Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 9 de novembro de 2020. | Atualizado em 11 de novembro de 2020


Para vender mais na Black Friday é indispensável se atentar às principais dicas para e-commerce. Elas ajudarão a garantir um planejamento completo, que vá da operação logística até a divulgação das ofertas, fazendo com que o período seja um sucesso. É fundamental pensar em tudo sempre considerando a melhor forma de atender às expectativas do consumidor.

Gestores de lojas virtuais sabem o poder de potencializar vendas que algumas datas e períodos do ano têm. Durante a Black Friday, algumas dicas para e-commerce são essenciais para conseguir resultados incríveis e, a partir disso, conquistar ainda mais clientes no seu site.

O ponto principal nesse objetivo é o fato de que não se trata apenas de ter bons produtos para vender.

Planejar uma campanha sólida de Marketing, realizar adequações técnicas à sua loja virtual, estruturar uma operação logística eficaz e uma série de outros detalhes são importantes. Além desse trabalho, um negócio precisa também entender quais são as expectativas do consumidor e como eles têm consumido em e-commerces. Isso tudo ajudará a criar a estratégia perfeita!

Para ajudar sua empresa, este post trará uma abordagem completa sobre o e-commerce, desde uma análise sobre o comportamento do consumidor, até um passo a passo para se organizar para esse período. O conteúdo vai abordar:

Continue a leitura e confira!

Entenda como está o comportamento do consumidor para compras online

Ainda que tardia, a Black Friday, enfim, se tornou uma tradição no Brasil, especialmente quando falamos de compras online. Uma prova disso são os resultados da edição de 2019, a última apurada até a produção deste conteúdo: R$ 3,2 bilhões só em compras feitas na internet. Naturalmente, a expectativa é que esses resultados só cresçam, mesmo que nem sempre o cenário seja positivo.

Em 2020, mesmo com a pandemia da COVID-19 e as consequências financeiras inevitáveis desse problema, os números no e-commerce não recuaram. Entre todos os possíveis canais de compra, o e-commerce foi o principal durante a pandemia, como mostra esta pesquisa do Google:

black friday dicas para e commerce

Há algumas estatísticas interessantes sobre o cenário e as vendas. Vamos destacá-las a seguir:

A situação mundial em 2020 é de alta complexidade, mas até mesmo a necessidade de reclusão, causada pelo distanciamento social, fez com que as compras online aumentassem. A partir disso, é importante desenvolver uma perspectiva sólida sobre como será o volume de vendas para a tão aguardada Black Friday.

As previsões do Ebit, órgão que mede a reputação de lojas online e que também desenvolve estudos sobre o setor, apontam que será de 27% o crescimento nas vendas em 2020 na comparação a 2019. Isso significa que, mesmo com um cenário de incertezas, o consumidor acredita que pode conseguir boas oportunidades nesse período.

Para conseguir atender a todas as expectativas do consumidor, de maneira geral, é necessário entender o comportamento que ele tem apresentado na web ultimamente. Confira a seguir alguns fatores que influenciarão as estratégias que as empresas traçaram para o Black Friday 2020.

Jornadas de compra mais longas

A jornada do consumidor está cada vez mais longa. Com maiores possibilidades de ter informações sobre um produto, é natural que haja pesquisas mais longas antes de tomar uma decisão importante. Essa jornada pode ter algumas etapas, como:

  • pesquisa sobre um produto no Google;
  • busca sobre reviews do produto no YouTube;
  • pesquisas por lojas que vendam com o melhor preço;
  • pesquisas por lojas confiáveis.

Buscas no Google ajudam na tomada de decisão

Indiscutivelmente, o Google é uma ferramenta fundamental para uma jornada de compra nos dias atuais. Por lá, o consumidor pode pesquisar pelo produto e, como mostrado acima, por reviews, avaliações e todas as informações que forem necessárias para uma compra segura e certeira.

O próprio Google divulgou dados, frutos de suas pesquisas, sobre como sua ferramenta de buscas tem impacto na jornada de consumo do brasileiro:

black friday dicas para e commerce

Confira 10 dicas para vender mais na Black Friday

Do planejamento até a operação logística, há muito a ser feito para ter um desempenho de destaque durante a Black Friday. Aqui vão 10 dicas para e-commerce visando atrair mais consumidores, entregar mais rápido e, no geral, faturar mais!

1. Elabore um bom planejamento

Tudo começa com um bom planejamento. A Black Friday é um período muito importante para varejistas que atuam online e, ainda mais decisivo, para marcas que só vendem pela internet. Para atender às expectativas do público é fundamental organizar tudo. Entre os principais pontos estão:

  • a campanha de divulgação das ofertas de Black Friday;
  • os pedidos, ou a fabricação, dos produtos que serão vendidos;
  • a estruturação financeira para poder atender a preços mais baixos;
  • a organização logística para ter estoque e entregar no prazo.

O fato de gerar muitas oportunidades de vendas é um dos fatores que fazem esse período demandar tanta adequação e planejamento. Por isso, antes mesmo de anunciar que seu negócio terá boas ofertas de Black Friday, entenda quais descontos podem ser ofertados. A organização garante segurança financeira e operacional, visando também a satisfação do consumidor.

2. Crie metas de e-commerce

Na Black Friday, uma das principais dicas para e-commerce é estruturar antecipadamente quais serão os objetivos que a empresa terá. Naturalmente, faturar é um deles, mas há muito em jogo quando tratamos de um período tão importante para o comércio. Uma coisa é certa: se sua empresa conseguir boas ofertas, as vendas acontecerão, gerando maior lucro à empresa.

Powered by Rock Convert

Ainda assim, há mais conquistas possíveis. Pensando, por exemplo, em quem já comprou alguma vez na sua loja, a Black Friday é uma ótima oportunidade de gerar fidelização, fazendo com que essa pessoa compre mais uma vez e se torne um cliente recorrente. Boas ofertas, um frete rápido e atendimento de ponta também geram engajamento, outro objetivo essencial que pode ser alcançado.

3. Elabore uma estratégia de Marketing

Sem uma boa estratégia de Marketing seu e-commerce não conseguirá alcançar os resultados máximos na Black Friday. Esse planejamento que definirá as ações passa por todas as questões mais importantes, sendo as principais:

  • o público-alvo e, consequentemente, a segmentação das campanhas;
  • a identidade visual da campanha de Black Friday;
  • a divulgação nos principais canais (site, redes sociais, campanhas de e-mail Marketing);
  • estratégias de atendimento e de pós-venda.

O Marketing é o que garantirá um posicionamento forte da sua empresa diante do público. A maneira como a campanha de Black Friday será trabalhada vai atrair a atenção do consumidor e, com as ações certas, mostrar a ele que a sua empresa terá boas ofertas. Nessa campanha, especificamente, gerar expectativa e garantir o cumprimento dela são estratégias essenciais.

4. Posicione seu negócio no Google

Como você já viu neste conteúdo, é no Google que muitos dos consumidores vão para realizar pesquisas sobre produtos, lojas que o vendem e também sobre o nível de satisfação de outras pessoas com esses itens. É por isso que sua empresa deve estar posicionada no Google, pronta para ser encontrada, e para isso é fundamental investir em otimização para motores de busca.

Estamos falando do bom e velho SEO! Adequações, ajustes e adaptações são necessárias para que suas páginas cumpram com os requisitos que os algoritmos do Google impõem. Algumas dicas mais conhecidas são fundamentais e devem ser a base do seu trabalho de SEO. São elas:

  • utilize palavras-chaves relacionadas aos produtos que você vende nas descrições de produtos, em títulos e subtítulos (H2 e H3). Assim, o consumidor, quando pesquisar sobre esses itens, será levado até o seu e-commerce;
  • faça descrições de produtos detalhadas e que atendam a uma ou mais palavras-chave;
  • otimize seu site para um bom funcionamento em mobile;
  • utilize URL amigáveis em suas páginas, especialmente as de produtos;
  • crie uma landing page para a Black Friday;
  • use alt text nas imagens;
  • faça testes de carregamento do site, para garantir rapidez, uma vez que esse é um dos principais parâmetros de rankeamento do Google;
  • contrate uma boa hospedagem para garantir estabilidade, mesmo com o alto volume de acessos da Black Friday.

5. Crie conteúdo para gerar tráfego para seu blog e site

Além dessas dicas para e-commerce que você viu acima, em termos de SEO, é fundamental também criar bons conteúdos sobre Black Friday para seu blog. Estratégias de Marketing de Conteúdo ajudam a atrair tráfego qualificado, ou seja, pessoas que realmente estão em busca de boas ofertas nesse período. Por isso, é importante oferecer conteúdo capaz de atender o que sua audiência busca.

Em uma estratégia dessa, a necessidade de criar conteúdo para todos os estágios do funil de conversão é real. Estamos falando daqueles consumidores que querem saber de assuntos mais gerais, como “Saiba como não cair em golpes na Black Friday”, até os que já sabem exatamente o que querem, procurando por conteúdos como “As 5 melhores TVs para gamers que podem ser compradas na Black Friday”.

6. Prepare ofertas que realmente valem a pena

Um dos grandes desafios do Black Friday, para o e-commerce, é conseguir oferecer descontos que realmente sejam atrativos e valham a pena para o consumidor. Nos últimos anos, muitas empresas acabaram expostas pelo fato de tentarem ludibriar o público, aumentando preços dias antes e, na Black Friday, abaixando novamente para configurar um desconto que, na verdade não existiu.

Cada vez mais o consumidor está atento para isso, então é fundamental, antecipadamente, estruturar financeiramente o seu e-commerce para que ele possa oferecer descontos concretos. Ao mesmo tempo em que eles não podem colocar em risco as finanças do negócio, é também importante que eles sejam relevantes ao público. Isso influencia a imagem da empresa.

7. Estruture adequadamente a operação logística

Vender muito na Black Friday será ótimo, mas você já pensou em como vai entregar tudo isso? Além da entrega, é preciso também ter estoque suficiente, do contrário, o consumidor comprará algo que sua empresa simplesmente não tem para vender. A organização logística é um dos grandes desafios para esse período, e sua empresa deve encarar com seriedade.

Primeiramente, é importante fechar parcerias logísticas que sejam capazes de cumprir com os prazos. O tempo de entrega é um fator importante para a satisfação geral do consumidor com a compra e também com seu e-commerce. A outra grande questão é adquirir um estoque compatível com o nível de procura, o que vai garantir total satisfação do seu público.

8. Mantenha controle sobre o estoque

Ainda sobre logística, uma das dicas para e-commerce mais importantes na Black Friday é manter o estoque sob controle constantemente. O grande volume de compras simultâneas pode gerar dificuldade em controlar as vendas se não há um sistema automatizado para contabilizar cada baixa necessária. Por isso, a gestão em tempo real é praticamente indispensável.

Sua plataforma de e-commerce, seja ela a Loja Integrada, seja o WooCommerce, deve estar perfeitamente integrada com o sistema de logística, assim, a cada venda realizada, a baixa é automaticamente computada. Isso permitirá ter um controle dinâmico, ágil e, principalmente, automático dos níveis de cada item. Nenhum consumidor comprará algo que, por um descuido, não há mais em estoque.

9. Ofereça opções de frete diversificadas

Por fim, a última dica relacionada às questões logísticas é o frete. As insatisfações por parte do consumidor são causadas por duas questões principais: o tempo de entrega, que muitas vezes é mais longo do que o desejado, e o custo de envio. Não é à toa que o frete é um dos principais fatores que causam o abandono de carrinho em lojas virtuais.

A única forma de evitar esse problema é garantir a maior quantidade de opções de frete possíveis para o seu consumidor. Nem sempre é possível entregar em dois dias ou oferecer frete grátis, mas uma amplitude de opções é importante, ao menos, para dar ao público o direito de escolha democrático. Com preços e tempo de entrega variáveis, o consumidor paga por aquele que achar mais conveniente.

10. Crie um atendimento especial e humanizado

O atendimento faz toda diferença no varejo digital, e isso cresce ainda mais na Black Friday. Uma das dicas para e-commerce é garantir que o seu consumidor terá toda solicitação, dúvida, ou qualquer outra necessidade atendida perfeitamente pela sua empresa. Para garantirem atendimento perfeito, é importante investir em alguns pontos, como:

  • foco em solucionar problemas recorrentes em períodos de alta demanda;
  • humanização de atendimento, garantindo que o consumidor não será tratado apenas como um número;
  • oferta de canais de atendimento diversos, como e-mail, WhatsApp, telefone e redes sociais;
  • quando possível automatizar o atendimento para desafogar o número de demandas, o que pode ser feito com a ajuda de chatbots em seu site, WhatsApp ou rede social.

Vender mais, engajar, fidelizar, ou qualquer outro objetivo pode ser alcançado na Black Friday, desde que sua empresa siga as principais dicas para e-commerce que você conferiu neste post. É um período com grande potencial, mas os bons resultados só chegam para as empresas que se preparam adequadamente.

Quer saber como conseguir resultados financeiros mais impactantes? Confira um conteúdo sobre como vender pela internet!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *