair uma nova audiência. Você pode convidar especialistas, influenciadores, colaboradores e parceiros de outras marcas para isso.

Cases de sucesso

Crie vídeos com cases de sucesso para mostrar o que a sua marca já fez de bom para os clientes. Esse tipo de conteúdo é determinante na tomada de decisão do consumidor na etapa final da jornada de compra.

A diferença desse tipo de vídeo em relação aos depoimentos de clientes é que você vai mostrar, além da satisfação do cliente, quais estratégias a empresa adotou para conquistá-la.

Veja o que fizemos para o canal da Rock, por exemplo:

Cobertura de eventos

Coberturas de eventos também são um conteúdo interessante para o Marketing no Youtube. Você pode transmitir palestras de um congresso, entrevistas com participantes ou drops de conteúdos sobre os temas do evento, por exemplo.

A Resultados Digitais, por exemplo, cobre o seu evento RD Summit com vários tipos de conteúdos:

Transmissões ao vivo

Transmissões ao vivo têm grande apelo junto ao público. Você pode fazer lives no Youtube para dar dicas, fazer entrevistas, responder dúvidas em tempo real e cobrir eventos, por exemplo.

Ou seja, você pode fazer todos os tipos de conteúdos que mostramos acima, só que ao vivo!

Nesse caso, o planejamento do vídeo precisa ser redobrado para não ter nenhum problema no momento da transmissão.

 

Como aumentar a audiência do seu canal?

Então, digamos que você fez o trabalho direitinho, planejou bem os conteúdos do seu canal e criou vídeos relevantes para o seu público. 

Mas será que isso basta? 

Ainda não: Marketing no Youtube também inclui divulgar o seu canal fora da plataforma para atrair cada vez mais audiência. Veja agora algumas dicas para isso!

Integre o Youtube com seus outros canais digitais

Uma estratégia de Marketing Digital não se faz em apenas um canal. Por mais que você priorize uma ou outra ferramenta, é importante marcar presença em diferentes canais para alcançar a sua audiência onde ela estiver. 

Entre os diferentes canais que a sua marca utiliza — site, blog, redes sociais, e-mail marketing, landing pages, anúncios etc. —, é preciso criar uma comunicação integrada.

Falando dos vídeos do Youtube, você pode utilizá-los para complementar um post do blog, para compor a página de venda de um produto ou educar o cliente com e-mail marketing.

No blog da Rock, por exemplo, utilizamos vídeos para enriquecer a experiência de leitura. Um exemplo é este vídeo embedado no post completo sobre Marketing Digital:

vídeo em post sobre marketing digital

Faça parcerias com outras marcas

Outra maneira de divulgar o seu canal é fazer parcerias com outras marcas e influenciadores. Você pode adotar a estratégia que chamamos de guest posts, quando nos referimos a estratégias de blog.

O que isso significa? No marketing para Youtube, você pode propor a produção e publicação de vídeos em canais parceiros, que tenham um perfil de público semelhante ao seu, com um conteúdo relevante para aquela audiência. 

Outra ideia é convidar para entrevistas ou webinars em conjunto. Isso ajuda a ampliar sua visibilidade e atrair novos interessados para o canal.

Interaja em outros canais, fóruns e comunidades

Interagir nos comentários de outros canais do Youtube, em fóruns da web ou grupos nas redes sociais é também uma forma de divulgar seus vídeos.

Mas não pense em fazer uma propaganda descarada, ok? Interaja de forma relevante, quando os seus vídeos ajudarem os integrantes do grupo de alguma forma. Assim, a sua marca se insere nas conversas oferecendo algo de valor para as pessoas.

Inclua CTAs nos vídeos

Para que as pessoas façam o que você quer, nada mais simples que pedir diretamente a elas, não é? É para isso que servem as chamadas para ação ou CTAs, que podem aparecer nos seus vídeos.

Inclua no roteiro do vídeo algumas falas que incentivem os usuários a assistirem a outros vídeos do canal, relacionados àquele conteúdo.

Peça que deixem comentários, para conhecer a opinião deles, ou que compartilhem o vídeo, para que mais pessoas tenham acesso a ele.

cta em vídeo do canal da rock

O mesmo vale para o caminho contrário: em outros canais digitais, como redes sociais e post do blog, inclua CTAs incentivando que mais pessoas acessem seu canal.

Faça playlists

Playlists são muito úteis para o usuário. Em vez de procurarem os vídeos que interessam a eles entre centenas de envios, os usuários podem acessar as playlists que você criar para assistir a uma sequência de conteúdos sobre determinado assunto. 

Para o canal, é mais uma forma de ampliar as visualizações e fazer o usuário conhecer mais conteúdos.

Veja, por exemplo, as playlists que criamos no canal da Rock:

playlist do canal da rock
 

Como otimizar os vídeos para SEO?

Marketing no Youtube não pode deixar de fora o SEO. Otimizar os vídeos para a busca significa aumentar a visibilidade do canal, o número de inscritos, a autoridade da marca e, enfim, os resultados do marketing.

Você vai ver agora as principais técnicas de otimização para que seus vídeos apareçam bem posicionados no Youtube e no Google, mas não deixe de conferir o nosso post completo sobre SEO para Youtube com todas as dicas. Acompanhe.

Pesquisa de palavras-chave

O algoritmo dos buscadores — tanto do Google quanto do próprio Youtube — utilizam as palavras-chave para identificar o tema de um conteúdo e associá-lo às buscas dos usuários. 

Então, se o seu vídeo tiver uma série de dicas sobre Marketing de Conteúdo, por exemplo, a palavra-chave “Marketing de Conteúdo” precisa aparecer no seu vídeo: no título, na descrição, nas legendas e outros campos que o buscador possa compreender.

Uma pesquisa de palavras-chave, então, serve para você identificar quais termos devem ser trabalhados no seu conteúdo, além de abranger palavras semelhantes e relacionadas que podem ser usadas. 

Dessa maneira, o Google consegue perceber a palavra-chave principal, mas também o campo semântico com o qual você está trabalhando.

Para essa pesquisa, você pode usar ferramentas como o Keyword Planner do Google Ads, o Keyword Tool e o próprio Google Analytics, no relatório sobre palavras-chave que levam até o seu site.

Título e descrição

Depois de identificar as palavras-chave importantes, outra etapa do processo de otimização de SEO para Youtube é preencher os campos básicos do vídeo. 

Título e descrição são os campos mais importantes, para os quais o Google dá grande importância.

O título deve ser atrativo e informativo para o usuário, mostrando o que ele vai encontrar ao assisti-lo. 

título de um vídeo do canal da rock

Já a descrição deve trazer mais detalhes, além de incluir CTAs e links para outros conteúdos.

descrição de um vídeo do canal da rock

Nesses dois campos, a palavra-chave deve estar presente de forma natural, sem forçar a barra para repeti-la insistentemente.

Nome do arquivo

Esse é um detalhe que pode passar despercebido, mas também é essencial para a otimização. Edite o nome do arquivo de vídeo antes de subi-lo para a plataforma. 

O Google consegue facilmente ler essa informação e agregar aos dados que possui sobre o seu conteúdo.

Você também pode se interessar por este conteúdo!
👉 Estatísticas do Youtube: veja os 23 principais dados sobre a rede!

Tags

Diferentemente das meta keywords, que não têm mais efeito no SEO tradicional, as tags (ou marcadores) funcionam muito bem no marketing para Youtube.

Estamos falando daquelas hashtags em azul que aparecem na imagem abaixo.

tags em vídeos

Tags são termos e expressões relacionados ao conteúdo de um vídeo, de maneira que o Google possa associá-los às buscas dos usuários e recomendá-los nas sugestões de vídeos relacionados.

Veja também este conteúdo:
👉 Como colocar hashtags no Youtube: 5 passos simples!

Legendas e transcrições

Legendas e transcrições são ferramentas de acessibilidade, que permitem acompanhar o vídeo mesmo sem o áudio.

Mas, ao transformar falas e sons em textos, elas também ajudam o Youtube a compreender o conteúdo dos vídeos do seu canal, o que é essencial para fazer o rankeamento dos resultados de uma busca.

Duração dos vídeos

Provavelmente não exista um critério de rankeamento no algoritmo do Youtube que privilegie vídeos mais longos.

Porém, eles costumam atender às expectativas dos usuários, por trazerem conteúdos mais completos e aprofundados. Por isso, eles tendem a aparecer mais bem posicionados.

Então, considere a produção de vídeos mais longos para o seu canal. Mas nunca perca de vista a qualidade dos conteúdos, independentemente da sua duração.

CTR

A taxa de cliques (CTR) em um vídeo nos resultados da busca provavelmente seja um dos critérios de rankeamento do algoritmo. Quando um vídeo é bastante clicado, significa que ele corresponde às buscas para aquela palavra-chave.

Você não tem como controlar o CTR, mas pode trabalhar para que essa taxa cresça, ao criar bons títulos, descrições e thumbnails que incentivem o clique do usuário. 

exemplo de thumbnail e descrição de vídeo

Engajamento

Além da taxa de cliques, provavelmente o Youtube avalia também o nível de engajamento que aquele vídeo gera.

Se os usuários comentam bastante, marcam “Gostei”, compartilham o link e assistem até o final, provavelmente esse vídeo atende as expectativas de quem busca por aquela palavra-chave.

Você também não pode controlar como os usuários vão interagir com seus vídeos, mas pode incentivar que eles comentem e compartilhem com CTAs nas falas e na descrição, por exemplo.

 

O que é e como usar o Youtube Ads?

Publicar vídeos e otimizá-los para SEO são estratégias orgânicas para bombar o seu canal do Youtube. Porém, a plataforma oferece opções de publicidade paga para as marcas que se dispõem a investir dinheiro em mídia para potencializar seus resultados.

Estamos falando do Youtube Ads, que engloba os diferentes formatos de publicidade no Youtube. Para isso, basta ter uma conta no Google Ads e configurar as campanhas por lá, que incluem anúncios gráficos e de vídeo.

Para começar, acesse a sua conta no Google Ads. Ao criar uma campanha, você já terá que escolher o objetivo e os locais de exibição do anúncio. 

Se você escolher Tráfego como objetivo, por exemplo, aparecem as seguintes opções de veiculação:

youtube ads

Se você quer criar um anúncio de vídeo, escolha a opção “Vídeo”, que permite a veiculação no Youtube e em sites parceiros. Para criar uma campanha de vídeo, o conteúdo precisa ser primeiramente hospedado no Youtube. Esse tipo de campanha pode ter diferentes formatos:

  • In-stream pulável (aparecem antes ou durante o vídeo principal e são puláveis);
  • In-stream não-pulável (aparecem antes ou durante o vídeo principal, não são puláveis e têm 20 segundos no máximo);
  • Video discovery (aparecem como recomendação nos resultados da pesquisa do Youtube);
  • Bumper (aparecem ao fim do vídeo principal, não são puláveis e têm 6 segundos no máximo);
  • Out-stream (aparecem apenas para usuários mobile em sites e aplicativos parceiros fora do Youtube).

Lembre-se de que vídeos não-puláveis podem incomodar o usuário, por isso precisam entregar um conteúdo realmente interessante para ele. 

O mesmo vale para os anúncios puláveis, já que você precisa captar a atenção das pessoas para que elas queiram ver o que você tem a mostrar.

Mas se a sua empresa ainda não está preparada para produzir anúncios em vídeo ou tem outra estratégia que não seja audiovisual, pode anunciar no Youtube em outros formatos:

  • Anúncios overlay (aparecem sobre o vídeo, em formato gráfico ou de texto);
  • Anúncios display (aparecem nas páginas internas do Youtube, em formato gráfico).

Os anúncios overlay não são configurados no Google Ads (veja as instruções do Google sobre eles). Já os anúncios display podem ser configurados no Google Ads dentro das campanhas para a Rede de Display, na qual o Youtube está incluído.

Depois de decidir o tipo de campanha que você deseja criar, precisa definir ainda a segmentação do público, a programação de veiculação e o orçamento.

Agora, se você quer inspiração para criar anúncios em vídeo, dê uma olhada no Youtube Ads Leaderboard, que mostra os vídeos dos principais anunciantes da plataforma. 

Veja, por exemplo, esse anúncio no formato bumper da Dove:

 

O que é e como usar o Youtube Analytics?

A presença da sua marca no Youtube não pode ficar no escuro. Isso significa dizer que você deve ficar de olho no desempenho do canal e dos vídeos para saber se está no caminho certo e em que pontos pode melhorar. E o Youtube Analytics será seu maior parceiro nessa tarefa.

Para visualizar os números do seu canal, vá até o link youtube.com/analytics. Primeiramente, você vai ter uma visão geral das suas principais métricas no último mês.

análise de canal no youtube

As métricas do Youtube Analytics são divididas em três.

Relatórios de Alcance

Mostram como os usuários estão chegando aos seus conteúdos. Ex.: Impressões (quantas vezes a miniatura dos vídeos foi mostrada aos usuários no Youtube), Taxa de cliques de impressões, Visualizações, Espectadores únicos, Origem de tráfego.

Relatórios de Envolvimento

Mostram como os usuários estão interagindo com os seus conteúdos. Ex.: Tempo de exibição (quantas horas de um vídeo foram assistidas no total), Duração média da visualização (quanto tempo os usuários assistem ao vídeo antes de sair da tela), Marcações ‘Gostei’ e ‘Não Gostei’, Compartilhamentos.

Relatórios de Público 

Mostram o perfil do público que acompanha o canal. Ex.: Gênero, Idade, Localização, Tipo de dispositivo.

Para verificar o desempenho do seu canal, lembre-se da importância de definir objetivos e metas no planejamento de uma campanha ou produção de vídeo. Assim, você sabe exatamente o que precisa acompanhar para saber se está tendo resultados.

Perceba, por exemplo, que monitorar o número de visualizações dos vídeos é importante. Mas talvez não seja determinante para os seus objetivos de marketing

Se você quer gerar tráfego para um post do blog, por exemplo, o que interessa mais são os cliques (mesmo que o vídeo não tenha alcançado tantas visualizações, entende?). Portanto, avalie o desempenho dos vídeos sempre de olho nos objetivos traçados.

Enfim, agora você já sabe por que não pode deixar o Marketing no Youtube de fora das suas estratégias, não é?

Veja como o Youtube não é apenas mais um site de compartilhamento de vídeos, como foi nos seus primeiros anos de existência.

Ele se transformou em uma poderosa plataforma de negócios, que engloba grandes produtores de conteúdo, grandes anunciantes e uma infinidade de conteúdos para os mais diversos perfis de audiência.

Então, a sua marca também precisa marcar presença por lá. Seja para uma grande empresa, seja para um pequeno negócio, o Marketing no Youtube oferece várias oportunidades para você aproveitar.

Agora, aproveite para aprender mais. Baixe gratuitamente o nosso e-book completo sobre Marketing em Vídeos e saiba como ter resultados com esse formato de conteúdo!

Marketing no YouTubePowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *