WordPress 5.6 perde funcionalidade importante do Gutenberg

A equipe de desenvolvimento trocou a prioridade da tela de navegação para a tela de widgets do Gutenberg porque muitos problemas ainda não tinham sido resolvidos.

WordPress 5.6 perde funcionalidade importante do Gutenberg

    Há uma grande expectativa pela atualização do WordPress, com data de lançamento prevista para dezembro deste ano. A versão 5.6. tem novidades boas e ruins para os usuários, como a retirada das incorporações oEmbed para o Facebook e o Instagram que teve a substituição do Jetpack sugerida pela própria equipe do WP.

    O WP 5.6. também inclui o novo tema padrão Twenty Twenty One, com cores inspiradas nas obras de Vincent Van Gogh e personalização em blocos — padrão usado pelo Gutenberg e provavelmente a nova tendência para as ferramentas do CMS mais usado do mundo.

    Outras novidades que também já foram noticiadas por aqui incluem:

    Entretanto, nem tudo ocorreu como a equipe do WordPress planejava e a inclusão do menu “Navigation Screen” no Gutenberg 9.1 para a nova versão do WP não atingiu um nível de funcionalidade beta (de teste). Em outras palavras, não ficou pronto a tempo.

    No processo de incorporação de novas funcionalidades, é preciso que o código seja disponibilizado para que a comunidade de desenvolvedores — usuários que contribuem com o código aberto do CMS —, localize falhas e bugs que podem comprometer a usabilidade da plataforma.

    Sem essa tela de navegação o Gutenberg ficará aquém do planejado. O editor de blocos padrão do WordPress (desde a versão 5.0.), é considerado um modelo de projeto, pois melhorou a experiência de uso do gerenciador de conteúdo com a facilidade de edição a partir de blocos e a funcionalidade de arrastar e soltar. Apesar disso, a ferramenta está em constante desenvolvimento e muitas mudanças ainda serão implementadas.

    Parte importante da criação de sites passa pelo menu. A tela de navegação deveria ter sido lançada no final de setembro, mas não foi o que ocorreu — a equipe resolveu direcionar os esforços de desenvolvimento para a tela de widgets. Segundo o WordPress, quando o Gutenberg 9.1 foi lançado em 29 de setembro, além de vários pequenos gaps de desenvolvimento e redesenho, três problemas principais ainda não tinham sido resolvidos:

    1. conclusão do redesenho do MVP (Produto Mínimo Viável), realizado a partir de feedbacks e iteração sobre o design, recursos de acessibilidade e outros elementos de desenvolvimento;
    2. incorporação do editor de navegação ao Customizer, que ainda precisa de investigação técnica, redesenho e implementação real na ferramenta;
    3. adição do bloco de links.

    A área da barra lateral é extremamente importante, pois, apesar de ser um componente independente, os widgets adicionam dinamismo às páginas, por meio de funcionalidades como o redirecionamento do usuário para as redes sociais, contagens regressivas, atualizações de clima, contador de visitas, entre outras funções imprescindíveis para garantir a interação do público com o site e a melhor experiência de navegação.

    No momento, a área de widgets é testada no plugin Gutenberg para que quaisquer bugs sejam descobertos antes do Beta 1. A urgência do teste é tão grande, que o WordPress postou um pedido para que os voluntários ajudem a identificar falhas e bugs na interface da versão disponibilizada no GitHub.

    Conheça mais sobre o Gutenberg e veja como agilizar a edição de conteúdo a partir do editor de blocos do WP!

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Posts Relacionados

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!