Twitch: confira como fazer live e ganhar dinheiro na plataforma

Se as transmissões ao vivo são a nova tendência de conteúdo, o Twitch se destaca como uma ótima plataforma para esse tipo de estratégia. Por isso, é mais do que necessário conhecer a fundo a ferramenta para conseguir obter resultados lucrativos com as lives.

Twitch

    O contexto atual é marcado pelo aumento considerável de transmissões ao vivo na internet. Empresas, artistas, criadores de conteúdo e pessoas comuns estão aproveitando para interagir com seguidores e amigos a partir dessas ferramentas de streaming. Evidentemente, aqui também se encontra uma grande oportunidade para profissionais de marketing.

    No centro desse cenário, uma das plataformas que estão se destacando é o Twitch. Trata-se de um ambiente para streaming muito focado em jogos, contudo, tem se mostrado ser muito mais do que isso.

    É essencial, portanto, dominar a ferramenta para obter bons resultados em eventos ao vivo para sua empresa. Assim, você pode incorporar essa tática ao seu Marketing Digital. Se quiser saber sobre isso, continue acompanhando este post. Veremos:

    O que é Twitch?

    Criado em 2005, o Twitch surgiu, na verdade, como Justin.tv, que vinha do nome do criador do site, Justin Kan. O propósito inicial era permitir que as pessoas fizessem transmissões ao vivo na internet do dia a dia e de quaisquer tarefas que desejassem. Da mesma forma, elas poderiam complementar as apresentações com interações via chat.

    Contudo, com o tempo, uma forma de conteúdo acabou prevalecendo: o streaming de games. Esse nicho encontrou a oportunidade de se expandir e realmente adotou a nova ferramenta como sua. Os gamers utilizam o Justin.tv para gameplays e exibições de jogos ao vivo para outras pessoas.

    Desse modo, muitos interessados em jogos visitavam o website para conferir a jogabilidade e se acostumar com o produto antes de comprar. Além disso, sempre houve uma interação muito boa entre os streamers e o público.

    Por conta desse sucesso dos games na plataforma, Justin Kan mudou o nome do site para Twitch, uma referência ao “twitch gameplay”, que mede o tempo de resposta de cada jogador. Usar uma terminologia do universo dos games foi basicamente admitir que aquele era o lugar ideal para os fãs de jogos se divertirem e compartilharem ideias.

    Contudo, o fator interessante sobre o Twitch é que ele não está limitado aos gamers. Recentemente, músicos têm utilizado a plataforma para apresentações, designers para criações de artes e, até mesmo, cozinheiros para criação de pratos. Depois que o site foi comprado pela Amazon, em 2014, as oportunidades aumentaram para vários nichos.

    É interessante perceber como o Twitch.tv tem uma maior ressonância com o público mais jovem e, portanto, representa um espaço único para falar com eles. Empresas podem aproveitar e utilizar esse canal inteligentemente para otimizar a sua reputação e gerar reconhecimento de marca.

    Com o investimento nessa ferramenta, a empresa também se destaca por estar presente em um dos ambientes mais povoados da internet. Afinal, as transmissões e os eventos ao vivo crescem a cada dia por sua capacidade de encantar as pessoas e fazê-las se sentir parte dos eventos, mesmo a distância.

    Como ele funciona?

    Veremos em mais detalhes como a plataforma do Twitch funciona e como pode ser utilizada. No Twitch.tv, existem dois tipos de participantes principais: os streamers e os espectadores.

    Para streamers, existem várias maneiras de criar conteúdo e ser remunerado pelo que eles desenvolvem. Geralmente, as lives são gerenciadas com a ajuda de softwares de terceiros, que permitem compartilhar a tela ou buscar informações de uma webcam, por exemplo.

    Depois de uma transmissão ao vivo, os vídeos podem ficar armazenados no perfil de cada usuário, para acesso posterior dos espectadores. É possível conferir todo o conteúdo gerado e vídeos em destaque, também. Essa parte do perfil é muito similar ao YouTube.

    Uma das possibilidades de ganhar renda é receber doações diretas das pessoas que estão assistindo a live. Outra é com o apoio de empresas que patrocinam os canais. Ademais, existe a possibilidade de abrir assinaturas para os espectadores, que contribuem de forma recorrente. Por fim, existe a chance de abrir os vídeos para anúncios do próprio site.

    Uma das principais funcionalidades do Twitch, que coopera com seu sucesso, é a portabilidade. Ou seja, é possível usar a plataforma de diversos dispositivos diferentes, de acordo com a necessidade do streamer. Por exemplo, os gamers conseguem transmitir imagens de seu PS3, PS4, PC e Xbox. Além disso, usuários são capazes de se conectar facilmente com seus smartphones em apps específicos.

    As transmissões podem ser realizadas no PC, com um software intermediário, ou no aplicativo do celular, que é ainda mais fácil. Veremos em detalhes o passo a passo de como realizar uma apresentação ao vivo na plataforma em um dos tópicos adiante.

    Quais são as oportunidades para empresas?

    Nessa política de monetização está a grande vantagem do Twitch para empresas. As companhias conseguem otimizar o seu Marketing ao investir em ações patrocinadas e conseguir promoção segmentada. Essa é uma das duas maneiras de atuação de companhias no site.

    Ou seja, ao pagar a um influencer, a organização tem o seu nome ou produto divulgado, com links ou exibição de logotipos ou, até mesmo, uma conversa direta do apresentador sobre a empresa em questão.

    Existe um alto potencial no marketing de influência. Como o Twitch é um canal para muitas pessoas que seguem dicas dos influenciadores e buscam conselhos para realizar compras, marcas se destacam ao investir nesses vídeos. As propagandas se tornam uma forma mais natural e menos invasiva de estabelecer contato entre a empresa e o público.

    Contudo, é fundamental entender como essa comunicação deve ser feita: com grande foco no entretenimento, e menos em vendas. Ou seja, o ideal é se adaptar à linguagem típica da plataforma e evitar abordagens incisivas de vendas para não afastar os clientes e usuários.

    Ademais, é necessário buscar as melhores parcerias, com as pessoas certas. A comunicação no Twitch deve ser segmentada para um público que importa para a sua marca e deve seguir os critérios de diálogo e interação com essas pessoas.

    Caso a empresa deseje escolher seu próprio tipo de live e engajar seus clientes como criadora na plataforma — a outra forma de atuação de empresas —, é preciso ficar atento aos requisitos para isso.

    Nesse sentido, os colaboradores devem aprender a realizar transmissões nesse canal e entender bem as diferenças entre o Twitch e outros sites de streaming ao vivo — aspectos que veremos nos tópicos seguintes.

    Qual a diferença entre o Twitch e as lives das redes sociais?

    Se você já entendeu como funciona o Twitch, vamos adiante. Agora é hora de compreender as diferenças entre essa plataforma e outros sites no quesito transmissão ao vivo.

    Afinal, por mais que tenha determinado sucesso no ramo, o Twitch não é de longe o único lugar para fazer lives na internet. Hoje, é possível fazer isso em plataformas específicas, como o Bigo Live, e em domínios conhecidos de todos, como o Instagram, o Facebook, o Twitter e o YouTube.

    Conteúdo

    Primeiramente, podemos falar do conteúdo em cada canal. Enquanto as redes sociais são espaços mais abertos para todo tipo de conteúdo possível, dependendo apenas do tipo de público e nicho, o Twitch é bem mais específico. A maior parte das transmissões que movimentam o site são relacionadas a jogos.

    Contudo, evidentemente, isso não impediu a plataforma de criar condições interessantes para outros tipos de streamers. O próprio site apresenta categorias para conteúdo de música, lifestyle, esportes e outros. Existe uma grande porcentagem de outros criadores tentando espaço na plataforma e conseguindo uma audiência boa também.

    Suporte a especificações avançadas

    O que destaca o Twitch com relação às redes sociais é o suporte às especificações mais avançadas do streaming de games, como a possibilidade de conectar diversos dispositivos.

    Público

    Nas redes sociais, pode ser difícil estabelecer um público específico, justamente, porque muita gente está lá por inúmeros motivos imagináveis. Enquanto isso, o público do Twitch para lives é bem definido, o que torna mais fácil a identificação de uma empresa para tomar a decisão de fazer streaming nesse canal.

    Banimento de usuários

    Com relação a outros sites, principalmente, o YouTube, o Twitch é considerado mais rigoroso com banimento de seus usuários. Há casos de pessoas que foram banidas por criticar a plataforma ou, até mesmo, por um fluxo incomum de doações nas lives. Contudo, o diferencial é que os banimentos duram um período menor e são sempre temporários.

    Doações e níveis de parceria

    Aliás, falando em doações, temos nesse ponto também uma diferença marcante entre os sistemas de streaming. O YouTube tem se tornado uma opção viável para quem deseja gerar renda com seus vídeos ao vivo. É possível instigar os espectadores a fazer doações especiais nas lives, bem como garantir que eles sejam membros para pagar uma assinatura mensal.

    Contudo, no YouTube, isso ainda é um pouco complicado, pois depende de requisitos de popularidade. É preciso ter mais de 1000 inscritos, além de 4 mil horas de exibição no último ano e seguir as políticas da empresa para conseguir extrair monetização das lives.

    Evidentemente, existe uma política de parceria no Twitch, também. Ela demonstra como o streamer pode percorrer etapas para se tornar um parceiro, com base no crescimento de sua base de fãs.

    Twitch
    Fonte: Jovem Nerd

    O primeiro nível é o de afiliado, que requer 50 seguidores, um stream de 8 horas, streams de sete dias diferentes e uma média de três espectadores. Os afiliados podem receber bits, que são moedas específicas do site (um bit equivale a um centavo de dólar).

    Em seguida, o streamer pode evoluir para parceiro, caso atenda aos requisitos de streaming por 25 horas, streaming em 12 dias diferentes e uma média de 75 espectadores. Nessa condição, ele consegue selo de verificado, consegue desenvolver emotes personalizados, transmitir em equipe e mais opções de monetização.

    Em apresentações musicais, por exemplo, há um senso similar a um show. Usuários podem oferecer doações e realizar requisições de canções a serem executadas ou pedidos especiais. Os artistas fazem lives, justamente, para se dispor a tocar o que for necessário, algo que não é tão comum no YouTube, Facebook ou Instagram.

    Patrocínio

    Em termos de patrocínio, o Twitch é diferente das redes por conta de sua maior flexibilidade. Canais como Facebook e Instagram até oferecem a possibilidade de anúncios de outras empresas, mas o foco deles é sempre manter as pessoas em seus domínios. Portanto, quanto mais conseguirem fazer os usuários evitar links externos, melhor.

    Já o Twitch permite que os streamers tenham maior controle nesse quesito. Eles conseguem personalizar suas transmissões e realizar parcerias com empresas para financiar os seus projetos e canais, com direito a links externos e maior facilidade nesse sentido.

    Vídeos no perfil

    Outra diferença está ligada à permanência de vídeos no perfil do usuário. No Twitch, as lives ficam disponíveis para acesso posterior por 14 dias para usuários normais. Para parceiros, esse limite aumenta para 60 dias. Nos dois casos, é temporário, já que o foco é o conteúdo ao vivo.

    Nas redes sociais e no YouTube, existe a opção de deixar as transmissões sempre disponíveis para quem quiser acessar. O usuário tem um controle maior dessa questão.

    Experiência de uso

    As redes sociais não são plataformas focadas em live streaming, portanto, para encontrar esse tipo de conteúdo, o usuário deve acessar e seguir perfis específicos. Há uma concorrência maior com diversos outros tipos de publicações.

    No Twitch, a interface principal já demonstra o foco da plataforma em streaming. Geralmente, o site destaca os principais streamers — os que têm uma base maior de fãs e espectadores. Ao visitar a página inicial, você pode conferir na barra lateral as pessoas com maior número de espectadores naquele dado momento.

    Twitch

    No YouTube, existe a opção de personalização do conteúdo de acordo com as preferências do usuário. Ou seja, depois de ver um vídeo sobre determinado assunto, o modelo inteligente do site sugere outros vídeos relacionados, com uma alta probabilidade de atrair a atenção do usuário.

    Isso não é feito de forma tão eficiente no Twitch. Na plataforma voltada a lives, há uma preponderância maior dos streamers já estabelecidos. Embora seja preciso destacar que isso não é um empecilho para pessoas que desejam aprender mais e desenvolver estratégias na plataforma.

    Como fazer live no Twitch? Aprenda, neste tutorial!

    Nesta seção, vamos discutir em detalhes como você pode fazer uma live no Twitch.

    Planeje o conteúdo

    Antes de tudo, planejamento. Entenda qual é o tipo de conteúdo que você vai apresentar no site e qual é o público que vai consumir. Estabeleça muito bem o cronograma, a regularidade de suas lives e o objetivo de cada uma delas.

    Como estamos falando do uso estratégico do Twitch para o Live Marketing, pense nas chamadas para ação e nas táticas para levar os espectadores a conhecer mais sobre a marca e chegar ao produto. Você também pode criar abordagens de live blogging.

    Claro que isso pode ser feito de várias maneiras. Dentro do mindset do Inbound Marketing, o processo de vendas se tornou mais complexo e longo do que parecia ser. Assim, como você já sabe, é preciso pensar em ações para o longo prazo, que focam geração de valor para clientes ou criação de um relacionamento sólido. Analise tudo isso e considere antes mesmo de começar.

    Prepare o equipamento

    É importante destacar a necessidade de ter um pool robusto de equipamentos para transmissões ao vivo. É preciso contar com uma boa câmera ou webcam, um computador com boas especificações, um bom microfone e uma banda-larga de qualidade. Afinal, os eventos serão transmitidos ao vivo, o que requer um fluxo de dados sem interrupções e com uma excelente qualidade de imagem e áudio.

    Portanto, antes de aprender como configurar a plataforma em si, verifique os seus equipamentos e prepare o ambiente para a transmissão. Se for preciso, faça um upgrade do que você já tem para obter os melhores resultados, lembrando que isso impacta muito a forma como os usuários percebem a qualidade do seu conteúdo e do seu canal.

    Escolha um software central

    Como já falamos, o streaming no Twitch depende do uso de um sistema gerenciador intermediário. Existem várias opções no mercado, tais como:

    • OBS Studio, uma ferramenta de código aberto e disponível para diversas plataformas;
    • StreamLabs OBS, com funcionalidades que ajudam especificamente na monetização; Xsplit;
    • o próprio Twitch Studio;
    • e vMix.

    Depois de verificar os prós e contras dessas alternativas, você deve procurar tutoriais sobre como configurar e vincular os sistemas à sua conta no Twitch. Neste artigo, usaremos o OBS Studio e o Twitch Studio como exemplos principais.

    Configure o software

    Para conectar a sua conta no Twitch com o software, você precisa seguir alguns passos. No OBS Studio, é assim: primeiro, clique em “File”, depois em “Settings” e, então, em “Stream in OBS Studio”. Escolha o Twitch como o serviço e realize a conexão com sua conta já criada na plataforma.

    Essa conexão pode ser feita com uma chave de stream. Para encontrá-la no site do Twitch, vá em “Settings” e, depois, em “Channels and Videos”. Vai surgir uma chave que deve ser colada no OBS.

    Twitch
    Fonte: Restream

    Para, de fato, começar a transmissão, faça um teste com os dispositivos de entrada. No OBS, vá em configurações e em “Audio” para encontrá-los. Depois disso, você já está pronto para iniciar.

    Twitch
    Fonte: Restream

    Já no Twitch Studio, você só precisa fazer login em sua conta ao abrir o app. Então, você fará as configurações necessárias com os dispositivos para checar se tudo está em ordem. Depois disso, pode iniciar a transmissão.

    Twitch
    Fonte: Do It

    Caso deseje começar no celular, siga os passos a seguir:

    • instale o app do Twitch;
    • faça login;
    • clique em sua foto de perfil no lado esquerdo superior;
    • clique no “Go Live”;
    • nomeie seu stream;
    • selecione as categorias de conteúdo;
    • escolha a câmera a ser utilizada;
    • clique em “start stream”.

    Quais os benefícios de streamar no Twitch?

    Diante de tudo o que falamos, pode ainda surgir a dúvida: será que é vantajoso utilizar o Twitch? Vamos aprofundar as vantagens desse site e explicar por que ele é uma interessante opção para transmissões ao vivo, atualmente.

    Portabilidade

    Um dos primeiros pontos é a portabilidade. Ou seja, a capacidade de usar o Twitch em diferentes dispositivos para começar um processo de transmissão ao vivo. Como vimos, essa facilidade se deve ao fato de a plataforma ser voltada ao universo dos games, contudo, ela também se torna útil e poderosa para quem tem outras intenções de conteúdo.

    Com essa vantagem, empresas conseguem realizar streaming de maneira fácil do PC ou do celular. Isso confere um leque maior de opções, o que pode ser interessante a depender da situação e da apresentação em questão.

    Comunidade

    A comunidade do Twitch é um dos pontos mais fortes. No site, não há somente usuários e espectadores, mas apoiadores dos criadores de conteúdo, dispostos a ajudar e remunerar as pessoas.

    É uma cultura que provém do mundo dos jogos. Por isso, é muito fácil conseguir muitas doações por hora em uma sessão ao vivo, uma vez que isso funciona como uma espécie de etiqueta implícita.

    Além disso, o público é bem definido. Há uma porcentagem maior de jovens de 16 a 24 anos, que chega a 41%, segundo uma pesquisa da Global Web Index. Há uma presença considerável de mulheres, contrabalançando a maioria masculina, também.

    Com isso, a empresa já pode direcionar a sua comunicação para essa parcela da população e falar diretamente com ela com uma comunicação segmentada e eficiente.

    Relacionamento com o público

    O Twitch é uma ótima plataforma para desenvolver o relacionamento com o público. É baseada em lives que permitem interações diretas, humanas e engajantes.

    Assim, é possível criar conteúdo dinâmico e divertido para as pessoas e trazê-las para perto da empresa. De uma forma não direta, a companhia consegue posicionar seu nome como referência na mente dos usuários.

    Divulgação da marca

    Como já falamos, o investimento em uma plataforma grande como essa é muito importante para otimizar a divulgação da marca. A partir disso, seu nome será conhecido por mais pessoas, inclusive, as que se tornarão clientes eventualmente.

    Como foi visto, o Twitch se destaca bastante entre as opções para fazer live streaming atualmente. Se você deseja ingressar nesse universo e aproveitar esse mercado para se aproximar do seu público, é interessante dominar essa ferramenta.

    Para seguir adiante, é só utilizar os tutoriais que apresentamos como um guia e você conseguirá desenvolver um relacionamento com seu público e engajar as pessoas com seu conteúdo.

    Gostou do artigo? Continue lendo para saber como obter maior participação em suas lives!

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Posts Relacionados

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!