Phishing: o que é, quais são os tipos e como evitar que aconteça

Você conhece os tipos de phishing e como ocorrem? Entender todos ajuda a proteger sua empresa e garantir a segurança da informação. Além disso, você consegue identificar de forma simples e pode focar os pontos estratégicos do negócio para expandir.

phishing

Sabe quando você recebe um email marketing suspeito? É bom ter atenção, porque pode ser phishing. Ele é um cibercrime que ocorre quando alguém mal-intencionado utiliza o nome de uma pessoa ou empresa, com o objetivo de atrair um indivíduo, para cometer um delito.

Em geral, o phishing acontece via emails, mas também pode ocorrer por mensagens, chamadas de telefone, redes sociais e até via sites. Portanto, vale ter cuidado com os casos suspeitos, no intuito de evitar cair nesse golpe.

Se você quer entender mais sobre esse crime e como ele ocorre, preparamos este guia. No artigo, você vai encontrar os seguintes tópicos:

    Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

    Não se preocupe, não fazemos spam.

    O que é phishing?

    O phishing é um ciberataque que ocorre com o objetivo de enganar os usuários no meio digital. Assim, os cibercriminosos utilizam o nome de uma pessoa conhecida ou empresa para tentar atrair as vítimas e obter alguma informação de interesse.

    Por exemplo, o infrator é capaz de utilizar a marca de um banco conhecido para enviar a você uma proposta tentadora. Com isso, caso caia no golpe, pode acabar passando informações confidenciais suas ou da empresa, como dados bancários, senhas e por aí vai.

    Nos conteúdos mais comuns, são encontrados links que, quando o usuário clicar, é direcionado para uma página fraudulenta. Ao entrar nela, as informações pessoais em seu computador podem ser roubadas.

    Com posse desses dados, a pessoa criminosa pode usá-los na intenção de acessar contas, utilizar sua identidade para cometer infrações, comprar bens em seu nome e muito mais. Portanto, conhecer como acontece o phishing e saber se proteger é fundamental.

    Quais são os principais tipos de phishing?

    Os diferentes tipos de phishing recorrem ao disfarce para atrair suas vítimas, mas podem variar nas técnicas que utilizam para isso. Se você quer conhecer quais são os principais e como acontecem, continue a leitura e confira!

    Spear phishing

    Esse golpe tem seus alvos bem definidos, em vez de um grupo grande de pessoas. Assim, os infratores conseguem fazer uma comunicação personalizada e persuasiva para obter o que desejam.

    Em geral, esse tipo é utilizado como primeira forma de invasão no sistema de defesa de empresas. Além disso, é mais usado com o objetivo de atacar redes corporativas. Dessa maneira, é preciso criar meios de proteger as informações sigilosas e arquivos importantes do negócio.

    Phishing de social media

    Esse tipo de golpe é utilizado pelos criminosos com o intuito de coletar informações sobre as vítimas para otimizar o planejamento do ataque. Assim, os invasores entram em contato por meio das redes sociais, a fim de ter dados detalhados.

    Portanto, se ocorrer alguma interação suspeita em seu Instagram, Facebook ou outra mídia por intermédio de mensagens, cuide-se, porque pode ser um ataque de phishing.

    Phishing bancário

    Já entrou em um site do seu banco e acabou desconfiando? Pois, saiba que pode ter escapado de um phishing bancário. Tais ataques consistem em criar sites falsos utilizando informações de instituições financeiras.

    Com esse truque, os infratores buscam roubar dados dos usuários para ter acesso à conta bancária. Por exemplo, eles conseguem coletar suas senhas, tokens e muito mais.

    Vishing

    Tal ataque acontece por meio de mecanismos de voz. Assim, o criminoso aproveita uma chamada de voz ou um áudio para aplicar golpes no mundo digital.

    Dessa forma, caso você receba algumas chamadas que criam uma sensação de urgência e que forcem a passar seus dados de maneira instantânea, tome cuidado, porque pode ser um vishing.

    Smishing

    Sabe quando aparece um SMS suspeito, que tenta induzir você a tomar uma ação rapidamente em seu celular? Esse pode ser um caso de tentativa de smishing para conseguir informações suas.

    Portanto, se você receber uma mensagem informando que ganhou um sorteio, ou que está com dívidas e necessita pagar de forma urgente, evite passar dados para não cair nesse golpe.

    Pharming

    Esse golpe tem por objetivo direcionar os usuários de um site legítimo para outro falso, além de realizar a instalação de softwares maliciosos nos computadores de quem está fazendo a visita.

    Outro ponto perigoso do pharming é que ele consegue coletar informações pessoais das vítimas, como dados bancários, senhas de sites e outras. Como ele causa danos ao DNS, pode acabar deixando os dispositivos desprotegidos.

    Blind phishing

    O blind phishing é muito comum e consiste em envios de emails em massa para as potenciais vítimas. Assim, os criminosos usufruem da ingenuidade de muitos usuários na internet para aplicar o ataque.

    Por exemplo, é normal que esse tipo de phishing seja enviado com um link ou algum anexo, que faz o receptor da mensagem baixar um vírus em seu computador. Consequentemente, acaba ficando vulnerável.

    Scam

    Esse phishing é uma tentativa de obter informações dos alvos com o uso de links e arquivos contaminados. Assim, o criminoso envia tais materiais por uma mensagem e, ao clicar, você acaba comprometendo seu dispositivo.

    Dessa forma, é importante ter atenção aos emails que você recebe, a contatos por meio das suas redes sociais de pessoas suspeitas ou a mensagens de textos que chegam ao seu celular.

    Quais são os exemplos práticos de phishing?

    Os golpes de phishing ocorrem de algumas maneiras, e alguns são facilmente identificados. Com a intenção de ajudar a entender como eles funcionam na prática, preparamos vários exemplos. Ao compreendê-los, você pode se proteger melhor e evitar cair em fraudes desse tipo. Confira!

    Desconfie de assuntos urgentes

    Se chegou um email estranho a sua caixa, ou recebeu uma mensagem de celular pedindo urgência para resposta, desconfie. Muitos dos golpes de phishing utilizam esse artifício para enganar.

    Portanto, se o banco precisa urgentemente que suas informações sejam encaminhadas por celular, ou ainda, se você ganhou um sorteio que o prêmio só pode ser retirado caso sejam indicados alguns dados, saiba que há grandes probabilidades de ser um ataque.

    Suspeite de produtos milagrosos

    Sabe quando chegam aquelas publicidades de produtos milagrosos, ou então, com preços muito distantes do que se pratica no mercado? Preste atenção e evite se empolgar com eles, em geral, é golpe.

    Portanto, não interaja com esse tipo de email ou propaganda para se esquivar de problemas ou fraude. Com cuidados como esse, você pode usar a internet de forma tranquila.

    Dê atenção aos links e anexos suspeitos

    Muitos ataques de phishing inserem anexos e links em suas estratégias. Eles podem comprometer o desempenho de seu sistema e deixar vulneráveis informações importantes para você ou sua empresa.

    Portanto, caso receba um email suspeito, evite clicar em links ou baixar os anexos que vêm com eles. Sempre examine com atenção todos os elementos suspeitos. Se não conhecer quem enviou e tiver dúvida da procedência das informações, feche-o.

    Como identificar os golpes de phishing?

    Além dos exemplos dados anteriormente, existem algumas dicas que auxiliam na identificação de um ataque de phishing. Por exemplo, é comum que utilizem meios de comunicação de empresas confiáveis.

    Assim, uma boa forma de identificar um golpe desse tipo é pelo endereço de email. Em geral, os criminosos usam o nome da empresa de confiança, mas com um domínio diferente, que acaba entregando o ataque.

    Há vários indícios de ataque no assunto das mensagens, também. Se for sensacionalista, informando que a conta bancária foi suspensa, que você entrou em uma seleção para superpromoções e outros, é bom desconfiar.

    Além desses indicativos, há vários outros que podem ajudar a identificar os golpes. Por exemplo, erros de ortografia, informações de contato, muita urgência para obter a resposta, ameaças ou similares podem ajudar a reconhecer o phishing.

    Como evitar um ataque de phishing?

    Para se proteger desse tipo de ciberataque, é necessário contar com alguns cuidados básicos no seu dia a dia. Siga a leitura e confira quais as melhores maneiras de prevenir um ataque de phishing.

    Conheça as técnicas de phishing

    Como todo o ambiente digital, os ataques virtuais também estão em constante evolução. Se você não fica por dentro das novas estratégias em uso, é provável que se torne uma das vítimas dessa situação.

    Por isso, vale buscar os principais canais de informação, entendendo por meio deles quais são as boas maneiras de se proteger. Além disso, para gestores de empresas, é fundamental passar por algum recurso específico, como treinamento e conscientização de segurança, a fim de repassar para a equipe quais as melhores práticas do mercado.

    Tenha cuidado ao clicar

    Navegar por sites confiáveis não causa problema na hora de clicar em um ou outro link. Entretanto, quando está em páginas desconhecidas, é importante tomar cuidado com os emails aleatórios ou mensagens instantâneas.

    Antes de realizar um clique, é possível passar o cursor sobre o link e verificar se o diretório encaminha para onde você pretende seguir. Um email de phishing, por exemplo, pode alegar ser de uma empresa legítima, mas quando você clica no link destacado, é encaminhado para um site totalmente alheio ao conteúdo proposto na mensagem.

    Vale destacar que grande parte dos contatos de phishing por email começam com “prezado cliente”, então, é importante ficar alerta com esse tipo de conteúdo.

    Use uma ferramenta antiphishing

    Os navegadores de internet mais comuns já contam com uma barra de ferramentas com esse recurso. Ela consegue executar verificações rápidas nos sites que você está visitando e compara com as listas de sites de phishing que já foram mapeados.

    Desse modo, ao se deparar com algum site malicioso, a barra de ferramentas vai alertar sobre os riscos. Essa é apenas uma camada inicial de proteção contra esse tipo de golpe, mas é fácil de instalar e seu uso é gratuito.

    Faça algumas verificações de segurança no site

    Antes de fornecer qualquer informação pessoal para algum site, você pode tomar alguns cuidados de segurança digital. O primeiro deles é verificar se o site começa com “https” e conta com o ícone de cadeado fechado perto da barra de endereço da página.

    Caso queira adotar uma postura ainda mais cautelosa, é possível verificar o certificado de segurança do site. Se o seu navegador acusar algum tipo de risco na página que você está tentando acessar, não abra.

    Além disso, não é recomendado baixar arquivos de email ou do próprio site. Em qualquer deslize como esse, os seus dados pessoais podem ser acessados facilmente por cibercriminosos.

    Verifique regularmente sua conta online

    Esse é um cuidado particularmente importante para quem tem acesso a diversas contas online com informações relevantes. Seja por conta dos dados pessoais, seja pelos dados bancários, informações de contato ou endereços, é importante proteger essas informações dos criminosos.

    A troca de senhas regularmente também é uma prática recomendada. Quanto às questões bancárias, vale acompanhar mensalmente por meio de extratos, quais as principais movimentações e se elas não envolvem alguma transação fraudulenta.

    Mantenha o navegador atualizado

    Constantemente, novos patches de segurança são lançados para os navegadores mais utilizados. Esse recurso é lançado como resposta às brechas que são descobertas por profissionais de TI. Se você frequentemente ignora o processo de atualização dos navegadores, corre o risco de estar com um sistema defasado para o surgimento de novas técnicas de ataques virtuais.

    Conte com um firewall

    Um firewall de qualidade atua como buffer entre você, seu equipamento e invasores externos. Existem dois principais firewalls que se pode utilizar: um de desktop e um de rede.

    O primeiro funciona como um software, enquanto o outro atua como um hardware. Quando utilizados juntos, eles funcionam para reduzir os riscos de criminosos se infiltrarem na sua rede ou computador.

    Viu como é importante adotar algumas estratégias para proteger seus dados no ambiente digital dos casos de phishing? Além de oferecer mais tranquilidade quanto ao uso dos canais disponíveis, você evita cair em golpes e deixar informações importantes vulneráveis para os criminosos, oferecendo mais proteção para os dados da organização.

    Quer continuar aprendendo sobre como manter a segurança das suas informações e da empresa? Então, entenda por que você não deve comprar lista, e sim, ter o seu banco de dados para email marketing.

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!