Por Cayo Woebcken

Redator freelancer da Rock Content.

Publicado em 20 de março de 2020. | Atualizado em 9 de setembro de 2020


Live Streaming é a transmissão ao vivo de dados pela internet, em áudio ou em vídeo. Popularizado com o desenvolvimento digital, trata-se de um recurso muito interessante para engajar sua audiência e realizar eventos de todos os tamanhos. Para isso, é preciso conhecer boas práticas.

Estamos na era do marketing 4.0. O termo, criado pelo renomado professor e autor Philip Kotler, se refere a um período marcado pela revolução digital nas empresas.

A introdução de novos canais, como as redes sociais e blogs, dá às empresas a oportunidade de oferecer experiências valiosas para uma audiência muito maior, como as transmissões ao vivo.

Como o Marketing Digital é uma atividade com poucas barreiras de entrada, é natural que apresente grandes níveis de competitividade. Para ganhar destaque, é preciso oferecer conteúdos vistos como autênticos e relevantes pelo público. A ideia é criar um diálogo com a persona, estabelecendo relações duradouras e lucrativas.

Dito isso, um dos recursos que vêm ganhando destaque na busca pelo engajamento do consumidor é o Live Streaming. Não sabe do que se trata ou quer se aprofundar no assunto? Então, este post é para você!

Vamos abordar:

Continue lendo e confira!

O que é Live Streaming?

Certamente, você conhece serviços de streaming. Netflix e Spotify são alguns dos exemplos mais comuns dessa categoria, que consiste na transmissão de dados (áudio e/ou vídeo) via rede de computadores.

Em outras palavras, é possível consumir o conteúdo sem a necessidade de realizar downloads, o que marca uma revolução para os mais experientes no meio digital.

Quando falamos em Live Streaming, portanto, estamos tratando de uma transmissão de dados que ocorre ao vivo, como indica o termo “live”. Assim, qualquer um com acesso às ferramentas adequadas pode transmitir seus conteúdos em tempo real para usuários nos mais diferentes locais.

Aqui, vale lembrar que a velocidade da internet é importante nos dois pontos, tanto no transmissor quanto no receptor.

Ao contrário do streaming convencional, em que você pode dar pausa, retroceder ou avançar no conteúdo, perdas de conexão podem evitar o consumo de boa parte do conteúdo — a menos que ele seja disponibilizado posteriormente.

Como essa tendência surgiu?

Embora o termo tenha ganhado maior popularidade com a transformação digital, os primeiros Live Streamings foram realizados muito antes da introdução da banda larga, quando a web ainda era lenta e não atingia tantos usuários.

O primeiro registro que existe vem de Palo Alto, coração do Vale do Silício e base para diversas empresas de tecnologia.

Em junho de 1993, uma banda chamada Severe Tire Damage tocava no headquarters da Xerox enquanto, em outra parte do edifício, cientistas discutiam uma tecnologia que seria capaz de transmitir dados em tempo real pela internet.

Uma coisa levou à outra e a música tocada pelo grupo se tornou cobaia do experimento.

O sucesso foi confirmado quando cientistas, localizados na Austrália, confirmaram que foram capazes de acompanhar toda a transmissão.

Um ano depois, foi a vez da banda Rolling Stones utilizar a tecnologia, pela primeira vez, transmitindo um evento musical para um público maior. Como homenagem, o Severe Time Damage abriu o evento.

Popularização

Mesmo com o interesse de grandes artistas e produtores, o Live Streaming não se tornou um recurso popular na época, simplesmente pela baixa qualidade da internet. Então, pulamos para 2005, ano marcado pelo lançamento do YouTube.

Permitindo que usuários postassem seus próprios conteúdos em vídeo de forma simplificada, o YouTube foi se desenvolvendo e se tornou um dos pilares da democratização digital.

Seis anos após ser lançada, a plataforma deu vida a um recurso que colocou o Live Streaming em evidência de uma vez por todas: um serviço em que o usuário pode fazer suas próprias transmissões.

O primeiro grande sucesso do YouTube nesse sentido foi em 2011, com o casamento real entre Catherine Middleton e o príncipe William, da Inglaterra. O evento, cuja gravação está disponível até hoje na plataforma, alcançou milhões de pessoas.

Em 2012, outra transmissão em tempo real terminou de provar a popularidade e a relevância desse tipo de conteúdo.

Em uma ação publicitária conduzida pela Red Bull, o austríaco Felix Baumgartnet superou o recorde de maior queda livre da história, pulando de uma altura de aproximadamente 38 mil metros.

Imagem do live streaming do maior salto em queda livre da história

Tudo foi transmitido por câmeras posicionadas no corpo do paraquedista e no balão que o alçou a tal altura. O Live Streaming alcançou nada menos que 1/6 da internet, mesmo tendo duração de apenas 4 minutos e 20 segundos.

Por que está crescendo cada vez mais?

O crescimento dos Live Streamings tem muito a ver com as preferências do consumidor 4.0, que dá extremo valor a experiências personalizadas e exclusivas.

De certo modo, quando se realiza uma transmissão de vídeo ao vivo, os espectadores experimentam esse senso de exclusividade, já que o conteúdo está disponível apenas para certo grupo.

Naturalmente, nem todo Live Streaming precisa ser efêmero. As melhores plataformas focadas nesse tipo de material permitem que eles sejam salvos e, posteriormente, disponibilizados em outros canais. Portanto, o senso de exclusividade não é o único fator que pesa aqui.

Como a maioria dos Live Streamings são realizados em formato de vídeo, podemos relacionar sua crescente popularidade com algumas tendências do Marketing Digital.

Estima-se, por exemplo, que conteúdos em vídeo serão responsáveis por mais de 82% do tráfego de consumidores na internet, o que indica um aumento de 15 vezes, se compararmos com 2017.

Manual do uso de Vídeos no MKT ConteúdoPowered by Rock Convert

Quais os benefícios para as empresas?

Se em 2012 o Live Streaming que mais fez sucesso envolveu um investimento milionário da Red Bull, o cenário é bem diferente em 2020. Atualmente, as transmissões ao vivo estão mais do que consolidadas como elementos importantes em qualquer estratégia completa de Marketing Digital.

Eles representam uma forma de se comunicar com o consumidor de modo claro e direto, o que abre espaço para você se aprofundar em assuntos complicados demais para outros canais.

Pense nos seus blog posts, por exemplo. Você produz artigos abordando tópicos do interesse da persona, mas nem sempre é possível focar as partes mais técnicas.

Ao produzir um vídeo ao vivo, você tem maior abertura para destrinchar o tema de modo mais incisivo.

Em um Live Streaming, você pode, por exemplo, fazer uso de recursos gráficos para facilitar o entendimento da audiência. Gráficos, tabelas e até seus gestos corporais ajudam quem está assistindo a captar sua mensagem.

Além de eles compreenderem o que você tem a dizer, você pode fazer o mesmo. Produza Live Streamings interativos e permita que os usuários participem com perguntas, que você pode responder ao vivo.

Isso ajuda sua marca a cobrir o assunto por completo e ainda gera insights sobre os interesses, problemas e até mesmo o estágio do funil em que o consumidor se encontra.

Jornada do consumidor

Falando em funil, transmissões ao vivo são armas importantes na gestão da jornada do consumidor. Entre os formatos mais populares está o webinar, muito comumente oferecido na última etapa do funil, levando o lead a tomar sua decisão de compra.

O webinar ao vivo pode tomar diversas abordagens. É possível desenvolvê-lo como uma apresentação da sua empresa, com o objetivo de educar o consumidor sobre um assunto, ou simplesmente para servir como tutorial para a utilização de um produto.

Se o seu negócio realiza eventos corporativos, também pode fazer um Live Streaming para trazer o público para “dentro” da empresa.

Isso é um importante esforço para demonstrar transparência e para humanizar sua marca, valores tão cruciais para as decisões do consumidor moderno.

Além disso, trata-se de uma forma simples de aumentar consideravelmente a capacidade do evento, sem se preocupar com investimentos de expansão da capacidade física.

Você também pode se interessar por este conteúdo!
👉 7 tipos de live vídeos para testar na sua estratégia digital em 2020
👉 Live Blogging: o que é e tudo que você precisa saber em 2020!
👉 Streaming patrocinado: o que é, benefícios e melhores ferramentas!
👉 Perguntas e repostas ao vivo: como criar coberturas em tempo real?
👉 O que é experiência ao vivo e como engajar seu público com uma?

Como fazer um Live Streaming de sucesso?

Claro, não adianta fazer um Live Streaming de qualquer maneira e esperar que ele obtenha algum sucesso. Como em qualquer atividade da sua empresa, a transmissão deve ser estruturada por um bom planejamento e boas práticas.

Então, confira algumas dicas para você tirar bons resultados das suas transmissões em tempo real.

Planeje o conteúdo com antecedência

Qualidade do conteúdo é tudo. Para garantir isso, inicie um planejamento com antecedência, a começar pelo assunto que será abordado. Defina, também, a data de realização e o horário, de modo a facilitar a divulgação, assunto de que trataremos logo mais.

Com o tema e a data definidos, vem algo muito importante: a criação de um roteiro. Por mais que você esteja preparado para falar em frente às câmeras e se sinta absolutamente seguro sobre o conteúdo a ser abordado, precaução nunca é demais.

Foque a sua persona

Se você ainda não tem uma persona, passou da hora de criá-la. Ela representa o seu consumidor ideal e, assim, todas as suas atividades de marketing e comunicação devem tê-la como centro estratégico. Até mesmo o horário da transmissão deve ser agradável para a maior parte dos seus seguidores.

A persona é mais do que o público-alvo e, por isso, conta com características muito específicas, como motivações, dores e preferências. Pense nisso quando estiver elaborando o roteiro e garanta o uso de uma linguagem que seja simples para o seu público compreender e, ao mesmo tempo, transmita confiança.

Conte com bons equipamentos

É bem verdade que, com os smartphones avançados a que temos acesso hoje em dia, é possível realizar um Live Streaming de menor porte em determinados canais, como o Instagram.

Contudo, se você tiver capacidade financeira para investir em equipamentos mais sofisticados, isso pode potencializar os seus resultados.

No caso de eventos maiores, não há como escapar: é preciso investir. Celulares e webcams dificilmente serão capazes de captar imagens com qualidade. Por isso, é preciso contar com um computador potente, com uma boa placa de captura vídeo e com o acesso à internet.

A placa de vídeo é essencial para que você possa conectar sua câmera digital no aparelho, possibilitando a transmissão de áudio e imagem. Dependendo da situação, também vale investir em soluções de iluminação para realçar a qualidade. Se o evento for pequeno, um local iluminado já é o suficiente.

Além de equipamentos qualificados, é fundamental trabalhar com uma plataforma especializada, mas falaremos nisso mais adiante.

Mantenha a interatividade do público

O público não vai interagir se você não motivá-lo. Sem isso, o Live Streaming perde grande parte do seu apelo, já que impossibilita a criação de um diálogo que é bom para ambas as partes. Enquanto a audiência se sente parte da experiência, você ganha feedbacks extremamente valiosos.

Uma excelente maneira de incentivar essa proximidade é trabalhar com conteúdos interativos. Muitas plataformas permitem, por exemplo, a inserção de quizzes interativos durante a transmissão. Eles tornam a experiência mais lúdica e, de quebra, coletam dados baseados nas respostas dos usuários.

Monitore os dados

É sempre importante analisar os dados de cada um dos seus Live Streamings. Informações relacionadas ao número de novos visitantes e a quantidade de pessoas que deslogaram durante a sessão, por exemplo, podem indicar que a sua abordagem ainda precisa ser otimizada.

Powered by Rock Convert

Como divulgar o Live Streaming para o público?

De nada adianta se planejar, comprar seus equipamentos e escrever seu roteiro, se ninguém vai assistir ao Live Streaming. Portanto, invista na divulgação do seu evento e, para isso, não tenha medo de utilizar os seus principais canais.

Em suas redes sociais, poste mensagens periódicas lembrando os seguidores da data, hora e tema do evento. Recursos como os Stories, do Instagram, podem ser utilizados para você criar uma contagem regressiva, aumentando a expectativa para a live.

As redes sociais servem, também, para você interagir com o público sobre o evento. A caixa de perguntas do Instagram é um excelente recurso para coletar os interesses e dúvidas das pessoas que vão participar no Live Streaming.

Além disso, você pode postar vídeos curtos para atiçar a curiosidade dos seus seguidores.

Não deixe, também, de explorar o email marketing. Se você já trabalha com listas de contato segmentadas, identifique as que mais têm potencial de se interessar pelo evento e envie convites ressaltando as qualidades do Live Streaming.

É importante que o lead perceba que sua participação será bastante construtiva.

Quais são as melhores ferramentas para fazer Live Streaming?

Por fim, vamos falar das ferramentas de Live Streaming, cuja escolha é uma das mais importantes que você vai fazer nesse processo. Plataformas de qualidade tornam toda a experiência mais simples, tanto para o realizador da live quanto para os espectadores.

Portanto, confira nossa lista com as melhores opções e decida a que é melhor para você!

Live

Live é, sem dúvidas, uma das ferramentas mais completas no mercado. Ela atende a todas as demandas que você pode ter para realizar o seu Live Streaming, trazendo funções que tornam toda a experiência simples e eficiente.

Fácil de usar, Live não exige qualquer tipo de experiência prévia e sua live pode ser criada com apenas alguns cliques.

A ferramenta preza pelo engajamento da audiência e, por isso, permite a integração de conteúdos como enquetes e sessões de perguntas e respostas.

Esses conteúdos geram dados que podem ser posteriormente analisados para avaliar o nível de engajamento do seu público e coletar informações relevantes.

Trata-se de uma solução que permite a monetização a partir de anúncios e conta com templates que podem ser muito úteis, como placares em tempo real para eventos esportivos.

A ferramenta ainda pode ser integrada com seu CMS e embedar conteúdos de fora do website, abrindo caminho para parcerias.

GoToWebinar

Outro dos líderes no mercado de Live Streaming, o GoToWebinar apresenta funcionalidades que podem tornar o seu processo bem efetivo.

Além de facilitar o lançamento e moderação das lives, a plataforma permite a personalização dos seus materiais, refletindo a identidade visual que você desejar.

Com uma interface intuitiva até para os menos experientes, a plataforma se destaca no quesito organização. Nela, é possível agendar seus eventos com antecedência, o que facilita a divulgação do link de acesso.

Assim como Live, o GoToWebinar permite a inclusão de conteúdos interativos para estimular o engajamento da audiência.

WebinarJam

Com tecnologia de ponta, a WebinarJam oferece transmissões com sinal universal, o que significa um aumento na qualidade de som e imagem. Com recursos HD e funcionalidade 30 fps, a plataforma suporta diferentes tipos de dispositivos, incluindo tablets e smartphones.

O WebinarJam também auxilia na hora da divulgação. Por meio da plataforma, é possível agendar e disparar mensagens de email e SMS, garantindo que ninguém vai se esquecer do evento.

Um Live Streaming pode ser utilizado para diversos fins, como você viu ao longo deste texto. A transmissão de eventos em tempo real é um atrativo e tanto para o seu público, que enxerga esse tipo de experiência com bons olhos.

Assim, basta se planejar bem e usar o engajamento da audiência em prol do seu negócio.

Falando em planejamento, aproveite para conhecer o nosso checklist completo para transmissões online agora mesmo e fique por dentro de todas as melhores práticas!

Checklist para webinarsPowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *