Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 26 de outubro de 2020. | Atualizado em 26 de outubro de 2020


O modelo Canvas traz uma visão mais ampla da gestão das empresas, agregando praticidade para o desenvolvimento de novos projetos e investimento. Quer implementar essa ferramenta na sua agência? Neste post, você vai acompanhar 13 exemplos de Canvas para esse nicho de negócio!

Manter a organização do cronograma de processos é vital para ter uma visão ampla sobre as questões estratégicas da agência. Nesse sentido, os exemplos de Canvas são ótimas ferramentas para otimizar o planejamento do negócio. Bastante popular entre as empresas, o recurso é uma representação visual de projetos novos ou em andamento.

O modelo Canvas funciona como um quadro que proporciona uma visão holística da gestão, sendo bastante útil para efetuar análises comparativas em relação aos impactos dos investimentos realizados no empreendimento. Com ele, a sua equipe tem acesso a uma linguagem comum para avaliar processos tradicionais e, a partir daí, criar estratégias inovadoras e eficientes.

Em uma rotina cheia de campanhas para clientes, é necessário fazer entregas de qualidade dentro do deadline acordado. Por meio dessa ferramenta, os seus colaboradores visualizam de forma mais prática todas as variáveis de cada campanha. Quer aproveitar os benefícios dessa forma de organização? Confira, neste post, 13 exemplos de Canvas para implementar em agências de comunicação!

1. Marketing Canpaign Model Canvas

Marketing Canpaign Model Canvas
Fonte: www.getitcomms.com

Desenvolvido especificamente para o planejamento de campanhas de marketing, o modelo Marketing Canpaign Model Canvas conta com nove blocos preenchidos para estruturar a sua estratégia em detalhes de maneira rápida e fácil, o que ajuda a agência e a equipe a criar campanhas com qualidade e respeitando os prazos estipulados.

Esse modelo responde a questões relacionadas ao público-alvo, como quais são os problemas que ele está enfrentando, o que será feito para abordar o consumidor e com qual conteúdo isso será feito. Assim, a peça publicitária é pensada e planejada por partes, mas ao mesmo tempo os colaboradores têm acesso a todas as etapas do processo. 

2. Digital Marketing Canvas

Digital Marketing Canvas
Fonte: https://digitalmarketingcanvas.co/

Também conhecido como DMC, tem como finalidade acelerar o crescimento dos negócios. O seu diferencial é permitir que profissionais de diferentes setores o administrem, compreendendo desde designers até vendedores.

O modelo oferece a opção de cocriação, possibilitando a colaboração entre as equipes. Tudo começa com o brainstorming e termina com a estratégia digital. No decorrer dos processos, o gestor entende como os fundamentos do marketing e o ciclo de vida do cliente andam juntos. A abordagem do DMC é estruturada para ajudar na articulação da proposta de valor do projeto com as técnicas de marketing e plataformas digitais.

3. Software as a Service

Software as a Service
Fonte: https://businessmodelanalyst.com/saas-business-model/

Com nove blocos, esse modelo orienta o desenvolvimento de um produto bem-sucedido. As partes que compõem o modelo são:

  • segmentos do cliente;
  • proposições do valor;
  • canais;
  • relacionamento com o cliente;
  • fluxos de receita;
  • recursos-chave;
  • atividades-chave;
  • parcerias-chave;
  • estruturas de custos.

O gerenciamento de cada item se dá de forma centralizada. Nesse caso, o sistema fica disponível na nuvem, permitindo que os gerentes dos projetos e os colaboradores autorizados acessem e compartilhem informações por meio de diferentes dispositivos e a qualquer momento.

4. Innovation Canvas

Innovation Canvas
Fonte: innoscience.com.br

Inovar é uma necessidade constante das agências de comunicação, isso não só nas campanhas executadas para os clientes, mas também nos processos internos. A atualização das atividades da empresa é indispensável para preservar a qualidade das entregas e contribui para mantê-la competitiva no mercado. 

Levando isso em consideração, o modelo Innovation Canvas foi projetado para organizar ideias inovadoras. A versão tem blocos reduzidos, os quais contam com anotações que servem para gerar ideias, que, por sua vez, são desdobradas por meio de características, além de apresentar a visão de mercado. Ela é ideal para a concepção inicial de diretrizes e políticas de gestão da inovação da agência.

5. Business Model Canvas

Business Model Canvas
Fonte: www.businessmodelgeneration.com

Iniciar um negócio do zero é uma tarefa bastante complexa. Para descomplicar essa missão, foi criado o Business Model Canvas, cujo foco está na elaboração de modelos de negócios. No cenário de uma agência, ele realiza novos investimentos, como a abertura de uma unidade para atender a um segmento específico.

A partir desse recurso, você faz a estruturação formal do projeto e cria mecanismos que aumentam o controle sobre ele. É possível acompanhar os fatores-chave do negócio, o que favorece a tomada de decisões. Entre as suas vantagens, está o fato de fornecer mais agilidade do que o tradicional plano de negócios, que costuma ser mais engessado. Portanto, organiza e define ideias, evidenciando de maneira clara como a empresa ou projeto funciona.

6. Project Strategic Alignment Canvas

Project Strategic Alignment Canvas
Fonte: PtDocs.com

Muitas vezes, uma empresa tem que comandar diversos projetos ao mesmo tempo. Caso não haja organização para que cada um deles seja colocado em prática, as ideias projetadas ficarão apenas no papel. Nesse contexto, o Project Strategic Alignment Canvas (PSAC) auxilia o gestor a priorizar os projetos, se baseando nos objetivos estratégicos da companhia e nos recursos disponíveis para implantar as propostas. 

O PSAC ainda fornece critérios que embasam a sua decisão sobre quais projetos devem ser trabalhados no momento. Uma vez que foi testado por aproximadamente três anos no Brasil, o modelo encontra-se na versão 3.0, recebendo melhorias continuamente para assegurar a sua eficiência.

7. Startup Canvas

Startup Canvas
Fontes: http://www.methodkit.com/shop/methodkit-for-startups/

As startups contam com alto grau de escalabilidade. Se você deseja aproximar a sua agência dessa cultura, acrescentando flexibilidade ao modelo de gestão, uma estratégia interessante é optar pelo Startup Canvas, que se assemelha a um plano de negócio, mas tem características voltadas a startups.

Em suma, a ferramenta trata dos tópicos relacionados à montagem de uma empresa. Para tanto, ela define quais são os papéis dentro dela e tem o chamado ‘’discurso de elevador’’, que consiste em um diálogo breve para atrair o prospect, além de detalhar como atrair e manter a clientela.

8. Lean Canvas

Lean Canvas
Fonte: https://leanstack.com/

O intuito do Lean Canvas (LC) é assegurar o cumprimento do modelo visual característico do Business Model Canvas. Porém, ele se difere em dois blocos que visam dar ênfase aos fatores que trazem mais risco para o negócio. Com isso, você identifica possíveis problemas e age a tempo para corrigi-los.

Geralmente, o modelo LC é aplicado no desenvolvimento de novos negócios, mas também é recomendado para a criação de produtos em uma empresa já existente, haja vista que o seu objetivo principal é acelerar projetos.

A metodologia estimula os gestores e colaboradores a obterem mais conhecimento prático do produto ou serviço que será desenvolvido. Isso é feito por meio de etapas de testes, que apontam acertos e falhas no projeto. Dessa maneira, cria-se várias possibilidades de um único modelo de negócio para que você chegue a um resultado realmente inovador.

Basicamente, o modelo segue o princípio tradicional do Canvas, mas os blocos Parceiros, Recursos, Atividades e Relacionamentos foram substituídos por Problema, Solução, Barreira de Imitação e Indicadores. 

9. Project Model Canvas

Project Model Canvas
Fonte: redbelt.com.br

Um gerenciamento de projetos eficiente é substancial para que a agência defina as pessoas certas para assumir as responsabilidades e tarefas. Mais do que manter as ações da proposta sob controle, garantir o respeito aos prazos e cuidar do orçamento e escopo, essa iniciativa é capaz de unir equipes e clientes, colocando todos no mesmo caminho, além de conscientizá-los sobre o que é necessário para atingir a meta proposta.

Com o Project Model Canvas, a agência faz a gestão de projetos de um jeito simplificado, o que livra o gerente de lidar com inúmeros documentos referentes às ações executadas. Desse modo, ele volta a sua atenção para as questões estratégicas do projeto.

Vale ressaltar que esse modelo Canvas pode ser usado para desenvolver qualquer tipo de projeto, além de envolver toda a equipe nas etapas da ideia que será colocada em prática. Com base nos métodos de gerenciamento, esse sistema dá destaque para as deliberações que são feitas na primeira etapa do planejamento.

10. Service Innovation Canvas

Service Innovation Canvas
Fonte: http://pt.slideshare.net/designthinkers/beta-version-serviceinnovationcanvas

As agências que não inovam os serviços ao longo do tempo se tornam defasadas, sendo facilmente ultrapassadas pela concorrência. Para mantê-los sempre atualizados e de acordo com as demandas do seu nicho de atuação, é indicado usar o Service Innovation Canvas, que foi criado por um grupo de estudantes e propõe inovações nos que a empresa oferece.

A função do modelo é ajudar na organização de ideias com potencial inovador no que diz respeito à área de serviços. Para isso, ele aborda os principais fatores a serem analisados quando uma companhia pensa em inovação.

11. Business Model You 

Business Model You
Fonte: stattys.com

Como a sua agência estimula o crescimento profissional dos seus colaboradores? Contar com profissionais que têm perspectivas de carreira é indispensável para a evolução da sua equipe. Diante disso, uma boa opção é o Business Model You, que é um modelo de negócios focado em você.

Projetado por mais de 300 colaboradores em 43 países ao redor do mundo, essa versão auxilia os profissionais de todas as áreas em relação ao direcionamento de suas carreiras. Aplicando esse conceito, pode-se visualizar os estágios da carreira em curto, médio e longo prazo e atingir os objetivos propostos não só na empresa, mas na vida profissional como um todo.

Esse Canvas possibilita uma reflexão sobre os elementos considerados essenciais para o aperfeiçoamento das habilidades profissionais e pessoais que alavancam a carreira. Além disso, o colaborador aprende a enxergar os seus objetivos de uma forma intuitiva, tendo mais facilidade para entender o que precisa ser feito para alcançá-los.

O Business Model You é um poderoso aliado para motivar os funcionários que estacionaram em sua profissão e deixaram de se atualizar, pois os ajuda a redescobrir novas metas e, assim, impulsionar o seu desempenho e obter novas conquistas.

12. Lean Change Canvas 

Lean Change Canvas
Fonte: http://agileconsulting.blogspot.com/2012/08/lean-change-part-1-combining-kotter-and.html

É comum que mudanças gerem certa turbulência na companhia, visto que é necessário adaptar os processos e a equipe à nova proposta. Quando isso acontece, é altamente indicado pôr em prática o Lean Change Canvas (LCC), que planeja e ajusta ações para suportar alterações na organização.

O LCC combina os princípios da metodologia Lean, que tem por finalidade evitar desperdícios financeiros, de tempo e mão de obra, com o modelo de gestão de mudança Kotter, o qual remove barreiras técnicas, humanas e normativas diante da implementação de novas soluções. A alternativa é recomendada para implementar mudanças organizacionais advindas de projetos inovadores ou quando a ideia é mudar a cultura da gestão da agência para torná-la mais inovadora.

13. Customer Jorney Canvas

Customer Jorney Canvas
Fonte: https://pt.slideshare.net/GhaniKolli/customer-journey-canvas-72277361

A jornada do consumidor é uma espécie de mapa que aponta se o consumidor em potencial está próximo de finalizar o processo de comprar ou se necessita de mais estímulos para tomar essa decisão. Ela é dividida em etapas com características e desafios peculiares. Por isso, para cada obstáculo é preciso determinar ações pontuais.

Por meio desse mapa, a empresa tem subsídios para entender em qual etapa do funil de vendas o usuário das suas plataformas se encontra. Isso viabiliza a construção de estratégias de vendas mais certeiras, compostas por argumentos mais efetivos, o que eleva as chances de concretização de negócios.

O entendimento da jornada do consumidor é importante para personalizar as estratégias de marketing de acordo com a etapa em que cada grupo de potenciais clientes está. Tenha em mente que esse mapa é algo único, ou seja, cada companhia tem o seu. Portanto, não adianta copiar a jornada do concorrente. Há que se estudar a realidade do seu negócio e posteriormente desenvolver ações adequadas.

É exatamente isso que faz o Customer Jorney Canvas (CJC), que mapeia todas as ações dos consumidores dentro das suas plataformas de vendas. Os blocos da ferramenta foram estruturados para mapear o comportamento do consumidor antes, durante e depois da compra. Em resumo, ele faz uma reflexão sobre as experiências e expectativas e o que gera satisfação para o cliente.

Como você viu nos exemplos de Canvas, a ferramenta de gerenciamento estratégico é ideal para colocar os projetos, investimentos e inovações em prática, pois contribui para um planejamento simples, que cria oportunidades de sucesso ao longo de todo o processo.

Todos os modelos Canvas melhoram a visão de negócio e favorecem o alcance de resultados positivos para os gestores e suas respectivas equipes. Inclusive, também aumentam o engajamento dos colaboradores, já que eles passam a participar dos processos de construção da agência de forma efetiva.

Quer aperfeiçoar a avaliação de desempenho na sua empresa? Veja como usar o Feedback Canvas para mensurar os resultados coletivos do seu time!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *